SKU: O que é, para que serve e como aplicar no e-commerce!

O SKU é a abreviação de Stock Keeping Unit, que em português significa algo como Unidade de Manutenção de Estoque. Esse código de identificação único, é muito importante, pois, agiliza os processos logísticos da empresa, e como consequência, o seu uso correto melhora o atendimento ao cliente e otimiza as vendas.

Gerenciar uma loja virtual pode ser um tanto difícil, afinal, são tantos produtos para identificar, controlar estoque, gerar pedidos, fazer envios e muito mais.

De fato, são muitas as tarefas a serem feitas em torno de um produto e com a chegada do varejo 4.0, gerenciar isso se tornou ainda mais complexo.

Porém, existe uma solução para  facilitar o gerenciamento de produtos parecidos que precisam ser identificados de forma simples e rápida na hora de uma venda evitando falhas no momento de separação.

Esses são os códigos SKU, que identificam cada produto por meio de um código único. Mesmo que sejam produtos variantes um do outro, você poderá identificar cada variante com esse código único.

Quer saber mais sobre esse código e como ele pode facilitar a vida dos lojistas? Acompanhe nosso artigo para aprender tudo nas próximas linhas!

O que é SKU?

O SKU nada mais é que um código de identificação único que agiliza seus processos de separação e organização de produtos.

Sua sigla significa “Stock Keeping Unit”, que, em sua tradução, pode ser interpretada como unidade de manutenção do estoque.

Ele pode ser formado por letras e números para identificar o produto da melhor forma e de modo mais eficiente.

A partir do SKU, também é possível distinguir variantes de um mesmo produto. Além de facilitar a busca pelo produto no sistema, facilitando a localização física.

Esse código é muito utilizado para separar os produtos por características únicas, como modelo, cor, tamanho, entre outras variantes.

Vem sendo adotado cada vez mais em todo tipo de comércio, mas principalmente nos comércios virtuais, pois evita falhas de envio e ajuda a controlar o volume de estoque.

Afinal, é muito mais fácil digitar ou pedir um MOTOG60B128, do que um smartphone Motorola Moto G 60 Branco de 128GB.

Basicamente, o código SKU é uma abreviação do nome do produto com detalhes e características específicos dele.

Também é possível usar o SKU em situações diferentes dessas citadas.

Por exemplo, em uma loja de componentes eletrônicos na qual existem dois componentes com a mesma aparência física, mas com características diferentes, a identificação pelo SKU facilita identificá-los.

Para que serve o SKU?

Os SKUs são ideais para e-commerce e servem para simplificar a logística da empresa.

Afinal, sua incrível capacidade de identificar e distinguir produtos e suas características variadas, em menos tempo, é uma grande vantagem.

Sem esquecer que o uso correto do SKU, também ajuda a controlar o estoque da empresa e evitar erros na hora de separar os pedidos dos clientes. Veja o detalhes:

Controle de estoque

Não há dúvidas de que quanto mais controlado for seu estoque melhor. Então, ter mais um meio de controlá-lo, com certeza, é bem-vindo.

O SKU, sem dúvida alguma, é a forma mais detalhista de fazer isso. Afinal, ele separa seus produtos por características únicas, e não só por modelo.

O SKU ajuda a inspecionar o estoque, pois, por meio dele, você consegue saber quantas unidades você tem de cada modelo por característica.

Isso ajuda até na hora de fazer um pedido de reposição para não comprar mercadorias que você já possui, ou até mesmo para comprar somente os produtos com as características que mais vendem.

Agilidade na separação e organização de pedidos

Saber o que você precisa e onde encontrar é primordial para quem trabalha em qualquer comércio, principalmente no comércio digital, no qual isso é algo indispensável.

Imagine você ter que procurar por um produto que já foi vendido e não encontrá-lo? Além de frustrante, isso significa que seu estoque está desorganizado.

Com o SKU, você poderá organizar seu estoque de forma que qualquer produto estará à mão quando precisar.

Isso agilizará seu processo de separação de pedidos e, consequentemente, a velocidade com que o pedido será entregue ao cliente, deixando-o mais satisfeito.

E quanto mais satisfeito o cliente estiver com o atendimento da sua loja, mais vendas e avaliações positivas sua marca terá.

Ajuda a evitar erros

É claro que erros acontecem e é algo normal.

Porém, quando se tem tudo devidamente identificado e organizado, o ambiente fica menos propício a erros e consequentemente evitamos problemas futuros.

Enviar um item errado para o cliente é um tanto frustrante para ambas as partes.

Com o SKU, bastará atentar-se aos códigos do produto vendido na separação e, assim, dificilmente ocorrerá envio de mercadoria errada.

Como dissemos, é claro que SKU ajuda a evitar os erros, mas não significa que eles não possam acontecer, porém, só pelo fato de  diminuem consideravelmente as chances, já vale a pena.

Quais são as vantagens de usar o SKU?

Já ficou claro, no decorrer do texto, para que servem e como funcionam os códigos SKU, além de como eles podem ser utilizados em seu estoque.

Agora vamos falar das vantagens de usá-los de forma correta. Listamos aqui alguns benefícios, dando uma breve explicação do porquê ser uma vantagem. Confira!

  • Controle de estoque – usar códigos SKU facilitará tomar conhecimento de quantas unidades você tem de cada produto com características únicas, diferentemente do código de barras, que fornecerá somente o número total de produtos que você tem do mesmo modelo.
  • Organização do seu estoque – você poderá usar os códigos SKU para arrumar seu estoque de forma mais organizada, separando não só por modelo, mas também por características específicas de cada produto.
  • Agilidade para busca no sistema – pelo código de barras, você consegue buscar um modelo de produto determinado, mas não consegue saber quais são os detalhes daquele produto. Já pelo SKU, você pode separar aquele modelo de produto por suas características e agilizar sua busca no sistema.
  • Agilidade na separação – vamos usar um exemplo de canecas. Na sua loja você poderá ter várias canecas do mesmo modelo, porém com estampas e cores diferentes. Vamos supor que o cliente pediu a caneca vermelha com a estampa de um coração, então você poderá criar um código chamado “CANVERCOR” que facilitará a localização daquele produto em específico;
  • Facilita a identificação de produtos – identificar o produto com facilidade é até uma forma mais fácil de saber qual vende mais e qual vende menos. Podemos continuar no exemplo das canecas: “CANROSCOR” vende mais do que a “CANVERCOR”, porém as duas têm o mesmo código de barras.
  • Melhora na comunicação – unifica a forma de chamar determinado produto por características específicas de cada um. Isso, em uma comunicação entre humanos, pode facilitar o entendimento do produto que está sendo falado.

Como criar os códigos SKU?

Primeiramente, você deve definir as variantes de determinado modelo de produto e, depois, criar um código de letras e números único, que diferencie um do outro.

Vamos usar como exemplo smartphones de uma mesma marca:

  • Iphone 13 Pro Max Azul Sierra 128gb
  • Iphone 13 Pro Max Dourado 128gb
  • Iphone 13 Pro Max Cinza Espacial 128gb
  • Iphone 13 Pro Max Prata 128gb
  • Iphone 13 Pro Azul Sierra 128gb
  • Iphone 13 Pro Dourado 128gb
  • Iphone 13 Pro Cinza Espacial 128gb
  • Iphone 13 Pro Prata 128gb
  • Iphone 13 Pro Azul Sierra 256gb
  • Iphone 13 Pro Max Dourado 256gb
  • Iphone 13 Pro Max Cinza Espacial 256gb
  • Iphone 13 Pro Max Prata 256gb
  • Iphone 13 Pro Azul Sierra 256gb
  • Iphone 13 Pro Dourado 256gb
  • Iphone 13 Pro Cinza Espacial 256gb
  • Iphone 13 Pro Prata 256gb

Nesse caso, estamos falando de dois modelos de aparelhos de uma mesma marca com especificações e cores diferentes.

Você pode pegar partes do nome de cada um e abreviar de forma que dê a entender a diferença de cada um, por exemplo:

  • I13PMAS128
  • I13PMD128
  • I13PMCE128
  • I13PMP128
  • I13PAS128gb
  • I13PD128
  • I13PCE128
  • I13PP128
  • I13PMAS256
  • I13PMD256
  • I13PMCE256
  • I13PMP256
  • I13PAS256
  • I13PD256
  • I13PCE256
  • I13PP256

Esses códigos não precisam ter o mesmo número de caracteres, mas é importante ter as características do produto abreviadas em seu conteúdo.

Vamos entender como foram gerados esses códigos:

Nome do produto: Iphone 13 Pro Max Azul Sierra 128gb

Código SKU: I13PMAS128

I = Iphone

13 = 13

P = Pro

M = Max

A = Azul

S = Sierra

128 = 128gb

Como visto no exemplo, separamos o código por cada informação que tem no nome por extenso do produto, encurtando o nome e sendo possível a identificação do mesmo.

Mas, para ir mais além, o código de barras de todos os Iphones 13 Pro Max de 128gb são os mesmos. Sem o código SKU, seria impossível identificar a cor deles em seu sistema.

Como utilizar os códigos SKU em sua loja virtual?

Em sua loja virtual, você deve usar os códigos SKU para diferenciar as variações que existem de um mesmo produto.

Como no exemplo anterior dos Iphones, você pode ter apenas um anúncio do Iphone 13 Pro Max, no qual o cliente poderá escolher a capacidade de armazenamento e a cor.

Quando o cliente efetuar a compra, no pedido sairá, além do código de barras, também o SKU da variante escolhida pelo comprador.

Também será dada a baixa no estoque do sistema na variante correta do produto. Desse jeito, caso uma variante acabe, você poderá informar que está indisponível no anúncio, ou fazer o pedido de reposição somente daquela variante em seu fornecedor.

Por isso, é muito importante o uso dos códigos SKU no sistema de e-commerce.

Além de facilitar a vida de quem está por trás, operando a loja virtual, também facilita a experiência do usuário.

Mesmo que o cliente nem chegue a ver esse código, ele ainda estará lá presente, facilitando o uso de sua plataforma.

Qual é a diferença entre código SKU, Código de barras ou EAN?

Existem muitas dúvidas quanto às diferenças entre o SKU, código de barras e Código EAN. Então vamos explicar o que é cada um deles, a seguir!

Código EAN

O significado da sigla é “European Article Number”. EAN foi criado na Europa, pela GS1, para uma identificação universal do produto.

Se você pensa em exportar ou vender em algum marketplace, você precisará obrigatoriamente cadastrar o código EAN do produto.

O EAN é um código universal gerado pelo fabricante do produto, que abrange todas as variações dele.

Ele é composto por 13 dígitos e é utilizado no mundo inteiro para identificar aquele produto. Geralmente, ele vem no formato de código de barras e pode ser lido por qualquer leitor óptico.

Código EAN – O que é, como funciona e como utilizar a favor do seu negócio!

Código SKU

Já o código SKU é um código interno da loja, não obrigatório para cadastrar em um sistema de vendas online ou marketplace, nem para exportação.

Porém, é recomendado que sejam criados e cadastrados nessas plataformas para uma melhor gestão de seus produtos.

Afinal, diferente do código EAN, ele determina características únicas de cada produto, facilitando a diferenciação das variantes de cada um.

Códigos de barras

Há também os códigos de barras internos, gerados pelo sistema da própria loja, que podem ser a solução para unificar o EAN ao SKU em um único código.

Por exemplo, o produto com EAN “X” e SKU “Y” pode ter um código de barras único e diferente.

Esse código de barras poderá já puxar as informações do código EAN “X” e SKU “Y” daquele produto.

Desse jeito, você poderá cadastrar em seu sistema um código de barras para cada produto com o mesmo EAN, porém com o SKU diferente.

Como os códigos SKU não podem ser lidos por leitores ópticos, transformá-los em código de barras é uma forma mais rápida e eficiente de identificar seus produtos.

Lembrando que o código de barras interno ainda não substitui o código SKU, pois ele pode ser facilmente lido e interpretado ao olho humano, enquanto o código de barras seria mais para agilizar o processo eletrônico de sua operação.

Código de barras: qual é a importância de usar no e-commerce?

No decorrer do texto, conseguimos concluir o quão importante é o uso dos códigos SKU em seu comércio, seja virtual, seja físico.

Principalmente nas plataformas de e-commerce, eles são muito efetivos e trazem mais agilidade em sua operação. Por isso, é recomendado que sejam feitos e implantados em seu comércio.

Agora que você já sabe tudo sobre SKU, que tal ler outro artigo que separamos para você? Confira: Redes sociais para pequenos negócios: 7 dicas para usá-las a seu favor.

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário