O que são Mídias Pagas?

Podemos definir mídias pagas como meios de alavancar o alcance, tráfego, vendas, entre outras metas de seu e-commerce. Tudo isso, através de […]

Podemos definir mídias pagas como meios de alavancar o alcance, tráfego, vendas, entre outras metas de seu e-commerce. Tudo isso, através de estratégias que são impulsionadas com um custo conforme o comportamento dos usuários.

As estratégias consistem em anúncios de texto, imagens, vídeos, interações e muito mais.

É possível que o anunciante defina onde, como e qual o público deseja realizar este investimento. Além de poder analisar os resultados obtidos, como número de visualizações, alcance, engajamento etc.

Os resultados do anúncio são proporcionais ao valor investido, ou seja, o impulsionamento vai ser maior conforme a quantia cresce. Existem outros fatores que influenciam nisso, como a boa segmentação ou escolha certa de palavras-chave, como veremos mais adiante.

Assim, os anúncios são flexíveis, variando conforme as necessidades da estratégia e do orçamento disponível.

Principais diferenciais mídias pagas

Visibilidade

Ao realizar o investimento em mídias pagas, aumentar a visibilidade do seu negócio é um resultado certo! Os clientes poderão ver sua divulgação e isso fará com que o número de visitas aumente, consequentemente, aumentando também as conversões.

Existem diversas estratégias, porém a segmentação dos usuários para a exibição dos anúncios, para que seja possível atingir compradores em potencial e gerar leads mais qualificados para sua empresa. 

Sem uma boa segmentação, sua loja não terá tráfego qualificado para compra — independentemente do valor investido. 

Investimento Flexível

A mídia paga apresenta valores flexíveis, com base na expectativa e no capital do usuário. No Facebook, por exemplo, não existe limite mínimo. Logo, você pode começar com investimentos bem suaves, especialmente para ir se adaptando à ferramenta.

Isso torna essas estratégias extremamente acessíveis para pequenos empreendedores que ainda não dispõem de grandes orçamentos para alavancar as vendas.

Variedade dos Formatos

Os meios de divulgação são infinitos, dependendo da criatividade de quem está anunciando para tingir o público com relevância.

O ideal é combinar sua publicidade com informações relevantes e assim despertar o desejo de consumo em seu público-alvo. Com os resultados, você poderá lapidar suas ações e direcionar mais recursos para o que estiver trazendo o melhor retorno.

Análise de Resultados

Do que vale ser criativo ao extremo ou gastar altos valores se não sabe os resultados destas ações? Com isso, as mídias pagas apresentam uma infinidade de meios e relatórios para analisar os resultados dos seus anúncios.

Com esta gama de dados, é possível moldar quais as métricas que são possíveis analisar. Desta forma, quem deverá “escolher” os resultados esperados para que os anúncios possam ser metrificados é o próprio anunciante  — é importante lembrar que os resultados esperados devem ser realistas e de acordo com o objetivo da empresa. Nada de métricas de vaidade, ok? 

Todas as plataformas possuem um dashboard de análise de desempenho, gastos e insights. O Google Analytics e os próprios relatórios das redes sociais também podem ser analisados. 

Estes relatórios vão fornecer dados demográficos, cliques, visualizações, conversões e suas metas configuradas para ajudar a trabalhar seus próximos passos em sua estratégia digital.

Esses dados podem ser aplicados ou apontem abordagens que possam ser repensadas, pois elas são capazes de expor todos os pontos positivos e negativos do trabalho desempenhado. 

O alcance da campanha, a quantidade de usuários impactados, a frequência com que determinado anúncio apareceu para o seu público, o total de cliques, o preço médio e o gasto consolidado, são apenas algumas KPIs que podem ser mensuradas. 

Ao analisar suas métricas, pondere os resultados de acordo com as necessidades de determinada campanha, pois através dos investimentos feitos, seu retorno pode estar garantido. É a análise das métricas que leva a empresa ao sucesso ou ao fracasso.

Tipos de Mídias

Independentemente da mídia que anunciar, sempre irá existir concorrência nas formas de alcance e resultados. É preciso estar sempre atento a evolução do mercado digital, mas também é necessário ter certeza de que com o investimento de dinheiro e criatividade proporciona o retorno e o sucesso esperado.

É de extrema importância que seu público-alvo seja descrito de forma detalhada, para que os conteúdos a serem disponibilizados estejam dentro das suas necessidades, alcançando assim e suas expectativas.

Existem diferentes tipos que ajudarão nas análises dos negócios e a alavancar os resultados. Veremos a seguir:

1. Motores de busca

São plataformas que funcionam de uma forma simples: é realizado a pesquisa e são mostrados resultados, alguns exemplos são: Google, Bing ou até mesmo o YouTube. Atuando com base de dados coletados de forma instantânea e indexando todo o conteúdo, ranqueando com base no contexto de relevância para o usuário.

O principal foco destes anúncios em sites de busca é posicionar seu conteúdo entre as primeiras posições do buscador, que são as que tendem a ter mais cliques. Isso é realizado por meio da escolha certa de palavras-chave, a otimização do conteúdo para ela e o investimento na exibição no momento certo com o conteúdo certo para o usuário.

Anúncios de Google Ads e Google Shopping são dois exemplos importante. 

2. Redes sociais

As redes sociais estão presentes em até 20 horas por dia no cotidiano de pessoas, segundo estudo realizado. Dentre as Redes sociais que se destacam no momento, temos: Facebook, LinkedIn e Instagram. Cada um voltado para uma finalidade e consequentemente objetivo e metas.

A principal virtude de anunciar nas mídias sociais, é a possibilidade de segmentar os anúncios com base nos interesses que os próprios usuários apresentam, graças aos dados gerados a partir dos perfis e comportamento dos usuários.

Isso torna possível aplicar filtros, segmentações e categorizar as campanhas de acordo com a persona que se deseja atingir e os resultados que espera-se alcançar.

O principal objetivo de usar mídia paga em redes sociais é aumentar o alcance de um conteúdo, preferencialmente para uma base segmentada e com alto engajamento para seu produto ou serviço.

3. Remarketing

Caso algum usuário acesse sua loja, porém essa visita não seja convertida em venda, ainda existe uma nova chance de aproximação: o remarketing.

Através dele, os anúncios poderão ser visualizados em outros sites acessados pelos usuários, relembrando seu produto/serviço, dando uma nova oportunidade de clique ou aquisição.

4. Banner e conteúdos patrocinados em blogs

Se o seu público tem tendência a acompanhar blogs e sites, essa também é uma ótima alternativa para exibir seus anúncios. 

Informes publicitários e matérias jornalísticas, capazes de passar informações úteis para o lead, também podem levar a assinatura da marca.

7. Formadores de opinião

Este tipo de mídia paga pode ser realizada através de permuta, oferecendo a influenciadores naquele segmento algum produto ou serviço. Em troca, o influenciador oferece de recomendações da sua marca. 

Se optar por influenciadores com mais número de seguidores, é provável que não aceitem a permuta: e sim, pagamento em dinheiro. 

O que não deixa de ser um investimento, uma vez que: a quantidade de influenciadores que estão se tornando formadores de opinião, é muito grande. 

Entretanto, tenha cuidado. Se for utilizar essa estratégia, escolha um influenciador que tenha o mesmo público que o seu. Não adianta contratar uma influenciadora de moda para vender acessórios de carro. É provável, muito provável, que o público dela não esteja interessado neste produto. 

Porque utilizar mídia paga

Os anúncios em mídias pagas possuem um volume de tráfego extremamente alto e segmentado, trazendo aquele primeiro reconhecimento para a marca.

Com estas informações, é possível concluir que a mídia paga pode sim influenciar no aumento do tráfego e ajudar na movimentação dentro dos blogs posts, gerando autoridade e brand awareness da marca em questão.

Quanto maior o número de pessoas que visualizam seus anúncios, comentarem e compartilharem suas publicações nas redes, sejam elas pagas ou não, elas estarão contribuindo para visualização do seu conteúdo.

Agora que você já sabe conhece tudo sobre mídia paga, que tal sair do escuro e conhecer um pouco mais sobre carrinho abandonado?

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário