Como a plataforma para e-commerce influencia nas ações de marketing?

Escolher uma plataforma de e-commerce parece uma tarefa simples, mas não é. Essa é uma das decisões mais importantes para quem decide […]

Escolher uma plataforma de e-commerce parece uma tarefa simples, mas não é. Essa é uma das decisões mais importantes para quem decide investir em um negócio online. Isso porque a plataforma é responsável por todo o funcionamento da loja virtual e tem influência no sucesso das vendas.

Se o software tem um layout complexo, demora a carregar e não funciona em todos os tipos de dispositivos móveis, você terá problemas. Isso porque uma navegabilidade ruim prejudica a experiência do cliente com sua loja, o que influencia diretamente na decisão de compra.

Então, mesmo que você comece uma loja com poucos produtos, o ideal é contratar uma plataforma completa, que atenda suas demandas atuais e futuras. Falamos isso porque fazer a troca de uma plataforma para outras não é tão simples e pode sair mais caro do que escolher uma ferramenta completa.

Claro que é normal ter dúvidas sobre qual plataforma escolher, já que existem diversas empresas que oferecem esse serviço. É preciso pesquisar bastante e entender como esse tipo de software funciona.

Além disso, a plataforma de e-commerce tem uma forte influência nas campanhas de marketing de seu negócio. Como? Vamos responder a esta e outras perguntas ao longo do post. Confira!

Como funciona uma plataforma para e-commerce?

Uma plataforma de e-commerce funciona como se fosse um terreno em uma avenida, onde você tem uma estrutura básica para construir sua loja. A loja tem paredes, portas, janelas, garagem e a entrada para os clientes, mas você deve personalizar o estabelecimento.

Para deixar a loja com a cara do seu negócio, você deve criar a fachada, pintar as paredes, colocar vitrines, prateleiras e outros itens essenciais para o início das atividades.

Em um e-commerce, a plataforma funciona de forma parecida. Apesar de ela ser uma estrutura pronta, você deve personalizá-la. Então, você deve colocar sua marca, as cores de sua logo, criar menus personalizados com as categorias dos produtos, criar as páginas de mercadorias… enfim, alimentar o e-commerce.

A plataforma dispõe de todos os recursos para o funcionamento do e-commerce, como integração com gateways de pagamento, formulário para cadastro de clientes, ferramenta para simular o valor de frete, entre outras funcionalidades.

Qual a estrutura da plataforma para e-commerce?

A estrutura de uma plataforma para uma loja virtual é dividida em duas partes: um ambiente que fica visível para o usuário e outro que apenas o gestor tem acesso. Veja como são chamadas essas estruturas e como elas funcionam!

Loja virtual

A loja virtual é toda a parte que fica visível ao usuário, como layout, páginas de produtos, carrinho de compras, fale conosco, quem somos etc. Isso significa que toda a navegação dos clientes pelo seu e-commerce é feita pelo front end. Essa parte da loja já vem parcialmente pronta — isso porque, será necessário contratar um tema ou personalizar a loja.

A parte visivel da loja virtual é uma estrutura muito importante, pois ele influencia na decisão de compra do cliente. Por isso, a navegabilidade deve ser agradável para que o usuário consiga encontrar os produtos que procura com facilidade.

Painel administrativo da loja

O o painel administrativo é a estrutura que permite ao gestor administrar sua loja. Por meio dele, o lojista cadastra os produtos do e-commerce, acompanha o número de vendas, taxa de abandono do carrinho de compras e tem controle sobre o faturamento do negócio, além de fazer a gestão dos banners e imagens do site.

Essa parte estrutural da loja deve ser intuitiva para que você consiga administrar seu negócio com facilidade. Dessa forma, seu trabalho é otimizado e você consegue um desempenho melhor nas vendas e nas campanhas de marketing para e-commerce.

Como escolher uma plataforma para e-commerce?

Existem diversos tipos de plataformas para loja virtual disponíveis no mercado. Opções não faltam, mas é necessário levar alguns pontos em consideração para fazer uma boa escolha. Veja o que analisar na hora de contratar um sistema para sua loja virtual.

Custo-benefício

A primeira coisa a ser analisada é o custo-benefício, já que a plataforma deve atender às demandas de seu negócio. Não adianta um lojista pequeno contratar um sistema muito robusto, afinal, se seu negócio é pequeno, terão recursos que você não vai utilizar.

Por outro lado, não adianta escolher uma plataforma para e-commerce muito simples, pois, à medida que seu negócio for crescendo, ela não será capaz de atender às suas necessidades e você terá que fazer a migração para um sistema mais completo.

O ideal é analisar o custo-benefício e se a plataforma tem planos de acompanhamento de acordo com o crescimento do seu negócio. Você até pode contratar um plano que suporte até 10 mil acessos mensais, mas ele tem uma opção que vai suportar 100 mil, 1 milhão de acessos por mês?

Isso é importante, afinal, à medida que seu negócio cresce, a plataforma deve crescer junto. Caso contrário, você deverá fazer uma migração para outro sistema e isso não é legal, pois é um processo muito demorado e muito difícil de fazer.

Recursos disponíveis

Você deve observar também quais são os recursos oferecidos pela plataforma e se eles estão de acordo com o porte e com as necessidades de seu negócio. Por exemplo: se você quer a funcionalidade “compre junto”, você deve verificar se o sistema escolhido dispõem desse recurso.

A integração nativa com marketplaces também é uma funcionalidade muito importante. No entanto, nem todas as plataformas para e-commerce oferecem esse recurso. Nesses casos, você deve contratar um Hub de integração, que é mais um custo para o negócio.

Ferramentas como seleção automática de frete (quando a própria plataforma escolhe automaticamente o melhor tipo de frete e valor da entrega para o cliente) e serviços como “avise-me quando chegar” são essenciais. Então, é necessário avaliar se o sistema escolhido oferece todos essas funcionalidades.

Qualidade no atendimento

A qualidade no atendimento é outro fator que deve ter um peso muito grande na hora de contratar uma plataforma para e-commerce. Então, leve em consideração a forma que você é atendido e busque informações sobre suporte.

Observe se a empresa dispõem de canais de comunicação eficientes e sites em que o cliente pode tirar dúvidas sobre determinados problemas. É comum, por exemplo, que companhias criem páginas com perguntas e respostas sobre as dúvidas mais frequentes dos consumidores, pois isso é uma forma de deixar o cliente informado sobre os erros mais comuns e ensinar como ele pode resolver essas questões.

Lembre-se de que se tratando de uma loja virtual, erros no sistema devem ser corrigidos imediatamente. Caso contrário, você pode perder vendas e dinheiro.

Valores dos planos

Escolher uma plataforma para e-commerce somente pelos valores dos planos não é uma das práticas mais recomendadas. Apesar disso, você deve levar em conta a realidade do seu negócio e o orçamento disponível para a contratação desse tipo de serviço.

Não adianta pagar um valor muito alto se isso prejudica o orçamento da sua empresa. O ideal é escolher um plano que atenda suas necessidades e que esteja dentro da realidade do seu negócio.

Segurança de dados

Comprar pela internet nos dias atuais é muito seguro, mas erros podem colocar em risco a segurança de dados pessoais e bancários dos clientes em risco. Então, na hora de contratar um sistema para sua loja virtual, não se esqueça de verificar o nível de segurança que a plataforma oferece.

Antes de “bater o martelo”, procure informações sobre possíveis erros na plataforma e como a questão foi resolvida e em quanto tempo.

Preocupar-se com a segurança de dados é cuidar para que seu negócio tenha sucesso. Isso porque, se os clientes perderam a confiança em sua loja, você perderá vendas e dinheiro.

Quais os benefícios do marketing digital para e-commerce?

Criar uma loja virtual é a tarefa mais fácil para quem deseja ser um empreendedor digital. Mas lançar um e-commerce não é suficiente para ter sucesso nas vendas, mesmo que seu negócio ofereça produtos de excelente qualidade.

É necessário investir em campanhas de marketing de performance para e-commerce, pois, somente dessa forma, você terá bons resultados. Veja os benefícios que essa prática traz para seu negócio!

Gera visibilidade

Aquela premissa que diz que “quem não é visto, não é lembrado” é 100% verdadeira, principalmente quando se trata de negócios online. A concorrência nesse segmento é muito grande e, para se destacar, é preciso lançar mão de boas estratégias de marketing digital.

Uma das melhores formas de conseguir destaque é ficar nas primeiras páginas do Google. Para atingir esse objetivo, invista em campanhas de inbound marketing para e-commerce, que incluem otimização de site para SEO, criação de conteúdo e campanhas patrocinadas no Google e nas redes sociais.

Cria autoridade de marca

Há alguns anos, ter um blog com dicas para os clientes da empresa era um diferencial. Hoje, o marketing de conteúdo é essencial para educar a persona, gerar engajamento e ajudar a entender as necessidades do consumidor, o que auxilia também na criação de autoridade para sua marca.

Quando seu negócio consegue criar autoridade na internet, ele se torna referência no segmento em que atua. Dessa forma, consegue ter mais credibilidade no mercado.

Atrai um público qualificado

O principal benefício das campanhas de marketing é trazer um público qualificado para sua loja. Não adianta atrair pessoas que torcem para o Palmeiras para um site que só vende artigos para o Corinthians.

Então, é necessário criar estratégias de marketing que sejam capazes de atrair somente pessoas com poder de compra e que tenham interesse nos produtos oferecidos pela sua loja.

Fideliza os clientes

Clientes fiéis são essenciais para o sucesso de qualquer tipo de negócio. Isso porque eles sempre voltam no site para comprar e ainda divulgam sua empresa para amigos e conhecidos. Além disso, quando seu negócio fideliza os clientes, você reduz os custos com campanhas de marketing para atração de novos consumidores.

Aumenta as vendas

O objetivo de um e-commerce é vender e ter lucro, certo? Então, as campanhas de marketing são essenciais para que você consiga atingir seus objetivos. Com estratégias bem elaboradas, seu negócio alcança bons resultados com um orçamento enxuto.

Lembrando que ter um bom fluxo de vendas é necessário para manter seu negócio em funcionamento. Além disso, com um faturamento satisfatório, você poderá aumentar seu mix de produtos e ter mais oportunidades.

Demonstra a jornada de compra

Quando um cliente chega a uma loja online, ele vem de diversos canais. A vantagem de investir em estratégias de marketing digital é que você consegue identificar de onde seu cliente veio e entender o comportamento de compra dele.

Dessa forma, é possível direcionar melhor as ações de marketing da empresa e reduzir a jornada de compra do consumidor.

Qual a influência da plataforma nas ações de marketing?

Como já citamos no início do post, a plataforma para e-commerce tem um papel muito importante para o sucesso do negócio. Mas, qual influência nas ações de marketing da empresa?

Primeiro, a plataforma deve ser otimizada para SEO, pois isso é fundamental para que sua loja seja ranqueada e alcance boas posições nos resultados dos mecanismos de busca.

Além disso, algumas funcionalidades presentes nos sistemas são capazes de potencializar as ações de marketing. Uma delas é a integração com canais de venda como marketplaces, redes sociais e WhatsApp.

A integração com marketplaces é muito importante, principalmente para lojistas novos. Afinal, anunciar nesses tipos de shoppings virtuais é essencial para aumentar a visibilidade da marca e ter bons resultados de vendas. Além disso, vender em marketplaces ajuda empresas novas a terem mais credibilidade junto ao consumidor.

Os recursos da plataforma também são essenciais para campanhas de remarketing. Isso porque você precisa de dados completos de seus clientes, que são coletadas nos formulários de cadastro. É importante que eles sejam bem organizados na plataforma para facilitar o envio de e-mails.

Por fim, a plataforma deve oferecer recursos que possibilitem que os clientes sejam “bombardeados” com propagandas de sua loja quando visitam o site ou abandonam o carrinho de compras. Esse tipo de estratégia ajuda a fixar a marca na cabeça do consumidor e a aumentar a taxa de conversão da loja.

Como definir as ações de marketing para e-commerce?

Decidir quais são as estratégias de marketing de seu negócio não é uma tarefa fácil, principalmente para quem está começando uma loja virtual. Para ajudar você a não errar na hora de definir suas campanhas, vamos dar algumas dicas do que deve ser levado em consideração. Veja só!

Conheça seu público-alvo

Para definir as ações de marketing de seu negócio, você deve levar em consideração seu nicho de atuação. Isso porque cada produto tem um público diferente. Então, para atingir o cliente certo e na hora certa, é preciso entender quem ele é e qual o seu comportamento de compra.

É importante saber o sexo, a idade, os hobbies, o poder de compra e qual a influência de sua persona na decisão de compra. Informações sobre dados demográficos também são essenciais para definir valores de frete e prazo de entrega.

Com informações sobre seu público, fica mais fácil elaborar estratégias efetivas, que sejam capazes de levar o consumidor para dentro de sua loja e fazer com que ele compre da sua marca.

Defina quais canais de comunicação serão utilizados

Você deve trabalhar com o que tem “nas mãos”. Por isso, é importante analisar o que a plataforma de e-commerce oferece para definir as melhores estratégias. Outro ponto importante é avaliar o produto que você vende, pois, dependendo de seu nicho de atuação, não vale a pena anunciar em marketplaces.

Quando o produto é muito barato ou tem um público muito segmentado, por exemplo, pode ser mais difícil vender em marketplaces. Além disso, como há o pagamento de comissão para os players, pode não ser vantajoso.

Entretato, o marketplace pode ser uma boa estratégias para muitas lojas!

Integração com o Google Ads e Google Shopping também são integrações que devem ser utilizadas para potencializar as vendas de seu negócio. Para escolher os melhores canais de comunicação, é preciso entender o comportamento de seu público-alvo, como já citamos no tópico anterior.

Utilizar redes sociais, campanhas de links patrocinados e outras estratégias de inbound marketing na loja virtual são fundamentais para o sucesso nas vendas.

Defina o orçamento para as campanhas

Definir quanto será gasto mensalmente com as estratégias de marketing é fundamental para que você escolha os canais de comunicação corretos. Mas é preciso ter os “pés no chão” e enxergar com clareza a realidade de seu negócio.

Não adianta querer investir R$40 ou R$50 mil reais para uma loja pequena, que está no início das atividades. O ideal é estabelecer um orçamento para marketing digital que possa trazer bons resultados, mas não extrapole os limites do negócio.

Defina os objetivos

Quando você cria um plano de marketing com objetivos estabelecidos, fica mais fácil chegar aonde quer. Por exemplo: você quer vender R$30 mil no mês ou quer faturar um valor X no período de 12 meses? Responda a estas perguntas e ficará mais fácil definir quais serão as ações de marketing e como elas devem ser executadas para que suas metas sejam alcançadas.

Conheça bem seu produto

Para ter sucesso nas ações de marketing é preciso entender as particularidades de seu negócio e conhecer muito bem seu produto. Então, elenque as principais características dele para que você entenda quais necessidades dos clientes seu negócio é capaz de resolver.

Além disso, você deve entender quais são seus diferenciais em relação à concorrência. Dessa forma, consegue utilizar gatilhos mentais para convencer seu clientes a comprar de sua loja.

Mensure os resultados

Você está fazendo campanhas no Facebook, divulgando em marketplaces e no Google Shopping, além de utilizar outros canais de comunicação. Mas, quais dessas estratégias estão dando melhor retorno para seu negócio?

Você precisa identificar de onde seu cliente está vindo e, principalmente, qual o canal responsável por maior parte das vendas.

Por exemplo: pode ser que haja um tráfego muito grande vindo das redes sociais e muito pequeno de campanhas do Google Ads.

No entanto, a maior parte dos clientes que chega no site pelos links patrocinados compram e das redes sociais não. Nesse caso, você deve direcionar um investimento maior para campanhas de Google Ads e entender porque os usuários vindos das redes sociais compram tão pouco. Entendeu como funciona?

Como fazer a análise dos resultados?

O acompanhamento das métricas deve ser realizado diariamente e, no final do mês, fazer uma análise geral dos resultados. O Google Analytics é uma excelente ferramenta para realizar essa tarefa. Por meio dele, você consegue visualizar dados da própria plataforma.

A ferramenta permite a visualização de relatórios mais abrangentes, mas você pode fazer uma análise de dados segmentada, o que permite ter uma visão completa dos resultados das vendas.

Como a Escola de E-commerce auxilia na definição das estratégias?

A Escola de E-commerce está recheada de conteúdos que ajudam o lojista, desde o início das atividades até a maturidade do negócio. Nós falamos muito sobre a importância e de como utilizar as estratégias de redes sociais, SEO, ações no Google Ads/Shopping e até mesmo como criar campanhas para datas sazonais.

A Escola também tem diversos artigos sobre plataformas para e-commerce, pois temos o objetivo de ajudar você a escolher o melhor serviço para sua loja.

Conteúdos sobre criação de metas, como utilizar e configurar o Google Analytics também estão disponíveis em nosso blog. Além disso, temos materiais ricos como vídeos e e-books que ajudam o lojista em diversas etapas da criação e manutenção de seu negócio.

Assuntos sobre leis que impactam o setor de e-commerce também são bastante explorados. Com esse tipo de conteúdo, queremos deixar nossos clientes bem informados sobre o mercado e para que não cometam erros que prejudiquem seu negócio, além de se diferenciarem da concorrência.

Como você viu, ter uma boa plataforma para e-commerce é essencial para melhorar a experiência de compra do cliente e aumentar suas vendas. Então, avalie bem o sistema que vai contratar para não ter dores de cabeça no futuro, como ter que migrar a plataforma ou lidar com falhas na segurança de sua loja.

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário