O que é pixel de conversão e como usá-lo para gerar mais resultado?
Está preparado para as vendas no dia dos namorados?

Otimizações de SEO para página de produtos de uma loja virtual

Publicado em: • Última Atualização:

Se você tem um e-commerce sabe que a maior parte de suas páginas são de produtos. Elas estão por todos os lados: dentro de categorias, home page, landing pages e por aí vai. Para onde quer que o usuário vá, ele encontra um link para uma página do produto.

Mas e quando sua página de produto não performa bem nas buscas? Qual a importância disso no seu site? Seria maravilhoso ter mais páginas no Google ranqueando e chamando o usuário para o tão sonhado clique e, também melhorar as páginas de usuário com uma ótima navegação gerando mais cliques no CTA, não é mesmo?  

Então vamos trabalhar pra que isso aconteça! Mas primeiro confira algumas considerações importantes sobre SEO e páginas de produtos:

  • SEO não é commodity! Você não vai contratar uma ferramenta que faça tudo sozinha ou uma agência para deixar tudo na mão dela. Será preciso a sua participação para assegurar melhores resultados!
  • É preciso gerar uma boa experiência de navegação para o usuário (nas diretrizes do Google é dito isso). Para isso, faça um exercício simples: entre em uma página de produtos e veja se as informações sobre eles são relevantes, estão ajudando realmente em algo? A navegação foi boa? Seja sincero.
  • Sei que tudo que escrevi abaixo vai te dar trabalho (assim como tive trabalho de escrever um conteúdo bacana) então arregace as mangas e mãos à obra!

Estratégias para otimização

São muitas páginas e em muitos casos, milhares, mas antes de ficar alucinado pensando em qual dos produtos deve começar, sugiro seguir uma estratégia para definição das páginas.

  • Use a regra de Paretto: encontre as páginas que mais trazem receita para seu e-commerce. Essa é a regra de 80/20 então quer dizer que 20% dos seus produtos geram 80% da sua receita. Isso funciona para quase tudo na vida.
  • Busque no Search Console as páginas que performam melhor. Para isso, crie filtros para identificar as páginas que têm termos posicionando bem e que geram cliques. O ideal é começar com páginas que estejam entre o top 10. Isso porque trabalhando elas, mesmo com pouca variação no posicionamento médio, isso já vai gerar resultado visível. Veja abaixo um estudo que mostra o CTR médio para sua posição na SERP.
  • Foque nas páginas que têm estoque! Não vale gastar tempo em páginas que vão perder o produto (porque depois terá que fazer redirecionamentos 301 ou 302 – em outro conteúdo vou falar mais sobre isso).

Essas estratégias podem variar muito de acordo com o e-commerce e suas características. Com essas orientações, a ideia é ajudar na organização para começar as otimizações em SEO.

Otimizações de SEO para páginas de produto

Otimização de title

O título da página é como se fosse o título de um livro por isso precisa ser coerente com o que tem dentro e chamar a atenção do leitor. Quer dizer, usuário! Abaixo, você confere algumas boas práticas para otimização:

Nesse exemplo, o e-commerce vende camisas do Botafogo. Vamos falar especificamente de uma camisa feminina, oficial e atual (2019). Como o Google lê da esquerda para direita, o termo relevante deve ficar mais para esquerda.

Exemplo de Title: Camisa do Botafogo oficial feminina

Evite passar dos 50 caracteres: o Google faz mudanças na exibição do Title e Description na SERP. Já foram exibidos cerca de 76 caracteres, mas hoje o ideal é ter até 50. Ele pode exibir mais que isso, porém em navegação mobile esse limite é reduzido e não queremos que o usuário de dispositivos móveis seja prejudicado.

Se possível, coloque alguma informação relevante! No caso acima, usamos o termo ”oficial”. Além de agregar na especificidade, o usuário percebe mais valor no produto.

Title sugerido para o exemplo: Camisa do Botafogo Oficial Feminina 2019 – Lojatal

Se não der pra escrever o nome da loja? Não se preocupe, o mais importante é otimizar para o termo, o nome da loja já será exibido na description e na URL.

Otimização de description

Otimizar a description (meta description) tem como finalidade atrair o usuário e fazer vender. Vale lembrar que otimização não é um fator de ranqueamento (pode ser um choque para alguns, mas é a pura verdade). As principais dicas para convidar o internauta são basicamente três:

  1. Use termos relevantes do seu negócio para atrair o usuário. Se você tem um benefício (frete, desconto progressivo ou mesmo um cupom de desconto), coloque isso também na description. Lembre-se que o usuário ainda não entrou na sua página por isso é preciso chamar sua atenção.
  2. Faça uma análise na SERP(sigla em inglês para Search Engine Results Page, que em português significa “Página de Resultados”.) e monte sua description melhor do que a do seu concorrente. Veja termos usados, linguagem, CTA e monte uma mais bacana.
  3. Para evitar cortes, use 130 caracteres. Assim asseguramos que vai ficar bom no Desktop e no Mobile.

Vale usar a mesma estratégia para execução das otimizações do title. Regra do 80/20 e análise das páginas mais importantes.

Marcação de dados

Marcar dados ajuda todo mundo: o crawler do Google e o usuário. Esse recurso pode ser feito via Schema.org e pelo próprio Search Console.

A marcação de dados em SEO nada mais é que indicar para o Google uma informação que pode ser relevante. Após marcada, ela tende a ser apresentada na SERP. Pelo Search Console é possível marcar os dados:

  • Nome do produto
  • Sistema de preços
    • Preço (imagem abaixo)
    • Disponibilidade
    • Condição
  • Id do produto
  • Classificação média
    • Classificação
    • Votos
  • Resenha
    • Crítico
    • Texto da resenha
    • Classificação da resenha
    • Data da resenha

Otimizações de SEO para página de produtos - marcacão de dados

Padrão de URL

Sua URL é lida pelo Google assim como você lê. Portanto colocar ID, números misteriosos e diretórios que não fazem sentido para o usuário também não vai fazer sentido para o Google.

O padrão de otimização é manter a URL amigável. Para isso, coloque o nome do produto logo após o domínio e mais para o fim da URL você pode usar o ID e outras informações. Lembre-se, o Google lê da mesma forma que você. Da esquerda para direita então o termo relevante (nome do produto) deve ficar mais para esquerda.

Headings

Lembra dos cabeçalhos do Word? Heading é isso! Só que temos uma regra aqui: só pode haver 1 heading H1. Não importa a limitação na plataforma, a dificuldade de implementação ou o local para colocar. H1 só pode ter um!

As demais headings (H2, H3… H6) devem ser usadas para compor a diagramação e dar hierarquia ao texto. Então use as heading para facilitar a interpretação dos crawlers e do leitor.

Ponto importante sobre as headings: apenas o H1 é fator de ranqueamento. As demais headings organizam o layout, facilitam a leitura dos usuários, ajudam na diagramação e na organização das informações.

Vale lembrar que o Google renderiza a página como um navegador, mas a entende como um usuário. Por isso toda essa organização ajuda na usabilidade que é outro fator de ranqueamento.

Ou seja, isoladamente, apenas a heading H1 é fator de ranqueamento. Mas, em conjunto, as outras headings ajudam muito e acabam atuando também como fator de ranqueamento por melhorarem a usabilidade do seu site.

Descrição do produto

Chegou a hora da verdade! Aqui separamos homens de meninos e mulheres de garotas.

Imagine o cenário: você vende um produto de um grande fornecedor (pode ser uma calça jeans, uma peça de carro, suplemento alimentar ou qualquer outro produto) e resolve colocar a descrição do fabricante no seu e-commerce.

Só que, assim como você, todos os seus concorrente fazem a mesma coisa (ou grande parte deles). Logo você e os concorrentes têm o mesmo produto, mesma descrição, mesmas fotos. Ou seja, sua loja virtual ficou sem diferencial nenhum.

Então para evitar esse problema: é mão na massa! Faça uma descrição relevante que vá realmente ajudar o usuário e que seja útil. Se você tem um e-commerce no segmento automotivo, por exemplo, use sua experiência e coloque-a no conteúdo (assim ele será diferente dos seus concorrentes). Aqui vão duas dicas para escrever as descrições:

  • Tire dúvidas das avaliações de usuários na descrição (vale entrar no site do concorrente)
  • Dependendo do produto, indique formas de uso, aplicação ou combinação (evite empurrar outros produtos)

Otimização de imagens

Eu sei que dá preguiça, mas precisa ser feito. Existem 3 pontos importantes que precisam ser levados em consideração quando falarmos de otimização de imagens:

  1. As imagens devem ter o nome do arquivo otimizado. Se a imagem é um calendário de 2019, por exemplo, o nome do arquivo deve ser calendario-2019.jpg (lembra que o Google lê da mesma forma que você, então o nome também é relevante pra ele).
  2. As imagens têm uma tag chamada “alt” ou texto alternativo que ajuda na interpretação da imagem pelo Google. Para otimizar então é preciso descrever exatamente a imagem nessa tag.
  3. Conteúdo textual ao redor da imagem ajuda na interpretação e indexação. Isso porque o campo semântico do conteúdo é relevante para melhor interpretação da imagem (e outros textos).

Avaliação de usuários

Velocidade de carregamento

Serei rápido nesse ponto. Duas dicas:

  1. Use o Pagespeed Insights do Google para saber o que precisa ser feito para ser mais veloz.
  2. Se você usa tags e scripts para carregar informações, monitorar o usuário, oferecer produtos entre outras coisas, a dica é tentar deixá-las para o fim do carregamento da página. Isso porque tags demoram para carregar e atrapalham na navegação do usuário. Quer facilitar seu trabalho? Use o Ghostery.

Linkagem e profundidade de navegação

Nós (e os robôs da internet) acessam as páginas através de links entre elas. Sitemap e o Robots ajudam nessa tarefas, mas de fato o caminho entre uma página e outra é o link.

Imagine que cada página é um cômodo em uma casa e cada porta um link. Quanto mais portas e maiores elas são, mais fácil será de entrar no cômodo. É isso, para SEO o fundamento funciona bem.

É preciso que as páginas tenham links entre elas para que o Google possa acessar a página, fazer a indexação sem dificuldade e contabilizar essa ”facilidade da navegação” como um fator de ranqueamento, pois quanto mais links (não deve exagerar) mais fácil será de acessá-la.

Os link podem ser dentro de conteúdos, em menus, footer ou imagens, o importante é que eles existam e sejam otimizados.

Para definir o texto âncora (texto que tem o link) você pode usar o nome exato do produto ou categoria, ou usar um termo semelhante, por exemplo: podemos ter um link em um conteúdo para página Camisa do Botafogo 2019 no texto Nova camisa do Fogão. Essa variação no texto âncora agrega no campo semântico que a página está associada.

Ainda falando de linkagem, quanto mais cliques forem necessários para chegar em uma página, menos relevante ela será. Essa é a profundidade de navegação.

Veja se tem páginas muito escondidas ou com navegação ruim (muitos cliques) e crie links para essas páginas.

Conclusão

Agora você tem orientações e ferramentas para otimizar as páginas dos seus produtos. Cada otimização feita é um ponto a mais nos fatores de ranqueamento, quanto mais completa e otimizada, maiores são as chances de ranquear e converter mais.

Arregace as mangas e comece o trabalho de SEO por conta própria! Se precisar de alguma ajuda, escreva nos comentários.

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Otimizações de SEO para página de produtos de uma loja virtual
5 (100%) 4 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% de desconto
50% de desconto
10% de desconto
30% de desconto
20% de desconto
30% desconto
50% de desconto
20% de desconto
30% de desconto
50% desconto
30% de desconto
50% de desconto
Gire e ganhe desconto no ingresso
Digite seu endereço de e-mail e gire a roda. Esta é sua chance de ganhar descontos incríveis!

Escolha a cidade para o desconto!

Regras:
  • Uma chance por email
  • Não acumula para outra cidade
  • Enquanto durarem os ingressos free.