Saiba como usar a estratégia de paid media no e-commerce!

Paid media é toda divulgação paga que uma empresa faz em relação aos seus produtos ou serviços. É muito difícil para um […]

Paid media é toda divulgação paga que uma empresa faz em relação aos seus produtos ou serviços. É muito difícil para um negócio sobreviver apenas do tráfego orgânico, o que significa que é preciso investir em aumentar o alcance e atrair um público mais diversificado.

Como se trata de um investimento direto em marketing, é preciso ser muito inteligente no uso do dinheiro. É sobre isso que você vai ler neste post. Confira algumas dicas para otimizar seu paid media, além dos tipos mais comuns, para vender mais sem precisar investir tanto.

Conheça os tipos de paid media

Antes de mais nada, você precisa saber bem onde está investindo. Por exemplo, se você veicular um anúncio na TV, isso é uma forma de mídia paga. Porém, como o foco é no e-commerce e no marketing digital, existem muitas opções que você pode seguir.

Search Ads

São os famosos links patrocinados, normalmente posicionados no Google. Ao fazer uma pesquisa, esses links aparecem nas primeiras posições, antes mesmo dos resultados orgânicos. Por conta disso, são bem interessantes e podem ajudar muito no seu potencial de venda.

Outra forma como você pode usar os search ads é com o Google Ads Display. A diferença é que esse é um banner com um anúncio, exibido quando alguém procura uma palavra-chave, ou em alguns dos sites parceiros do Google.

Social Ads

Outro tipo de mídia paga muito comum é o social ads. Como o nome indica, ele é veiculado diretamente nas redes sociais e você certamente já viu diversos deles. Existem exemplos como o Facebook Ads e o Instagram Ads.

Ao longo do tempo, esses anúncios têm ficado cada vez mais sofisticados, especialmente por conta dos anúncios nativos, que fazem com que os posts patrocinados sejam muito semelhantes aos posts tradicionais, aumentando sua eficiência.

Remarketing

O remarketing é uma ótima opção, pois você está indo atrás de um tráfego mais qualificado. Como o nome indica, é fazer o marketing novamente com uma pessoa que já teve contato com o seu produto ou serviço. Também pode ser feito nas redes sociais ou na busca.

Uma forma comum de fazê-lo é por meio do pixel do Facebook, que identifica quando uma pessoa foi impactada por algum dos seus conteúdos. Nesse caso, você pode fazer remarketing mostrando o produto novamente.

Native Ads

Os native ads são os anúncios nativos que você faz no seu próprio site. Normalmente, são banners ou pop-ups que surgem durante a navegação do usuário com alguma oferta do seu site. A vantagem é que o custo, na verdade, é zero, já que você está no seu próprio domínio. Por outro lado, só é efetivo quando o tráfego orgânico é alto.

Confira as principais dicas para investir em paid media

Agora que você conhece os principais tipos de paid media, confira algumas dicas de como usá-la para ter sucesso no seu e-commerce.

Defina o objetivo

Nem sempre o objetivo é a venda. É claro que esse é o maior propósito do e-commerce, mas nem sempre todas as suas estratégias serão voltadas para ela. Por exemplo, você pode investir no branding, para ajudar mais pessoas a conhecerem a sua loja.

Conheça a sua persona e a jornada de compra

Digamos que o objetivo seja vender. Agora, você precisa definir para quem vai vender e como é o comportamento dessas pessoas antes de comprar o seu produto. Elas procuram no Google? Elas navegam em redes sociais como o Facebook ou Pinterest? Afinal, não adianta investir muito em um canal de mídia paga se o seu público não está lá.

Comece investindo pouco

Falando em investimento, se você nunca trabalhou com mídia paga, comece pequeno. O mais importante é validar os canais, o anúncio e a oferta em si antes de colocar mais dinheiro. Faça testes com pouco investimento, durante mais ou menos um mês, para garantir que a oferta é válida.

Dê tempo para o algoritmo aprender sobre você

É natural que você faça mudanças e muitos testes no seu anúncio, mas não adianta muito trocá-lo todo dia. Dê um mês com o anúncio rodando para que você possa analisar os resultados e ajudar o algoritmo do Google, do Facebook ou o que quer que seja, a conhecer tanto você quanto a sua audiência.

Segmente muito bem o seu público

A dica mais importante é segmentar muito bem o seu público. Afinal, não adianta nada mostrar os anúncios para pessoas com muito pouca chance de comprar. Isso é jogar dinheiro fora. Felizmente, existem muitas formas de segmentar o público.

Se você já tem uma lista de clientes pronta, você pode fazer o upload dessa lista no Facebook, já que a plataforma consegue analisá-la e construir um público-alvo baseado nesses dados. Assim, você consegue direcionar para outras pessoas que tenham perfis semelhantes.

Você também pode fazer essa segmentação manualmente, a partir de características do público como:

  • gênero;
  • localização;
  • idade;
  • idiomas;
  • interesses e outros.

Direcione campanhas para mobile e desktop

Mais uma ótima dica é direcionar o público para mobile e desktop. Os smartphones são os dispositivos mais usados para acessar a internet, mas muitas pessoas ainda gostam de comprar pelo desktop, por se sentirem mais seguras. Você pode usar o Google Analytics para entender de onde vem seu tráfego. Mas, por que ter esse cuidado?

Em primeiro lugar, os públicos podem diferir, especialmente nas redes sociais. Além disso, você também pode otimizar as imagens e o aspecto gráfico e textual do seu anúncio para se encaixar melhor na tela do celular.

Entenda como funcionam os lances

Os lances são como você paga pelos anúncios. Eles podem ser por quantidade de impressões, por conversão ou por venda e entender essas diferenças é crucial para usá-los da melhor forma. Quanto mais disputado for o nicho do e-commerce, maiores são os lances.

Dominar o paid media é crucial para melhorar os resultados do seu e-commerce. Essa estratégia permite que você alcance uma audiência ainda maior, aumentando muito seu potencial de vendas.

Gostou do post? Então confira este e-book completo sobre campanhas no Facebook Ads e descubra como usar essa mídia paga!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário