Redes sociais fora do ar: o que fazer para não perder vendas

O apagão das redes sociais da tarde de ontem (4) pegou muita gente de surpresa. Vender através das redes sociais pode ser […]

O apagão das redes sociais da tarde de ontem (4) pegou muita gente de surpresa. Vender através das redes sociais pode ser um meio, porém, não deve ser a única forma de divulgar seus produtos. Veja.

 

 

WhatsApp, Facebook e Instagram passaram por uma instabilidade que deixou muitos lojistas desesperados. Então, consequentemente com essas redes sociais fora do ar, quem depende exclusivamente delas para divulgar e vender seus produtos sentiram o impacto da queda.

Não há dúvidas, que as redes sociais tem inúmeras vantagens e elas só crescem no Brasil. Para se ter uma ideia, nosso país é o quarto maior do mundo em uso de redes sociais. Ou seja, o número de usuários na rede já está em cerca de 35 milhões de internautas ativos espalhados por todo Brasil. Certamente, uma oportunidade gigante de vendas com tantas pessoas conectadas na internet.

Redes sociais fora do ar e agora?

As redes sociais já fazem parte da vida das pessoas. E para o trabalho, não há dúvidas que elas são ótimas para aumentar a visibilidade da nossa marca, engajar com a nossa audiência e construir um relacionamento sólido à base de confiança com nossos clientes, por exemplo.

Mas quando elas falham como aconteceu esta semana? O mais importante é não se desesperar e buscar uma solução que te traga, já em curto prazo, muitas vantagens. E além disso, que garanta vendas para o seu negócio, mesmo em um período de incerteza como este.

Afinal, foram sete horas fora do ar. Imagine o prejuízo de quem depende apenas dessas redes sociais (WhatsApp, Facebook e Instagram) para vender ou se comunicar com seus clientes.

Todo lojista sabe, que existem diversos canais de vendas e comunicação com seus clientes ou prospects. (cliente em potencial). Porém, na correria do dia a dia e muitas vezes por comodidade, vamos adiando a ideia de vender através de uma audiência própria – uma loja virtual, por exemplo.

A importância de uma loja virtual para seu negócio

Uma loja virtual é um site seu, montado especialmente para o seu público e com a cara do seu negócio. Portanto, somente nisso você já ganha muitas vantagens. No entanto, não somente isso é favorável para o seu negócio.

Há diversas plataformas de e-commerce no mercado, porém, escolher uma com o melhor custo benefício é crucial para se obter sucesso nas suas vendas online.

Uma plataforma de e-commerce ideal, deve ter oferecer no mínimo esses recursos básicos:

  • Layout personalizado;
  • Integração com diversos canais;
  • Dashboard completo e de fácil entendimento;
  • Apoio ao lojista com suporte e cursos para dominar a ferramenta, por exemplo, mesmo sem ter experiência;

Venda através dos marketplaces para não depender somente de redes sociais

Em crises como essas, como a falta de redes sociais, por exemplo, ter uma loja virtual própria te possibilita vender através dos maiores marketplaces do mercado como: Mercado Livre, Amazon, Magazine Luiza, Dafiti e muito mais.

Ou seja, imagine seus produtos em uma vitrine com milhares de visitas e pessoas interessadas em um produto que pode ser o seu, independente do nicho de mercado que você atue.

Controle de tudo em um único sistema

Com uma loja virtual a gestão do seu negócio é muito mais facilitada. Para esclarecer, você tem tudo que precisa em um único sistema: cadastro de produtos, número de pedidos, estoque e muito mais. Ou seja, a facilidade que você precisa, com recursos essenciais que não pesam no seu bolso.

O que acha de pesquisar agora uma plataforma de e-commerce de qualidade para começar a vender seus produtos sem depender somente das redes sociais? Para te ajudar, separamos esse conteúdo exclusivo: o guia completo e definitivo de como escolher uma plataforma de e-commerce. Aproveite!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário