WhatsApp Pay começa a funcionar em breve, segundo Presidente do Banco Central

Será que finalmente teremos o pagamento diretamente via WhatsApp? O serviço do chegou a ser lançado em junho, entretanto, o Banco Central […]

Será que finalmente teremos o pagamento diretamente via WhatsApp? O serviço do chegou a ser lançado em junho, entretanto, o Banco Central barrou a ferramenta. 

Na última segunda-feira (16), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou em entrevista de imprensa sobre o Pix, que os pagamentos via WhatsApp devem entrar em funcionamento em breve

“WhatsApp vai entrar, vai começar fazendo P2P em breve. Eu tenho conversado bastante com o CEO do WhatsApp, inclusive ele tem me dito que o processo no Banco Central foi mais rápido do que em outros países”, declarou.

Embora o presidente do Banco Central não tenha provisionado datas, em breve o modelo P2P inaugurará as transferências. 

“Então a gente está avançando bastante com o processo, vai começar com P2P (pessoas físicas para pessoas físicas) e depois vai fazer P2M (transferência entre pessoas e  estabelecimentos). Nossa única preocupação é passar por todos os critérios de aprovação e que a gente tenha sistema que fomente competição, do mesmo jeito que estamos conversando com Google e com outros”, concluiu.

Segundo Campos Neto, o Banco Central está conversando com o Google e outras big techs, além do próprio WhatsApp. Uma vez que o mercado brasileiro é muito amplo e com grandes oportunidades de digitalização.

O que fez o Banco Central, na época, suspender WhatsApp Pay?

O WhatsApp Pay, anunciado em 15 de junho, proporcionaria ao público brasileiro maior facilidade de transferências financeiras. Assim, as transações poderiam ser feitas através do aplicativo, contando com os cartões, utilizando os sistemas de pagamentos existentes da Visa e da Mastercard.

Após anúncio do WhatsApp Pay, no dia 23 de junho deste ano, o Banco Central suspendeu o serviço anunciado. A fim de passar por um processo de autorização.

Durante este período, fontes próximas, destacaram o principal motivo da suspensão. O lançamento do Pix, que seria anunciado em breve, poderia ser afetado negativamente pelo novo meio de transferências.

Decerto, essa possibilidade, embora não confirmada, faz todo sentido. Uma vez que, o WhatsApp é utilizado em todo o país e poderia facilmente atrapalhar a adesão do Pix. 

De fato, há semelhanças entre o Pix e o WhatsApp Pay. Ambos serão gratuitos entre pessoas físicas e podem ser tarifados ao envolver empresas. 

Quando o WhatsApp Pay começa a funcionar? 

Como citado, essa foi uma resposta que Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, não deixou cravada.

Segundo ele, a nova funcionalidade começará a funcionar em breve, mas sem qualquer data definida. 

O que você acha dessa possibilidade? Será que o Banco Central realmente fará a liberação do uso do WhatsApp Pay em breve? 

Acompanhe a Escola de E-commerce e fique por dentro de todas as novidades sobre o assunto!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário