Vender móveis online: por que o marketplace é uma boa alternativa?

Aumentar as vendas é algo que todos os lojistas desejam. No entanto, atrair a atenção dos clientes está cada vez mais caro […]

Aumentar as vendas é algo que todos os lojistas desejam. No entanto, atrair a atenção dos clientes está cada vez mais caro e concorrido — mas existe um atalho para resolver esse problema.

Usar os marketplaces para vender móveis online pode ser extremamente benéfico. Configurar uma conta é fácil e você obtém acesso instantâneo a um grande número de clientes em potencial. Aqui estão alguns dos principais motivos para criar sua conta ainda hoje!

A importância de vender em marketplaces

Muitos empresários evitam investir em marketplaces por considerar que as taxas de venda são abusivas. Porém, esse raciocínio não considera todos os benefícios que uma plataforma oferece.

Grandes empresas, como Mercado Livre, Amazon, B2W e várias outras, oferecem toda a estrutura necessária para converter o máximo possível de clientes. Além, é claro, de grandes orçamentos para compra de tráfego.

Ter um site próprio é muito importante (e você pode até vender mais barato), mas ter o melhor preço da internet não é garantia de vendas. O mais importante é mostrar sua oferta para o cliente certo no momento certo.

Agora, imagine a seguinte situação: você quer comprar uma nova mesa para sua cozinha. Qual o melhor local para fazer sua pesquisa na internet?

No Google, onde teremos uma infinidade de sites semelhantes e desconhecidos? Ou em um marketplace que você já confia e sabe que estão as melhores marcas e ofertas?

A decisão de escolher o marketplace parece óbvia — e é exatamente isso que acontece. Comprar em uma plataforma conhecida é muito mais fácil. Veja a seguir outras vantagens para lojistas.

Números incríveis

Em 2018, o Mercado Livre divulgou alguns dos seus números. Ele é o maior site de e-commerce do Brasil, com 52 milhões de visitantes no mês. Em apenas 1 segundo, são realizadas 6 mil buscas e 9 vendas na plataforma.

Lembrando que esses números devem estar ainda maiores atualmente. Se esse é o poder de apenas uma plataforma, imagine todos os grandes marketplaces somados. E sim, sua empresa pode estar em todos eles usando um integrador de e-commerce.

Comissão por venda

A grande maioria dos marketplaces cobra somente por venda. Isso é de grande ajuda para pequenos lojistas, ou para empresas que querem validar alguma oferta. Com uma comissão fixa por venda, é muito mais fácil prever os custos e definir suas margens de lucro.

Solução de logística

Você não precisa perder tempo com contratos ou cotações de frete, pois as plataformas já oferecem uma solução de envio prática (e com o menor custo possível). Lembrando que quanto mais produtos são enviados, menor é o custo do frete. 

No caso de produtos maiores, como móveis, também existe a opção de combinar o envio diretamente com o cliente. Existem, inclusive, marketplaces voltados para esse segmento, como o MadeiraMadeira.

Confiança dos compradores

Uma das maiores dificuldades de novos lojistas é conquistar a confiança dos clientes. Em um marketplace, o usuário pode escolher a melhor oferta sem o risco de ser enganado. A plataforma garante o recebimento do produto ou o dinheiro de volta.

Estrutura robusta

Após realizar diversos testes com milhões de usuários, as plataformas sabem qual a melhor estrutura (de layout e navegação) para converter visitantes em compradores. Além disso, sua empresa não precisa aumentar os custos com sistema para suportar mais vendas.

Outro benefício é o foco no mobile. Segundo um estudo, 7 em cada 10 consumidores fazem compras pelo smartphone. Os marketplaces sabem disso e praticamente todos têm aplicativos para oferecer a melhor experiência de compra.

Baixo investimento

Considerando todos os benefícios acima, a comissão paga por venda é extremamente vantajosa. Se você ainda está com dúvidas se deve investir nos marketplaces, saiba que a Apple já possui uma loja oficial no Mercado Livre.

Se eles (com todo seu poder de marca e verba ilimitada para anúncios) estão aproveitando os benefícios, por que sua loja não deveria?

Dicas para aumentar suas vendas em marketplaces

A verdade é que existe outro fator muito relevante nas plataformas: concorrência. São inúmeras empresas lutando para conquistar sua fatia do bolo. No entanto, isso não significa que os marketplaces estão saturados.

Lembre-se de que a todo momento os visitantes estão procurando por bons negócios. E para estar no topo das listas, nem sempre o preço é o principal fator. Existem outros pontos para estar atento. Confira!

Comece pelo básico

Tudo começa com uma boa oferta. Qual o seu diferencial em comparação com os outros anúncios do marketplace? Se o diferencial for relevante para o cliente, você terá vendas — mesmo com uma loja nova (ainda sem reputação).

As plataformas também são um bom terreno para testes, visto que não há custos extras além da comissão por venda.

Capriche nas fotos

Após elaborar sua oferta, sua empresa precisa exibi-la com qualidade aos potenciais compradores. Existe uma máxima popular: “Na internet, as pessoas não compram produtos; elas compram as fotos dos produtos”.

Por isso, não economize nas imagens do seu anúncio. Tenha fotos profissionais, com qualidade e fundo branco.

Descreva o produto em detalhes

Muitos vendedores negligenciam a descrição do anúncio. Esse é o momento de tirar todas as dúvidas e objeções dos clientes, portanto não se preocupe em ser breve. Forneça também tabelas de medidas e outras informações relevantes (como trocas e devoluções).

Atenção aos prazos de entrega

Todos os marketplaces têm uma regra em comum: entregue o produto o mais rápido possível. Esse prazo normalmente é de 24 horas após a confirmação do pagamento, mas para evitar problemas, verifique as políticas do site antes de publicar seus anúncios.

Procure também outras transportadoras (além dos Correios) que podem oferecer serviços mais vantajosos.

Prefira o frete grátis

De acordo com o Mercado Livre, anúncios com frete grátis vendem mais. Por isso, a empresa obriga seus vendedores a oferecer frete grátis para produtos acima de R$ 99.

Ofereça um bom atendimento

Atender bem ao cliente não é apenas responder todas as perguntas. É também emitir nota fiscal, enviar o produto em uma embalagem segura e realizar trocas ou devoluções.

Com uma boa oferta e seguindo todas essas dicas, sua loja entrará em um ciclo virtuoso:

mais vendas > melhor reputação da loja > topo das listas > mais visitantes nos anúncios > mais vendas

Esperamos que esse artigo tenha te convencido a vender móveis online com a ajuda dos marketplaces. Mesmo que você ainda não queira entrar de cabeça, vale a pena cadastrar alguns produtos e testar os resultados por conta própria.

Sua empresa ainda não tem um e-commerce? Então, antes de mais nada, veja este guia completo de como iniciar suas vendas online!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário