Tudo sobre email marketing e sua importância para o e-commerce!

O e-mail marketing é uma estratégia voltada para o envio de e-mails para uma lista de contatos com o intuito de estabelecer uma comunicação direta, complementando a estratégia geral de marketing da empresa. É uma excelente forma de conectar empresas com potenciais clientes. Entenda tudo sobre o tema e a sua importância para o e-commerce.

O e-mail marketing é uma parte fundamental de uma estratégia de marketing digital, porque é uma forma da empresa ter um canal de comunicação direto com seus potenciais clientes.

Com o e-mail marketing, é possível gerar e nutrir leads, para aumentar as conversões e as vendas finais.

Isso porque o e-mail marketing tem um alcance muito grande que permite a comunicação com usuários de diversas regiões.

Por mais que muitas pessoas não acreditem mais no uso do e-mail, esse ainda é um canal que conta com milhões de usuários ao redor do mundo e as empresas não podem se dar ao luxo de não se posicionarem nesse canal.

Uma estratégia completa de e-mail contempla muitos pontos, planejamento e estratégia. Mas, os resultados podem ser incríveis.

Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber para criar uma estratégia de e-mail marketing que traga resultados positivos para o seu e-commerce.

Não deixe de conferir nas próximas linhas.

Acompanhe!

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma estratégia de marketing digital voltada para o envio de e-mails para uma lista de contatos com o intuito de estabelecer uma comunicação direta para complementar a estratégia geral de marketing da empresa.

É uma excelente forma de conectar empresas com potenciais clientes por meio de uma linha direta que conta com milhões de usuários no mundo todo.

Por mais que muitas pessoas pensem que o uso de e-mail está ultrapassado, pesquisas mostram que mais da metade da população mundial ainda recorre a esse canal para diferentes objetivos.

É justamente por ser uma forma de comunicação direta entre o emissor e o receptor da mensagem, que o e-mail é uma ferramenta muito poderosa para a empresa se comunicar com seus potenciais clientes.

Assim, é muito importante que as empresas façam a divulgação de produtos, envio de materiais informativos sobre o negócio e mantenham uma comunicação com regularidade, para que os usuários tenham a marca sempre em mente.

Contudo, por ser um canal de fácil comunicação e de automação, muitas empresas fazem o uso incorreto dessa ferramenta, com disparo excessivo de mensagens sem planejamento e que lotam a caixa de entrada dos usuários.

Para que isso fosse evitado, os principais provedores de e-mail, como o Google, Yahoo e Hotmail, começaram a segmentar os e-mails bloqueando os suspeitos para não prejudicar a experiência dos usuários nessas plataformas.

Assim, as empresas tiveram que se readaptar e criar estratégias mais completas e inteligentes de disparo de e-mail.

Uma parte fundamental dessa estratégia, foi a de solicitar autorização dos usuários para enviar os e-mails.

Além disso, os empreendimentos passaram a segmentar e classificar o público para que o envio da mensagem se tornasse cada vez mais relevantes e personalizadas.

Esse conjunto de novas ações é chamado de e-mail marketing.

Por que utilizar a estratégia de e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma parte fundamental de uma estratégia robusta e existem muitos motivos para que ela faça parte do planejamento estratégico para boas campanhas de marketing.

Confira abaixo alguns dos motivos que justificam a utilização do e-mail marketing nas empresas.

Alcance

Como já mencionamos, mais da metade da população mundial utiliza o e-mail para diferentes finalidades, são mais de 4 bilhões de usuários ativos nesse canal.

Isso já é motivo suficiente para fazer um correto posicionamento de marca nessas plataformas.

Ainda, o endereço de e-mail é uma parte essencial para diferentes objetivos de login em sites, que cobram um endereço eletrônico.

Portanto, o e-mail concentra uma quantidade muito grande de informações do comportamento dos usuários na internet.

Isso faz com que o alcance de pessoas por meio do e-mail marketing seja muito grande, fazendo com que o investimento nessa estratégia seja muito positivo.

Previsibilidade

Quando uma empresa planeja o envio de 100 e-mails, ela terá a certeza de que os 100 destinatários receberão a mensagem enviada.

Essa certeza só é possível se não houver algum problema técnico.

Ainda assim, essa previsibilidade não acontece em outros canais.

As redes sociais, por exemplo, não oferecem essa vantagem porque contam com um algoritmo que limita a entrega de postagens orgânicas.

Portanto, o e-mail permite que os gestores garantam a entrega precisa de e-mail, otimizando os esforços e os recursos investidos na produção do material entregue.

Diversidade de formato

De forma geral, o e-mail é uma tela em branco que pode ser preenchida da forma que os gestores melhor entenderem.

Não existe limitações de caracteres, as mensagens podem conter links, imagens e GIFs.

O layout do e-mail é de acordo com a preferência da marca que pode fazer a personalização que achar mais interessante, com elementos gráficos, textos robustos ou enxutos e muito mais.

Os formatos de entrega são muito flexíveis.

ROI positivo

O retorno sobre investimento do e-mail marketing é um dos maiores do mercado.

Existem dois principais fatores que garantam a rentabilidade dessa estratégia, que são: baixo investimento inicial e altas taxas de conversão.

Para que uma estratégia de e-mail seja implementada, é preciso contar com um domínio, uma ferramenta (Gmail, Yahoo!, entre outras) e um gestor responsável pela execução da estratégia criada.

Como essas ferramentas são gratuitas e o responsável pela gestão pode ser o próprio empreendedor (dependendo do tamanho do negócio), o investimento inicial pode ser apenas o esforço colocado na produção do material entregue.

Logo, as taxas de conversão são altas, porque é possível fazer uma nutrição completa de leads ou enviar promoções com links diretos para a compra de um produto, o que torna todo o processo muito rentável.

Canal próprio

Como o e-mail é um canal próprio da empresa, sem a necessidade de se adaptar a algoritmos que definem a relevância do material enviado, a lista de e-mail passa a ser um ativo que pertence ao empreendimento.

Assim, o e-mail marketing gera muito mais segurança, já que a lista de e-mail pertence a empresa, que precisa de uma ferramenta, mas não depende dela, como acontece com o Instagram, Twitter e Facebook, por exemplo.

Teste A/B

O e-mail marketing é muito útil para a realização de testes, como o teste A/B.

Aqui, existe a possibilidade de testar muitas ideias, como diferentes estilos de abordagens para entender qual o mais eficiente para converter clientes.

Existem ferramentas de teste A/B muito eficientes que oferecem relatórios de desempenho muito completos que guiarão a estratégia de e-mail marketing com o máximo de eficiência.

Personalização

As mensagens enviadas por e-mail podem ser muito personalizadas, com o nome do destinatário e de acordo com o grau de maturidade que o lead se encontra no funil de vendas da empresa.

Essa personalização não é possível, com esse grau de precisão, em um blogpost ou postagem nas redes sociais.

A personalização é muito importante para atrair a atenção dos usuários, já que fala diretamente com uma determinada lead e foca nas necessidades e desejos dela naquele momento.

Como usar o e-mail em uma estratégia de marketing?

Já é possível entender a importância do e-mail para a estratégia da empresa.

Agora, é preciso entender como usar o e-mail para potencializar as estratégias planejadas.

Não deixe de conferir a seguir!

Engajar o público

Como essa é uma estratégia muito útil e possível de máxima personalização, o e-mail é uma forma de engajar o público que mais funciona.

Ela conta com uma comunicação direta e one-to-one, o que confere ainda maior personalização.

Quando um lead recebe um e-mail personalizado, ele terá a sensação de que é importante para o negócio e que é valorizado pela marca.

Com conteúdos voltados para ele, as chances de aumentar o engajamento são muito maiores.

Promover conteúdo

Uma estratégia completa inclui a divulgação, promoção, lançamentos de novos produtos, ofertas exclusivas e muitos outros materiais de divulgação que promovem a marca e as soluções ofertadas.

Educar clientes

Como é sabido, uma estratégia eficiente de marketing digital e inbound marketing precisam de dedicação e tempo para que o efeito esperado comece a aparecer.

A nutrição de leads é parte fundamental dessa estratégia e o e-mail marketing é um aliado muito poderoso.

Por meio do disparo de e-mails estratégicos, é possível fazer a nutrição de leads desde o primeiro contato até o momento de oferecer novas transações.

De forma gradativa e consentida, a marca consegue fortalecer o relacionamento com um lead para que se torne um cliente efetivo do negócio.

Aumentar as vendas

Como o disparo de e-mail contempla materiais promocionais, as vendas tendem a aumentar sem a necessidade de grandes investimentos.

Com materiais direcionados para a jornada de compras dos clientes, o processo de vendas é mais eficiente e encurtado.

Isso porque o cliente que se decidir por uma compra, já chegará aos vendedores bem informados e decididos por realizar uma transação.

Esses clientes tiveram acesso a materiais informativos e promocionais que influenciaram na tomada de decisão ao longo do tempo.

Informar o público

Um público bem informado sobre a marca, os ideais e as soluções que ela oferece, tendem a realizar mais compras.

Portanto, investir em e-mails informativos deve fazer parte da estratégia de e-mail marketing da empresa.

Fazer o pós-venda

Manter um cliente ativo é mais economicamente vantajoso do que captar um novo cliente.

Depois de fechar uma compra, é preciso encantá-los com a continuidade da comunicação.

Com o e-mail marketing, a empresa pode fazer pesquisas de satisfação, dar dicas de como utilizar os produtos da melhor forma e muito mais.

Ainda, a comunicação por e-mail possibilita que vendas complementares sejam feitas, já que é possível informar sobre novos produtos e como eles podem se complementar para garantir a melhor experiência.

Como construir uma lista de e-mails?

Para que o e-mail marketing seja possível, é indispensável que exista uma lista eficiente de contatos para que sejam nutridos e se tornem compradores da marca.

Com isso, é preciso saber como criar uma lista de e-mail.

Veja abaixo.

Tenha um objetivo

A lista de e-mail deve ser acompanhada de um objetivo para a sua criação.

Por exemplo, o objetivo pode ser otimizar a jornada de compras, divulgar um novo produto, atrair novos clientes e muitas outras opções.

Após a definição do objetivo, os próximos passos serão dados para que o objetivo seja alcançado com sucesso.

Defina as informações principais

Uma lista completa é voltada para o objetivo traçado e, por isso, deve buscar captar informações que sejam relevantes para o bom desempenho da estratégia.

É necessário um formulário para a captação dessas informações, que contam com dados dos usuários, como nome, idade, contato, profissão, entre outras.

Essas informações são muito importantes para direcionar a estratégia e os conteúdos que serão entregues.

A definição dessas informações ajuda os gestores a criarem materiais que otimizam as vendas dos produtos, com a identificação mais precisa dos desejos e necessidades dos consumidores.

Se a empresa atua com venda de um curso, ela precisa entender o quão familiarizados os clientes estão com a solução e qual é o grau de conhecimento que já detêm sobre o assunto.

Logo, o questionário deve contemplar perguntas que esclareçam essas dúvidas.

Crie uma isca digital

Como em todos os aspectos do universo digital, é preciso incentivar o usuário a fornecer o e-mail para a criação de uma lista.

Uma das formas mais eficientes é por meio de uma isca. Ou seja, oferecer algum benefício em troca desses dados necessários para entender mais sobre os usuários.

A isca digital costuma ser um material rico e interessante para os usuários, geralmente gratuito.

Alguns dos principais materiais usados para incentivar o preenchimento dos formulários são:

  • e-book;
  • infográficos;
  • planilhas;
  • promoções, descontos e cupons.

Elabore uma landing page

A landing page é a página online que entrega a isca digital e que incentivará os usuários a preencherem o formulário.

Ela é fundamental para a captação de novos leads e faz parte da estratégia de e-mail marketing.

Com isso, é preciso investir tempo e dedicação na landing page, porque ela será responsável direta pelo bom desempenho do número de novos leads gerados.

Se ela não for atrativa, os usuários não responderão o questionário e a base de contatos da lista de e-mail não será suficiente para as conversões necessárias.

Divulgue a página de captura

Com as etapas apresentadas acima, é preciso investir ainda mais no alcance da landing page.

Quanto mais potenciais clientes forem impactados pela página de captura, maior a chance de uma lista de e-mail robusta.

Para esse momento, as redes sociais, sites, blogs e demais canais digitais podem ser de grande auxílio.

O foco da divulgação nesses canais deve ser nos benefícios da isca digital, para que seja atraente e os usuários se interessem por esse material a ponto de fornecerem dados relevantes.

Analise os resultados

Desde os primeiros momentos da criação da lista de e-mail, é preciso garantir uma análise constante dos resultados.

Essa análise também deve seguir o objetivo estabelecido.

Alguns fatores que são comumente analisados, são:

  • leads gerados;
  • dados informados;
  • alcance da landing page;
  • abertura de e-mail;
  • e-mails descartados.

Quais tipos de e-mail você pode incluir na lista estratégica?

Uma estratégia pode — e deve — contar com diferentes tipos de e-mails para que seja completa.

Como já falamos, a divulgação de produtos não é o único tipo de conteúdo para o e-mail marketing.

Veja os principais tipos para aplicar na sua estratégia.

Newsletter

Um dos principais formatos utilizados, justamente porque é de grande eficiência, é a newsletter.

Em uma tradução livre, newsletter significa boletim de notícias.

Ela acontece por meio do envio periódico de um e-mail com algum material que seja de valor para os usuários.

É bastante vantajoso, porque além de manter o usuário bem informado sobre a empresa, mantém uma comunicação de valor com os usuários para que não se esqueçam da marca mesmo que já tenham feito negócios com ela.

A newsletter permite que a empresa gere mais tráfego para um blog, introduzindo o assunto e despertando o interesse na newsletter, mas também permite que todo o conteúdo esteja inserido no próprio e-mail.

E-mail de atualização do blog

Existe a estratégia para manter o lead informado sobre os novos conteúdos e atualizações do blog.

É muito indicado para nutrir os leads que gostaram de algum conteúdo do blog e não querem mais perder novos materiais.

Tanto é que existem chamadas para ação incentivando essa prática.

E-mail promocional

O e-mail promocional é bastante comum porque auxilia na divulgação e conversão de vendas para produtos recém lançados pela empresa.

Esse tipo de e-mail já conta com uma abordagem mais comercial e é muito bem acompanhado de promoções, descontos especiais, entre outras abordagens de vendas.

E-mail editorial

Sempre que um tema polêmico surge no universo da empresa, como uma novidade no seu nicho de atuação, o e-mail promocional é bem-vindo.

É uma boa maneira de melhorar o branding do negócio e mostrar como ele se posiciona em determinados assuntos.

E-mail transacional

Esse é um tipo de e-mail que funciona muito bem como confirmação de uma determinada ação realizada pelo usuário.

Como exemplo, quando um usuário faz a assinatura de uma newsletter, ele pode receber um e-mail transacional confirmado esse cadastro.

Também ocorre esse tipo de e-mail, quando uma compra é efetuada no e-commerce ou quando um carrinho de compras da loja online é deixado para trás.

Aqui, as mensagens podem ser mais simplificadas.

No entanto, é possível estimular novas ações, como a compra de um produto complementar após a efetivação de uma aquisição ou indicar um novo conteúdo para que o lead percorra o funil de vendas.

E-mail sazonal

O e-mail sazonal funciona muito bem para datas específicas e relevantes para o usuário ou para o mercado.

Aniversários, datas comemorativas, parabenizações e outras servem muito bem para esse tipo de e-mail.

Assim, é possível recomendar um conteúdo que seja condizente com a ocasião, oferecer um desconto especial para um aniversariante e muito mais.

É uma boa oportunidade para gerar conversões e mostrar que a marca se importa com seus clientes.

E-mail de boas-vindas

O e-mail de boas-vindas é muito importante para a recepção de novos leads e para que comecem a se familiarizar com a marca.

É, também, uma oportunidade para fazer com que os novos leads comecem a percorrer o funil de vendas e conheçam mais sobre a empresa para que fiquem cada vez mais preparados para fazer uma compra.

Como fazer uma campanha de e-mail marketing?

Uma campanha de e-mail marketing deve começar com um planejamento estratégico do que se pretende alcançar e quais as ações necessárias para alcançar os objetivos estabelecidos.

Veja como fazer isso a seguir!

Defina o objetivo

É preciso definir o objetivo principal da campanha de e-mail marketing para que os próximos passos sejam alcançáveis.

Existem muitas possibilidades e a definição deve estar de acordo com a necessidade atual da empresa, alguns objetivos, são:

  • aumentar as vendas;
  • captar novos leads;
  • nutrir leads existentes;
  • melhorar o pós-venda.

Planeje o público

Como algumas das vantagens dessa estratégia envolvem a personalização, a nutrição, vendas e muito mais, é preciso saber quem é o público-alvo específico do negócio.

Conhecer a persona da empresa é muito importante para que a comunicação e os conteúdos entregues, estejam alinhados aos desejos e necessidades do público.

Faça a segmentação

A segmentação também é muito importante para essa estratégia, já que nem todos os e-mails servem para todos os usuários da lista de contatos.

Cada lead se encontra em um grau de maturidade, sendo preciso agrupá-los e enviar materiais que sejam condizentes com cada grupo de leads.

Alguns critérios de segmentação, podem ser:

  • características demográficas;
  • interesses e hobbies;
  • histórico de compras;
  • etapa do funil de vendas;
  • comportamento de compras.

Crie uma frequência de disparos

Consistência e frequência são características determinantes para o sucesso do e-mail marketing.

Mas, também é preciso considerar as características dos leads e o agrupamento feito na segmentação.

Alguns leads podem se sentir confortáveis com um volume maior de e-mails, outros já podem não gostar. Logo, é importante encontrar um equilíbrio de disparo para que os usuários não se sintam sobrecarregados, mas que também não se esqueçam da empresa.

Use modelos de e-mails

Como já vimos anteriormente, o tipo de e-mail também deve ser definido para que esteja alinhado ao objetivo e a persona da estratégia. Cada objetivo vai performar melhor com um tipo de e-mail.

Estabeleça métricas de desempenho

Como indispensável do planejamento e do sucesso da estratégia, é preciso estabelecer as principais métricas que devem ser analisadas constantemente para saber se os resultados estão sendo positivos ou se é preciso fazer alterações na estratégia. Mais à frente separamos um tópico com as principais métricas para análise.

7 dicas para um bom e-mail marketing

Mesmo com todas as ações até agora apresentadas, ainda existem algumas boas práticas que fazem com que o e-mail marketing seja mais eficiente. Separamos 7 dicas para que você tenha resultados ainda melhores. Vamos lá!

1. Otimize o texto

Principalmente para as mensagens localizadas no corpo do e-mail, é fundamental ser objetivo para otimizar os resultados. Muitos usuários não têm muito tempo para ficarem na caixa de entrada. Sendo assim, para conteúdos mais longos, o ideal é disponibilizar um link de saída para um blogpost ou download de material rico.

2. Use uma linguagem adequada

A linguagem do conteúdo deve ser condizente com a persona, seu nível de conhecimento, instrução, idade e muito mais. Um e-mail com uma linguagem inadequada tende a ter resultados negativos, já que a persona não se sentirá atraída a terminar a leitura.

3. Defina uma voz e um tom

A leitura do conteúdo deve ser fluida e estar de acordo com as demandas do público-alvo.

Um tom de voz condizente com a persona gera uma identificação e apresenta resultados muito mais satisfatórios para a estratégia.

4. Tenha um cronograma

O cronograma é um dos principais desafios para o e-mail marketing, principalmente para quem está iniciando com essa estratégia.

A frequência ideal de disparo de e-mail é uma parte importantíssima para o sucesso.

Ela deve auxiliar as equipes de marketing e vendas, mas também deve agradar os leads para que não se sintam sobrecarregados.

Logo, o ideal é começar devagar, testar um aumento gradativo e sempre mensurar os resultados.

Com o tempo, ficará mais fácil entender qual é a frequência ideal de disparo de e-mails.

5. Escolha bons CTAs

Como a conversão é um dos objetivos do e-mail marketing, é importante investir no planejamento das CTAs. O CTA (Call-to-Action) é responsável direto por boas taxas de conversão.

Outro ponto importante, é que essa chamada para ação deve estar alinhada ao objetivo, funil de vendas e jornada de compras dos leads.

6. Entregue bons conteúdos

Um fator muito importante, é que a captação de novos leads, por meio das páginas de captura e landing pages, devem contar com conteúdos relevantes.

Do contrário, os usuários não se sentiram atraídos para fornecer dados pessoais fundamentais para a estratégia.

Um bom conteúdo deve resolver um problema, tirar uma dúvida e estar alinhado com as necessidades e desejos da persona.

Ele também deve estar alinhado com o objetivo da estratégia, para que conduza o lead até a conclusão do objetivo estabelecido.

7. Invista em copywriting

Como boa parte dos e-mails são com conteúdos escritos, é muito importante investir em técnicas de escrita persuasiva e fluída.

O copy também é indispensável para fazer com que o usuário tome uma ação e continue percorrendo o caminho que os gestores traçam para alcançar o objetivo definido

Quais são as principais métricas de e-mail marketing?

Como a análise de resultados é uma parte muito importante para o sucesso da estratégia, existem algumas métricas indispensáveis para mostrar o desempenho das ações.

Confira algumas das principais métricas para o e-mail marketing.

E-mails entregues

De acordo com o cronograma traçado, quantos e-mails estão sendo entregues?

A frequência deve ser satisfatória para que o objetivo seja alcançado com sucesso.

Caso não esteja condizente com o estabelecido, é preciso reavaliar e realizar as alterações necessárias.

Taxa de abertura

Mesmo após encontrar o índice de envio ideal, é preciso garantir que os e-mails estejam sendo lidos.

Do contrário, os esforços e envios estão sendo desperdiçados.

Logo, saiba quantas pessoas estão abrindo o e-mail.

Cliques

Essa métrica revela quantos cliques as campanhas estão recebendo.

Os e-mails que redirecionam os usuários contém um link para essa ação.

É fundamental entender qual é a quantidade de cliques para saber o que funciona e o que precisa ser alterado.

Cliques/Entregas

A taxa de cliques está relacionada com o número de cliques dentro da campanha.

Contudo, essa métrica não deve vir acompanhada de outras medições.

Cliques/Abertura de e-mail

Esse é um exemplo de mensurar a taxa de cliques. Ela mostra a quantidade de cliques totais dividida pelo número de e-mails abertos.

O seu resultado pode indicar que o CTA não está satisfatório e que o comando para a ação de clicar no link deve ser alterado.

Conversões

Muitas dessas métricas, se não todas, devem indicar alguma conversão.

Por exemplo, caso o objetivo seja coletar informações por meio de uma newsletter, é preciso saber quantas pessoas clicaram no link para fornecer dados.

Conversões/Entregas

Essa é uma importante métrica que diz respeito ao CTR, ou taxa de conversão.

Ela é calculada com base no número de e-mails entregues dividido pelo total de ações realizadas, como cliques em um link ou download de um material rico.

Bounce

O bounce mostra o número de e-mails que retornaram sem que tenham sido abertos pelo lead.

Isso pode acontecer porque o endereço de e-mail não está mais ativo ou porque a caixa de entrada dos usuários está lotada.

Quais as melhores ferramentas de automação de e-mail marketing?

Uma estratégia de e-mail marketing completa precisa de muitas ações, como foi possível perceber até o momento.

Para grandes empresas com muitos clientes, fazer todo esse trabalho pode ser muito difícil.

No entanto, existem soluções tecnológicas que automatizam esse processo e tornam todo o trabalho viável.

Vamos mostrar 3 principais ferramentas de automação de e-mail marketing agora. Vamos lá!

RD Station

Uma poderosa ferramenta, não só para o e-mail marketing, mas para uma estratégia completa de marketing digital a RD Station não poderia ficar de fora dessa lista.

Ela disponibiliza todas as funcionalidades para o e-mail marketing, é fácil de usar e conta com boas análises de resultados.

MailChimp

Essa é uma ferramenta muito famosa para otimizar o e-mail marketing da empresa.

Ela conta com muitas funcionalidades e ainda permite que seja feita uma integração com sites, plataformas e aplicativos diversos.

Com o MailChimp, os gestores podem criar listas e layouts personalizados.

Ela é de fácil uso e fornece relatórios de desempenho bastante eficientes.

LeadLovers

A LeadLovers é referência quando o assunto é a captação e nutrição de novos potenciais clientes e leads.

Ela permite diferentes formas de captar leads, como anúncios, landing pages e outras técnicas eficientes para os negócios.

É uma ferramenta completa e bastante intuitiva.

O e-mail marketing é uma estratégia completa para conquistar novos leads e fazer a nutrição para que percorram um caminho em direção a um objetivo, como aumentar as vendas.

Por ser um canal de comunicação próprio com os consumidores e ter um alcance muito grande, é uma estratégia muito importante para as empresas.

Portanto, é preciso saber como criar uma lista de e-mail eficiente, entender quais tipos de e-mail mais atendem às necessidades desses leads, como fazer uma boa campanha de e-mail marketing e aplicar as boas práticas para ter sucesso.

As ferramentas de automação ajudam muito na implementação da estratégia e na mensuração dos resultados, sendo muito importante para o sucesso.

Com este artigo, ficará muito mais fácil planejar e colocar em prática uma estratégia de e-mail marketing que atenda às necessidades da sua empresa para conquistar resultados cada vez melhores.

Para entender ainda mais sobre esse assunto, baixe agora mesmo este e-book e monte uma campanha arrasadora.

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário