Neuromarketing no e-commerce: quais as vantagens e como utilizar?
O guia completo para montar uma loja virtual de cosméticos diferenciada

Saiba como fazer a integração da sua loja virtual com o mercado livre

Publicado em: • Última Atualização:

Quem deseja ter sucesso com o varejo online precisa explorar diferentes canais de venda: ter uma loja própria é ótimo, assim como vender por redes sociais, mas ter uma boa presença em marketplaces é essencial para alcançar um público grande.

No artigo de hoje, vamos falar como sua plataforma de e-commerce pode ter uma integração com o Mercado Livre e quais as vantagens dessa estratégia. Ficou interessado? Então, continue lendo!

Por que apostar na integração com o Mercado Livre?

As marketplaces já são bastante conhecidas: são espaços que reúnem várias lojas e vários clientes em uma espécie de shopping virtual. Os custos são relativamente baixos e as próprias marketplaces costumam oferecer plataformas de uso simples e que podem ser integradas a sistemas de e-commerce próprios.

O Mercado Livre é um dos maiores marketplaces do mundo, estando disponível em mais de 15 países e sendo o 10º site de e-commerce mais visitado no mundo. Ter um espaço na plataforma, portanto, é estar disponível para uma quantidade gigantesca de consumidores e, assim, procurar sempre aumentar o número de vendas.

Ao realizar a integração da sua plataforma de e-commerce com o Mercado Livre, os gestores podem padronizar processos e centralizar informações importantes para a tomada de decisões em um dashboard simples, ágil e confiável.

O que é possível fazer com as plataformas integradas?

A integração com o Mercado Livre permite que todas as informações necessárias para a tomada de decisões sejam centralizadas e, ainda, garante a automatização de tarefas lentas ou burocráticas. Para que isso fique claro, vamos destrinchar algumas funcionalidades da integração. Acompanhe!

Anúncios automáticos sincronizados

Uma rotina do e-commerce é a criação de anúncios no seu site: eles mostram novos produtos ou condições mais vantajosas para os mais cadastrados sendo, dessa maneira, uma ferramenta de marketing e vendas.

Com a integração entre plataforma e Mercado Livre, é possível criar anúncios na primeira que serão automaticamente postadas na segunda. Assim, não há necessidade de retrabalho nem risco de divergências entre informações de produtos na sua loja e dados dos itens disponíveis no marketplace.

O lojista pode escolher regras para a exportação automática de anúncios, definindo quais produtos receberão a ação apenas na loja ou no Mercado Livre, sempre de acordo com as estratégias de vendas da sua empresa.

Gestão unificada de estoque e frete

Não há dúvidas de que a gestão do estoque é um dos maiores desafios em e-commerce. Afinal, é preciso abastecer todos os canais de vendas, controlar excessos e faltas no depósito e fazer um bom desenho logístico para entregas.

As plataformas de e-commerce já realizam um bom trabalho nessa etapa, uma vez que ajudam a monitorar o número de produtos vendidos por canal e a disponibilidade em tempo real dos itens no armazém.

Ao se realizar a integração com o Mercado Livre, portanto, as vendas realizadas pela marketplace também passam a ser consideradas. Ou seja, você pode ter um estoque centralizado — diminuindo custos e melhorando o controle — mesmo tendo múltiplos canais de vendas.

Um dos exemplos do funcionamento dessa integração é a possibilidade de pausar automaticamente um anúncio no Mercado Livre assim que determinado item estiver em falta ou prestes a acabar no estoque.

Controle de vendas

A gestão de um e-commerce deve ser guiada por dados: é preciso avaliar o número de vendas, o ticket médio, os canais mais rentáveis, as estratégias de marketing mais efetivas etc. Ter um sistema que realize a monitoria de todas essas métricas automaticamente é, dessa forma, um grande diferencial competitivo. Integrando plataforma e Mercado Livre, o gestor passa a ter informações detalhadas sobre suas transações.

Quais produtos vendem mais na loja própria? Quais têm mais procura no Mercado Livre? Qual o público que conhece o e-commerce pela marketplace? Essas são algumas perguntas que podem ser respondidas rapidamente ao se consultar o dashboard da sua plataforma de e-commerce. E o melhor é que os dados são traduzidos em gráficos e tabelas, permitindo uma análise rápida e tomada de decisão segura.

Interação rápida

É comum que marketplaces tenham um espaço para que clientes enviem perguntas ou, até mesmo, realizem propostas para os lojistas. Ao integrar o Mercado Livre à plataforma de e-commerce, você consegue realizar esse tipo de interação diretamente no dashboard da segunda.

O ganho de agilidade é enorme, visto que a equipe de atendimento não precisa ficar migrando de plataforma sempre que surgir uma demanda. Além disso, o lojista ainda pode fazer a qualificação do comprador (processo em que a transação é avaliada em positiva, negativa ou neutra) diretamente da sua plataforma de e-commerce, proporcionando maior fluidez no pós-venda.

Como integrar minha plataforma e Mercado Livre?

O primeiro passo é bastante simples: escolha bem a sua plataforma de e-commerce. Verifique se ela oferece, de fato, uma integração real com o Mercado Livre graças aos seus recursos. É importante procurar por fornecedores com atendimento reconhecido e experiência na parceria com marketplaces. Ou seja, aposte em fornecedores que já são respeitados pelo mercado.

Os demais cuidados são de rotina: lembre-se de padronizar a descrição dos produtos, como nas unidades de medida ou peso. Os anúncios também precisam seguir regras que funcionem tanto no Mercado Livre quanto na sua loja. O primeiro, por exemplo, só permite títulos de até 60 caracteres. Portanto, vale a pena utilizar esse parâmetro na sua loja própria também.

Também não se esqueça de que o Mercado Livre exige dados que nem sempre são utilizados em varejos próprios, como a possibilidade de retirada em mãos ou o estado de conservação de produtos usados ou seminovos.

Sendo assim, é importante ter cuidado com o sistema de qualificação do Mercado Livre, tendo em vista que ele é importante para garantir a confiabilidade da loja. Além de proporcionar um bom atendimento, portanto, também esteja pronto para responder várias perguntas de interessados com qualidade e rapidez.

Por fim, fique de olho no fluxo de caixa! Marketplaces têm prazos diferentes para pagamento ao lojista. Identificar esse gap de antemão é passo básico para não ter surpresas, principalmente relacionadas à liquidez do seu e-commerce.

Viu como é importante para sua plataforma de e-commerce ter integração com o Mercado Livre? Mas se você quer mirar mercados ainda maiores, descubra 5 motivos para integrar sua loja online a Amazon!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Saiba como fazer a integração da sua loja virtual com o mercado livre
Avalie esse artigo!

One thought on “Saiba como fazer a integração da sua loja virtual com o mercado livre



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *