Quais são as tendências de e-commerce para 2019? Conheça 9!
Tray lança programa de pontos para lojistas com premiações exclusivas

Profissional de e-commerce: qual o perfil e como contratar?

Publicado em: • Última Atualização:

Contratar um profissional de e-commerce é sempre um desafio, pois, apesar de o setor  não ser tão novo, encontrar alguém capacitado para trabalhar não é das tarefas mais fáceis. Aliás, essa não é uma tarefa fácil para as empresas, pois faltam profissionais qualificados em diversas áreas.

Então, para que seu e-commerce prospere é preciso contratar as pessoas certas e deixar claro quais serão suas responsabilidades logo no ato na etapa de recrutamento. Dessa forma, garantindo o bom funcionamento do empreendimento.

Mas, você sabe quais são os profissionais necessários para a operação de uma loja virtual? Se não, continue a leitura deste post, pois abordamos essa questão e explicamos como deve ser o perfil das pessoas que trabalham nesse segmento em cada uma das funções citadas. Acompanhe!

Quais os cargos mais comuns em um e-commerce?

De acordo com uma pesquisa do Sebrae realizada em 2014, em parceria com o E-commerce Brasil, a média de funcionários nas lojas virtuais brasileiras é de 7 pessoas, mas a maior parte dos negócios virtuais começam suas operações com uma, duas ou no máximo, três pessoas.

Nesse contexto, à medida que o negócio cresce, as responsabilidades aumentam e o gestor fica sobrecarregado de tarefas. Por isso, é importante ter uma equipe eficiente, mesmo que enxuta, mas que tenha papéis bem definidos dentro da empresa. A seguir, veja quais são os principais profissionais de e-commerce que você deve contratar.

Coordenador de e-commerce

Como o nome diz, esse profissional é responsável por coordenar todas as atividades da loja virtual. É ele quem faz a intermediação entre fornecedores e loja, define quais investimentos são necessários para o crescimento do negócio, acompanha as estratégias para o aumento das vendas, acompanha as vendas e as entregas aos clientes, etc. Enfim, ele acompanha praticamente todas as operações do e-commerce.

Além de ser o responsável pelo crescimento da loja, o coordenador é encarregado de orientar o restante da equipe da empresa. Quando o negócio é pequeno, ele também faz o trabalho de admissão e demissão de funcionários.

Para esse cargo é preciso escolher alguém que tenha sólidos conhecimentos em gestão, marketing e administração. O coordenador precisa dominar a arte da liderança e ter muito entendimento sobre logística, pois ele é o responsável pelo cumprimento dos prazos de entrega.

Assistente de e-commerce

Esse profissional de e-commerce está sempre em contato com o coordenador, sendo muitas vezes seu braço direito. Ele executa as funções operacionais do negócio e lida diretamente com os clientes.

São tarefas do assistente: atualizar a loja virtual, inserindo fotos e descrição dos produtos; atualizar banners e ofertas no site; atender aos clientes para tirar dúvidas e resolver problemas tanto pelo chat quanto por telefone e e-mail.

O monitoramento de reclamações e dúvidas postadas nas redes sociais também faz parte de suas funções.

Para ocupar essa vaga, você precisa de uma pessoa com perfil de vendedor, mas que tenha sólidos conhecimentos em internet, redes sociais e entenda sobre programas de edição de imagens, pois precisará deles para executar uma boa parte de seu trabalho.

Auxiliar de expedição

Compra efetuada no site, pagamento confirmado, pronto! É hora de enviar o produto pelo correio. Essa é a função do auxiliar de expedição, que deve cuidar para que a mercadoria chegue ao seu destino dentro do prazo e em perfeitas condições. Ele também é responsável por verificar se não houve fraude no processo de compra.

O auxiliar de expedição também acompanha todas as entregas e mantém  o estoque atualizado.

Para cumprir essa função, o profissional deve ser bastante organizado, cuidadoso e ágil, pois ele precisa garantir a satisfação do cliente quanto à qualidade do produto entregue, que deve estar intacto e atender aos prazos estabelecidos no momento da compra.

Como contratar um bom profissional?

As funções relacionadas são apenas algumas e dizem respeito a uma empresa que trabalha com uma equipe bastante enxuta. Dependendo do tamanho de seu e-commerce, você necessitará de mais pessoas trabalhando, como profissionais de marketing, logística, recursos humanos e comercial.

Contudo, contratar um profissional de e-commerce não é a parte mais difícil; ainda tem a questão de mantê-lo na equipe. Sabemos que bons profissionais são muito requisitados e se você pretende ter pessoas com potencial trabalhando na empresa, deve seguir algumas dicas básicas para a contratação. Veja.

Ofereça um bom salário

O salário e os benefícios oferecidos pela vaga são uma questão decisiva no momento de um candidato aceitar uma proposta de emprego. Pessoas que trabalham com vendas gostam de receber variáveis pelo batimento de metas e costumam ficar bastante motivadas quando a comissão é atraente.

Além disso, ofereça benefícios atrativos e diferenciados, como prêmios por vendas, que podem ser viagens, um aparelho de celular ou algo que esteja dentro da realidade de seu negócio.

Procure nos lugares certos

Os sites de currículos e agências de recrutamento são boas alternativas para quem procura profissionais qualificados. Mas no setor de e-commerce, você precisa considerar outras questões, pois esse tipo de profissional é mais facilmente encontrado em meios alternativos. Então, fique de olho em blogueiros e produtores de conteúdo, pois eles são muito atentos a todas as novidades do mundo digital e podem agregar muito ao seu negócio.

Não se apegue à idade do profissional

Embora profissionais mais jovens sejam mais ligados no mercado digital, nada impede que uma pessoa mais velha possa executar as funções com maestria. Nesse momento, vale analisar os conhecimentos técnicos e as experiências do profissional no ramo.

Mas não é só isso: caso o candidato seja muito jovem e ainda não tenha experiência, mas é um verdadeiro heavy user da internet e das mídias sociais, ele pode se tornar um excelente vendedor e fazer o negócio crescer em tempo recorde.

Contratar um profissional de e-commerce não é uma tarefa das mais fáceis, mas também não é um “bicho de sete cabeças”. Mas é preciso avaliar com cuidado o perfil de cada candidato e comparar com a vaga oferecida, pois dessa forma, você evita perda de tempo e de dinheiro contratando a pessoa errada.

Gostou do post de hoje e quer ler outros conteúdos bacanas sobre o mercado de e-commerce brasileiro? Então, curta nossa página no Facebook e acompanhe todas as publicações!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Profissional de e-commerce: qual o perfil e como contratar?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *