Tipos de lançamento: Conheça os 8 principais para usar na sua estratégia

Há diversos tipos de lançamento os mais usados em estratégias são: Lançamento Interno, Lançamento Semi-interno, Lançamento Externo, Lançamento Semente, Lançamento Perpétuo, Lançamento Relâmpago, Lançamento Passariano e Lançamento Meteórico.

O lançamento de produtos no e-commerce, é uma excelente maneira de garantir o máximo de eficiência na comercialização de um produto. Mas você sabia que há diversos tipos de lançamento?

Muito usada para infoprodutos e escolas digitais, os diferentes tipos de lançamento complementam uma estratégia bem planejada.

Isso porque eles contam com hora e data certa para começar e acabar e utilizam diferentes mecanismos de persuasão para aumentar as conversões do negócio.

Por mais que já seja muito utilizada e que os resultados tenham sido benéficos, muitas empresas ainda não sabem como fazer o lançamento de um produto e nem conhecem os principais tipos disponíveis.

Afinal, é preciso que toda a estratégia esteja bem alinhada, para que o potencial máximo nas vendas aconteça.

Pensando nisso, preparamos este artigo completo para você entender e conhecer os 8 tipos de lançamento de produtos disponíveis e melhorar os seus resultados. Não deixe de conferir nas próximas linhas!

O que é o lançamento de produtos?

Esse é um método utilizado para divulgar um produto para gerar o máximo de vendas no menor espaço de tempo possível.

Os lançamentos, como os tipos que apresentaremos em um tópico mais adiante, são amplamente utilizados para divulgar infoprodutos.

Essas estratégias, porém, podem ser adaptadas para a divulgação de outros tipos de produtos.

O objetivo principal desses tipos de lançamento é preparar previamente um público-consumidor para gerar ansiedade e vontade de compra.

Com isso, quando o produto estiver pronto, os potenciais clientes já estarão engajados e prontos para fazerem negócios com a marca.

Geralmente, um infoproduto pode ser lançado até 2 vezes ao ano, mas isso também não é uma regra.

Esses lançamentos costumam ter hora certa para começar e para acabar, já que é preciso contar com gatilhos mentais e recursos de persuasão para instigar os consumidores a comprarem rapidamente.

Planejamento e boa comunicação são peças-chave para o sucesso de um lançamento, independentemente do tipo praticado pelo gestor.

Conheça os 8 principais tipos de lançamento!

Existem oito tipos principais de lançamentos que já foram utilizados e testados para os produtos digitais e que você deve conhecer.

Cada um deles, como será possível visualizar, detém características próprias e que devem complementar a estratégia principal da empresa.

Não existe um modelo certo para todos os negócios. Cada empresa deve implementar aquele que melhor atende suas necessidades momentâneas e a longo prazo.

Veja a seguir os 8 principais tipos de lançamento para os seus produtos!

1. Lançamento Interno

O lançamento interno é um dos mais utilizados por ser muito vantajoso, já que trabalha com a base de clientes e a base de leads já existentes da marca.

Com isso, o lançamento é voltado para consumidores que já interagem com a empresa e reconhecem-na como autoridade no assunto, o que confere maior probabilidade de boas vendas.

Ainda que seja voltado para um público já educado, é preciso fazer investimentos e dedicar esforços nas campanhas de marketing, com a criação de bons conteúdos, estratégia de e-mail marketing, vídeo marketing e muito mais.

Essa é uma metodologia focada na base atual de clientes.

Mas que pode atrair, também, potenciais clientes que são impactados com a estratégia de marketing criada, bem como pelas recomendações e compartilhamentos de conteúdo da marca.

2. Lançamento Semi-interno

Esse é um método que utiliza a base de contatos da empresa, mas que também conta com uma base de contatos externa, que pode ser de parceiros, influenciadores e muito mais.

A vantagem é justamente ampliar o alcance dos e-mails, por exemplo, já que contará com uma base muito mais robusta.

Os parceiros podem ajudar em muitos aspectos, como na criação do produto ou apenas na divulgação.

Em todos os casos, o principal fator para o sucesso é que a base de contatos do parceiro seja condizente com o público-alvo da empresa.

Ou seja, o parceiro deve atuar em um nicho igual ou semelhante ao da marca.

3. Lançamento Externo

O lançamento externo é uma modalidade focada em parcerias, afiliados e produtores de conteúdo para que seja realizada uma divulgação externa.

Com técnicas de marketing de influência, busca fazer com pessoas que fazem parte do nicho de atuação da empresa divulguem os produtos ou façam campanhas para anunciar esse produto.

Para que funcione, é fundamental dedicar tempo na escolha dos influenciadores e produtores de conteúdo, já que o público desses influenciadores deve ser condizente com o público-alvo da empresa.

A estratégia de divulgação deve ser criada de forma conjunta e com estratégia, já que demanda por mais investimentos, como comissão e maior publicidade, mas pode gerar retornos financeiros muito significativos.

4. Lançamento Semente

O lançamento semente é quando a empresa deseja testar um produto para compreender a aceitação do mercado e o comportamento da persona com o produto ainda não disponível para compra.

É uma maneira de testar e definir qual vai ser a melhor estratégia para o time de marketing utilizar na divulgação, quando o produto estiver finalizado e pronto para as vendas.

O início do lançamento semente ocorre quando campanhas são lançadas para fazer uma conexão com o público consumidor e começar a preparar esses consumidores para que se tornem leads e depois sejam nutridos.

Esse modelo de lançamento é muito vantajoso, porque começa a entender melhor a persona a qual ele se direcionará, para que o produto e a estratégia estejam de acordo com as necessidades dos consumidores.

Ainda assim, ele demanda muito esforço para que o público consuma os conteúdos disponibilizados antes dos investimentos no próprio produto.

O nome desse lançamento já indica para que serve, plantar uma ideia ou “semente” na mente dos clientes para que fiquem cada vez mais propensos a realizarem a compra quando o produto estiver pronto.

5. Lançamento Perpétuo

O lançamento perpétuo busca encaminhar cada vez mais leads para o funil de vendas da empresa.

Isso, porque o objetivo é fazer com que a todo momento novos consumidores sejam impactados com os conteúdos gerados e possam percorrer a jornada de compras para que se tornem clientes da marca.

Usualmente, esse é um modelo usado para infoprodutos com a característica atemporal, onde o conteúdo estará sempre atualizado e não se perca ao longo do tempo.

É possível sempre fazer um relançamento desse produto.

É uma maneira de sempre conferir resultados e constantemente atrair novos compradores para a empresa.

O lançamento perpétuo economiza tempo, já que o material será criado apenas uma vez.

A partir da sua criação, é preciso apenas atualizar o material e automatizar o processo, para que, quando um cliente entrar na lista de contatos, ele receba alguma oferta ou benefício.

Para que funcione corretamente, os gestores precisam desenvolver um bom fluxo de leads e criar soluções para que estejam sempre engajados e com a marca em mente.

6. Lançamento Relâmpago

Para que o lançamento relâmpago gere bons resultados, é preciso que a marca já tenha um bom engajamento com os consumidores.

Isso porque esse modelo é focado em uma divulgação mais curta, que geralmente dura entre 5 e 7 dias.

O objetivo é justamente encurtar o tempo de divulgação para estimular os clientes a fazerem a aquisição em menos tempo.

Com o uso de gatilhos mentais de urgência e escassez, para uma base de e-mails selecionada.

É possível oferecer descontos, cupons e bônus para induzir os consumidores a fazerem negócios com a empresa rapidamente.

7.Lançamento Passariano

Como uma adaptação ao modelo original de lançamento, com ajuste de Luiz Passari, o lançamento passariano é voltado para quem já tem uma base de leads ativa.

Porém, esses leads são potenciais clientes que ainda não compraram o infoproduto.

Por isso, ela trabalha com o foco em oferecer uma chance adicional a essa base de leads, já que eles já demonstraram interesse no produto ao se cadastrarem em uma página de captura.

Para que as conversões aconteçam, é interessante enviar para essa base de contatos descontos e promoções exclusivas.

8. Lançamento Meteórico

O lançamento meteórico é uma estratégia mais ofensiva de divulgação, porque trabalha com três poderosos gatilhos mentais: escassez, pertencimento e antecipação.

Geralmente, esse modelo conta com uma base de contatos no WhatsApp.

Na etapa de pré-lançamento, com conteúdos relevantes, os potenciais clientes já são instigados a fazerem parte de um grupo exclusivo de WhatsApp para receberem informações e materiais sobre o produto em questão.

É muito vantajoso para a empresa, porque nesse modelo o gestor tem uma base de contato própria e direta com a base de leads.

Assim, fica mais fácil nutrir esses leads e oferecer ofertas com prazo para estimular o aumento das compras.

Quais as etapas de um lançamento de produtos?

Para a maioria dos tipos de lançamento de produtos, existem quatro etapas onde eles costumam acontecer, sendo:

  • pré-lançamento;
  • preparação do mercado;
  • lançamento; e
  • pós-lançamento.

Essas etapas são indispensáveis para que os diferentes tipos tenham êxito, e a marca tenha aumento nas conversões de vendas. Veja como funcionam cada uma das quatro etapas. Vamos lá!

Pré-lançamento

Duas perguntas fundamentais devem anteceder qualquer lançamento de um produto digital, são elas: no que consiste o produto e quem é o público-alvo desse produto.

Os fatores que definem o produto, como os diferenciais que ele oferece, como se destaca dos produtos concorrentes, qual valor agregado ele traz, entre outros, são importantíssimos para que sejam trabalhados ao longo da sua divulgação.

Entender o público-alvo do produto também é fator decisivo para compreender quais são os melhores canais para a divulgação, definir a precificação do produto, bem como elaborar as melhores ofertas e muito mais.

É no momento de pré-lançamento, também, que são definidas as métricas de monitoramento de desempenho.

Ou seja, quais serão os fatores que indicarão o sucesso ou o fracasso da estratégia implementada.

Preparação do mercado

Com as informações levantadas na etapa de pré-lançamento, é preciso implementar as estratégias necessárias para preparar o mercado para o momento do lançamento.

Muitas ações são possíveis, como gerar um sentimento de urgência e de escassez, para que mais clientes sejam convertidos em menos tempo.

É nesse momento que muitas atividades de marketing digital serão implementadas e guiadas pelas informações coletadas sobre o mercado consumidor e sobre as especificações do produto comercializado.

Lançamento

Esse é o momento de realmente lançar o produto e disponibilizá-lo para que os clientes interessados possam adquiri-lo.

Ao abrir as vendas do produto, é preciso que a empresa já tenha um grande número de clientes interessados e uma base de leads já qualificada para as compras.

É também nessa etapa que os times de atendimento ao cliente devem estar aptos e preparados para solucionar os problemas e passar as informações finais que convertam as vendas e contornem as objeções de compras.

Todo o processo planejado deve estar em ordem e em pleno funcionamento.

As formas de pagamento devem estar diversificadas e sem barreiras para estimular as compras.

A plataforma escolhida para o checkout deve ser eficiente, com menos burocracia e com recursos que facilitem as transações e estimulem um grande volume de compras.

Com um bom planejamento e foco nas etapas anteriores, o responsável pelo lançamento pode focar sua atenção e esforços em atividades importantes para aumentar as conversões, como na análise de resultados e readequação da estratégia, caso necessário.

Pós-lançamento

O pós-lançamento é um momento crucial para entender o desempenho geral da estratégia.

Afinal, as vendas aconteceram e o lançamento foi feito, mas é preciso compreender qual foi o resultado final.

Alguns fatores devem ser analisados:

  • As metas estipuladas foram cumpridas?
  • Os contatos foram convertidos com eficiência?
  • Quais materiais geraram mais resultados, entre outros.

É nesse momento que a base de contatos deve ser reorganizada e deve-se criar categorias mais específicas, com base nos dados reais e atualizados de desempenho.

Quando fazer um lançamento de produto?

Não existe uma resposta pronta para essa pergunta, já que diferentes fatores podem influenciar na escolha do momento certo para lançar um produto.

Fatores diversos, como finalização do produto, eficácia da estratégia de divulgação e preparo do público consumidor impactam diretamente nos resultados dessa escolha.

Ainda assim, existem períodos com maiores chances de sucesso, como datas comemorativas, eventos especiais e muito mais.

No entanto, algumas dicas podem ser significativas para definir a escolha do momento certo.

Como exemplo, uma boa dica é deixar o lançamento para o período posterior ao pagamento tradicional dos salários, como o dia 10, onde os potenciais clientes já receberam e ainda não tiveram a oportunidade de gastar.

Outro ponto importante, é escolher um dia da semana condizente com o infoproduto.

Por exemplo, para os consumidores que desejam se profissionalizar, determinado dia da semana pode ser mais vantajoso para oferecer um material para esse público.

É importante ter em mente que o tipo de lançamento, o conhecimento da persona, os resultados dos esforços de divulgação por meio de análise de dados, é que indicará o melhor momento para fazer o lançamento do produto.

Como escolher o melhor tipo de lançamento para sua estratégia?

Novamente, não existe um tipo de lançamento ideal para todos os negócios, já que cada um dos tipos tem particularidades e vantagens diferentes.

Contudo, é possível contar com algumas dicas gerais para quem ainda tem dúvidas quanto ao tipo de lançamento mais adequado.

Para quem já tem uma ideia e modelo pronto, mas ainda não criou o produto, o lançamento semente é uma boa alternativa.

Já que permitirá que se tenha uma ideia mais abrangente de como o produto será aceito no mercado e começar a criar uma base de leads, sem investir recursos no produto.

Se o produto já estiver pronto e a marca já contar com uma base de leads engajada e ativa, o lançamento interno é a escolha certa.

Pois conta com potenciais clientes engajados, que conhecem a empresa e que demonstraram interesse prévio no produto.

Se o objetivo é aumentar a base de leads para conquistar um público cada vez maior, a estratégia utilizada pode ser a de lançamento semi-interno e externo.

Afinal, a estratégia contará com parceiros que detêm uma base de contatos própria e que se unirão à estratégia da empresa.

Como é possível observar, cada tipo de lançamento está de acordo com o momento atual da empresa e com os objetivos que ela tem naquele momento.

Mas, em todas, será preciso colocar uma estratégia em prática, criar uma lista de e-mails e começar a nutrir os contatos dessa lista para que se tornem clientes efetivos.

O lançamento de produtos é uma etapa muito importante para as empresas conseguirem aumentar e potencializar as vendas.

Isso porque ele conta com etapas bem definidas que auxiliam os gestores a criarem um fluxo de trabalho condizente com as necessidades do mercado.

Como vimos, é preciso criar uma estratégia para vender o máximo no menor espaço de tempo.

Para isso, é fundamental preparar o momento do pré-lançamento, da preparação do mercado, do lançamento e do pós-lançamento para que as chances de êxito sejam mais garantidas.

Por meio da análise dos consumidores e do comportamento do mercado, o negócio consegue definir com mais eficiência qual o melhor momento de fazer o lançamento de um produto.

Para cada empresa, pode existir um tipo de lançamento mais adequado, sendo preciso conhecer os oito que apresentamos e definir qual deles é o melhor para a estratégia e necessidade da empresa.

Quer aprender como fazer uma análise de concorrentes no e-commerce? Baixe agora mesmo nosso e-book e aprofunde o seu conhecimento sobre isso!

Análise de concorrentes no e-commerce

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário