Entenda os 7 maiores desafios da migração de plataforma
O que vender para ganhar dinheiro? Confira 7 nichos que estão em alta!

Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade?

Publicado em: • Última Atualização:

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou na dúvida se a empresa dava de fato resultado positivo ou se perguntou sobre o tempo que precisaria esperar para ter de volta o capital inicial investido na abertura.

Mas você também acha que lucratividade e rentabilidade são sinônimos? Pois essa confusão acaba hoje! Afinal de contas, compreender a diferença entre esses conceitos pode ajudar bastante o empreendedor na hora de gerenciar seu próprio negócio.

Por mais que o lojista seja expert na atividade-fim do negócio, ele não pode abrir mão de alguns conhecimentos de gestão financeira. Com esse aprendizado, fica muito mais fácil tomar decisões para melhorar o desempenho da empresa, de forma que ela não só cubra seus gastos mas proporcione uma renda satisfatória para o empreendedor.

Pronto para uma aulinha? Então conheça agora mesmo 2 conceitos primordiais de gestão financeira para passar a olhar com outra perspectiva para seu negócio!

Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade?

Normalmente, quando o empresário pensa em lucratividade e rentabilidade, logo vem à mente a ideia de ganho. Na verdade, porém, são formas diferentes de analisar os resultados de um negócio.

Antes de apresentarmos as definições propriamente ditas, é importante que você saiba o que significa lucro líquido. Basicamente, se o empreendedor subtrai os custos fixos, as despesas variáveis, as devoluções e os tributos do total de receitas, tem como resultado o lucro líquido — ou o prejuízo, caso o saldo seja negativo.

Quando se trata de uma pequena empresa, as receitas geralmente se concentram nas vendas. Quanto aos custos fixos, o empreendedor que possui uma loja online tem certa vantagem sobre quem tem um estabelecimento físico, já que não precisa arcar com custos elevados de manutenção do ponto comercial.

E já que estamos tratando inicialmente do conceito de lucro líquido, vale mencionar que, via de regra, ele é dado em forma de valor nominal. Digamos que uma loja teve receita total de 10 mil reais no mês, mas teve gastos em geral de 8 mil. Nesse caso, ela teve um lucro líquido de 2 mil reais. Simples, não? Então vamos agora às demais definições!

O que é lucratividade?

A lucratividade é uma medida que associa o lucro líquido à receita total para indicar qual é o ganho da empresa em relação às vendas realizadas. Se o lucro é expresso por meio de um valor nominal, como vimos antes, a lucratividade é mostrada em porcentagem sobre a receita bruta. A fórmula fica assim: lucro líquido ÷ receita total x 100.

Com os mesmos dados que usamos para exemplificar o lucro líquido, teríamos a seguinte conta: 2.000 ÷ 10.000 x 100 = 20%. Nesse caso, é como se cada real aplicado na empresa gerasse, no final do mês, 20 centavos. Seguindo o mesmo raciocínio, cada 100 reais investidos trariam como resultado 20 reais de lucro.

Essa porcentagem mostra, portanto, qual é o resultado do trabalho do estabelecimento, o dinheiro novo que ele criou. A lucratividade também mede o quanto o negócio é eficiente, isto é, se ele é capaz de pagar seus gastos e ainda proporcionar lucro líquido.

Como é dado em porcentagem, esse é um indicador que pode ser usado para comparar o desempenho de empresas diferentes. Um lojista pode avaliar como o negócio dele está em relação ao segmento de mercado do qual participa, por exemplo.

A lucratividade também pode basear as decisões do empreendedor em vários cenários. Se as vendas são frequentes, por exemplo, é possível ter uma margem de lucro menor. Contudo, caso o comércio seja sazonal, surge a necessidade de obter margens maiores para manter a empresa em atividade nos meses em que as vendas não são tão promissoras.

Agora que chegamos até aqui, fica mais fácil compreender a diferença entre lucratividade e rentabilidade. Confira a seguir por que é importante saber se o estabelecimento é rentável!

O que é rentabilidade?

Dada em percentual, a rentabilidade é a medida do retorno financeiro de um investimento, seja uma empresa ou uma aplicação de renda fixa em um banco. Enquanto a lucratividade relaciona o lucro líquido com a receita total do negócio, a rentabilidade associa o mesmo lucro ao valor investido no empreendimento para saber se vale mesmo a pena. A fórmula da rentabilidade também é simples: lucro líquido ÷ investimento no negócio x 100.

Imagine o seguinte cenário: uma pessoa usa uma poupança de 25 mil reais para abrir a própria empresa e o negócio passa a ter um lucro líquido mensal de 2,5 mil reais por mês. Nesse caso, aplicando a fórmula certa, conseguimos saber que a rentabilidade mensal desse estabelecimento é de 10%.

Com esse resultado, é possível comparar o desempenho da empresa com outras possibilidades de investimento, como as aplicações do mercado financeiro. Uma rentabilidade de 10% ao mês é bastante superior aos cerca de 0,6% oferecidos pela caderneta de poupança mensalmente, por exemplo.

Nesse contexto, o cálculo da rentabilidade serve para que o empreendedor avalie o custo de oportunidade da abertura da empresa. Lembrando que esse custo representa aquilo de que o empresário vai abrir mão para montar o estabelecimento. Se a aplicação em um banco rende mais que o retorno do negócio, por exemplo, isso significa que o funcionamento da empresa não vale a pena, já que existe uma forma mais fácil de ganhar mais dinheiro.

O que é prazo de retorno do investimento?

Além disso, uma variação da fórmula da rentabilidade pode mostrar qual será o prazo para o empreendedor ter o investimento no negócio de volta. Para calcular o chamado payback (tempo necessário para a empresa se pagar), basta dividir o investimento pelo lucro líquido.

Usando os mesmos dados que apresentamos nos exemplos anteriores, teríamos aqui 25 mil divididos por 2,5 mil, resultando em um prazo de 10 meses para ter o retorno do investimento aplicado no negócio.

É muito importante o empreendedor ter noção desse conceito também, uma vez que um tempo estendido demais para ter o dinheiro de volta pode significar que o esforço para a abertura e o funcionamento da empresa simplesmente não valem a pena. É bem verdade, no entanto, que é possível controlar certos números do negócio para encurtar esse prazo de retorno, como reduzindo custos para aumentar o lucro líquido.

E quem atua com e-commerce sai na frente nessa corrida, pois consegue reduzir consideravelmente os gastos com manutenção, sem contar o fato de a loja online funcionar 24 horas por dia, o que eleva as chances de vendas.

Como você viu, entender a diferença entre lucratividade e rentabilidade pode ajudar bastante na melhoria do desempenho do negócio. Quer aprender mais? Então leia também nosso post sobre gestão de loja virtual que traz 9 práticas para quem quer investir pouco!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade?
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% de desconto
50% de desconto
10% de desconto
30% de desconto
20% de desconto
30% desconto
50% de desconto
20% de desconto
30% de desconto
50% desconto
30% de desconto
50% de desconto
Gire e ganhe desconto no ingresso
Digite seu endereço de e-mail e gire a roda. Esta é sua chance de ganhar descontos incríveis!

Escolha a cidade para o desconto!

Regras:
  • Uma chance por email
  • Não acumula para outra cidade
  • Enquanto durarem os ingressos free.