Quer saber como vender em marketplace? Veja nossas 8 dicas

As melhores práticas para vender em marketplace apresentam diferenciais em relação àquelas usadas para divulgar a sua loja virtual. Os usuários que […]

As melhores práticas para vender em marketplace apresentam diferenciais em relação àquelas usadas para divulgar a sua loja virtual. Os usuários que acessam as plataformas têm à disposição várias opções de empresas que podem vender o mesmo produto. Para atrair os clientes, é necessário cuidar de pontos como a reputação e o atendimento.

Para você ter uma ideia do alcance dos marketplaces, conforme o estudo 42º Webshoppers, com dados do e-commerce brasileiro, as plataformas representaram 78% do faturamento das lojas virtuais do país no primeiro semestre de 2020. O crescimento foi de 56% em relação ao mesmo período de 2019.

A seguir, nós explicamos as principais sugestões para vender em marketplace. Confira!

Por que é importante se planejar antes de iniciar no marketplace

Ao iniciar no marketplace, é importante conhecer as condições oferecidas pelas plataformas e então avaliar se elas estão alinhadas aos objetivos da sua loja. Um dos requisitos que você precisa considerar é a cobrança de uma comissão depois da venda do produto. Essas taxas são cobradas devido à intermediação da operação.

Dessa maneira, o marketplace custeia a manutenção da plataforma, a infraestrutura oferecida e a emissão de notas fiscais aos compradores. A retribuição também paga as despesas do marketplace com a gestão financeira dos lojistas e com ações de marketing, por exemplo.

Também é fundamental avaliar quais são as formas de pagamento que o marketplace oferece às lojas. Os comerciantes precisam saber se a quantia é repassada assim que é recebida ou se demora 30 dias. Em caso de parcelamento pelo cliente, verifique se o pagamento ao comerciante é realizado de maneira integral ou em prestações.

Quais os diferenciais do marketplace que podem aumentar as vendas

As plataformas de marketplace oferecem ao consumidor a confiança que o vendedor iniciante no mercado ainda não tem. Os clientes tendem a ficar mais confortáveis para realizar as compras dos seus produtos, diante da imagem de um marketplace reconhecido no mercado.

Além disso, é possível obter uma vitrine virtual para apresentar os seus produtos para um público que a sua empresa não iria alcançar de forma individual. As plataformas ainda oferecem recursos como a flexibilidade do leiaute, a facilidade de navegação para o usuário e o campo para comentários da clientela sobre os seus produtos.

O marketplace ainda ajuda a entender informações importantes sobre o seu público-alvo. O vendedor tem acesso a dados dos produtos que são mais visitados e em qual ponto os visitantes abandonaram o carrinho. Você também pode saber qual é a estratégia para definição de preço mais efetiva.

Os vendedores podem se beneficiar com os custos para iniciar as vendas no marketplace, que são convidativos. Além disso, já que as plataformas realizam a cobrança de taxas somente quando a loja começa a vender, não é necessário fazer investimentos prévios sem a segurança de retorno.

8 dicas de como vender em marketplace

O sucesso das vendas da sua loja no marketplace depende de fatores como o preço cobrado, os anúncios atrativos, o relacionamento construído com o consumidor, a criação de promoções e o conhecimento sobre as práticas dos seus concorrentes. Entenda mais detalhes adiante.

1. Conheça o seu público

Uma das questões principais é conhecer quem são os seus perfis de clientes ideais, as chamadas personas. Saiba quais são as preferências do seu público e os seus comportamentos de consumo antes de escolher a plataforma de marketplace. Veja se o seu cliente usa a plataforma que você tem interesse para que tenha mais chance de vender.

2. Não use o conteúdo do fornecedor

De outro modo, um erro que pode atrapalhar as vendas é usar as imagens e descrições que foram encaminhadas pelo fornecedor dos produtos. Dessa forma, os consumidores encontram no marketplace itens com as mesmas características e não conhecem os diferenciais da sua loja. Por isso, é importante criar o próprio conteúdo para se destacar.

3. Faça anúncios atrativos

Na hora de elaborar os anúncios, use a sua criatividade e pense em formas de atrair os consumidores. É interessante fazer descrições adequadas aos seus produtos e publicar fotos com boa resolução, para que os clientes consigam dar zoom e visualizar mais detalhes. As imagens também podem ter vários ângulos e informar as medidas dos itens.

É possível incluir vídeos curtos para que o cliente tenha uma visão mais completa sobre o seu produto. Lembre-se de que, diferentemente de uma loja presencial, no marketplace, o consumidor não consegue tocar e verificar presencialmente os produtos. Desse modo, explore bem todos os recursos para melhorar a experiência de compra do cliente.

4. Mantenha um bom atendimento

Tenha também atenção às perguntas e reclamações que são feitas pelos clientes. Procure sempre atender de maneira cordial e esteja disponível para tirar dúvidas.

Se um consumidor fizer uma avaliação ruim do seu produto, busque ser empático e entender os motivos. Afinal, as avaliações podem influenciar na decisão de compra de outra pessoa.

5. Analise o preço dos concorrentes

Faça uma pesquisa do preço que é cobrado pelas empresas concorrentes para que o valor cobrado pela sua loja não seja muito acima nem abaixo da média. Se o preço for baixo demais, o cliente pode desconfiar da qualidade do item vendido. Já se a quantia cobrada for muito alta, o consumidor pode avaliar que não vale a pena fazer o investimento.

6. Tenha atenção ao valor do frete

O valor do frete é um dos principais pontos que são levados em conta pelo consumidor na hora da compra. O cliente enxerga o frete como um custo extra.

Se a sua loja cobrar por um produto o mesmo valor usado pelo concorrente, o comprador pode decidir pelo frete mais baixo. Assim, verifique as soluções de frete e negocie com as transportadoras.

7. Estude a concorrência

O estudo da concorrência é útil para entender quais são as práticas que podem ser inspiradoras para a sua empresa e aquelas que devem ser evitadas. Veja as avaliações que são feitas pelos clientes das outras lojas e as condições das ofertas. Essa avaliação ajuda a reconhecer os pontos fortes da sua loja e a corrigir falhas.

8. Crie promoções

Para conquistar a atenção da clientela e gerar vendas, crie promoções de forma periódica. No entanto, tenha cuidado para não oferecer descontos muito altos e ter perdas. Caso não seja possível oferecer promoções, também é interessante oferecer o frete gratuito para atrair o consumidor.

De acordo com o que foi apresentado, você entendeu que as dicas para vender em marketplace não são as mesmas utilizadas para divulgar a sua loja virtual. Os clientes em potencial que visitam as plataformas podem escolher entre diversas opções de vendedores. Por isso, é preciso desenvolver um bom atendimento e se preocupar com a reputação.

Para saber como seu e-commerce pode vender mais, curta nossa página no Facebook e continue acompanhando nossos conteúdos!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário