Scan & go: conheça esta tendência que está crescendo no Brasil
Banco Central barra pagamentos via WhatsApp

Voice commerce: o que é, como funciona e por que utilizá-lo?

Publicado em: • Última Atualização:

Como se sabe, o comportamento do consumidor está em constante mudança, principalmente com as novas tecnologias e como elas influenciam as empresas. Uma dessas tecnologias que está mudando o hábito dos usuários é o voice commerce. Assim, com o objetivo de tornar a experiência de compra cada vez mais relevante para a fidelização do cliente, empresas devem estar atentas a tal estratégia.

O voice commerce alia a automação com a praticidade, fazendo com que usuários possam escolher produtos ou serviços utilizando aplicativos ou assistentes de voz. O estudo Future Retail 2017 apontou que 20% dos nortes americanos usam sistemas do tipo como a Alexa, da Amazon.

Ou seja, se você têm a intenção de acompanhar as tendências de mercado, é necessário saber mais a respeito do assunto. Por isso, criamos este artigo para que você entenda tudo a respeito do voice commerce para começar a utilizá-lo já em seu negócio! Se não quiser perder nenhum detalhe, fique atento à leitura abaixo. Confira!

O que é voice commerce e como funciona?

Se antes o mobile first era o foco, agora temos o voice first. O voice commerce é, de forma resumida, parte do processo de busca e compra de produtos ou serviços no ambiente digital ativado inteiramente ou parcialmente por meio da voz. Ou seja, o usuário não tem mais a necessidade de procurar algo em seu navegador da internet por meio da digitação.

Qual a importância do voice commerce?

Todos os varejos digitais podem se beneficiar, mas alguns estudos como da Elastic Path apontam o benefício, principalmente, para itens de supermercado, beleza, saúde, livros, músicas, filmes, acessórios e roupas.

Isso se dá pelo fato de facilitar a busca de produtos, pois, ao invés de ter que digitar uma frase completa que pode demorar, o usuário deve somente falar o que precisa. Isso, além de propiciar a melhora na experiência do cliente também aumenta o tempo total de busca/compra dos e-commerces.

Outro ponto levantado pela pesquisa mencionada é que consumidores esperam, em um período de até 12 meses, que lojas virtuais invistam em compras por voz (57%), entrega no mesmo dia (75%) e ótima experiência de compra mobile (63%).

Logo, se sua empresa já utiliza machine learning ou chatbots, saiba que o voice commerce é uma evolução de tais técnicas e, desse modo, a intenção é trabalhar com o mesmo foco desses softwares, mas agora com o recurso de voz.

Quais são suas características?

Suas características mudam bastante a forma dos clientes adquirirem bens, sejam eles materiais ou não. Veja a seguir algumas delas.

Nova experiência de compra

Como já dissemos, o voice commerce vai mudar a forma de os clientes buscarem por produtos e de realizarem suas compras, simplificando o processo e tornando-o mais prático.

Vantagem recorrente

Por facilitar o processo de compra, isso faz com que o cliente observe maior vantagem durante sua jornada de compra e, por isso, é mais fácil que seja fidelizado.

Tecnologia

Consumidores admiram empresas que investem em tecnologias para facilitar sua experiência de compra. Logo, fazendo isso, certamente sua empresa será reconhecida pelo pioneirismo diante da concorrência.

Tempo

Os novos hábitos dos consumidores apontam que tempo é muito relevante para eles. Logo, não seria um benefício poder comprar algo por voz enquanto estão digitando um e-mail do trabalho ou trocando de roupa? Certamente sim!

Quais são os principais desafios do voice commerce?

Um dos principais desafios é tornar o uso do voice commerce mais comum para que haja uma aceitação maior por parte dos consumidores e, consequentemente, confiança no processo. Ainda que usuários estejam buscando cada vez mais ferramentas tecnológicas para facilitar suas compras, eles também precisam aprender a utilizá-las.

Isso significa que as empresas precisam criar conteúdos ou materiais educativos, mostrando como o uso do voice commerce será benéfico para sua jornada de compra, assim como a organização deve estar pronta tecnologicamente falando para tal demanda.

Logo, você pode investir em artigos para seu blog, criando, inclusive, reconhecimento pelo pioneirismo e autoridade no assunto. Para isso, é importante que a área de conteúdo de sua empresa esteja preparada para criar pautas relevantes para sua persona.

Desafios também aparecem para a área de marketing que deve se adaptar para aplicar promoções aos seus produtos. É importante salientar que não é somente o processo de venda que muda, mas também como as campanhas são feitas e as compras processadas.

Outro ponto a se destacar para a área de marketing é como trabalhar a estratégia de SEO ao utilizar o voice commerce. Para isso, é importante que haja uma mudança na linguagem que deve ser mais natural e concentrada em perguntas, além de utilizar termos populares em pesquisas por voz.

Isso significa que esse tipo de tecnologia necessita também de uma equipe de TI, que possa oferecer aos clientes confiança e privacidade nas informações de usuários.

Quais são as principais tendências do voice commerce?

Ainda que seja uma tecnologia nova, ela está crescendo bastante, principalmente com a evolução da Alexa e do Google. Por isso, algumas tendências podem ser apontadas:

  • menor tempo utilizado para busca de conteúdos, produtos ou serviços;
  • utilização para encontrar serviços perto de casa como delivery;
  • empresas que já utilizam esse tipo de solução para conseguir obter insights;
  • reconhecimento por voz que tende a ser cada vez mais natural e mainstream.

Se você quer estar à frente da concorrência e oferecer uma experiência que facilite consumidores a buscarem a fidelização com sua empresa, então não se pode negar a relevância do voice commerce. Ainda que sua utilização seja um pouco tímida, as pesquisas mostram o seu crescimento exponencial, principalmente com grandes empresas que a utilizam e acabam se tornando referência no mercado.

Sendo assim, comece já a buscar tecnologias para implantar o voice commerce em sua loja virtual e estude todas as outras áreas que serão impactadas, como marketing, vendas, TI e atendimento ao cliente. Com isso, além de melhorar as vendas, você também ganhará reconhecimento no mercado pelo investimento realizado.

Quer receber mais conteúdos como este e continuar antenado nas principais dicas e novidades a respeito do mercado eletrônico? Então, não deixe de assinar nossa newsletter e receba tudo em primeira mão!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Voice commerce: o que é, como funciona e por que utilizá-lo?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *