Guia definitivo de SEO para e-commerce

Sem dúvida, o SEO é essencial para uma loja virtual de sucesso.  Especialmente por ser gratuito, as estratégias de SEO são bastante […]

Sem dúvida, o SEO é essencial para uma loja virtual de sucesso. 

Especialmente por ser gratuito, as estratégias de SEO são bastante visadas e são a base para quem deseja se destacar online de forma orgânica. As técnicas de SEO podem ser usadas por lojas virtuais, blogs, canais no YouTube e muito mais. 

Entretanto, de fato, as técnicas são mais reconhecidas para melhorar o posicionamento das lojas no maior buscador do mundo: o Google. 

O que é SEO?

SEO, abreviação de Search Engine Optimization, consiste em um conjunto de técnicas de conteúdo para otimização para mecanismos de buscas. 

Ou seja, essas técnicas são responsáveis por otimizar uma página, trazendo inúmeras melhorias, para que essa página seja vista de forma mais atrativa pelos buscadores, e, consequentemente, pelos usuários também. 

Com as melhores práticas, a tendência é que as páginas melhorem seus posicionamentos orgânicos e recebam mais cliques. 

Entretanto, não é apenas no posicionamento que o SEO impacta, e sim, toda a questão estrutural da loja. 

O que é SERP? 

SERP é uma página de resultados. 

Assim, todas às vezes que você pesquisa alguma palavra no Google, por exemplo, a página que aparece na tela é uma SERP.

Sendo assim, o objetivo principal de SEO é ganhar posições na SERP de determinada palavra-chave — em diferentes buscadores, como Google, Bing, YouTube etc. 

É importante ressaltar que, na SERP, os resultados orgânicos aparecem depois dos resultados patrocinados. Esses patrocinados podem ser apenas links ou com imagens, através do Google Shopping. 

O usuário sabe disso, por esse motivo, a maioria deles “pula” os resultados patrocinados e se direciona diretamente para os resultados orgânicos, determinados pelo algorítimo do buscador. 

Contudo, isso não faz com que SEO seja mais importante que o Google Ads. Apenas possuem objetivos diferente e se complementam. 

Vantagens de realizar técnicas de SEO 

Muito se fala em SEO e o quanto é necessário aplicar, especialmente em lojas virtuais. Entretanto, você reconhece todas as vantagens? 

Posicionamento orgânico 

Sem dúvida, a principal vantagem é o posicionamento orgânico. 

Aplicando as técnicas corretamente, suas páginas ganharão força e posições na SERP, podendo até alcançarem a primeira página do buscador. Assim, aumentando a taxa de clique e potencializando as vendas. 

E o melhor, nada disso é pago diretamente para o Google. Basta entender a técnica e ter uma plataforma de e-commerce que determina espaço para a criação de conteúdo especial para SEO. 

Auxilio em campanhas pagas 

Esse é o ponto-chave. 

SEO e campanhas pagas não são inimigos, muito pelo contrário. O SEO fará com que o conteúdo de sua loja virtual seja melhor e mais completo. 

Consequentemente, os robôs do Google farão a leitura e registrarão um conteúdo de qualidade. Assim, quando sua loja criar uma campanha de display ou shopping no Google Ads, por exemplo, o Google usará seu histórico para decidir qual anúncio aparecerá primeiro. 

Por mais que os anúncios sejam pagos diretamente ao buscador, o buscador sempre procura o melhor resultado possível para seu usuário. Logo, não é possível decidir exatamente a posição que aparecerá. 

Sendo assim, com um bom conteúdo de SEO, há muitas chances de sua loja aparecer no topo da SERP em campanhas pagas. 

Melhor identificação com público-alvo

Não adianta só criar conteúdo para o Google, mas também é necessário pensar no cliente. 

Há lojas que utilizando a “técnica” de deixar conteúdo oculto na página só para a leitura do Google e o usuário não encontra. Entretanto, os buscadores já identificaram essa prática e passaram a penalizar lojas e sites que a realizam. 

O ideal é usar suas palavras-chave e criar conteúdo relevante para cliente, afinal, é ele quem está buscando e ele quem realizará a compra. 

É importante conhecer sua persona, o que ela procura e assim, criar conteúdo pensando em vender diretamente para ela!

Para quais buscadores o SEO pode ser aplicado? 

Como citamos anteriormente, todos os buscadores aceitam as técnicas de SEO.

Google, Bing, Yahoo!, Baidu, MSN Search e surpreendentemente, o YouTube. Todo lugar que há rede de pesquisa, existe SEO.

De fato, seu posicionamento não será o mesmo em todos eles, pois há muitos fatores variantes. Entretanto, a mesma técnica se aplicará em todos e você nem precisa sair de sua plataforma de e-commerce. 

Técnicas de SEO na prática 

Palavra-chave

Primeiramente, é essencial entender a importância da palavra-chave para SEO. 

Entretanto, não é tão simples quanto parece. Haverá um grupo de palavras-chave principais para utilizar na home e em páginas de categoria. No mais, cada página de produto terá sua própria palavra-chave, também conhecida como KW (Keyword).

Por esse motivo, é extremamente importante conhecer sua persona, como seus hábitos e comportamentos de compra. 

Title 

A Title é o título criado especificamente para o buscador. Não é o título que será usado dentro de sua loja virtual. 

Ele deve conter a palavra-chave e informações importantes para gerar o clique. O ideal é que as informações estejam em ordem hierárquica. Neste caso, a palavra-chave é Casinha Iglu, informação relevante é Ecológica e por fim temos a marca do produto. 

Após a barra, a loja incluiu seu próprio nome. Caso não atrapalhe o limite de caracteres, o nome da marca pode ser inseridor para o fortalecimento do nome da marca da internet. 

A quantidade de caracteres também é importante para que o buscador não corte informações. O ideal é ter mais de 50 caracteres e menos de 60. Porém, é necessário testar, uma vez que o Google não conta caracteres e sim, pixels. Desta forma, mesmo dentro dos limites de caracteres indicados, pode ser que a title seja corta. Neste caso, será necessário alterar. 

Outro ponto importante. Caso você não preencha o espaço da Title Tag em sua plataforma, na hora de indexar, o buscador puxará diretamente o título da página/produto. Porém, a assertividade da ação não será a mesma. 

Confira mais dicas para criar sua Title. 

Description 

A Description é a mini descrição que aparece logo após a Title. 

Aqui é o momento de conquistar o cliente para o clique. Na Title você explica o que é o produto e na Description, convida o cliente a clique. 

O ideal é também usar a palavra-chave na description. Entretanto, no exemplo apresentado, a loja foi pelo caminho de conquistar o cliente pela paixão pela banda Queen e por um de seus maiores sucessos. 

Esse é o objetivo, conquistar para clicar! Por isso, o ideal é personalizar o conteúdo de cada página e não deixar o Google puxar automaticamente. Muita informação será perdida. 

Muito cuidado também com a quantidade de caracteres. Não deixe passar de 150, no máximo 155. Porém, novamente, indicamos ficar de olho para caso a mensagem seja cortada. 

Confira mais dicas sobre Description. 

Título 

O Título do Produto dentro da loja também tem grande impacto em sua estratégia de SEO. 

Isso porque o Título está diretamente relacionado a Heading Tags. Ou seja, o buscador identificará aquela informação como a principal da página. 

O título deve seguir as mesmas orientações da Title, porém, não há limites de caracteres. Assim, você poderá incluir mais informações realmente relevantes. No mais, é importante manter o bom senso e não criar títulos extremamente longos. 

Além disso, é comum os lojistas manterem o título que veio do fornecedor. O ideal é iniciar com a palavra-chave e preencher com as demais informações importantes. Neste caso, não é necessário incluir o nome da loja no título. Apenas o nome da marca do produto, se for uma marca relevante.

Descrição 

É a hora de vender o produto. 

As lojas físicas possuem essa grande vantagem em relação às lojas virtuais, elas possuem vendedores para fazer uma imensa propaganda do produto e realizar a venda. 

Para ter ideia, um vendedor com carisma é capaz de convencer um casal que foi comprar pisos, a levar para casa uma jacuzzi — relato verídico. 

Entretanto, as lojas virtuais têm um giro de clientes muito maior e o principal, o campo de descrição. 

Sobretudo, o campo de descrição é o lugar para escrever todos os detalhes do produto, até aqueles que parecem mais insignificantes. Ambientalizar o cliente e o produtos juntos também é uma estratégia. Faça com que o cliente sinta e se imagine com aquele produto, a ponto de ter absoluta certeza que precisa dele. 

Neste caso, também não é necessário medir as palavras, descrições longas são bem vistas pelos buscadores. Por outro lado, não precisa exagerar e escrever uma tese ao invés de uma descrição. 

Outro ponto de absoluta atenção é: utilizar repetidas vezes a palavra-chave. Pelo menos três vezes durante a descrição. Porém, muito cuidado. Em um texto curto, repetir três vezes uma palavra fica extremamente forçado. Repita a palavra-chave com coerência. 

Observação: jamais copie descrições de concorrentes ou fornecedores.

Isso fará com que o Google identifique conteúdo duplicado e quem publicou primeiro, é considerado o conteúdo original. Então, copiar descrições, além de ser muito genérico, fará com que sua loja seja penalizada pelos buscadores. 

Além disso, copiar descrições de concorrentes, pode até gerar ações judiciais para sua loja. 

Imagens e vídeos 

As imagens e os vídeos também impactam diretamente em sua performance de SEO. 

É necessário ter imagens de diferentes ângulos do produto e com alta qualidade. De preferência, dando foco nos detalhes do produto. Entretanto, muito cuidado com o peso das imagens. 

Com o fato de ter alta qualidade, muitas imagens são entregues com peso alto e podem fazer com que sua loja virtual fique lenta. Para evitar isso, passe todas as fotos em um programa compactador de imagens. Garanta que nenhuma perdeu a qualidade e suba em sua loja. 

Os vídeos também podem ser um diferencial. Os buscadores gostam de gerar a melhor experiência para o usuário e o vídeo é uma das formas disso acontecer. Logo, existe a possibilidade de criar vídeos longos e muito pesados. O mesmo problema das imagens, porém, tende a ser pior por ser vídeo.

Procure criar vídeos pequenos, boomerangs ou takes rápidos do produto em ação, já farão toda a diferença. 

O que não te contam sobre SEO

SEO não é uma fórmula mágica que trará resultados da noite para o dia. 

As técnicas de SEO precisam de maturidade nos buscadores até começarem a trazer resultados. A combinação perfeita é o conteúdo de qualidade, o tempo e o acompanhamento de resultados. 

Por isso os marketplaces são tão bem posicionados. Essas lojas estão há mais de uma década nos buscadores (algumas quase duas décadas). 

Por esse motivo, se você está pensando em abrir ou está abrindo sua loja virtual, crie sua base de SEO, mas não aposte suas fichas somente nelas. 

No início será necessário investir em campanhas pagas, porém, com o tempo, você colherá futuros da estratégia de SEO desenvolvida agora!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário