7 Erros que você não pode cometer ao fazer suas ofertas na Black Friday
Como fazer slogan para empresa? 7 ferramentas grátis para usar

Você sabe quais são os melhores marketplaces para vender?

Publicado em: • Última Atualização:

Imagine ter seus produtos expostos em grandes lojas como Americanas, Submarino ou Magazine Luiza. Vê vantagem nessa ideia? Pois é, muita gente tem percebido os benefícios de anunciar em plataformas vinculadas a grandes empresas. Mas você já sabe quais são os melhores marketplaces disponíveis para o seu negócio?

Neste artigo, vamos mostrar como funcionam os marketplaces, indo bem além daquela definição de que eles são como um shopping center na internet. Apesar de a explicação ser coerente, há muito mais que você precisa saber se quiser ter sucesso no seu empreendimento online.

Queremos apresentar as empresas que têm portas abertas para vendedores como você. Por isso, preparamos uma lista especial com os marketplaces que estão se destacando no mercado digital. Não deixe de ler até o fim para conhecer todos!

O que é marketplace?

O marketplace pode ser definido como uma plataforma que reúne diversas lojas virtuais em seu espaço. Como esse site costuma pertencer a uma grande empresa digital, ela “empresta” seu nome e seu espaço para o lojista — também chamado de seller — em troca de uma taxa de serviço e uma comissão por cada venda realizada.

Lembra das grandes lojas citadas no início do texto? Ao procurar por um item em alguma delas, você vai perceber que são exibidas diversas opções de revendedores. Por exemplo, ao buscar um produto no Submarino, você verá que ele pode ser “vendido e entregue pela loja do João” ou “vendido pela loja do João e entregue pelo Submarino”. Entendeu a dinâmica?

Essa forma de negócio tem atraído muitos empreendedores digitais, já que é extremamente versátil e pode ser combinada com outras formas de comércio eletrônico. Em geral, os markets também contam com um design muito intuitivo e de fácil manuseio, conquistando quem ainda está iniciando na área e tem pouca afinidade com programação de sites.

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae em 2016 mostrou que 24% dos microempreendedores digitais usavam um marketplace para divulgar seus produtos. No entanto, é importante lembrar que essa modalidade de comércio eletrônico não é idêntica ao e-commerce. Você sabe por quê?

Qual é a diferença para o e-commerce?

Não se engane: existe sim diferença entre e-commerce e marketplace. Apesar de os dois terem como finalidade as vendas na internet, o e-commerce é um site exclusivo da sua empresa. Essa loja online pode estar em uma plataforma com modelo pronto ou ser desenhada especificamente para sua marca.

Apesar de serem dois segmentos diferentes, é possível integrar sua loja virtual aos melhores marketplaces do Brasil por meio de ferramentas específicas. Com isso, todos os produtos do catálogo do seu e-commerce são transferidos automaticamente para o catálogo do market.

Isso otimiza o tempo, unifica a forma de exposição dos produtos — como fotos e descrições —, além de organizar e centralizar as vendas em um só lugar, mesmo anunciando em diversos locais.

Como funciona o marketplace?

Basicamente, o marketplace funciona como uma vitrine online onde vendedores se cadastram para exibir seus produtos. O processo começa com o lojista fornecendo dados como CPF ou CNPJ, endereço e nome da loja. Também é preciso aderir a um plano que vai garantir a exposição dos produtos e a porcentagem de comissão que vai para a empresa.

Depois de feito o cadastramento, um painel vai ser disponibilizado para que os produtos sejam organizados, precificados e colocados em categorias já preestabelecidas. É importante usar fotos de qualidade e nomear corretamente os itens para que eles apareçam junto aos seus similares.

Além da parte de catálogo, o marketplace também oferece espaços específicos que mostram os status das vendas, o faturamento da loja, os produtos a serem enviados e as métricas.

Quais são as vantagens do marketplace?

É claro que vender nos melhores marketplaces pode trazer muitas vantagens aos empreendedores digitais, tanto que muitos têm aderido a essa ferramenta. Vamos ver algumas?

Visibilidade

Diferentemente do e-commerce, onde você precisa trabalhar bastante sua divulgação, atuar em um marketplace permite que os clientes cheguem até você de diversas formas. Uma delas será procurando um produto em uma grande loja online e chegando até a sua marca. A partir daí, ele pode se interessar por seus produtos e aumentar sua recompra.

Legitimidade

Uma das grandes questões em torno das compras online é a segurança da loja onde está o produto. Se você é novo no mercado, talvez esteja perdendo vendas porque alguns visitantes ainda não confiam na sua marca. Por isso, contar com a legitimação de uma grande empresa em um marketplace é vantajoso.

Custo-benefício

É claro que você vai precisar pagar taxas para fazer suas vendas, mas elas podem compensar bastante, considerando o número de clientes que você atrair por mês, seu lucro e a tranquilidade de não precisar se preocupar com a compra de uma plataforma independente.

Por isso, os melhores marketplaces para vender vão combinar taxas acessíveis, boa visibilidade e retorno satisfatório.

Alcance de nicho

Como você vai ver em nossa lista dos melhores marketplaces, muitos deles atuam em segmentos bem específicos de mercado. Isso é uma vantagem para quem empreende com produtos de nicho, afinal, é possível fazer contato com seu público de forma mais rápida e eficiente.

Quais são as desvantagens do marketplace?

Usar essa forma de vendas na web também tem algumas desvantagens e é sempre importante ter atenção a elas. Veja alguns exemplos.

Concorrência

Assim como você, muitos outros lojistas podem estar vendendo o mesmo produto na mesma plataforma. Além disso, em geral a empresa dona do marketplace também vende e entrega itens, fazendo com que muitos visitantes escolham comprar na loja “mãe”, e não em um revendedor.

Então, como se diferenciar? As dicas principais são buscar trabalhar com públicos segmentados e oferecer um serviço de qualidade que se destaque e receba boas avaliações.

Captação de clientes

Ao mesmo tempo que estar em um grande shopping virtual pode levar consumidores até você, pode ser que você não se beneficie tanto por pagar uma taxa alta e não conseguir alcançar seu público. É interessante buscar também marketplaces segmentados, caso seu nicho de mercado seja mais específico.

Limitações

A maioria dos marketplaces brasileiros tem regras um pouco rígidas, principalmente relacionadas ao pagamento. Por exemplo, mesmo que você finalize uma venda e entregue o produto, por vezes vai ter que esperar até o prazo de liberação dos valores. Por isso, é importante sempre conhecer as normas e se programar.

Quais são as boas práticas do marketplace?

Para começar a vender seus produtos em um marketplace, o ideal é adotar algumas boas práticas que vão facilitar que seus objetivos de conversão sejam alcançados. Tendo elas em mente, você já sai na frente de muitos concorrentes.

Fotos de qualidade

As fotos, em geral, são o primeiro contato que o visitante de um marketplace tem com seu produto. Por isso, invista em imagens de qualidade e que explorem todo o potencial dele. Não deixe de apresentar cada item em vários ângulos e cores; quanto mais detalhes, melhor. É desse jeito que seu catálogo pode se destacar e ganhar mais visibilidade.

Descrições fiéis

Comprar na internet ainda pode ser um desafio para muita gente que não sente segurança nesse processo. É preciso ganhar a confiança do consumidor e uma estratégia para isso é fornecer o máximo possível de informações sobre cada produto. Assim, o visitante da sua loja não vai ficar em dúvida sobre o item que está adquirindo e nem vai desistir da compra por falta de detalhes.

Títulos estratégicos

Pensar e pesquisar os melhores títulos para os seus produtos pode fazer muita diferença na hora de atrair visitantes à sua loja. Use técnicas de SEO para descobrir quais são as palavras e termos mais estratégicos que vão ranquear melhor seu catálogo e fazer seu marketplace ser mais acessado.

Atendimento eficiente

O que muito se vê no comércio eletrônico são clientes insatisfeitos com o atendimento online das lojas onde realizaram suas compras. Muitas empresas deixam sua clientela praticamente desamparada, sem informação, satisfação e contato. Oferecer um atendimento de qualidade e personalizado fará com que você conquiste seu público e ganhe pontos no mercado digital.

Quais são as opções?

Se você quer alavancar seu negócio virtual, já sabe que pode contar com um shopping center virtual. Mas o sucesso como seller também vai depender do local que você escolher para anunciar. Por isso, vamos falar um pouco sobre os melhores marketplaces do Brasil. Assim, você vai poder analisar qual opção é a ideal.

Mercado Livre

Vender no Mercado Livre é um dos primeiros caminhos que vendedores procuram na internet, já que a plataforma é gigantesca, reúne diversas categorias de produtos e já é legitimada entre os compradores brasileiros. O cadastro é simples e é possível vender produtos a partir de R$ 6.

No Mercado Livre não é preciso pagar nenhuma taxa para anunciar, porém, se você quiser que seu anúncio tenha mais visibilidade, vai precisar pagar uma tarifa caso o item seja vendido. O valor varia entre 11% no plano Clássico e 16% do preço da venda no plano Premium. Caso o anúncio tenha valor inferior a R$ 120, ainda é cobrado um adicional de R$ 5.

Via Varejo

Se você ainda não conhecia esse nome, saiba que o conglomerado Via Varejo reúne grandes empresas como Extra, Casas Bahia, Pontofrio, Pontofrio Atacado e Barateiro.

Esse marketplace pode proporcionar ao seller um número significativo de visitas por mês, já que a loja estará nos maiores portais de comércio online do país. A vantagem de oferecer no Via Varejo é centralizar o catálogo que vai ser acessado por consumidores de diversas lojas.

Uma inovação da rede pode fazer com que esse seja um dos melhores marketplaces para você vender. Trata-se de um ambiente virtual nas lojas físicas que permite a exposição e compra de todos os produtos que estão nos sites. Interessante, não é?

Elo7

O Elo7 se define como uma comunidade de empreendedores criativos. Esse marketplace tem seu foco principal em produtos de artesanato, por isso, é muito interessante para quem atua nesse segmento.

Para começar um negócio de artesanato no Elo7, basta se cadastrar no site e montar a loja com seus produtos. Não é cobrada nenhuma taxa fixa, apenas tarifas em cima das vendas realizadas, que variam entre 12 e 18%.

A plataforma de vendas é intuitiva e facilita o manuseio de quem está iniciando no mundo do e-commerce. Artesãos que optam por vender no Elo7 também podem se beneficiar com encontros, palestras e participação em feiras e bazares.

B2W

A B2W é uma das mais tradicionais empresas de comércio eletrônico e reúne as Lojas Americanas, o Submarino e o Shoptime. Por conta dessa abrangência, esse é um dos melhores marketplaces para anunciar seus produtos. Vender no Marketplace B2W garante que muitas pessoas encontrem sua loja online, já que o tráfego nesses sites é intenso.

Entre as obrigatoriedades para que o seller possa se cadastrar estão ter um eCNPJ e emitir nota fiscal eletrônica e Certidão Negativa de Débitos. É cobrada uma taxa fixa de 16% em cima de cada venda, considerando também o valor do frete.

Magazine Luiza

O marketplace do Magazine Luiza, também chamado de Magalu, tem mais de 35 milhões de acessos mensais. Para se tornar um seller da empresa, é preciso que seu cadastro seja aprovado em uma avaliação interna. É exigido que sua empresa tenha no mínimo um ano, CNPJ regularizado e nenhum débito na Receita Federal.

A taxa do Magazine Luiza é de 13%, mas pode aumentar dependendo da opção de parcelamento fornecida ao cliente e das opções de adiantamento do pagamento.

Amazon

A Amazon é uma empresa de alcance mundial que, a partir de 2017, passou a possibilitar que vendedores se integrassem ao seu marketplace pagando taxas bem baixas em relação ao mercado. É possível vender mesmo sem ter um CNPJ ou passar por uma triagem rigorosa.

São oferecidos dois planos no momento do cadastro: o primeiro cobra uma taxa de R$ 2 por venda e o segundo tem um valor fixo de R$ 19 mensais. Além disso, são descontados 10% de cada item vendido.

A empresa anunciou que a partir de agosto começaria a vender roupas no Brasil. Essa pode ser mais uma vantagem para quem quiser integrar sua loja virtual ao marketplace da Amazon. Em relação ao pagamento, ele é realizado pela Amazon a cada 12 dias úteis, independentemente do dia em que o faturamento do produto vendido for feito.

Walmart

Você sabia que o Walmart é o maior varejista do mundo? Pois é, esse fato faz com que ele seja também um dos melhores marketplaces para você anunciar e alavancar suas vendas online. A loja do Walmart pede um cadastro do empreendedor, no qual é preciso apresentar o negócio, o nicho de atuação e a presença de mercado.

Anunciar lá não custa nada! Esse marketplace cobra apenas uma porcentagem da venda. No entanto, é preciso ficar atento. Os pagamentos da loja são efetuados apenas 60 dias após cada compra e exclusivamente uma vez ao mês.

Veja como começar a vender no Walmart:

 

Cissa Magazine

Para quem atua com tecnologia, como celulares, tablets e notebooks, anunciar na Cissa Magazine é uma alternativa interessante. Esse marketplace tem foco em aparelhos eletrônicos e se diferencia por priorizar o pagamento à vista nas compras. Também é possível vender periféricos, itens de informática e acessórios como drones, cases de celular e películas.

O comissionamento da Cissa Magazine varia de acordo com a opção de pagamento que seu cliente escolher. A empresa faz quatro ciclos de pagamento aos vendedores por mês.

MadeiraMadeira

O MadeiraMadeira é um home center de grande presença no meio digital, reunindo materiais de construção e acabamento, pisos, revestimentos, móveis, iluminação, portas, janelas e muito mais.

Esse é um dos melhores marketplaces para empreendedores que desejam atuar em um segmento específico e alcançar o público-alvo com mais facilidade. O site recebe mais de 5,5 milhões de visitantes mensais.

Para vender no MadeiraMadeira, é preciso criar uma conta de parceiro e aguardar a aprovação. Não são cobradas taxas mensais, apenas por venda feita, dependendo do plano escolhido pelo seller. O valor da venda fica disponível alguns dias após a entrega.

Netshoes

A Netshoes é o maior e-commerce de lifestyle esportivo da América Latina e também conta com um marketplace para você que trabalha com moda fitness e artigos esportivos. Não há nenhuma mensalidade ou taxa de adesão, o comissionamento é feito a partir das vendas da loja.

Para vender no marketplace da Netshoes, basta fazer um cadastro com informações básicas, aguardar o contato de aprovação e, em seguida, criar seu catálogo online.

Dafiti

Se você está em busca de um marketplace de moda, o da Dafiti pode ser a melhor opção para o seu negócio online. A empresa integra o Global Fashion Group — uma rede internacional de lojas de moda online — e é a maior loja online fashion da América Latina. Essa rede inclui ainda a loja Kanui, de produtos esportivos, e a Tricae, de itens infantis, que também têm opção de marketplace.

Uma das vantagens de oferecer seus produtos na plataforma da Dafiti é que ela garante anúncios no Google e em redes sociais como Facebook e Instagram, além de contar com um SAC próprio para atendimento de clientes. A plataforma de catálogo é intuitiva e você ainda pode personalizar sua loja.

Estante Virtual

Seu negócio são livros? Pois não ache que não há uma opção para seu nicho entre os melhores marketplaces do Brasil. A Estante Virtual tem um acervo gigantesco e, para isso, conta com sellers de todo o país. Que tal fazer parte desse grupo?

O marketplace Estante Virtual oferece três planos aos livreiros: Prateleira, para até 2 mil livros por R$ 49,90; Estante, para até 20 mil livros custando R$ 89,90 e Catálogo, por R$ 159,90, para livreiros que tenham mais experiência com vendas e possuam um acervo com mais de 20 mil livros. É obrigatório passar no mínimo 90 dias no plano Prateleira.

Tanlup

Atuar no marketplace Tanlup é uma opção para ganhar dinheiro trabalhando em casa e fazendo o que gosta. O site é direcionado para designers, artesãos e empreendedores criativos que queiram participar de uma rede dinâmica.

Não é preciso pagar nada para se cadastrar e é possível vender com um plano gratuito. No entanto, para quem deseja mais exposição e assessoria, os valores variam entre R$ 15 e R$ 25 por mês, além da taxa fixa de 4,5% sobre o valor dos produtos + taxas do serviço de pagamento.

Carrefour

Por fim, o Carrefour também é uma opção entre os melhores marketplaces do Brasil. A loja online tem categorias variadas de produtos, sendo uma boa alternativa para quem busca estar em uma grande vitrine. Para vender, é preciso se cadastrar e aguardar uma avaliação dentro de cinco dias úteis.

A taxa de comissão fica a partir dos 10%, o que pode ser atrativo. Também é possível para o vendedor receber seus pagamentos duas vezes ao mês e contar com a infraestrutura de atendimento do Carrefour para resolução de problemas com clientes.

Estamos chegando ao fim do nosso guia sobre os melhores marketplaces para vender no Brasil. Nossa intenção foi mostrar a você que existem diversas ótimas opções confiáveis e vantajosas para expor seus produtos na internet.

A visibilidade que esses locais proporcionam é uma das grandes vantagens para o anunciante. O custo-benefício em geral é satisfatório, mas é preciso ter atenção em relação às limitações e exigências. Como vimos, muitas empresas são rigorosas quanto ao cadastro e às boas práticas de venda que devem ser seguidas. Entretanto, isso é fundamental para que o consumidor tenha segurança na hora da compra.

Se você é um empreendedor digital, com certeza já percebeu que pode usar essas vitrines virtuais tanto como alternativa para expor seus produtos sem precisar gerenciar um e-commerce quanto para agregar valor à sua loja online e alavancar seus negócios. Encorajamos você a conhecer mais sobre esse universo e saber como ele pode beneficiá-lo.

Gostou deste conteúdo? Quer aprender ainda mais sobre os melhores marketplaces? Caso sua resposta seja positiva, queremos compartilhar com você nosso e-book gratuito que mostra o passo a passo para anunciar nos principais marketplaces do mercado. É só clicar aqui para fazer o download.

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Você sabe quais são os melhores marketplaces para vender?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *