4 técnicas essenciais de Growth Hacking para você usar no seu e-commerce

O número de concorrentes crescendo no mercado é cada vez maior, assim como o desempenho de varejistas online. De acordo com um […]

O número de concorrentes crescendo no mercado é cada vez maior, assim como o desempenho de varejistas online. De acordo com um estudo da NeoTrust, o comércio digital cresceu 22,7% no ano de 2019. Dessa forma, é muito relevante que os empreendedores garantam as melhores estratégias para conseguirem se sobressair aos olhos dos consumidores. Com isso, as técnicas de growth hacking vêm ganhando notoriedade entre especialistas de marketing.

Ainda que você não seja um especialista, é possível utilizar do método para melhorar as vendas de seu negócio. Afinal, o growth hacking tem como objetivo fazer uso de táticas que gerem o crescimento e aumento dos lucros. Com foco em crescimento significativo e acelerado de sua loja a partir da identificação dos pontos críticos.

Para isso, é necessário seguir algumas etapas, como a geração e seleção de ideias, experimentos e análises.

Portanto, criamos este artigo para ajudar você a implantar as 4 principais técnicas de growth hacking que podem melhorar a performance e resultados de seu e-commerce. Vamos lá!

1. Invista em remarketing com segmentação nos lances

O remarketing costuma ser bastante utilizado por varejistas digitais, já que consegue captar a atenção do cliente mesmo após a saída de seu site. No entanto, nem sempre o investimento tem um retorno financeiro relevante, pois não existe uma segmentação nos lances feitos.

A fim de otimizar as campanhas, é muito importante que você enxergue seu funil de vendas como ele realmente é: pessoas no topo do funil não devem receber a mesma comunicação que aquelas que estão no meio/final. Ou seja, sua campanha de remarketing não deve ter o mesmo valor de lance para dois públicos diferentes, já que eles não têm a mesma chance de se tornar clientes de seu e-commerce.

Dessa forma, a maneira mais indicada de começar o remarketing é analisando o nível de profundidade do funil de seu negócio. Consequentemente, quanto mais próximo da conversão, mais o cliente deverá ver seu anúncio. Um exemplo prático para entendermos isso é: o que adianta comprar um produto e continuar vendo anúncios dele? O investimento será em vão e poderá irritar o consumidor. Portanto, fique atento!

2. Faça anúncios dinâmicos

Se você quer fazer com que seu e-commerce seja conhecido, ainda que no começo de sua jornada online, é importante fazer o uso de links patrocinados, certo? Por isso, algo que, sem dúvidas, não pode faltar na sua estratégia é o uso de dynamic search ads (DSA).

Quando um varejista tem grande número de skus é humanamente impossível ficar controlando os anúncios de cada um deles, principalmente garantindo que o anúncio tenha as mesmas especificações de sua página. Assim, utilizar o DSA é extremamente relevante, já que a loja será pesquisada pelo Google e, consequentemente, tudo será feito de forma automática (isto é, por meio de títulos e URLs será possível automatizar seus anúncios).

O mais interessante disso é que você poderá saber quais são os termos que consumidores utilizam para encontrar sua loja nos motores de busca, além de ajudar a vender produtos que estão parados em seu estoque. Não é o máximo?!

3. Monitore ativamente seus concorrentes

Se mantemos aqueles que gostamos perto, os inimigos devem ser mantidos mais perto ainda. Bom, isso pode parecer mais uma frase de efeito, mas ela funciona também para qualquer negócio digital. Hoje em dia, diferentes empresas estão investindo em redes sociais para conseguir aprofundar seu relacionamento com os usuários e se fazer presente em diferentes momentos.

Para saber o melhor que deve ser feito, é muito importante listar todos os seus concorrentes e as suas principais redes sociais. A partir daí, anote a principal tática que usam e replique-a em seus canais de forma autêntica e melhorada.

Você pode utilizar blogs, o próprio site e o atendimento para entender tudo aquilo que valoriza a experiência do cliente e implantar no seu negócio. Para isso, é possível utilizar algumas ferramentas, como:

4. Integre campanhas de marketing com seu CRM

Um software de CRM contém inúmeros dados de seus clientes, inclusive informações que não são utilizadas pelos responsáveis pelas campanhas de marketing. Isso faz com que haja menor personalização do conteúdo, comunicação e anúncios.

Uma forma bastante interessante de integrar as duas coisas é tomar uma atitude antes do cliente. Por exemplo, se você tem um petshop online e sabe que determinada pessoa comprou um pacote de ração de 10 kg para um cão de porte médio que deve durar em torno de 3 meses, para que esperar que ele volte para o seu site ou encontre uma promoção mais interessante no concorrente?

Você pode se antecipar e enviar um e-mail, por exemplo, faltando duas semanas para o pacote de ração acabar, oferecendo o produto. Assim, o cliente terá o único trabalho de clicar em “adicionar ao carrinho” e finalizar a compra.

Ações do tipo melhoram a experiência de compra e aumentam as vendas significativamente. Por isso, utilize os dados dos usuários a seu favor e construa as melhores campanhas!

Agora ficou claro como é importante adotar as estratégias acima para garantir destaque entre a concorrência? Com tantas opções diante dos olhos dos consumidores, é muito relevante que você entenda o que pode fazer para ganhar notoriedade e melhorar continuamente.

Viu também como é possível utilizar técnicas de growth hacking, mesmo sem ser um profissional de marketing? O primeiro passo é criar a consciência da importância da técnica para os resultados de seu negócio e, a partir daí, dedicar-se em colocar as ideias em prática! Por isso, anote nossas dicas e teste em seu e-commerce o remarketing com segmentação, faça anúncios dinâmicos, monitore ativamente seus concorrentes e integre suas campanhas de marketing com seu CRM.

Para conhecer mais técnicas e adquirir mais conhecimento sobre o mundo do E-commerce, acompanhe nosso blog Escola de E-commerce. Novidades semanais para você inovar seu negócio!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário