6 dicas fundamentais para vender mais no dia dos namorados
Entenda como criar newsletter para e-commerce com 7 dicas

O motivo por trás do sucesso do Sistema de Recomendação da Amazon

Publicado em: • Última Atualização:

Certamente, há por aí inúmeras lojas online prósperas, com receita e taxas de conversão anuais mais que satisfatórias. Entretanto, é inegável que a Amazon se destaca de todas. Qual o encanto da Amazon? Como consegue engajar e satisfazer tantos clientes?

Muitos lojistas online já se perguntaram isso: “qual o segredo por trás do sucesso da Amazon?” A resposta é simples: a mágica da Amazon são seus algoritmos e inovação.

A Amazon usa recomendações de produtos especiais, que são feitas à medida para atingir às necessidades e desejos particulares de seus clientes, com o máximo de detalhe possível.

Com o ótimo exemplo da Amazon, recomendações de produtos se provaram definitivamente imprescindíveis para impulsionar a receita, devido às sugestões relevantes feitas aos clientes, assim como sua capacidade de melhorar a experiência do cliente.

Sim, todos os fornecedores online estão loucos com o aperfeiçoamento da experiência do cliente.

Portanto, se tornou a prioridade número um para muitos negócios online e faz sentido. Nessa lógica, lojistas online têm tentado extrair o máximo de mecanismos de recomendação, a fim de levarem seus negócios ao próximo patamar.

Entre tantas plataformas de e-commerce, utilizando ferramentas similares, parece-nos que a Amazon é a plataforma de ponta que melhor o faz. Basta mencionar que 35% da receita da Amazon.com é gerada por seu mecanismo de recomendação com uma solução de IA – Inteligência Artificial altamente adaptável. A Amazon usa uma série de diferentes sistemas de recomendação para alcançar esses números.

Chama a atenção o fato deles creditarem a seus sistemas de recomendação o aumento de 29% no total de vendas, adicionando 135.99 bilhões a sua venda anual em 2016.

Dessa forma, entendemos que não é uma coincidência que seu chefe, Jeff Bezos, tenha se tornado o homem mais rico do mundo. Conforme pesquisa realizada pela Slice Intelligence, a gigante do e-commerce contabiliza 43% das vendas em varejo online nos EUA em 2016.

O sucesso da Amazon é graças tanto à recomendações on-site quanto off-site. Visitantes recebem recomendações on-site durante sua navegação, ao passo que recomendações off-site são enviadas aos clientes via email, após a compra.

Sem dúvidas a Amazon já testou numerosas recomendações on-site para manter seus clientes interessados, sempre visando realizar fantásticas sugestões que afetarão positivamente a decisão de compra.

Como afirmado por Sucharita Mulpuru, analista da Forrester: “as conversões de vendas da Amazon a partir de recomendações on-site podem alcançar até 60%, comparadas com a performance de outras plataformas de e-commerce”.

Algumas dessas ferramentas de recomendação de destaque são as “Recomendado para você”, “Compre junto”, “Quem viu isso também se interessou por” etc. Agora, vamos analisar uma a uma:

Recomendado para você

De modo geral, essa ferramenta é implementada para tornar irresistível a compra de algo mais ao cliente. Esse tipo de recomendação inclui vários tipos de produtos retirados de diferentes categorias que o cliente já tenha pesquisado, sendo uma clara tendência a encher cada vez mais o carrinho de compras do cliente.

Recomendado para você

Compre junto

Essa seção quase sempre apresenta uma lista de produtos relacionados ao item já selecionado. Simplificando, imagine que você tenha comprado um celular, pela lógica, seria recomendado para si na seção “Compre junto” coisas na mesma categoria, como fones de ouvido e carregadores, por exemplo.

Essa ferramenta de recomendação é uma boa oportunidade para vendas adicionais e vendas cruzadas, essa é uma técnica também chamada de Upsell.

Compre junto

Quem viu isso também se interessou por

Num primeiro instante, essa ferramenta pode parecer a mesma coisa que a “Compre Junto”, mas não vá tirando conclusões até ouvir todos os detalhes.

Na verdade, a Amazon demonstra itens nessa seção com a intenção de aumentar o valor total médio por encomenda, por conta de vendas cruzadas e vendas adicionais.

Quem viu isso também se interessou por

Além disso, é possível notar que essa gigante do e-commerce mostra na seção de itens comprados juntos aqueles produtos que são comprados com menor frequência que na seção acima mencionada.

Para tal, a única explicação possível é a Amazon tentar encorajar e ajudar varejistas a prosseguirem com seu inventário que não está tão popular.

Conclusão

A história de sucesso da Amazon está fortemente enraizada em seus sistemas de recomendação. Graças a algoritmos únicos, desenvolvidos e adotados pela plataforma de e-commerce, milhares de clientes construíram uma relação duradoura com ela.

A implementação de várias ferramentas de recomendação on-site, como “Recomendado para você”, “Compre Junto”, “Quem viu isso também se interessou por”, entre outras, foi feita com o objetivo de providenciar recomendações relevantes e em tempo real até mesmo para o cliente mais meticuloso, impulsionando conversões, gerando vendas e com crescimento saudável.

Em especial, a implementação de recomendações personalizadas desempenhou um papel que mudou o jogo na indústria do e-commerce, pois permite que os lojistas online antecipem os requerimentos dos clientes e recomendem produtos à medida de seus gostos e preferências.

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

O motivo por trás do sucesso do Sistema de Recomendação da Amazon
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *