Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade?
11 cursos gratuitos para empreendedores disponíveis online

O que vender para ganhar dinheiro? Confira 7 nichos que estão em alta!

Publicado em: • Última Atualização:

Não importa se você quer vender algo para ganhar uma grana extra, ou mesmo começar um e-commerce, provavelmente você vai se perguntar: o que vender para ganhar dinheiro? Neste artigo vamos te apresentar algumas ideias de nichos e produtos para você vender online.

Inicialmente você pode estar pensando, mesmo decidindo o que vender para ganhar dinheiro, quais as vantagens de investir no comércio eletrônico atualmente?

Confira a seguir como está o cenário das vendas online no Brasil e como esse segmento tem crescido nos últimos anos.

Por que investir no e-commerce?

Antes de investir em um e-commerce é importante conhecer qual o panorama desse segmento no Brasil, identificando o potencial de crescimento da área e a características do consumidor que faz esse tipo de transação.

De acordo com o relatório Webshoppers (2018), realizado pela Ebit com a Elo, o faturamento do e-commerce no país crescer 7,5% de 2016 para 2017, indo de R$ 44,4 bilhões para R$ 47,7 bilhões. O número de consumidores cresceu 15% no período passando de 55 milhões de pessoas.

O crescimento do setor entre esses anos foi de 12%, segundo o relatório elaborado pela Atlas, sendo que a expectativa para 2018 é que o segmento cresça mais 12% e alcance a cifra de R$ 53,5 bi em faturamento.

A pesquisa da Ebit ainda mostrou outros elementos interessantes do e-commerce, como que 27,3% das vendas em 2017 foram realizadas por meio de smartphones e tablets, demonstrando a importância de que esses fatores sejam considerados ao criar uma loja virtual. Destaca-se ainda que 31,5% das vendas do ano foram feitas em marketplace, consolidando esse novo modelo de negócio.

Os pequenos lojistas que têm receio das vendas a perder de vista também têm motivos para ficarem mais confiantes. Do total das vendas de 2017, 49,8% foram pagas à vista, enquanto 18,7% parceladas entre 2 ou 4 vezes e 31,5% entre 4 e 12 vezes.

Dado o cenário positivo e o potencial de crescimento do setor, mais profissionais avaliam investir nesse segmento, seja como um complemento da renda ou para mudar de carreira, buscando mais profissionalismo na definição da loja.

Confira a seguir algumas ideias sobre o que vender para ganhar dinheiro na internet, considerando áreas com grande potencial de crescimento e também aqueles nichos pouco explorados atualmente.

13 ideias sobre o que vender para ganhar dinheiro

A escolha do nicho de atuação passa também pela definição sobre o que vender para ganhar dinheiro na internet. É importante avaliar a rentabilidade do segmento para garantir que o investimento realizado proporcionará o retorno pretendido.

Assim, listamos abaixo 13 produtos e serviços que podem ser comercializados em um e-commerce. Confira!

 1. Coisas que você não usa mais

Se você está precisando de uma grana extra uma boa ideia é vender os produtos que você tem em sua casa, mas não usa mais, existem diversos lugares onde você poderá encontrar pessoas interessadas nos produtos que para você já não tem mais valor ou utilidade.

Então procure em sua casa e provavelmente você vai encontrar diversos produtos que para você não são mais necessários, mas que podem ser vendidos para outras pessoas.

2. Doces e salgados

Com o avanço dos grupos de venda no Facebook, ficou bem mais fácil vender pela internet esse tipo de produto e encontrar compradores na sua região. Não é difícil começar, especialmente se você já sabe cozinhar.

Normalmente, as margens de lucro são muito boas, pois os ingredientes rendem bastante. Entre os tipos de produtos podem ser comercializados com grande potencial de lucro estão:

  • bolos tradicionais ou para festas;
  • ovo de colher, especialmente em datas como a páscoa;
  • salgados fritos, como coxinhas, rissoles e outros;
  • pizza em cone sob encomenda para festas;
  • docinhos para festas, como brigadeiros, carolinas e outros.

Atente-se na hora de calcular os gastos e de preferência para criar uma planilha para fazer o controle dos ingredientes, quantidades, tamanhos e preços. Com esse cuidado há melhores chances de vender o produto com uma margem de lucro melhor.

Fique atento também a sazonalidades, perto da Páscoa, por exemplo, você pode vender ovo de chocolate. No dia dos namorados há uma maior demanda por doces em formato de coração. Dessa forma, atente-se às datas comemorativas e pegue carona nelas para aumentar o potencial de vendas do negócio.

3. Produtos da China

Existem dezenas de sites da China que vendem produtos com preços muito bons que podem ser revendidos, algumas ideias de produtos legais são:

  • relógios;
  • pulseiras inteligentes;
  • mini eletrônicos conectados ao USB do computador, como mini aquecedor, ar condicionado, ventilador e armadilha elétrica para matar mosquitos;
  • produtos para pets como tapetes higiênicos, brinquedos e outros.

Caso opte por esse modelo de negócio, tenha em mente que os desafios logísticos serão grandes. Em muitos casos os produtos demoram mais de três meses para chegar ao Brasil. Deve-se avaliar ainda a questão tributária, como o pagamento de impostos também pode dificultar a operação.

Atualmente, há uma taxa mínima para qualquer tipo de importação no valor de R$ 15 reais, o que também pode reduzir as margens e dificultar a logística, mas, ainda assim, é viável comercializar produtos chineses, desde que haja planejamento.

4. Comida saudável

Voltando aos produtos que podem ser feitos em casa a comida saudável é uma boa opção. Atualmente, cada vez mais pessoas estão preocupadas com a saúde e por isso a procura por comidas saudáveis tem aumentando.

Você pode produzir marmitas fit e vender pacotes que incluem, por exemplo, 15 refeições. Como você vai produzir em grande escala conseguirá reduzir custos comprando produtos em atacado.

5. Camisetas personalizadas

Você pode fazer camisas personalizadas para vender online, mas tenha em mente que precisará investir em uma prensa térmica que tem um custo mínimo de R$1.600,00.

As camisetas personalizadas são uma excelente proposta para começar sua loja virtual. Além de poder usar diversas temáticas — como filmes, séries e carros —, esse mercado também oferece grandes oportunidades para gerar ganho extra ou mesmo viver da renda do e-commerce.

Para ter sucesso com o empreendimento, é preciso considerar alguns pontos básicos como:

  • ter ideias originais;
  • criar designers mais simples e fáceis de serem transferidos para a malha sem perder a qualidade da imagem;
  • utilizar materiais de qualidade.

Se você ainda não tem dinheiro suficiente para investir em uma máquina, pode contar com alguns fornecedores que fazem todo o trabalho a partir das imagens que enviar. Com isso, seu único trabalho será o de planejar o design e encaminhar os produtos para os clientes — em alguns casos, o próprio parceiro se responsabiliza pelas entregas, no modelo chamado de dropshipping.

6. Artesanato

Se você já sabe fazer crochê, bordado ou outros tipos de trabalhos manuais, começar a vender artesanato pode ser uma boa maneira de ganhar um dinheiro extra ou até mesmo começar um negócio online.

Existe uma gama de produtos que podem ser produzidos artesanalmente e que não exigem espaço próprio para isso. Entre os principais exemplos podemos citar:

  • artigos em EVA;
  • biscuit;
  • peças feitas de madeira ou MDF;
  • itens de decoração;
  • crochê;
  • tricô;
  • patchwork.

​Um dos aspectos mais importantes sobre vender artesanatos pela internet é a compra de matérias-primas de qualidade, garantindo que os itens vendidos atendam às expectativas dos clientes e ainda tenham boa durabilidade.

Alguns produtos, como o biscuit, demandam um cuidado maior com o acondicionamento — em decorrência do risco de estragos. Nesses casos, também é importante se preocupar com o uso de embalagens adequadas e reforçadas.

7. Bijuterias e semijoias

Uma vez que possuem uma demanda constante, as semijoias e bijuterias são bons produtos para serem revendidos pela internet. Outro benefício é que não é difícil encontrar um fornecedor de joias e semijoias, garantindo variedade de itens.

Você pode vender esses produtos na sua própria loja virtual, marketplaces, pessoalmente ou até mesmo em sites de vendas e grupos do Facebook.

Faça uma boa pesquisa antes de definir o que vender para ganhar dinheiro nessa área, pois é necessário definir seu fornecedor, mix de produtos e outros. Lembre-se que comprar por bons preços é essencial já que a margem de lucro nesses itens tende a não ser tão alta.

8. Canecas Personalizadas

A estamparia de canecas é um ótimo nicho de mercado e permite trabalhar com várias temáticas — como desenhos animados, séries, formaturas, aniversários, filmes de super-heróis e outros. Porém, é preciso ter conhecimento a respeito das técnicas de estampagem, saber criar os designs, entre outros detalhes.

Vale lembrar que é necessário fazer um investimento inicial para comprar os materiais (assim como no caso das camisetas personalizadas). Entre esses itens estão:

  • as canecas que serão estampadas;
  • o computador e impressora (para transferir as imagens);
  • as embalagens;
  • as máquinas para estampar os produtos.

É possível fechar parcerias com fornecedores que, além de providenciar os itens, também fazem o trabalho de impressão. Com isso, o seu trabalho vai ser gerenciar a sua loja, enviar os desenhos que serão utilizados e contratar a transportadora.

9. Convites artesanais

Essa é uma opção buscada principalmente para obter renda extra, mas também é uma boa ideia de negócio. Aqui, você pode produzir convites para diversos eventos, como:

  • casamentos;
  • formaturas;
  • chá de bebê;
  • festas de debutante.

Para oferecer um produto de qualidade, o ideal é investir em cursos de caligrafia artística (no caso da escrita manual) e de design gráfico (para trabalhos automatizados). Conhecer as ferramentas CorelDRAW, Photoshop e PageMaker, por exemplo, também ajuda a aprimorar o serviço.

É necessário investir em um computador, para criar as artes, e em uma impressora que seja capaz de imprimir em cores e com ótima resolução e qualidade. Lembrando que, se optar por trabalhar de forma digital, sua capacidade de produção vai ser maior.

Com essa escolha, você consegue liberar um grande volume de trabalho em menos tempo e pode absorver demandas maiores — garantindo também uma receita maior no final do mês.

10. Sabonetes e shampoos artesanais

Com a crescente preocupação com a sustentabilidade, a maior adesão a movimentos como o minimalismo e veganismo, os sabonetes e outros itens de higiene pessoal estão disputando espaço com os produtos tradicionais e industrializados. Embora esse mercado tenha se tornado um pouco mais competitivo, ainda é uma boa opção para iniciar um negócio online.

Para realizar esse tipo de trabalho, é preciso fazer cursos — de saboaria e aromaterapia, por exemplo. Isso ajuda a garantir a qualidade dos seus produtos e também proporciona conhecimento suficiente para fazer as combinações adequadas e até mesmo personalizar a mercadoria de acordo com as necessidades dos clientes.

Uma excelente forma de divulgar sua loja virtual e alavancar as vendas é por meio de grupos nas redes sociais voltados para essas temáticas. Lá você pode encontrar muitos clientes em potencial e tornar sua marca ainda mais reconhecida.

11. Acessórios pet

O segmento pet está entre os que mais crescem atualmente, com as famílias investindo não apenas nas necessidades básicas dos animais, como ração, e remédios, como também em produtos novos, como:

  • roupas;
  • acessórios estéticos, como coleiras e presilhas;
  • biscoitos e refeições diferentes;
  • cama e coberta específicas;
  • produtos de higiene e beleza etc.

Com essa tendência, a venda de produtos com foco nos animais de estimação é uma dica do que vender para ganhar dinheiro e ter mais chances de consolidação de um negócio online.

12. Cursos online

Todo mundo é bom em alguma coisa, certo? E cada vez mais a internet permite que esses conhecimentos sejam compartilhados e vendidos. É assim que funciona a ideia de oferecer cursos online em áreas que você tenha familiaridade, como culinária, música, artesanato, idiomas ou mesmo em administração, contabilidade, marketing e outras.

São diversos os tipos de cursos que podem ser disponibilizados online e como vantagem você consegue desenvolver diversos níveis de curso, garantindo que os consumidores mantenham-se ativos e comprando de você.

Além disso, apesar do trabalho necessário para desenvolver o material inicialmente, considerando que é preciso ter uma câmera de qualidade, pensar em iluminação, roteiro, conteúdo etc., esse material continuará disponível e proporcionando lucro.

Isso garante que enquanto um curso já disponibilizado dê retorno, você tenha tempo e recursos para investir em outros materiais, garantindo a manutenção do negócio.

13. Acessórios por nicho

A opção pela venda de acessórios é bastante comum, pois esse tipo de produto é adquirido por quase todas as pessoas, o que garante um grande potencial de consumidores dispostos a relacionarem-se com a marca.

O ideal é que a escolha de quais itens serão comercializados considere quais são as necessidades do público-alvo com o qual você quer trabalhar. Por exemplo, é possível vender acessórios por nicho com focos como:

  • venda de bonés de diferentes modelos, englobando tanto o público masculino como feminino que tenha interesse nesse produto;
  • atuar com relógios disponibilizando diversidade de produtos, o que inclui diversas marcas, mas também modelos sociais, esportivos, clássicos e outros;
  • óculos, com foco na qualidade dos produtos e diversidade das marcas trabalhadas, garantindo que consumidores fãs de óculos identifiquem-se com a loja.

Portanto, a venda de acessórios tem como diferencial a possibilidade de escolher um único tipo de produto e explorar com mais propriedade essa área para garantir a fidelização de um público que seja fã do produto e queira diversidade dentro de um segmento muito especializado.

Como escolher um nicho de atuação?

A verdade é que a escolha de um segmento de atuação começa com as afinidades, experiências e os conhecimentos dos empreendedores. Depois disso, é preciso fazer uma boa pesquisa de mercado, incluindo ao menos três quesitos:

  • análise de concorrentes: verifique quais as estratégias desenvolvidas por comerciantes que vendem os mesmos produtos;
  • avaliação de fornecedores: faça uma pesquisa por fornecedores confiáveis, com preços competitivos e que possam proporcionar diferenciais em relação à concorrência;
  • estudo sobre o público-alvo: conheça em profundida os potenciais clientes do seu negócio e desenvolva sua estratégia pensando neles.

Ainda nessa fase, é interessante considerar a dificuldade de trabalhar com mercados de massa — como o de eletrodomésticos, por exemplo. Afinal de contas, a concorrência nessas áreas já está consolidada e possui mais experiência no comércio eletrônico.

A alternativa, então, é partir para os nichos! Aliás, não há ambiente melhor para trabalhar com mercados mais segmentados que a internet. E isso se dá justamente pela facilidade de procura e pelo potencial de consumo desses clientes com demandas mais específicas.

Pensando nesse cenário, listamos a seguir 7 nichos mais promissores dos dias de hoje, mostrando como ser competitivo nesses setores desde o início e também te ajudando a definir o que vender para ganhar dinheiro na internet. Acompanhe!

1. Moda e acessórios

À primeira vista, o mercado de moda pode parecer de massa — principalmente se considerarmos que ele foi o líder em volume de pedidos no e-commerce brasileiro em 2016, de acordo com o relatório WebShoppers, da E-bit.

No entanto, devemos levar em conta que não são todos os consumidores que se sentem à vontade para comprar roupas, calçados e demais peças de vestuário pela internet.

As variações de tamanhos, tecidos e formatos muitas vezes fazem os clientes preferirem vestir antes de comprar. Mas essa é uma barreira que vem sendo quebrada ano após ano, sabia? Então vale sim a pena abrir os olhos para esse mercado!

Uma dica interessante é buscar um nicho mais específico nesse segmento, como o de vestuário infantil, roupas sociais, bonés, calçados para idosos, entre outros.

Além disso, é importante caprichar nas descrições, fotos e nos detalhes dos produtos, já que essas informações são essenciais para substituir a prova física das peças. Por fim, uma política de trocas bem definida é essencial para que os clientes tenham facilidade ao precisar devolver um produto que não caiu bem.

2. Artigos esportivos

Esse mercado está muito próximo ao de moda, especialmente pelo fato de as roupas oficiais de clubes estarem entre os produtos mais vendidos nesse segmento.

O nicho de artigos esportivos é bem forte em função da alta popularidade dos clubes não só de futebol, mas também de basquete e de futebol americano, bem como pela imensa população adepta de esportes.

A abrangência desse setor é legal para encontrar oportunidades mais segmentadas, seja explorando a área de equipamentos para treino e musculação, apostando nos suplementos alimentares, investindo em materiais para artes marciais ou na venda de camisas retrô de clubes, por exemplo.

3. Acessórios automotivos

Segundo o mesmo relatório WebShoppers citado anteriormente, a categoria de acessórios automotivos entrou no ranking das 10 maiores em volume financeiro no comércio eletrônico em 2016.

Esse crescimento está relacionado com a queda no consumo de automóveis novos, o que faz com que os donos permanecerem mais tempo com seus veículos, passando a investir mais em peças e acessórios.

Portanto, enquanto a venda de novos veículos não voltar a crescer, a expectativa é que esse costume continue tendo como tendência que permaneça por mais alguns anos.

Se você preferir, pode especializar seu e-commerce em acessórios para uma determinada marca ou para carros importados, apostar em peças para oficinas (B2B), em produtos para caminhões ou motos e assim por diante.

4. Casa e decoração

Seguindo uma justificativa parecida com a do segmento anterior, o nicho de casa e decoração apareceu entre as principais tendências tanto no volume de vendas quanto em faturamento no e-commerce brasileiro. Com uma necessidade maior de economizar e, por consequência, passar mais tempo dentro de casa, surge uma predisposição maior das pessoas em comprar artigos e pequenos mobiliários para decorar o interior do imóvel.

Nesse caso, é fundamental caprichar nas fotos dos produtos, focando principalmente no acabamento dos mobiliários e nas formas de uso dos artigos. Nada de mostrar, por exemplo, apenas um quadro avulso nas imagens. Em vez disso, mostre como ele ficaria em paredes de diferentes cores, em corredores e em salas de estar.

Quando se trata de decoração, explorar a criatividade e criar inspirações para os clientes são táticas que podem resultar em mais vendas para a loja virtual.

5. Games

Um dos nichos mais fiéis desta lista é o de compradores de games. Trata-se de um mercado que se movimenta a cada lançamento de um novo console, de um jogo diferente ou da atualização de uma série de games. Muitos fãs dos jogos de futebol FIFA e Pro Evolution Soccer (PES), por exemplo, não hesitam em comprar as novas versões dos games a cada ano.

Nesse mercado, o ideal é investir em descrições completas, incluindo diversas imagens e vídeos dos jogos, além de atualizar constantemente as ofertas. Não esqueça que o público desse nicho é ávido por novidades e está sempre atento aos novos lançamentos das produtoras. Atualização, portanto, é quase um requisito obrigatório!

6. Cultura pop

Um segmento que vem sendo cada vez mais explorado pelas empresas é o de cultura pop. Esse universo temático envolve músicas, filmes, séries, jogos, quadrinhos, memes e demais formatos de conteúdo que são bastante consumidos pelo público jovem. Os principais produtos comercializados são roupas, canecas, mouse pads, capas de celular e diversos outros itens personalizáveis.

Esse é um mercado promissor pela constante repercussão gerada nas redes sociais, seja impulsionada por filmes de super-heróis, novas temporadas de séries populares (como Game of Thrones e House of Cards) ou novos games.

Por essa razão, as próprias mídias sociais são grandes aliadas de quem investe nesse nicho. Afinal, é de lá que vêm as tendências, as ideias e as preferências dos consumidores! Na loja, criatividade no design dos produtos e um layout responsivo são fatores essenciais para captar e manter o interesse dos usuários.

7. Beleza e alimentação saudável

Uma área que dificilmente fica em baixa é a de beleza pessoal. Mais recentemente, a de alimentação saudável entrou também nesse circuito, principalmente com o crescimento da parcela de consumidores que busca uma melhor qualidade de vida.

Como o setor de alimentação saudável está muito ligado à questão da estética, perfumes, cremes e cosméticos são procurados por muitos consumidores de alimentos integrais, produtos naturais, vitaminas e shakes.

Aqui, como o mercado tem se expandido para uma variedade grande de consumidores, é legal apostar em um nicho mais direcionado, como a alimentação orgânica, perfumes importados ou cremes 100% naturais.

Todos os segmentos listados neste post possuem características e públicos distintos, mas apresentam alguns aspectos valiosos em comum: são promissores, podem ser divididos em nichos ainda mais específicos e contam com consumidores muito fiéis.

O importante é achar um mercado com o qual você identifique-se, que tenha brechas na concorrência para sua loja encontrar um lugar no mercado, podendo consolidar-se, e que conte com um potencial sólido de consumo para os próximos anos.

Lembre-se que a escolha sobre o que vender para ganhar dinheiro na loja virtual, independentemente do nicho definido, depende de planejamento e estudo de mercado, garantindo um maior potencial de sucesso para o negócio.

Quer investir em um e-commerce, seja para aumentar sua renda ou iniciar a atuação em uma nova profissão? Faça nosso teste exclusivo e saiba se você está pronto para esse desafio!

Clique na imagem para ampliar.
E aí, gostou de conhecer os mercados que estão em alta no comércio eletrônico? Então compartilhe este post em suas redes sociais para que mais empreendedores e profissionais de e-commerce saibam o que vender para ganhar dinheiro!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

O que vender para ganhar dinheiro? Confira 7 nichos que estão em alta!
4 (80%) 5 votos

23 Comentários em: O que vender para ganhar dinheiro? Confira 7 nichos que estão em alta!


  1. Tenho interesse em abrir uma loja virtual com o nicho em jóias , biju. Não tenho recurso para investir em um estoque penso em fazer drop nacional. Quero saber se isso pode ser válido ?

    1. Olá, Carmen! Tudo bem?

      É uma estratégia válida, porém é necessário um bom acordo com os fornecedores e exibição do prazo de entrega na loja virtual.

  2. Eu estou meia perdida, a única coisa que tenho certeza é que preciso fazer render o pouco que tenho. Estava pensando em montar um site com o foco principal semi jóias, relógios de início.. Mas o diferencial seria a entrega, uma vez que o site será bem básico.. v vou tentar utilizar o método de divulgação boca a boca.. as próprias clientes iriam divulgar, é claro se for do agrado delas..

  3. Apaixonei nessa metodologia de trabalho. Amo vender. Principalmente pelas redes sociais gosto muito de divulgar meu trabaslho. Me interesso sim.

  4. Nossa amei ,eu gostaria de abrir um negócio pra mim trabalhar, pois estou desemprega, mais ainda não sei o que fazer , você poderia me dá uma dica?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *