Melhores produtos para vender online: veja agora o top 10!
PayU anuncia mudanças e surpreende usuários

Trabalhar por conta própria: guia completo para você largar o emprego e viver do seu e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Trabalhar por conta própria e fazer o que gosta é o sonho de muitas pessoas, mas essa decisão implica ganhos e perdas. O trabalho autônomo oferece possibilidades de renda muito maiores do que um emprego formal, mas, ao mesmo tempo, não oferece benefícios extras, como plano de saúde, vale refeição, pagamento de horas extras, décimo terceiro salário, férias remuneradas, entre outras coisas.

Além disso, para começar a trabalhar por conta própria é preciso fazer um investimento inicial. No caso das vendas online, você precisa contratar uma plataforma de e-commerce e ainda investir em produtos e formas de divulgação de seu negócio.

No mais, ser empreendedor implica trabalhar bem mais do que em um emprego formal, pois você não tem uma renda fixa e seus rendimentos dependem única e exclusivamente de seu empenho à frente do negócio. Afinal de contas, uma loja virtual não vende seus produtos sozinha, certo?

Então, antes de abandonar seu emprego e viver de seu e-commerce é preciso colocar na ponta do lápis as despesas pessoais e os benefícios que serão perdidos ao largar o regime CLT, pois, mesmo sem salário, as contas não vão parar de chegar.

Se você sonha em trabalhar por conta própria, mas tem medo de abandonar seu emprego formal para investir em seu negócio, este post é para você. Nele, vamos falar sobre o perfil de profissionais autônomos, quando tomar a decisão de ser seu próprio patrão, as vantagens de ser empreendedor e outros assuntos importantes. Acompanhe!

O perfil ideal para trabalhar por conta própria

Para tomar a decisão de trabalhar por conta própria é preciso saber se você tem um perfil empreendedor. Isso porque, se empreender fosse tão simples, não haveria tantas pessoas se candidatando a vagas de emprego e empresas fechando as portas todos os anos.

Com certeza você conhece alguém que começou a trabalhar por conta própria, seja abrindo uma empresa ou atuando como freelancer, e que, depois de um tempo, voltou para o regime CLT. Mas por que isso acontece? Bom, empreender não é para qualquer um, pois ser o próprio patrão é mais complicado do que a maior parte das pessoas imagina.

Você precisa ter disposição para trabalhar mais do que 8 horas por dia, ir para a labuta nos feriados — e até mesmo nos finais de semana! A seguir, vamos citar algumas características de pessoas que têm o perfil ideal para serem donos de seus negócios. Analise todas elas e veja se você se encaixa!

Proatividade

Quando você é funcionário de uma empresa, mesmo que não seja muito produtivo, no final do mês tem seu salário garantido. Mas, quando resolve empreender, as coisas mudam, pois quem se acomoda não ganha dinheiro e não cresce.

Trabalhar por conta própria exige proatividade, ou seja, é preciso tomar iniciativa para antecipar possíveis ameaças ao sucesso de seu negócio. Quem é proativo não espera pelos outros, não adia os planos e está sempre à frente de decisões que visam melhorar os resultados de seu negócio.

Criatividade

Steve Jobs foi uma pessoa bastante criativa e, por isso, foi capaz de criar uma das marcas mais famosas e valiosas do mundo. Foi o fator criatividade que também levou os fundadores do Google a se tornarem bilionários e a criarem uma das empresas mais lucrativas da atualidade.

O sucesso dessas empresas se deve a ideias inovadoras lançadas por seus fundadores. Mas, quando falamos em criatividade, não estamos nos referindo apenas a desenvolver novos produtos e serviços, e sim ter capacidade de resolver problemas comuns, que surgem no dia a dia de quem é dono de seu próprio negócio.

No caso de um e-commerce, é preciso inovar sempre para trazer novos clientes para sua loja e vender mais. Trabalhar com vendas, especificamente, já demanda bastante criatividade e, além de criar novas estratégias para vender cada vez mais e mais, você, como empreendedor, precisa encarar seu negócio com outros olhos para perceber novos métodos de trabalho que gerem melhores resultados.

Boa comunicação

Ter uma boa comunicação é essencial para quem deseja empreender — mesmo se tratando de um e-commerce, pois você vai lidar com dúvidas, sugestões e reclamações de clientes e terá que tratar diretamente com fornecedores. Então, durante a gestão de seu negócio, você deverá conversar com seus parceiros para resolver problemas, negociar prazos de pagamento e fazer aquela pechincha para repor seu estoque.

No mais, vender pela internet não é um mar de rosas e, com certeza, vai aparecer alguém querendo trocar o produto, reclamando do valor do frete, da demora na entrega… Enfim, sempre haverá problemas que pedem jogo de cintura, paciência e capacidade de se comunicar com clareza.

Autodisciplina

Não ter um horário fixo a ser cumprido é uma das grandes vantagens do trabalho por conta própria e um dos maiores desafios de empreendedores, principalmente dos de primeira viagem. Isso porque você será o único responsável por fazer a gestão do tempo e determinar seu horário de trabalho.

Para isso, é necessária muita disciplina, especialmente se você for atuar em regime home office. Nesse caso, há muitas distrações ao alcance de uma mão, como o celular, a internet e a TV. Então, hora ou outra você pode se sentir tentado a assistir aquele seriado que você quer ver há tempos, ver o jornal da tarde ou, até mesmo, receber uma visita no horário de expediente.

Quem está disposto a empreender não cede às distrações e mantém o foco no trabalho. Pessoas que trabalham em casa também contam com uma rotina diária de tarefas, deixando um horário específico para a realização de cada uma.

Persistência

Há uma frase de Steve Jobs que diz o seguinte: “Estou convencido de que o que separa os empreendedores bem-sucedidos dos não sucedidos é pura perseverança“. Essa afirmativa é bem verdadeira, pois todo início de negócio é complicado. No começo, é preciso investimento e muito trabalho para que os lucros comecem a chegar — e é bem comum que a empresa demore um pouco a colher seus primeiros frutos.

Isso porque nem sempre um produto no qual você investiu pesado vai vender o suficiente ou aquela promoção vai dar os resultados esperados. Quando isso acontece é preciso repensar as estratégias e tentar de novo até que você consiga alcançar os resultados desejados.

Quem trabalha por conta própria não desiste fácil de seus objetivos e tem a mente aberta para reconhecer seus erros e tomar providências para corrigi-los, para o bem de seu próprio negócio.

5 sinais de que está na hora de largar seu emprego

Embora trabalhar por conta própria seja uma ideia atrativa, é preciso analisar bem a situação para saber se está na hora de largar seu emprego e investir em sua ideia. Essa não é uma decisão fácil, pois, apesar da possibilidade de melhores ganhos, você não terá as garantias que o regime CLT oferece e ainda terá que investir em seu negócio.

Além disso, se o seu salário é atrativo, os benefícios oferecidos são realmente muito bons e você ainda dedicou boa parte de sua vida a esse trabalho, a decisão de jogar tudo para o alto e correr atrás do sonho de empreender é ainda mais difícil.

O que você não pode é ficar acomodado em um emprego que não deixa você satisfeito apenas por medo de arriscar. Então, como saber se é hora de abandonar um cargo em uma empresa privada e começar seu próprio negócio? A seguir, vamos listar alguns sinais que mostram que já está mais que na hora de tomar essa decisão. Confira!

1. Você não se sente valorizado no trabalho

Esse é um problema muito comum entre pessoas que deixam um emprego, muitas vezes, de longa data. Além do salário, que frequentemente está defasado devido ao longo tempo de empresa, os benefícios já não são mais atraentes e você percebe que seu trabalho e suas ideias não é são valorizados pelos seus superiores, mesmo que você dê seu melhor.

Nem mesmo um “obrigado” ou um elogio você recebe quando faz um trabalho exemplar e isso causa um sentimento de desvalorização muito grande.

Se você vive esse momento na carreira, o melhor a fazer é tirar seu sonho do papel e dar início ao seu negócio, pois trabalhar insatisfeito vai diminuir sua produtividade e, ainda, gerar estresse para sua vida.

2. Falta motivação para trabalhar para terceiros

Quem tem perfil empreendedor, em algum momento da carreira, sente aquela insatisfação de ter que trabalhar para outras pessoas. Afinal de contas, seu sonho é ter seu próprio negócio e, à medida que os anos passam e esse desejo não se concretiza, vem a insatisfação.

Nesses momentos, aquela motivação de trabalhar para outras pessoas desaparece e o trabalho começa a ser um fardo. Se você se encontra nessa situação, é hora de deixar o emprego e investir em seu sonho de ser empreendedor.

3. Você acha que não tem futuro em seu atual emprego

Todos querem progredir no emprego, tanto em relação à melhoria de cargo quanto no quesito salarial. Mas nem todas as empresas oferecem oportunidades para o funcionário crescer dentro da companhia.

Além disso, depois de muito tempo trabalhando na mesma função, é comum que as pessoas fiquem estagnadas por desempenhar sempre as mesmas tarefas. Isso causa desmotivação, pois não há novos desafios na carreira e o trabalho começa a ficar tedioso.

Se você chegou a um estágio em sua carreira no qual já não vê possibilidades de crescimento em seu atual emprego, está na hora de empreender.

4. Suas ideias não têm valor para seu líder

Ter boas ideias e compartilhá-las com seus superiores proporciona uma satisfação muito grande, mas quando esse fator não é valorizado ou seu líder sequer ouve suas sugestões, é normal ficar decepcionado.

Se este é seu caso e suas ideias não são levadas em consideração ou mesmo ouvidas com pouco caso, você está no lugar errado.

5. Você sente que está em um trabalho sem propósito

Nem sempre o que motiva as pessoas a empreender é o dinheiro. Muitos empreendedores começam um negócio como um propósito de vida. Além disso, é comum em grandes companhias que o trabalho dos colaboradores nem seja notado, o que causa aquela sensação de fazer tarefas sem o mínimo propósito.

Se você deseja trabalhar em um local onde sua presença seja notada e que suas funções façam realmente a diferença, o empreendedorismo é a melhor opção para você. Com empenho e dedicação, em questão de tempo sua empresa e seu trabalho serão reconhecidos.

O que considerar antes da mudança

Primeiro, é necessário avaliar suas reais motivações. Então, tire um tempo e pense bem sobre o que você quer para sua vida profissional. Ter acúmulo de estresse e a insatisfação no trabalho são excelentes motivos para abandonar a CLT. Mas será que isso é o suficiente? Avalie se está na hora apenas de mudar de emprego ou se você deseja mesmo empreender.

Se tem certeza de que quer trabalhar por contra própria, é preciso fazer um planejamento. Não vá direto ao RH pedindo para assinar seu aviso prévio. Antes de pedir demissão, comece um projeto paralelo. Faça um estudo para saber se sua ideia vai mesmo resolver o problema de seu público-alvo e de quanto é necessário para começar seu empreendimento.

Além disso, você precisa de uma reserva financeira para começar. Então, faça uma poupança. Se você está planejando abandonar o emprego em 6 meses, separe uma quantia de seu salário para uma reserva de emergência.

Lembre-se, no entanto, de que o mais importante de tudo é não ter medo de falhar. Aliás, grandes empreendedores falharam no início e, se isso acontecer com você, não desanime e comece de novo. No mais, estude muito sobre empreendedorismo, gestão financeira e de negócios e todos os assuntos que agreguem conhecimento para que você consiga trabalhar e ter bons resultados.

As 5 vantagens de trabalhar por conta própria

Toda decisão que tomamos na vida tem vantagens e desvantagens — e quando você resolve trabalhar por conta própria isso não é diferente. No entanto, apesar de dar aquele frio na barriga para quem vai começar a empreender, ser seu próprio patrão vale muito a pena. Pergunte para pessoas que você conhece que tomaram coragem de trabalhar para eles mesmo.

Ainda tem dúvidas? Elencaremos somente algumas das vantagens de ser dono do próprio nariz. Confira!

1. Autonomia

Essa é a melhor parte de ser seu próprio patrão. Você tem autonomia e não precisa cumprir horário. Sendo assim, pode escolher quando e onde quer trabalhar. Claro que isso não implica não ter compromissos com prazos de entrega, mas você não terá ninguém dizendo o que tem que fazer.

2. Qualidade de vida

Sabe aquela viagem que você quer fazer a tempos, mas não consegue porque só tira férias na alta temporada? Então, ao trabalhar por conta própria você estabelece seus dias de folga e, embora trabalhe mais horas por dia, pode tirar uma folga maior com a família e fazer aquela tão sonhada viagem.

No mais, você terá mais tempo para se dedicar às pessoas que ama. Como não precisa cumprir um horário de trabalho, não precisa ir para a empresa no horário de pico, quando o trânsito é mais intenso. Isso poupa você de uma boa carga de estresse.

3. Maiores ganhos financeiros

Trabalhar por conta própria significa fazer seu próprio salário. Quem trabalha com prestação de serviços tem a liberdade de precificar sua hora de trabalho. Já quem atua na venda de produtos, seja em uma loja física, seja em um e-commerce, estabelece qual será a margem de lucro de cada produto vendido.

4. Crescimento contínuo

Quando você trabalha em um emprego fixo, depende de outra pessoa para determinar seu crescimento e aumento salarial. Quando é seu próprio patrão, é você quem determina quanto vai crescer e em que período de tempo. Esse fator possibilita que seu negócio cresça em um período curto de tempo, dependendo de seus esforços, claro!

5. Realização pessoal

Além de todas as vantagens citadas acima, o empreendedorismo proporciona realização pessoal. Isso porque nada orgulha mais uma pessoa do que se sentir útil e perceber que está contribuindo para o crescimento do país.

3 dicas para trabalhar por conta própria

Trabalhar para si mesmo é uma excelente escolha que pode trazer muitos benefícios para sua carreira e para sua vida pessoal. Mas como desenvolver um bom trabalho para crescer profissionalmente e ter um bom retorno financeiro? Bom, separamos algumas dicas para ajudar você nesse desafio. Vamos lá?

1. Gerencie seu tempo

Saber gerenciar o tempo é um dos maiores desafios de quem decide trabalhar por conta própria, principalmente quem atua no regime home office. Mas se você quer ter sucesso em sua empreitada, precisa gerir bem seus recursos de tempo e eliminar distrações como redes sociais e aplicativos de mensagens.

No mais, é preciso estabelecer um horário de trabalho e não colocar outras atividades para serem realizadas nesse período.

2. Escolha bem seu local de trabalho

Mesmo que você decida atuar no conforto de sua casa, você precisa estabelecer um local de trabalho. Crie um espaço próprio para ser seu escritório com escrivaninha, telefone, computador e itens necessários para realizar suas tarefas. E o mais importante: respeite aquele espaço e, durante o expediente, não permita que as pessoas fiquem entrando e saindo de seu “escritório”.

3. Invista em propaganda

“Quem não é visto, não é lembrado”, então, para ter sucesso em seu negócio, você precisa divulgá-lo. Para isso, deixe uma verba destinada ao marketing e propaganda, pois você precisa de seus clientes para sobreviver.

Caso sua verba seja curta, invista nas redes sociais, pois elas ainda são o meio mais barato de promover um negócio e angariar clientes.

4 erros cometidos para você evitar

Até agora vimos diversas coisas positivas que acontecem quando alguém resolve trabalhar por contra própria. Claro que ter independência financeira é muito bom, mas muitos empreendedores cometem erros que comprometem o crescimento de seu negócio. Veja quais erros você não deve cometer quando decidir ser seu próprio patrão.

1. Não fazer um planejamento financeiro

Muitos empreendedores esquecem que, para ter sucesso no negócio, é preciso planejamento financeiro. Então, investem um dinheiro desmedido e não pensam em quanto tempo terão retorno.

Antes de começar, ponha na ponta do lápis quanto será necessário, pesquise bastante preços e depois faça o investimento para comprar os itens necessários para seu trabalho.

2. Não ter certeza do que deseja fazer

Antes de começar a trabalhar por conta própria você precisa ter certeza do que deseja fazer. Quer trabalhar com vendas? Quer ser prestador de serviços? Pense em qual seu talento e em que área gostaria de trabalhar para o resto da vida. Lembre-se de que fazer o que gosta dará mais possibilidades de você ter sucesso em sua empreitada.

3. Não acrescentar valor ao mercado

Existem diversos tipos de negócios e serviços no mercado, então, antes de começar suas atividades, pense qual o valor que seu negócio vai agregar ao mercado. Ser mais um na multidão pode não trazer os resultados que você deseja e você se sentirá frustrado.

4. Não conhecer seu público-alvo

Toda empresa de sucesso conhece bem seu público-alvo e sabe para quem vender seus produtos e serviços. Então, por que você acha que trabalhar por conta própria seria diferente? Antes de começar suas atividades, faça uma pesquisa e determine quem será seu público. Dessa forma, você não perde tempo e dinheiro tentando vender para pessoas erradas.

Considerando um e-commerce

Se você pensa em trabalhar no conforto de seu lar, que tal abrir uma loja virtual? Se o foco de seu negócio for o setor de vendas de produtos, um e-commerce pode ser a melhor alternativa. Afinal de contas, as pessoas estão ficando cada vez mais seguras em relação a compras online e o setor tende a crescer ao longo dos anos.

Claro que você vai precisar entender um pouco sobre a logística por trás de um e-commerce, mas não é nada tão difícil que você não assimile com um treinamento básico.

Por que abrir uma loja virtual?

Uma loja virtual demanda bem menos investimentos do que uma loja física. O que você precisa para começar é contratar uma plataforma de e-commerce. Claro que ter uma loja online não significa não precisar de espaço físico, pois você terá que ter um estoque, mas dependendo do que for vender, esse espaço não precisa ser tão grande.

Outra vantagem é que você pode trabalhar em regime home office, o que oferece mais flexibilidade e qualidade de vida para você e toda a família. Além disso, um e-commerce possibilita que você comercialize seus produtos no país inteiro.

As compras podem ser feitas em qualquer horário, pois a loja fica sempre aberta, o que aumenta suas possibilidades de ganhos.

Na prática, o que considerar?

Mas, para ter sucesso com seu e-commerce, você precisa escolher a plataforma correta. Uma boa plataforma é aquela que oferece uma navegabilidade fácil, abre em todo o tipo de dispositivo, como celulares e tabletes, oferece diversas opções de pagamento para seus clientes, tem uma boa equipe de suporte e ainda oferece um bom custo-benefício.

Lembre-se de que a plataforma escolhida pode determinar o sucesso ou o fracasso de suas vendas. Então, escolha sabiamente.

Como você viu, trabalhar por conta própria é uma decisão muito séria, que envolve ganhos e perdas. Mas vale muito a pena, principalmente se você tem certeza do que quer fazer. Com bastante empenho, dedicação e com a escolha certa dos parceiros, o sucesso é apenas questão de tempo.

Agora que você já sabe os benefícios de largar o emprego e trabalhar por conta própria, está na hora de conhecer algumas ferramentas essenciais para quem está começando um e-commerce do zero. Boa leitura!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Trabalhar por conta própria: guia completo para você largar o emprego e viver do seu e-commerce
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *