Quanto custa vender no Mercado Livre? Tire suas principais dúvidas aqui!

O Mercado Livre é um dos maiores Marketplaces do Brasil e para vender nessa importante vitrine, existem algumas regras. Aprenda tudo o que você precisa saber neste guia completo!

Quem vende na internet sabe que é preciso explorar diversos ambientes e não ficar restrito a apenas um canal.

O ideal é ter um site próprio, estar presente nas redes sociais, manter contato pelo WhatsApp e investir também em marketplaces, como o Mercado Livre.

Conhecido com um dos sites mais populares no Brasil, o Mercado Livre facilita a vida dos vendedores online.

Trata-se de um marketplace, ou seja, uma modalidade do e-commerce que oferece oportunidades para vendedores externos anunciarem na plataforma.

Como a plataforma fornece estrutura, marketing e sua reputação como benefícios para os sellers, é normal que haja custos envolvidos para vender no site, não é mesmo?

Mesmo assim, na maioria das vezes, é vantajoso arcar com algumas taxas do que investir em uma loja virtual do zero.

Pensando nisso, preparamos este artigo a fim de esclarecer quanto custa vender no Mercado Livre, tirando suas principais dúvidas sobre o assunto. Acompanhe a leitura e confira!

Como funciona a plataforma de vendas do Mercado Livre?

O Mercado Livre é considerado um dos principais marketplaces da América Latina e apresenta atualmente mais de 60 milhões de anúncios em tempo real.

Só no Brasil, o site é o quinto mais acessado da internet, com 52 milhões de visitantes por mês.

É o maior site de comércio eletrônico do Brasil e ocupa uma posição de destaque no ranking dos 10 sites de maior audiência.

A plataforma de vendas é a via de acesso para diversos empreendedores que estão iniciando sua trajetória online, principalmente negócios pequenos e médios.

Além de oferecer diferentes formas de pagamento e entrega aos clientes, o vendedor tem independência para criar seus próprios anúncios no site.

No início de suas operações, o atendimento do Mercado Livre era mais voltado para vendedores únicos ou ocasionais, isto é, para pessoas que queriam vender algo que já havia perdido a utilidade, como um classificado online.

Mas, atualmente, o site contém diversos profissionais especializados, lojas pequenas e grandes que escolhem expor seus produtos virtualmente.

Resumidamente, para começar a vender seus produtos no Mercado Livre, é necessário criar uma conta na plataforma.

Nesse caso, você poderá optar por preencher seus dados para vender como pessoa física, por meio do CPF, ou criar uma conta de empresa, com o CNPJ.

Em seguida, é hora de cadastrar os produtos no site de acordo com as exigências, preenchendo título, descrição, ficha técnica do produto, imagens, entre outras.

Também é importante escolher a forma de pagamento e o tipo do anúncio, definir se o produto é novo ou usado e especificar se você deseja oferecer frete grátis.

Após cadastrar o produto, você conseguirá ter uma visão geral sobre as vendas na plataforma e até mesmo ter insights para aplicar na sua própria loja virtual.

Mas, lembre-se de que, para realizar vendas no marketplace, existem alguns custos específicos que explicaremos no próximo tópico!

Confira também: Técnicas para Vender Todos os Dias no Mercado Livre!

Quanto custa vender no Mercado Livre e quais as taxas obrigatórias?

Anunciar seus produtos no Mercado Livre é de graça.

Isso quer dizer que qualquer pessoa pode se tornar um vendedor do site sem nenhuma despesa para se associar ao marketplace — só é preciso ter o cadastro aceito.

Entretanto, essa opção apresenta algumas limitações.

Existe uma taxa cobrada pela venda que é chamada de comissão, que pode variar conforme o tipo de anúncio escolhido.

Portanto, se você deseja saber quanto o Mercado Livre cobra por venda, conheça, antes de mais nada, os tipos de anúncios oferecidos pela plataforma:

  • Grátis: nessa modalidade, o anúncio fica disponível por até 60 dias, e o vendedor não paga nada por isso, nem a comissão pela sua venda, porém seus produtos terão pouca visualização;
  • Clássico: nesse caso, a exposição é ilimitada, com visibilidade média, e é cobrada uma taxa de 11% em cima do valor da venda para produtos que custam mais de R$ 120. Para produtos que custam menos que R$ 120, além da taxa de 11%, também é cobrado R$ 5 por unidade vendida;
  • Premium: no anúncio premium, é cobrada uma taxa de 16% em cima do valor da venda, para produtos que custam mais de R$ 120. Para produtos que custam abaixo de R$ 120, além da taxa de 16%, também será cobrado R$ 5 por unidade vendida.

Ao avaliar com qual categoria de anúncios deseja trabalhar, leve em consideração todas as particularidades dos itens que você comercializa, como valores médios e a porcentagem de lucro.

Embora a categoria Premium seja a que mais tem descontos sobre o valor do produto, ela é a única que não cobra taxas em casos de parcelamento, e é preciso ter em mente que muitos consumidores escolhem essa forma de pagamento.

Além das comissões e taxas de venda, outro aspecto que chama atenção é o frete.

É importante considerar esse valor se o custo for por conta do vendedor — quando o lojista oferece a entrega grátis — ou se a venda estiver incluída na política de frete grátis do Mercado Livre.

Vale lembrar que você pode oferecer frete grátis nas compras a partir de R$ 99 e também continuar tendo desconto nos custos.

Oferecer esse atrativo é extremamente importante, afinal o frete grátis é um dos grandes chamarizes de compras dentro do comércio virtual.

Como calcular preço de venda no Mercado Livre?

A etapa de precificação dos produtos é fundamental para determinar o lucro que o vendedor terá em cima do produto.

E em uma plataforma com ampla concorrência como o Mercado Livre, isso pode ser mais decisivo ainda.

A maioria dos vendedores utiliza o que chamamos de markup, que consiste basicamente em um índice aplicado sobre o custo de um produto que formará o seu preço de venda no Mercado Livre.

Para calculá-lo, é levado em conta o cálculo do valor de custo daquele produto, inclusive com as despesas operacionais, acrescentados a uma margem de lucro.

Claro que você não precisa usar apenas essa técnica para calcular o preço de venda, até porque existem outras variáveis relevantes a serem levadas em conta.

No entanto, ao final, o markup se torna interessante para entender se o preço de custo com o fornecedor é realmente atrativo e se você pode competir em meio a outros vendedores do mesmo segmento com esse valor.

Além disso, vale ressaltar que, muitos usuários não sabem, porém há uma taxa cobrada ao receber o valor das vendas, que ocorre através do Mercado Pago.

Com isso, para fazer o saque, é preciso pagar uma taxa de R$ 9,90 para cartão pré-pago e de R$ 3,00 para depósitos em conta bancária.

De um modo geral, podemos dizer que, para encontrar o preço ideal do produto, algumas variáveis são levadas em consideração, como percepção dos clientes, lucro, faturamento, custos e concorrência.

Para ajudar você a encontrar o preço ideal, existe a calculadora do Mercado Livre.

Na prática, além das variáveis citadas anteriormente, ainda existem os fatores que afetam diretamente a plataforma, como as taxas, o frete e o tipo de plano escolhido.

Portanto, é importante saber que o preço de venda do produto deve ser o suficiente para gerar lucro, mostrando-se competitivo diante da concorrência e atraente para o cliente.

Dessa forma, a melhor maneira de descobrir por quanto vender é comparando os preços dos seus concorrentes e considerando os custos do Mercado Livre na hora de fixar seu preço, caso ofereça algum anúncio com taxa.

Quais os benefícios para vendedores com boa reputação?

Além de todas as oportunidades apresentadas, ter uma boa reputação dentro do Mercado Livre permite que você conquiste algumas vantagens e descontos. Isso porque a ferramenta valoriza muito a credibilidade do marketplace e a experiência positiva dos usuários.

É por isso que, para estimular a boa reputação dos vendedores, o Mercado Livre oferece recompensas por meio de descontos na despesa de frete.

O envio de mercadorias novas a partir de R$ 79 feitos por lojas oficiais, pelo Mercado Líderes e com reputação verde possuem 50% de desconto nesse envio, com exceção dos produtos de categorias especiais, que recebem 25% de desconto.

Se a loja tiver reputação amarela ou ainda não tem, os descontos são de 40% em itens novos acima de R$ 79, e 20% em categorias especiais.

Por fim, as reputações vermelha ou laranja não recebem benefícios.

Vale ressaltar que o cálculo da reputação é feito com base nas variáveis de reclamações, de tempo de envio do produto e de cancelamentos.

A plataforma leva em conta as vendas nos últimos 60 dias, mais os dias do mês em curso. Nesse caso, se você teve menos de 60 vendas, é analisado o seu histórico de vendas dos últimos 365 dias.

Como melhorar a reputação no Mercado Livre? Entenda aqui!

Afinal, vale a pena vender no Mercado Livre?

De um modo geral, anunciar em marketplaces é uma ótima oportunidade de conseguir visibilidade, de atrair novos clientes e potencializar seu negócio.

Portanto, se esse é seu objetivo, não há dúvidas de que o Mercado Livre é uma excelente opção.

Como se trata de um ambiente pronto, você não precisa se preocupar com design, navegabilidade ou conhecimentos técnicos.

Basta inserir as suas informações e pronto. Para quem deseja algo mais personalizado, há espaço para colocar o logotipo da marca e o site.

Além disso, é uma plataforma de fácil acesso, em poucos minutos você cria sua conta e já começa a anunciar os seus produtos sem complicação.

Com relação aos custos de venda, para o vendedor iniciante pode até parecer que as despesas são altas, mas considerando a influência que o Mercado Livre tem no e-commerce brasileiro, acredite: vale a pena investir nesse marketplace.

Afinal, muitos desses custos podem ser diluídos na hora da precificação, assim como no tíquete médio do cliente.

Esperamos que com este artigo você tenha tirado suas dúvidas sobre quanto custa vender no Mercado Livre.

Lembre-se de que, para ter um resultado positivo com as vendas, sua dedicação, foco e determinação serão os pontos que farão diferença.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Rated 0 out of 5
16 de fevereiro de 2022

Podemis anunciar venda de serviços também?

Janusa

Deixe seu comentário