Vender na Black Friday: o que fazer para destacar o seu e-commerce?

As lojas online já devem começar a se preparar para a Black Friday 2020, que ocorre em novembro. O evento acontece todos […]

As lojas online já devem começar a se preparar para a Black Friday 2020, que ocorre em novembro. O evento acontece todos os anos e é uma excelente oportunidade para os e-commerces aumentarem as vendas e aproveitarem para divulgar sua marca e conquistar novos clientes.

A data é sempre muito esperada, tanto para lojistas, que buscam aumentar suas vendas, quanto pelos consumidores, que desejam aproveitar os descontos. Mas, para que o evento seja um verdadeiro sucesso, o lojista precisa fazer um planejamento antecipado. Isso porque, durante a Black Friday, o acesso ao site aumenta consideravelmente, e, se a plataforma não estiver preparada, seu negócio vai perder vendas e ficar com uma imagem negativa.

Vale lembrar-se de que, em um mercado tão competitivo, não basta ter bons produtos em promoção, mas, sim, criar estratégias para chamar a atenção do consumidor. Neste post, vamos dar dicas de quais ações podem ser realizadas para se destacar e vender na Black Friday. Aproveite a leitura!

O que mudará na Black Friday 2020?

Segundo a E-bit Nielsen, a Black Friday de 2019 superou as expectativas e teve um faturamento de R$ 3,2 bilhões, apenas no varejo online. Mas será que podemos esperar o mesmo sucesso em 2020? A começar que o cenário econômico brasileiro e mundial sofreu uma verdadeira transformação com a chegada de um novo vírus.

Esta pandemia tem gerado uma onda de desempregos, e muitas pessoas têm visto sua renda baixar drasticamente. No início, o e-commerce sentiu os efeitos negativos do isolamento social, mas logo se recuperou e voltou a ter bons resultados.

Como as pessoas devem evitar ao máximo sair de casa, a internet se transformou no melhor canal de vendas. Esse cenário tem contribuído para o crescimento das vendas online. Então, o que esperamos este ano é que as vendas durante a Black Friday sejam muito maiores do que nos anos anteriores, inclusive as de 2019.

Qual é a importância de se preparar?

De acordo com Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, 2020 terá a maior Black Friday da história. Por isso, os e-commerces são obrigados a estar preparados para atender à demanda. Além disso, existem muitos pontos que merecem atenção e precisam ser decididos bem antes de novembro, que é a data do evento. Questões como estratégia de preço ou frete grátis, seleção de produtos, preparação dos funcionários para atender à demanda são decisões importantes e que levam tempo.

Não se antecipar não vai prejudicar apenas as vendas de seu negócio, mas a reputação de sua marca. Não adianta oferecer um produto com um excelente custo-benefício, mas não abastecer o estoque ou atrasar a entrega para o cliente. No mais, apenas com um bom planejamento, seu e-commerce terá os resultados esperados. Então, não espere chegar o final de outubro para começar a se organizar. Se ainda não começou, o momento é agora!

Como antecipar as campanhas e se preparar?

Saber como se preparar para vender na Black Friday é um grande desafio para empreendedores inexperientes, que ainda não têm muito conhecimento sobre marketing digital. Ademais, como as expectativas para este ano são altas, é normal se sentir inseguro. Por isso, é importante adiantar as campanhas e começar os preparativos para o dia da promoção. Para ajudar você nessa tarefa, separamos algumas dicas para você conseguir destaque no “grande dia”. Acompanhe!

Elabore uma Landing Page

Os consumidores tanto já aguardam a Black Friday como já sabem quais produtos querem comprar na data. Então, eles aproveitam para pesquisar quais lojas vão participar do evento para não perder o desconto. Esse fator é uma excelente oportunidade para criar iscas digitais e coletar informações de seu público.

Elabore uma landing page para recolher dados de possíveis clientes. Contudo, crie a página com antecedência, pois, dessa forma, você pode enviar e-mail marketing lembrando o público de que a Black Friday está chegando e quais serão os descontos aplicados.

Entre em contato com os fornecedores

Para vender mais na Black Friday, o estoque precisa estar abastecido. Não adianta ter bons produtos em promoção, mas poucas unidades disponíveis. Por isso, é importante entrar em contato com os fornecedores de sua loja e negociar um bom desconto. Entretanto, conseguir isso pode ser um trabalho demorado. Por esse motivo, as negociações devem começar já! Nem pense em deixar uma questão tão imprescindível para depois.

Planeje promoções reais

Muitas pessoas consideram a Black Friday uma verdadeira fraude. Isso porque é bastante comum lojistas aumentarem o preço do produto perto da data do evento e, com o desconto, a mercadoria acaba tendo mesmo valor de antes. Nesses casos, o consumidor acaba levando “gato por lebre”, pois não recebe nenhuma vantagem na compra. Se seu e-commerce não quer perder a credibilidade e ter bons resultados nesta data, crie promoções verdadeiras, que sejam realmente vantajosas para o consumidor.

Estruture bem os processos online

Para vender na Black Friday, é obrigatório deixar os processo online bem estruturados. A plataforma deve ser robusta e estável para atender aos acessos, que sempre aumentam nessa época. É bem significante desenvolver um layout personalizado, que chame a atenção do público e crie uma experiência visual diferenciada para os possíveis clientes.

Os produtos devem ter descrições completas e fotos de boa qualidade, em alta resolução. A comunicação com o cliente precisa ser clara, e ele já deve estar ciente da data de entrega de suas compras antes de finalizar a transação.

Cuide da logística

Quem já trabalha com e-commerce na prática há um bom tempo sabe da importância do processo de logística para o sucesso das vendas. Durante a Black Friday, o setor merece atenção especial. Como se trata de uma data atípica, os prazos de entrega acordados devem ser cumpridos.

Além disso, é importante cuidar da embalagem dos produtos para que eles não danifiquem durante o transporte. Facilitar o processo de devolução e troca de mercadorias é outro ponto que merece atenção, pois, com um número maior de vendas, esse tipo de ocorrência também tende a aumentar.

Precifique dentro das possibilidades da empresa

Precificar produtos corretamente é um grande desafio. Em períodos sazonais, como Black Friday, isso se torna ainda mais complexo. Para chegar a um valor interessante tanto para consumidor como para a loja, é preciso levar em consideração os custos operacionais do produto e as despesas recorrentes, além da margem de lucro.

Claro que, neste período, sua margem de lucro pode ser menor, pois esse fator é compensado pelo número maior de vendas. Mas colocar preços muito baixos somente para vender é um erro em ofertas Black Friday.

Disponibilize mais de uma condição de pagamento

As compras via cartão de crédito são muito comuns, mas nem todos utilizam o cartãozinho de plástico para fazer compras. Então, para atingir um número maior de pessoas, ofereça outras condições de pagamento, como boleto bancário e débito em conta.

Podemos somar isso ao fato de que, com a pandemia, diversas pessoas estão começando a comprar pela internet e podem ter receio de informar dados de seu cartão. Por isso, oferecer flexibilidade no pagamento é uma oportunidade de aumentar o volume de vendas e conseguir novos clientes.

Invista em divulgação

Durante a Black Friday, os clientes são bombardeados com anúncios de todos os tipos e de diversos produtos. Considerando isso, para atingir seu público, é necessário o investimento em publicidade online. Com tantas lojas virtuais participando do evento, como o consumidor vai chegar ao seu e-commerce, se não visualizar anúncio nas principais redes sociais? Para que sua propaganda seja eficiente, é importante definir um orçamento e os canais de comunicação que serão utilizados para as estratégias de marketing.

Como planejar o estoque?

A Black Friday 2020 é uma excelente oportunidade para vender produtos que estão “encalhados” e renovar o estoque. Por isso, o planejamento do estoque deve ser feito, pelo menos, com 2 meses de antecedência. É imperativo organizar tanto a quantidade quanto a variedade de mercadorias que serão ofertadas com desconto. O estoque deve ser abastecido com produtos mais vendidos, pois, em épocas sazonais, a procura por eles é maior.

Como sair à frente da concorrência?

Neste período, os lojistas do país inteiro estão querendo chamar a atenção do consumidor, e nós sabemos como a concorrência no e-commerce é acirrada. Somando isso ao fato de haver previsão da volta das lojas físicas às atividades normais em novembro, a “briga” por clientes será ainda maior.

As lojas físicas terão muitas mercadorias “encalhadas” e vão utilizar todas as estratégias possíveis para “queimar o estoque” durante a Black Friday. Então, se você quer ter um bom volume de vendas, deve sair à frente da concorrência. Como? Veja, a seguir, as sugestões que trouxemos para você!

Aproveite para incentivar o cross-selling

Essa estratégia consiste em oferecer descontos progressivos para compra de produtos que estão relacionados. Se o cliente comprou um par de sapatos e adicionou 2 pares de meia ao carrinho, a loja pode oferecer descontos para as mercadorias relacionadas, que, nesse caso, são as meias.

Uma estratégia interessante para aumentar as vendas é unir os produtos relacionados que são campeões de vendas com aqueles que estão parados no estoque há muito tempo. Dessa forma, sua loja aumenta o faturamento e vende as mercadorias encalhadas.

Crie promoções especiais para clientes fiéis

Conquistar novos clientes é importante, mas manter aqueles que são fiéis ao seu negócio é mais ainda. Então, aproveite esta data atípica para oferecer promoções especiais para eles. Vale disponibilizar cupons com um desconto maior até um preço especial naquele produto que não entraria em promoção. Esse tipo de estratégia melhora a imagem da marca na cabeça do consumidor, o que influencia em decisões de compra futuras.

Treine sua equipe de atendimento

A qualidade do atendimento é um dos fatores que mais pesa na decisão de compra do cliente. É comum o consumidor pagar até mais caro em uma loja porque ficou satisfeito com a forma pela qual foi atendido. Atender bem é obrigatório em lojas online também. Então, é importante que as dúvidas do cliente sejam solucionadas em tempo hábil. O atendente deve procurar entender suas necessidades e oferecer a melhor solução sempre.

Tenha uma estratégia de pós-venda

Apesar do sucesso nas vendas durante este período, é comum que as lojas se esqueçam de buscar feedback dos clientes. Se você quer destacar seu e-commerce entre a concorrência, não perca a oportunidade de entrar em contato com seus consumidores no pós-Black Friday. Este é o momento ideal para fazer pesquisas sobre a qualidade no atendimento, a satisfação do cliente com a qualidade do produto e os prazos de entrega e diversos outros fatores.

Com as respostas dos clientes em mãos, você consegue identificar gargalos e traçar estratégias para resolver essas questões na próxima edição da Black Friday. Além disso, realizar a pós-venda é uma forma de fortalecer sua marca e melhorar o relacionamento de seu negócio com o público.

Quais erros devem ser evitados?

Como já citamos ao longo do post, muitos brasileiros consideram esta data uma “black fraude”. Um dos principais motivos são os descontos irreais e as porcentagens de desconto tão baixas que mais parecem piada. Outro erro bastante comum é não oferecer descontos interessantes para os produtos mais vendidos. Quando isso acontece, o consumidor entende que a loja não está preocupada em agradar ao cliente, mas somente em ter lucros.

Pecar no atendimento e ter um site instável, que demora a carregar ou sai do ar, são outros erros graves e que devem ser evitados. Se seu e-commerce quer vender na Black Friday e ganhar a credibilidade do cliente, não cometa esse tipo de erro. Lembre-se de que, pior que ter prejuízos financeiros, é ter a imagem de seu negócio comprometida, pois é muito difícil ganhar a confiança do consumidor novamente.

Se você precisa de dicas para ter uma plataforma robusta e segura para divulgar suas promoções e vender na Black Friday, além do restante do ano, a Escola de E-commerce pode ajudar. Temos diversos conteúdos para ajudar você a fazer uma boa gestão de sua loja!

Este post foi suficiente para ajudar você a destacar seu e-commerce na vender muito nesta Black Friday? Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário