Conheça 7 estratégias infalíveis para aumentar vendas no e-commerce
Como ganhar renda extra trabalhando em casa nas horas livres?

SEO: Sua loja na primeira página do Google

Publicado em: • Última Atualização:


Vender mais é o desejo de qualquer comerciante, sendo que nas lojas virtuais — em específico — a utilização do SEO é uma importante forma de aumentar as vendas sem investir em mídias pagas tradicionais e digitais.

Porém, mesmo que um termo bem comum no e-commerce, o SEO ainda é um bicho de sete até para profissionais experientes e por muitas vezes é — erroneamente — deixado de lado com a desculpa de que não funciona.

Se você tem ou planeja ter uma loja virtual, está no post certo! Pois hoje eu vou citar principais passos para você iniciar uma estratégia de SEO para loja virtual. Quer fazer sucesso nas vendas online e ter sua loja virtual na primeira página do Google? Então foco na leitura e atenção nas dicas!

O que é o SEO?

Entre as inúmeras definições que são utilizadas, a que mais gosto é:

“SEO é um conjunto de técnicas que visam aumentar o tráfego para um site ao otimizar os conteúdos das páginas para aparecerem nos primeiros resultados orgânicos dos buscadores”.

Portanto, o SEO não é uma coisa só, ele é uma estratégia que une diversas vertentes para atingir os resultados esperados.

O que são resultados orgânicos?

Você já deve ter pensado:

— Busca orgânica? Lá vem o Vinicius com todos aqueles termos que eu ouço falar e sequer sei o que são!

Calma, nenhuma dúvida será deixada de lado neste post! Sempre que você ouvir falar em resultados orgânicos no e-commerce, blogs e sites institucionais lembre-se de quando você realiza uma pesquisa no Google, os primeiros resultados apresentados (com a tag verde escrito “anúncio”) são os resultados pagos, já os que são apresentados em seguida são os resultados orgânicos e estão ali sem cobrar nem 1 centavo! Fantástico, não é mesmo?

Por que os resultados orgânicos são tão importantes assim?

Mesmo com a possibilidade de compra de anúncio, a presença orgânica tem grande importância na saúde e resultados de um e-commerce, mas 3 fatores se destacam:

  • Não apresenta custos pela exibição ou clique;
  • Normalmente tem uma taxa de clique 50% maior que os resultados pagos;
  • A taxa de conversão chega a ser 3 vezes maior que o resultado de anúncios pagos.

Muito bom, não é mesmo?

Como os buscadores fazem para definir o posicionamento dos resultados de pesquisa?

Agora que você já conheceu os princípios básicos do SEO, é chegada a hora de aprofundar ainda mais o assunto. Uma das coisas mais importantes para uma boa estratégia é saber como os buscadores definem os  posicionamentos dos resultados de pesquisa, que pode ser separado em 2 pilares:

Existência do termo pesquisado no conteúdo da página

Ao trabalhar com mídia paga, por mais que a página de destino não tenha o termo pesquisado e não esteja otimizada para os motores de buscas, ela ainda será exibida. Para um bom posicionamento de busca orgânica a presença do termo é essencial.

Índice de qualidade da página

Para eliminar os espertinhos — que enchiam as páginas de termos, mas não tinham conteúdo condizente — o Google tratou de blindar os resultados de buscas para páginas com conteúdo não relevante aos usuários.

O índice de qualidade é obtido por meio de diversos indicadores, como taxa de rejeição, tempo médio de sessão, taxa de conversão, etc. — além dos itens que interferem não só no SEO, mas também em experiência do usuário, como tempo de carregamento, indisponibilidade da página e conteúdo não responsivo para uso mobile.

Quais são os principais itens para iniciar uma estratégia de otimização em uma loja virtual?

Existem diversos aspectos que podem ser otimizados em uma estratégia de SEO, por isso, nesse artigo, eu vou dizer quais são os primeiros itens que devem ter atenção e como fazer as otimizações para iniciar uma estratégia de SEO.

Pensando em você nós da Tray, desenvolvemos uma ferramenta que avalia automaticamente o desempenho da sua loja virtual, clique aqui para acessar e fazer o teste gratuito de SEO.

Título

O primeiro passo de uma otimização de SEO deve — sem nenhuma dúvida — começar por um bom título para a página. Vou deixar aqui 3 dicas para você ter êxito nessa etapa e sair na frente dos seus concorrentes:

  1. Palavra-chave: você deve pesquisar qual é a principal palavra chave para o produto e utilizá-la próximo do começo possível (de preferência ser o primeiro termo do título);
  2. De 60 a 70 caracteres: tanto um título curto como um título longo são mal vistos pelos motores de busca, sendo a medida ideal de 60 a 70 caracteres;
  3. Persuasivo: passe as informações principais do seu produto de uma forma que chame a atenção do usuário em meio aos outros resultados.

Pareceu difícil? Calma que eu dou um exemplo!

Para facilitar o entendimento, vou utilizar um alto falante como exemplo que apresenta as seguintes características:

  • Tipo: Subwoofer;
  • Marca: Pioneer;
  • Modelo: 12S5
  • Diâmetro: 12 polegadas;
  • Potência: 500W RMS;
  • Impedância: 2 Ohms.

Por conta da palavra alto falante ter um grande volume de buscas é interessante que ela venha no início do título, porém a palavra-chave (que pode ser um termo) que considerei foi Subwoofer Pioneer, já que agrega a sua particularidade. Com isso o título ficaria assim:

Alto falante Subwoofer Pioneer 12S5 12 Polegadas 500W 2 Ohms

Utilizando esse padrão de título, a otimização é capaz de atingir:

  • O termo alto falante é citado no começo do título;
  • A palavra-chave Subwoofer Pioneer está presente;
  • As variáveis também são alcançadas em buscas (ex: subwoofer Pioneer 500W, subwoofer 12 polegadas, alto falante 500W, etc.);
  • As principais características do produto foram citadas e deixam claro o produto que será encontrado na página.

URL

A URL é o endereço da página que aparece abaixo do título nos resultados exibidos nos buscadores. Essa parte talvez seja a mais fácil de ser otimizada, pois por não apresentar grandes segredos é realizada com 2 dicas:

  • A URL deve ser o mais curta possível: além de evitar que os buscadores não exibam a URL por completo, deixá-la curta garante uma melhor visualização para o usuário e otimiza as buscas para variáveis;
  • Utilizar a palavra-chave: é repetitivo, mas nunca é demais lembrar que a palavra-chave deve obrigatoriamente estar na URL.

No exemplo que abordamos, usaria a seguinte URL:

www.nomedaloja.com.br/alto-falante/subwoofer-pioneer-12-500W-2-ohms

Veja que o termo alto falante está presente na URL assim como a palavra-chave subwoofer Pioneer e as características do produto, isso pode ser facilmente acertado com a criação de categorias (que no exemplo é alto falante) e a inserção dos dados como no título com a substituição dos espaços por hífens.

Meta description

A meta description — ou meta descrição — é o texto que aparece abaixo da url nas páginas de busca.  Caso você não preencha esse campo, o Google pegará os dados de dentro do conteúdo na página aleatoriamente e essa exibição — obviamente — não ficará legal, pois 99,99% das vezes são apresentados textos que não convencem ao usuário para que clique e acesse a página.

Aqui vale o uso de persuasão extrema, onde dou 3 dicas:

  • Conter a palavra-chave: sim, você está vendo esse item novamente! A palavra chave deve estar presente na meta description independentemente da posição no texto;
  • Até 153 caracteres: seja objetivo, pois a meta description aceita até 153 caracteres antes de exibir as reticências e cortar seu texto — é menos que um tweet;
  • Tenha um CTA: os famosos call to actions falam qual a ação que você espera do usuário, portanto deixe clara a ação que deve ser realizada e a sua consequência, se possível.

Voltando ao exemplo, eu usaria a seguinte meta description:

Se você busca por um alto falante com qualidade, potência e ótimo custo benefício, esse subwoofer Pioneer é o modelo ideal para você. Clique e confira!

Descrição

Por último, mas não menos importante! Nas descrições você deve abusar da criatividade e fazer um texto persuasivo, repleto de detalhes e especificações técnicas, mas sem comprometer a leitura para que ela seja leve e próxima do seu público alvo.

Como todo o conteúdo é lido pelas ferramentas de buscas, utilizar variações e extensões das palavras-chave com certeza ajudará na sua estratégia de SEO e melhorará o posicionamento das páginas da sua loja virtual. Aproveite a descrição para:

  • Falar mais do produto e exemplificar como seria o uso, fazer com que o visitante se sinta utilizando o produto e desfrutando de seus benefícios;
  • Pense em um usuário com pouco conhecimento e faça com que o texto seja compreensível para ele, principalmente quanto às funções e diferenciais do produto;
  • Aborde características que não são perceptíveis por meio de fotos, como textura, cheiro e demais impressões que só podem ser percebidas pessoalmente — lembre-se que online o cliente não tem acesso ao produto.

Como fazer em uma loja virtual Tray

Bônus

Configurando em uma loja virtual da Tray

Veja em nosso vídeo(a partir do minuto 11:23) como é feita a configuração de cada item dentro do painel administrativo da Tray:

Ferramentas

É claro que, como na maior parte das tarefas profissionais, a utilização de ferramentas específicas auxilia na execução e medição do trabalho. Por isso vou citar agora 4 ferramentas essenciais para você adotar em sua estratégia:

Google Trends

Uma das mais populares, o Google Trends permite ver quais são os termos mais pesquisados e segmentá-los por categoria, país, local de pesquisa e  período, o que dá um ótimo parâmetro para a escolha de palavras-chave.

ÜberSuggest

O ÜberSuggest é a ferramenta ideal para trabalhar com a sugestão de palavras similares, pois sempre apresenta inúmeros resultados para você aplicar no conteúdo da página e — principalmente — na descrição.

SEM Rush

Ferramenta “guru” e queridinha de qualquer profissional focado em SEO, o SEM Rush — que possui uma versão gratuita com recursos limitados — consegue analisar facilmente qualquer domínio na internet e retornar com relatórios riquíssimos.

Search Console

Simplesmente feita pelo principal buscador da internet,  o Search Console mostra como o Google enxerga as suas páginas, quais as palavras chaves que provocam a exibição, quantidade de cliques e outras informações importantes para acompanhar e melhorar os resultados da sua loja virtual.

Conclusão e desafio

Muitos lojistas me perguntam como não levar punições por duplicidade de conteúdos, já que possuem muitos itens com as mesmas características. A resposta é bem simples: o segredo está em tratar cada produto de forma única na estratégia, pois alguma coisa de diferente um item terá em relação ao outro.

Outro ponto importante é nunca abandonar a estratégia SEO, pois ela é de melhoria contínua e somente traz os primeiros resultados expressivos – quando bem realizados – após 60, 90 dias do início de sua aplicação, mas que refletem diretamente nos resultados financeiros do seu negócio.

Ah…o desafio! Esse é bem simples: restou alguma dúvida? Escreva ela nos comentários que, quando esse post atingir 50 comentários, eu farei uma transmissão ao vivo respondendo cada uma delas! Fechado?

Aguardo seu comentário!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

SEO: Sua loja na primeira página do Google
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *