Tipos de Frete: Escolha o mais Indicado para sua Loja Virtual

Uma boa estratégia de frete impacta diretamente na decisão de compra e na fidelização de clientes. Conheça quais são os tipos de frete mais utilizados e escolha as melhores opções de frete e envio para seu e-commerce.

Como já sabemos uma boa estratégia de frete é um dos pontos mais importantes para um e-commerce ter sucesso. 

E, num país tão grande como o Brasil, podemos afirmar que é um baita desafio entregar um produto na data prevista, sem atrasos, sem decepcionar o cliente e sem doer no bolso. 

Neste texto, vamos falar sobre os tipos de frete e explanar cada um deles para você tomar uma decisão assertiva e escolher as melhores opções de frete e envio para seu e-commerce. 

Quais são os tipos de frete para loja virtual:

Os tipos mais utilizados de frete são o frete CIF, o frete FOB e a entrega expressa, vamos entender melhor cada um deles:

Frete CIF

A principal característica do frete CIF é que a responsabilidade do envio da mercadoria fica por conta do fornecedor do produto.

Geralmente esse tipo de frete é o mais utilizado pelos lojistas brasileiros, onde o fornecedor do produto embarca a mercadoria e tem a responsabilidade sobre ela.  

A sigla CIF, de origem inglesa, se refere à expressão Cost, Insurance and Freight, que traduzida para o português significa: custo, seguro e frete. 

Na modalidade frete CIF, é comum o remetente cobrar a quantia gasta na logística embutindo o custo no preço final do item.

Vantagens e desvantagens das entregas CIF: 

Separamos a seguir, as vantagens e desvantagens das entregas realizadas através da modalidade CIF, confira:

  • Facilidade para o cliente final, visto que ele não vai precisar se preocupar com seguro sobre a mercadoria ou procedimentos logísticos;
  • Logística de frete simplificada, para quem adquire os produtos, já que essa parte fica sob a responsabilidade do embarcador da mercadoria.

Desvantagens

  • Pouco controle sobre o envio da remessa, portanto não é o serviço mais indicado se você precisa ter uma supervisão mais rigorosa durante o transporte;
  • Sem autonomia para escolher alternativas de serviços de frete que possam sair mais em conta para o seu negócio, ou que tenham prazos menores, pois essa escolha é feita exclusivamente pelo embarcador do pedido, no caso o consumidor B2C. 

Frete FOB

Bastante utilizado nas transações B2b, na modalidade de frete FOB quem compra o produto assume a responsabilidade e os custos interinos do frete.

Resumindo, o fornecedor 1 tem o trabalho de vender o item, a responsabilidade de todo o envio fica por conta de quem está comprando o produto.

Dessa forma, o comprador que escolher usar o frete FOB (Free on Board  ou Livre a Bordo) vai precisar negociar os custos e cuidar de todo o processo logístico: escolher o melhor seguro, a forma de despacho do pacote e a contratação do serviço para entregar a encomenda.

De modo geral, podemos classificar como frete CIF todo o procedimento de frete utilizado pelos e-commerces brasileiros e destacar que a vantagem para o consumidor final é inigualável, visto que arcando com os custos do frete, o consumidor não se preocupa mais com nada, até a encomenda chegar na sua casa. 

Já o frete FOB, é mais utilizado em transações B2B, que consiste em transações de empresas para empresas, que geralmente englobam mercadorias em grande quantidade.

O que acaba sendo mais vantajoso para ambas as partes.

Entrega Expressa

Outro tipo de frete bastante conhecido é a entrega expressa, esse modelo de frete tem como premissa, a garantia de que o produto vai chegar até o consumidor no menor tempo possível.

Entretanto, para isso ocorrer será preciso pagar mais, pois a Entrega Expressa é mais cara do que o envio comum.

Vale ressaltar que quando um e-commerce possui essa opção quer dizer que ele conta uma equipe destinada a isso que vai fazer tudo com muito mais agilidade para ser entregue em menos tempo que o normal.

Por conta disso, o valor da entrega expressa costuma ser um pouco maior do que das entregas tradicionais.

Tipos de carga

Para escolher melhor qual modalidade de frete vai ser mais vantajosa para seu negócio é importante conhecer também quais os tipos de cargas existentes no mercado. 

Vamos falar um pouco sobre elas a seguir;

Carga fracionada

O modelo de carga fracionada une varias empresas num mesmo transporte onde cada uma delas fica responsável pelos custos do seu pedido, mas para que a carga saia e valha a pena, o veículo precisa ter a sua carga preenchida com pedidos de outros clientes.

Carga lotação

A modalidade de carga lotação, como o próprio nome já diz, é para grandes quantidades, quando as encomendas lotam e ocupam todo o espaço do veículo. 

Recomendada para pedidos em grandes quantidades e geralmente utilizada em operações B2B, neste caso os produtos seguem diretamente para um ponto de entrega específico e o frete é pago integralmente pelo comprador.

Carga leve

Uma carga leve é aquela que, mesmo que ocupe o volume total do veículo, não atinge o peso máximo suportado.

Isso pode acontecer, por exemplo, com algodão, absorventes descartáveis, fraldas, papel higiênico e produtos leves.

Carga pesada

Ao contrário da carga leve, a pesada é aquela que não necessariamente enche o volume máximo do veículo, mas chega ao peso suportado.

Máquinas, por exemplo, podem se encaixar nesse caso.

Alto valor agregado

Cargas com alto valor agregado tendem a exigir mais cuidados em relação ao veículo que irá transportá-las.

Algumas vezes, é necessário até mesmo um serviço de escolta, o que acaba encarecendo consideravelmente o frete.

Baixo valor agregado

Cargas de baixo valor agregado são, em geral, insumos e materiais de construção.

Nesse caso, o tipo de frete precisa ser planejado, pois o preço do transporte pode acabar saindo mais caro que as próprias mercadorias.

Quais são os modelos de contratação de frete

Contratação Normal

Nesse modo, como o nome já deixa claro, não há nenhum intermediário no processo. A transportadora recolhe a encomenda com o vendedor e leva diretamente ao destinatário.

Subcontratação

Nesse modo a transportadora recebe o objeto e terceiriza o serviço de entrega para outra empresa. Essa modalidade é bastante comum quando o destino está fora da área de cobertura da transportadora escolhida.

Redespacho

No modelo de contratação de redespacho, o percurso da entrega é feito por duas transportadoras.

A empresa contratada pelo cliente faz o percurso do ponto A até o B, e outra transportadora contratada faz o trajeto do ponto B até o local de entrega final. 

Redespacho intermediário

Neste tipo, a empresa contratada terceiriza todo o processo de entrega.

É contratada uma transportadora que irá receber a mercadoria e realizar o transporte até o ponto B, onde outra transportadora pegará o pacote e levará até o ponto final.

Comparando opções de frete e entrega para sua Loja Virtual

Transportadoras

As transportadoras são alternativas de envio bastante utilizadas pelos lojistas brasileiros e uma das maiores vantagens das transportadoras é a possibilidade nula de greve- o que infelizmente não podemos afirmar que ocorra com os correios.

As transportadoras geralmente cobram um valor mais alto que os Correios, mas a dica na hora de escolher é pesquisar e colocar alguns fatores na balança, a fim de comprar preços, vantagens e desvantagens de cada uma das formas.

Compare entre às duas modalidades:

  • O prazo de entrega;
  • O volume as vendas;
  • Se existe ou não o rastreamento de produtos
  • Segurança da carga;
  • O custo do frete final;

Tem dúvida de qual modalidade de envio oferece mais vantagens para seu negócio? Acesse nosso artigo e veja as principais diferenças entre correios X  transportadoras

O frete com transportadoras pode ser uma alternativa perante os Correios ou mais uma forma para seu cliente escolher

Ao contrário dos correios as transportadoras não possuem restrição em relação à pesagem, se tornando uma excelente opção para quem vende produtos acima de 30Kg.

É importante para o lojista entender e verificar as integrações que sua plataforma de loja virtual possui, uma vez que, é fundamental as transportadoras terem integrações para que todo processo seja feito de forma automática e sem falhas

Com as transportadoras os valores são mais altos, porém você ganha uma flexibilidade de negociação e não está sujeito a greves.

 Correios:

Com os correios são dois cenários:

Sem contrato: 

Uma das opções de cálculo de frete mais usadas. Sem contrato com a empresa estatal, o comerciante paga o valor normal de envio, sem descontos, e precisa sempre pagar o valor do frete imediatamente na boca do caixa, recomendado para quem está iniciando e não possui o volume alto de envios.

Com contrato: 

Para ter descontos conforme o volume mensal de envio e pagar o valor de envio mensalmente, é importante ressaltar que é necessário um contrato direto entre loja virtual e Correios.

Independentemente de você ter contrato com os Correios ou não a maioria das plataformas de loja virtual possuem uma integração com os correios que fazem automaticamente todo esse cálculo dentro da sua loja.

Se você possui contrato pode configurar os valores de seu contrato e será cobrado em sua fatura uma única vez mensal se não possui será feito o mesmo cálculo da boca do caixa e quando despachar nos correios faz o pagamento.

Quer aprender a calcular o frete dos correios?

Acesse agora o nosso artigo completo e veja passo a passo como calcular o frete dos correios

Ainda falando sobre os Correios, os serviços mais utilizados são:

– PAC: o serviço mais econômico, porem o mais demorado, limite de 30KG nacional e 50Kg Estadual

-E-Sedex: Apenas para quem tem contrato com os correios, produto focado para Lojas virtuais, o limite de encomenda é 15 Kg

– Sedex: permite envios até 30Kg, e em alguns casos se a entrega for entre capitais chega no dia seguinte

– Sedex 10: Esse tipo de entrega ocorre ate as 10 da manhã do dia seguinte, é importante validar nos correios quais cidades tem essa solução, o limite de peso sã0 10 Kg

– Sedex Hoje: os correios garantem entrega ao destinatário  a entrega até as 18h do mesmo dia da postagem

Conclusão

Viu como é importante conhecer  toddos os tipos de frete para escolher o mais asserivo para sua loja virtual?

Eu sei que parece muita coisa, mas uma boa logística de frete combinada com uma política de troca clara, somada com atendimento eficiente e um pós venda de qualidade é a fórmula para o sucesso do seu e-commerce. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário