Pequenos consumidores, grande mercado: Conheça o Shopping do Bebê
Especialista em comida orgânica desde bebê: Conheça o Hora de Papinha

Sabe como abrir uma empresa? Entenda todo o processo burocrático

Publicado em: • Última Atualização:

Abrir um negócio é algo que requer muito planejamento e análises, mas também envolve burocracia. Esses detalhes geram impactos nos resultados, evitando problemas e criando boas oportunidades. Se deseja saber como abrir uma empresa, este post foi feito para você!

A seguir, vamos expor os passos necessários para iniciar o seu empreendimento de acordo com a legislação e ainda garantir um bom desempenho. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue acompanhando a leitura e confira agora mesmo!

Escolher o nome da empresa

O primeiro passo para abrir a empresa é definir o nome dela. Esse passo vai além de uma questão comercial ou projeção no mercado: isso é necessário para avaliar a disponibilidade do nome na Junta Comercial. Se a pesquisa no órgão revelar que ele já consta nos registros, será necessário escolher outro.

Definir qual será o espaço físico utilizado

Um e-commerce permite que todo o processo seja feito na residência do proprietário, principalmente se o estoque for terceirizado. Entretanto, ainda assim, é preciso fornecer um endereço e obter a permissão da Administração Regional para exercer as atividades comerciais no local.

Contratar um bom contador

Algumas questões referentes à abertura de empresa são ainda mais complexas — como o enquadramento no regime tributário. Nesse momento, contar com a ajuda de um contador de confiança é fundamental para garantir a adequação à legislação e aproveitar algum benefício que a lei possa conceder.

Elaborar o contrato social

O contrato social é o documento que formaliza o negócio e registra diversas informações relacionadas a ele. Entre elas estão o objetivo da empresa, o ramo, aspectos societários e o capital social. Se você não se sente muito seguro de fazer isso sozinho, pode solicitar a ajuda de um advogado, que vai orientá-lo sobre os aspectos legais.

Assim que isso for feito, é o momento de providenciar o arquivamento do ato constitutivo. Os documentos necessários para realizar esse processo são:

  • 3 vias do contrato social;
  • 1 via da Ficha de Cadastro Nacional;
  • 1 via do requerimento padrão (a capa é fornecida pela Junta Comercial);
  • comprovante de pagamento das taxas.

Gerar o CNPJ

A emissão dos documentos citados leva à geração do Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Com ele, cria-se o número do CNPJ — o que pode ser feito pelo próprio site da Receita Federal — e seu empreendimento passa a ser contribuinte.

Obter o alvará de funcionamento

O próximo passo é ir até a Prefeitura da cidade onde sua empresa está situada para obter o alvará de funcionamento. A documentação pode variar, mas geralmente inclui:

  • formulário preenchido (fornecido pela Prefeitura);
  • aprovação da consulta prévia do endereço;
  • cópia do contrato social;
  • cópia do CNPJ.

Esse documento é como se fosse uma autorização formal para atuar no seu endereço e exercer operações comerciais nele.

Solicitar a emissão da Inscrição Estadual

A Inscrição Estadual é feita na Secretaria de Estado de Fazenda (SEFAZ) e é necessária para fazer o registro no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Entre os documentos que precisam ser providenciados, estão:

  • cópia autenticada do RG e CPF dos sócios;
  • cópia autenticada do comprovante de endereço dos sócios;
  • cópia autenticada do contrato de locação ou da escritura do imóvel;
  • cópia do ato constitutivo;
  • cópia do CNPJ;
  • cópia do alvará de funcionamento;
  • número do cadastro fiscal do contador;
  • uma via do Documento Complementar de Cadastro (DCC);
  • três vias do Documento Único de Cadastro (DUC).

Como um e-commerce trabalha com a venda de produtos, normalmente é solicitada apenas a Inscrição Estadual e a cobrança de ICMS. Se você oferecer algum tipo de serviço (de assistência técnica, por exemplo), precisa obter a Inscrição Municipal para fins de recolhimento do Imposto Sobre Serviço (ISS).

Gerar o registro na Previdência Social

A solicitação de inclusão no registro, para fins de recolhimento dos tributos, deve ser feita em uma agência da Previdência Social.

Mesmo que você ainda não tenha funcionários contratados, essa etapa é obrigatória. O prazo para finalizá-la é de 30 dias a contar da data de início das atividades.

Obter autorização para a emissão de notas fiscais

A solicitação da autorização para emitir notas fiscais também é feita na SEFAZ da cidade onde sua empresa está situada.

Escolher um nicho de mercado

Agora é o momento de definir o nicho de mercado no qual você pretende atuar. É possível escolher trabalhar com moda — vendendo roupas femininas na sua loja —, ou selecionar um setor mais restrito — vendendo somente para grávidas, por exemplo. A partir disso, é feita a definição do mix de produtos que serão ofertados.

Para fazer essa escolha, o ideal é conhecer bem a área de atuação, visto que você precisa entender sobre o que vende e transmitir credibilidade para os clientes — principalmente quando eles entram em contato para esclarecer as dúvidas.

Alinhando essa decisão ao conhecimento do perfil do seu público, torna-se possível elaborar estratégias mais eficazes e aumentar as chances de ​alcançar o sucesso nas vendas.

Garantir o cumprimento dos direitos do consumidor

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina quais são os direitos dos compradores nas relações comercias. No e-commerce, há algumas particularidades. Uma delas é a devolução e troca dos produtos sem ônus para o cliente — ou seja, todo os custos com logística reversa são bancado pela sua empresa.

O cumprimento da lei evita penalizações, transmite mais credibilidade e confiança aos clientes e ainda ajuda a fidelizá-los.

Além de saber quais são suas obrigações para com seu público, estruture os processos para atender a essas especificações e adote algumas práticas, como:

  • manter os clientes bem informados;
  • disponibilizar canais de comunicação eficientes;
  • garantir a transparência nos processos;
  • investir na segurança dos dados dos clientes;
  • identificar os principais motivos de reclamação e criar um plano de ação para solucioná-los.

Saber como abrir uma empresa e qual é a burocracia envolvida no processo é fundamental para garantir uma operação acertada e em conformidade com a legislação. Se você já planejou todos os aspectos comerciais, financeiros, logísticos e de marketing, lembre-se de trabalhar também todos os pontos citados acima.

Gostou deste post? Então que tal compartilhá-lo em suas redes sociais e permitir que mais pessoas conheçam o passo a passo para abrir e formalizar uma empresa?

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Sabe como abrir uma empresa? Entenda todo o processo burocrático
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *