Relógios importados para revenda: veja 4 sites de confiança
Quais são as próximas tendências para o mercado de e-commerce no Brasil?

Sites para importar roupas: confira os 5 mais confiáveis

Publicado em: • Última Atualização:

Se você deseja investir na venda de roupas e acessórios, saiba que existem diversos sites para importar esses itens. Eles oferecem uma ampla gama de mercadorias em muitos segmentos.

Diante dessa grande oferta, pode parecer tentador fazer compras em qualquer e-commerce que ofereça essas condições. No entanto, precisamos dizer que, para ser bem-sucedido em seus planos, é preciso contar com sites para importar que sejam confiáveis.

A seguir, listamos neste artigo os 5 sites para importar mais confiáveis e as opções de pagamento e frete que eles oferecem. Continue acompanhando para conferir!

1. AliExpress

Entre os sites para importar chineses, talvez o AliExpress seja o mais conhecido. Ele se enquadra na categoria marketplace, ou seja, é uma espécie de shopping virtual com uma grande variedade de vendedores. O usuário brasileiro pode acessar a página completamente vertida para o português.

O AliExpress conta com diversas categorias, que vão desde Automóveis e Motocicletas até Moda. Mas como o nosso foco aqui é em sites para importar roupas confiáveis, podemos destacar que as categorias relacionadas oferecem uma variedade impressionante de produtos. As categorias de Moda Feminina e Moda Masculina, respectivamente, contam com mais de 3 milhões e 2 milhões de resultados!

Outro ponto positivo do Ali, como é conhecido por muitos, é a segurança proporcionada ao usuário. Desde o momento da compra até o recebimento do produto, o site atua como intermediador e somente redirecionará o pagamento ao vendedor quando a mercadoria tiver sido entregue ao comprador.

São dezenas as formas de pagamento aceitas, principalmente via website — há menos opções no app —, mas as que podem ser mais úteis aos brasileiros são: cartões de crédito das bandeiras Visa, MasterCard, Maestro, American Express, Mercado Pago e boleto.

Os tipos de frete ofertados também variam de vendedor para vendedor, mas os principais disponibilizados são: e-packet, AliExpress Standard Shipping, China Post AirMail, DHL, EMS e Fedex.

2. eBay

Muitos comparam o eBay ao Mercado Livre. Fundado nos Estados Unidos em 1995, o eBay aparece como um dos sites para importar mais antigos e confiáveis.

O eBay agrupa vendedores não somente dos Estados Unidos, mas de todo o mundo. Há principalmente chineses, alemães e americanos vendendo roupas na página.

O site é subdividido em centenas de categorias. Em Moda Feminina, por exemplo, é possível encontrar desde roupas para a prática de atividades físicas até lingeries.

O eBay também apresenta opção de interface em português e os tipos de pagamento permitidos são PayPal, Crédito do PayPal e cartão de crédito ou débito. O tipo de frete dos vendedores dos Estados Unidos costuma ser o Standard International Shipping, que é a modalidade mais barata de envio.

Já o frete ofertado por vendedores chineses e coreanos é, principalmente, o International Economy, cujo envio é gratuito. Mas atenção! Muitos sites para importar oferecem opções de frete grátis, mas esse tipo de envio normalmente tem um tempo de entrega bem maior e alguns não oferecem rastreamento. Não deixe de avaliar esses pontos antes de concluir sua compra.

3. LightInTheBox

LightInTheBox é uma companhia varejista online internacional. A loja virtual oferece itens em três principais categorias: Vestuário, Pequenos Acessórios, Gadgets e Casa e Jardim.

O site está disponível em 23 línguas, mas ao acessá-lo ele mostrará a você toda a interface em português, bem como os valores das mercadorias.

São centenas de categorias e uma de destaque é a de roupas para festas e casamentos. Nela, por exemplo, o usuário pode selecionar os vestidos por tamanho da cauda, silhueta e até mesmo pelo local do casamento, facilitando a seleção do comprador.

O LightInTheBox disponibiliza opções de pagamento que podem atrair os brasileiros, como boleto e Mercado Pago. Além desses, outros meios de pagamento são oferecidos, como cartão de crédito internacional e PayPal.

Os tipos de frete são: Correios — sem e com rastreamento —, Correios Prioritário, Entrega Expressa e Frete Local Standard.

4. MiniInTheBox

A MiniInTheBox pertence ao mesmo grupo da LightInTheBox. Sendo assim, a interface e as opções do primeiro site são bem parecidas com as do segundo. A principal diferença entre um e outro é o foco: na MiniInTheBox, a especialidade é em acessórios, relógios e outros aparelhos de pequeno porte.

A categoria que contém mais itens é a de bijuterias e relógios, com quase 30.000 peças ofertadas. As formas de pagamento e frete são as mesmas do LightInTheBox.

5. Macy’s

A Macy’s é uma gigantesca loja de departamento norte-americana, que conta com centenas de lojas físicas e também com uma loja virtual bastante completa.

O site está em inglês, mas ele redireciona automaticamente a entrega para o Brasil, usando o localizador do dispositivo a partir do qual você acessa o site. Sendo assim, caso opte por usar um intermediário para entrega nos Estados Unidos, mude a opção de país. Também é possível alterar a moeda de sua preferência.

A Macy’s tem diversas categorias: Homem, Mulher, Crianças e Bebês, Sapatos, Bolsas, entre muitas outras. Ao entrar em cada categoria, você poderá visualizar as subcategorias por tipo de peças ou pelas marcas. A Macy’s comercializa grifes famosas como Michael Kors e GUESS. Há também seções destacadas em vermelho com grandes descontos.

Os tipos de frete são DHL Express sem encargos de importação inclusos e com encargos inclusos. O pagamento pode ser feito via PayPal, cartões de crédito como American Express, Visa e Mastercard e cartões de débito dos bancos Banrisul, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil.

Os custos de frete internacionais são calculados com base em vários fatores, como a prioridade da entrega, o número e o peso dos itens adquiridos e o destino. Sendo assim, é interessante realizar simulações de compra nos diferentes e-commerces.

Antes de finalizarmos, deixamos algumas dicas importantes:

  • sempre verificar as medidas que correspondem a cada tamanho, uma vez que isso pode mudar de país para país;
  • no caso dos marketplaces, sempre consultar o nível do vendedor e as opiniões dos clientes. Em sites como o AliExpress, existe até mesmo a possibilidade de o cliente postar fotos reais das mercadorias recebidas. Isso é bom para que você tenha uma noção do que está adquirindo;
  • verificar se é mais vantajoso utilizar intermediadores de entrega. Os fretes de países como a China costumam ser mais em conta, mas os de outros países, como os Estados Unidos, podem sair caro. Esses intermediadores são empresas que recebem os produtos adquiridos em e-commerces internacionais e os redirecionam para o seu endereço no Brasil;
  • nunca deixar de pensar nos impostos que podem ser cobrados pela alfândega e pelos Correios do Brasil. Não há como garantir que uma mercadoria será taxada ou não. Em caso afirmativo, você receberá um comunicado sobre isso. No site do Ministério da Fazenda e de outros órgãos do Governo, é possível verificar como são cobradas essas taxas. Sendo assim, sempre inclua no preço final das mercadorias que comercializará um valor equivalente à tributação de um produto — diluído entre várias outras mercadorias —, de modo que não fique no prejuízo caso algum item que você adquira seja taxado.

Esperamos que nosso artigo sobre sites para importar roupas tenha sido útil para você. Conhece mais pessoas que se beneficiarão desse conhecimento? Então não deixe de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Sites para importar roupas: confira os 5 mais confiáveis
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *