6 passos para começar a vender pela internet e garantir o lucro
Loja virtual de nicho – Ideias de nichos para você começar sua loja virtual

Qual o tempo diário gasto para gerenciar o próprio negócio online?

Publicado em: • Última Atualização:

Parece um tanto quanto desafiador ter um trabalho no mercado tradicional e ainda assim ter o próprio negócio online, não é mesmo? A boa notícia é que, ao contrário do que muita gente pensa, é sim possível conciliar essas atividades! Para isso, basta gerenciar o e-commerce de forma eficiente, contando com recursos para automatizar processos comuns de gestão e, assim, otimizar o tempo de dedicação necessário para fazer o empreendimento crescer.

A ideia é ótima, mas você não sabe nem por onde começar? Pois continue acompanhando nosso post para conhecer as principais áreas a serem automatizadas no e-commerce, como dar andamento a esse processo e qual o tempo gasto para gerenciar seu próprio negócio online!

Antes de mais nada, quais áreas podem ser automatizadas?

Na verdade, praticamente todas as áreas de um e-commerce podem ser ao menos parcialmente automatizadas, desde que as metodologias e ferramentas certas sejam usadas. Pronto para entender como simplificar e automatizar alguns processos de finanças, logística, marketing, manutenção e atendimento ao cliente?

Finanças

É fato: uma administração financeira eficiente é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Mas como facilitar a gestão das métricas financeiras? Nesse caso, o melhor é integrar os processos por meio de softwares de Enterprise Resource Planning (ERP) e armazenar todas as informações no mesmo lugar.

Esses softwares foram projetados justamente para automatizar a gestão de uma empresa, sabia? Então use-os a seu favor! Não se esqueça de conferir se a solução escolhida também se integra a seu sistema de pagamento, a seu CRM e a quaisquer outras ferramentas que usar. Afinal de contas, a integração reduz o tempo necessário para se fazer o devido gerenciamento.

Marketing

O marketing talvez seja uma das áreas mais automatizáveis da gestão de um e-commerce. Não só por isso, mas também por sua complexidade, já que é uma área que envolve diversos processos simultâneos, estude suas possibilidades com afinco! Podemos adiantar, entretanto, que uma estratégia de inbound marketing bem delimitada e um funil de vendas cuidadosamente planejado encurtam bastante o caminho rumo à automatização.

Processos para gerenciamento de mídias sociais podem ser planejados graças a ferramentas disponíveis no mercado que permitem a programação de postagens no Twitter e no Facebook em horários previamente estabelecidos, por exemplo. O marketing por e-mail também pode ser automatizado com a ajuda de uma série de ferramentas.

É interessante reservar um tempo para gerenciar seus anúncios no Google AdWords e no Facebook Ads — caso esteja usando essas ferramentas, claro. Se o tempo estiver escasso, invista apenas na mais coerente em relação à estratégia geral, aquela que atingirá com maior impacto seu público-alvo. Você inevitavelmente precisará agendar um tempo para analisar métricas de visitas, cliques e assim por diante. Por sorte, o Google Analytics e o Facebook sintetizam boa parte desses relatórios. Então é só estudar como aproveitá-los ao máximo!

Atendimento

Hoje em dia, são vários os possíveis canais para prestar um bom atendimento ao cliente. E pode acreditar: com a estratégia certa, dá para diminuir consideravelmente o tempo gasto nesse trabalho. Se você pudesse reduzir as horas que passa respondendo a e-mails de clientes, por exemplo, certamente o faria, não é? Pois uma estratégia simples nesse sentido é criar uma página de dúvidas frequentes — o famoso FAQ. Pense bem: se precisar de 3 horas de trabalho no presente para criar uma página bem organizada de dúvidas e isso poupará pelo menos 1 hora por semana no futuro, o investimento já vale a pena.

Formulários de contato bem planejados também facilitam bastante a compreensão de dúvidas de clientes. E que tal contratar serviços de chatbots para prestar um atendimento imediato ao cliente? O segredo está em se lembrar sempre de que, por vezes, um trabalho que demanda muito tempo hoje pode poupar horas preciosas de trabalho no futuro. Então mãos à obra!

Design

Muitos empreendedores iniciantes gastam esforço demais alterando o aspecto estético do seu site ou de seu logotipo, enquanto investem pouco trabalho em testes de usabilidade e aspectos funcionais do design. Na prática, porém, essa relação deve funcionar justamente ao contrário.

Se seu site foca na usabilidade, fornecendo uma boa experiência ao usuário, você já está um passo à frente de diversos concorrentes. A partir daí, manipule e teste variáveis gradualmente, o que custará cada vez menos tempo ao seu negócio, mas nem por isso deixará de apresentar os resultados esperados. Mude o tamanho de um botão, troque a ordem dos produtos, trabalhe na descrição das mercadorias e o que mais achar necessário, até encontrar o formato mais adequado.

Logística

Simplificar a logística pode ser uma ótima estratégia. E o melhor é que, da compra online, por meio de sistemas de pagamento virtuais, até a entrega, com os serviços adequados, praticamente todos os aspectos logísticos podem ser automatizados.

Automatize o controle de estoque com softwares de sincronização em nuvem. Também organize e deixe bem visível sua política de retorno de produtos, para facilitar esse processo quando for necessário. Para reduzir o tempo dedicado à logística, sabia que às vezes é possível integrar seu sistema de controle de estoque com o sistema dos fornecedores? Assim, eles serão automaticamente acionados quando sua reserva atingir determinado valor.

Manutenção

No universo do comércio virtual, um simples site fora do ar por algumas horas já pode trazer grandes prejuízos! Para não tropeçar nesse quesito e correr o risco de ter seu negócio prejudicado, mantenha sua plataforma de e-commerce atualizada e contrate servidor e hospedagem adequados.

Alternativas de serviços de e-commerce em nuvem automatizam os processos de manutenção e atualização de plataformas, poupando tempo (e estresse) na resolução de possíveis erros em seu site. Para ter uma noção, tenha em mente quanto exatamente vale seu tempo. Se terceirizar um serviço custa menos que fazer o trabalho você mesmo, não hesite!

E quanto tempo é preciso para ter o próprio negócio online?

Seria mentira se disséssemos que não serão necessárias algumas horas de trabalho árduo para manter o próprio negócio online. Mas por mais que empreendedores famosos, como Tim Ferriss, arrisquem dizer que você pode reduzir o trabalho a 4 horas por semana, a verdade é que é difícil estimar esse valor. De toda forma, o caminho para quem deseja gastar o menor tempo possível com seu e-commerce é um só: reduzir, automatizar e otimizar processos.

Estruturando bem seu e-commerce, menos horas serão gastas para executar o mesmo tipo de trabalho. Aí, à medida que o negócio escalar, será possível pensar em viver exclusivamente da renda gerada pela loja virtual, passando a se dedicar mais a ela ou até mesmo a terceirizar mais processos.

Devemos ressaltar que, ao final de um planejamento estratégico de automação bem organizado, você provavelmente ainda precisará gastar algum tempinho com solicitações específicas de clientes, pequenas manutenções, testes e eventos esporádicos nas vendas. Mas não restam dúvidas: esse esforço vale a pena!

Quer acelerar ainda mais o crescimento do seu e-commerce? Então aproveite para dar uma lida em nosso post sobre técnicas de growth hacking usadas por empreendedores do Vale do Silício!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Qual o tempo diário gasto para gerenciar o próprio negócio online?
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *