8 Pontos que você precisa saber antes de iniciar um e-commerce

Segundo o SEBRAE, 60% das empresas online fecham no primeiro ano.  Na maioria das vezes, medidas cruciais além da falta de planejamento […]

Segundo o SEBRAE, 60% das empresas online fecham no primeiro ano.  Na maioria das vezes, medidas cruciais além da falta de planejamento não foram devidamente respeitadas, fazendo com que o negócio não fosse adiante. 

Isso acontece porque a maior parte de novos empreendedores de lojas virtuais na pressa de iniciar a venda pulam etapas muito importantes para a saúde, sucesso e estabilidade da loja.

Continue lendo para saber sobre seu negócio para iniciar a venda online. 

8 pontos essenciais para conferir

1. Panorama de vendas online do segmento

Muitos lojistas iniciam suas vendas, mas, não tem a mínima ideia do mercado em que irão atuar.

Veja bem, não que seja necessário saber na ponta do lápis os números, mas é muito importante que seja feito um levantamento para saber de tendências, quais produtos do seu segmento tem maior destaque e os que tem mais procura no mercado. Lembre-se: você é um empreendedor que precisa disponibilizar o que está em alta e não seguir sua intuição e gostos. Estamos falando aqui de estratégias.

2. Perfil dos Compradores

Esse ponto está atrelado ao item anterior. Você precisa saber qual é o seu público. Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu planejamento. Afinal, sem clientes não há negócios e vendas. Os clientes não compram apenas produtos, mas soluções para algo que precisam ou desejam. Você pode identificar essas soluções se conhecê-los melhor. Para isso, estabeleça perguntas como:

  • Qual a faixa etária?
  • Na maioria são homens ou mulheres?
  • Qual é o seu trabalho?
  • Quanto ganham?
  • Tem costume de comprar pela internet?
  • Qual a região que se concentram? Onde moram? Região Sudeste, por exemplo.

3. Principais Concorrentes

Uma das melhores fontes de conhecimento para você poder aprender lições importantes é observar como a concorrência atua. Procure identificar quem são seus principais concorrentes. A partir daí, faça uma pesquisa e examine suas boas práticas e deficiências.

Lembre-se de que concorrentes são lojas virtuais que atuam no mesmo segmento que você escolheu para atuar.

Avaliar pontos fortes e fracos como:

  • Preço;
  • Formas de pagamento;
  • Tipo de entrega;
  • Valores de Frete;
  • Atendimento Prestado;
  • Garantias e devoluções;
  • Diferenciais.

4. Portfólio de Produtos

Descreva os principais itens que serão comercializados na loja virtual. Informe quais as categorias e subcategorias de produtos, especificando detalhes como tamanho, modelo, cor, sabores, embalagem, apresentação, rótulo, marca, etc.

Acima de tudo, seja um expert referente ao que irá disponibilizar para venda. Seja capaz de responder perguntas como:

  • O que o cliente quer do produto? Que necessidades satisfaz?
  • Como ele se diferencia dos seus concorrentes?

5. Preço

A determinação do preço deve considerar os custos do produto e ainda proporcionar o retorno desejado. Avalie sempre o quanto o consumidor está disposto a pagar, você pode verificar se seu preço será compatível com aquele praticado no mercado pelos concorrentes diretos.

6. Promoção

Mediante análise de concorrentes e seu valor de investimento para promover seu negócio, defina quando, onde e quais os melhores canais para você passar adiante. De forma efetiva, as mensagens de marketing da sua loja para seu público-alvo. Por exemplo:

  • Google Ads;
  • Facebook e Instagram Ads;
  • Envio de e-mail marketing periódico;
  • Parcerias com Blogs e Influenciadores.

7. Praça

Analisar e definir através de quais canais seu público procura pelos seus produtos além da loja virtual. Lembre-se que há ótimas opções de marketplaces para aumentar a probabilidade de suas vendas e expandir seu negócio.

8. Plataforma

Existem muitas plataformas no mercado, porém é preciso identificar as suas necessidades, expectativas e quantidade de investimento disponível.

Alguns pontos importantes que precisam de uma atenção ao escolher uma plataforma:

  • Custo;
  • Integrações com os principais Marketplaces;
  • Integrações com os principais ERPs;
  • Opções de Pagamento;
  • Facilidade nos cadastros dos produtos;
  • Ter otimização para sites de busca;
  • Possibilidade de gerar cupons de desconto;
  • Oferecer opções de Layouts atraentes e responsivos;

Não há uma fórmula mágica para empreender online, mas há passos que ajudam na elaboração de estratégias e direcionamento para o sucesso de um e-commerce. Comece seguindo esses passos que com certeza seu negócio já estará a frente de muitos outros que não terão esses pontos alinhados.

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário