O que é live? Saiba como fazer transmissões vendedoras com 15 dicas!

Fazer uma Live é fazer uma transmissão ao vivo através da internet. Geralmente as lives são realizadas nas redes sociais como o Instagram, Tiktok e Facebook. Entenda mais sobre as Lives e como elas podem auxiliar em uma estratégia de Marketing.

Por causa da pandemia da Covid-19 e da necessidade de distanciamento social para combater a disseminação do vírus, a internet se tornou a principal aliada de quem precisava impulsionar seu negócio.

E, entre tantas ferramentas usadas para essa finalidade, as lives se destacaram.

Mas você sabe exatamente o que é live?

Nem todo mundo fez a associação imediata, mas esse formato se fazia presente desde antes de todo esse cenário.

Principalmente para quem tinha o costume de acompanhar gamers e youtubers, ou seja, um público mais jovem.

Depois, ficou fácil adaptá-lo para diversas realidades: de artistas ou de empresas.

Afinal, se trata simplesmente de uma transmissão ao vivo, que pode angariar centenas de telespectadores.

E desde que você trace uma boa estratégia, e que tenha a ver com a sua área de atuação, não tenha dúvidas de que o retorno em vendas será surpreendente.

Sendo assim, que tal saber um pouco mais sobre o assunto?

Essa tendência veio para ficar, então não perca tempo e descubra mais sobre como incluir as lives em suas divulgações e fazer transmissões vendedoras!

O que é live?

Bom, para começar, vale a pena reforçar o que é live.

O termo pode ser definido com a transmissão de conteúdos ao vivo, por meio de alguma plataforma online.

Nessa plataforma, há ainda a possibilidade de interação.

Ou seja, o público pode utilizar alguma ferramenta, como o chat, para conversar entre si e com quem transmite, se o responsável estiver disponível.

No caso das lives commerce, essa comunicação geralmente acontece.

Isso porque ela se trata de um tipo de evento para que as empresas apresentem seus produtos, serviços e vantagens e incentivem a compra ao longo da transmissão.

Ou seja, é preciso manter o canal de comunicação aberto para que as dúvidas sejam tiradas.

E, mais importante que isso, para vender mais.

As lives podem ter períodos variados de duração.

Tudo depende da proposta da transmissão e o que a empresa quer comunicar.

Além disso, podem ser feitas de diferentes maneiras: em estúdios, com cenários, com apresentadores, com a presença de gestores da empresa, com o auxílio da tecnologia para usar efeitos e projeções e assim por diante.

Como as possibilidades são muitas, é essencial fazer um bom planejamento para que a live corra bem.

Assim, ela também começa a trazer os resultados esperados e você pode se programar para que ela aconteça mais vezes, com outras finalidades.

Como funciona uma live commerce?

Agora que você sabe o que é live, é hora de entender como uma live commerce realmente funciona.

Ela é pautada em três pilares básicos.

Primeiro, você precisa ter um e-commerce ativo, para que as vendas possam ser direcionadas e consolidadas.

Afinal, seu público precisa saber para onde ir se quiser adquirir seu produto imediatamente.

Você também precisa fazer um bom uso da tecnologia.

As redes sociais permitem a transmissão adequada, mas é válido explorar outros recursos para otimizar os lances e o contato com o seu público.

Para completar, é preciso focar também na interação com a audiência.

É fundamental oferecer um atendimento de qualidade, para que o consumidor fique satisfeito e consiga de fato comprar com você.

Em especial, se o produto tiver alguma tiragem limitada ou condição especial.

Por último, mas não menos importante, é essencial fazer uma boa escolha da plataforma em que a live acontecerá.

Aqui estão algumas opções para que você conheça e veja qual se encaixa melhor no que precisa!

YouTube

Sem dúvidas, o YouTube é a plataforma de vídeos mais famosa do mundo.

Você consegue realizar uma série de transmissões diferentes, todas com uma audiência considerável.

É possível administrar toda a experiência por meio do YouTube Studio.

É lá que você disponibiliza e responde comentários e ainda consegue exibir anúncios.

Twitch

A Twitch inicialmente era focada em games, mas agora ampliou bastante sua diversidade.

Inclusive, uma parte significativa dos espectadores não está lá somente pelos jogos.

E sim para assistir a discussões e lives de temas bem definidos.

O que inclui as transmissões de vendas e empresas, ou seja, é uma excelente oportunidade para você.

Instagram

O Instagram ainda atrai um público grande quando o assunto são as redes sociais.

Os recursos visuais são mais limitados, mas você transmite para quem já segue o seu perfil e tem um contato frequente com a empresa.

A própria plataforma notifica os usuários quando a sua live começa.

Sendo assim, é uma das alternativas que mais gera engajamento e audiência.

Facebook

Dentro do Facebook existe o Facebook Watch, que reúne todos os perfis que realizam transmissões naquele momento.

Assim, sua live aparece por lá, e atrai tanto clientes fixos quanto clientes em potencial.

As transmissões podem ser feitas pelo celular ou por outro aplicativo que permita e vinculação codificada à plataforma.

É um espaço bastante versátil e que conquista públicos bem amplos.

Zoom

O Zoom, por sua vez, é mais indicado para eventos específicos.

Como, por exemplo, lançamentos de produtos em primeira mão ou reuniões abertas.

Há planos gratuitos e pagos na plataforma.

As funcionalidades de transmissão, por outro lado, ficam melhores para quem paga os planos mais elaborados.

Por que realizar live commerce?

Mas, na prática, como a live commerce agrega benefícios e vendas a seu negócio?

Aqui estão algumas vantagens para que você entenda de fato o que tem a ganhar a partir da aplicação dessa estratégia.

Experiência pessoal com o consumidor

Ao longo da live e por meio da interação, o consumidor consegue ter uma experiência mais pessoal com a sua marca.

Isso é uma forma de reforçar a sua imagem perante o público.

Ele saberá o que está comprando e que será atendido dentro do tempo que precisa.

As vendas serão mais ágeis e a satisfação garantida.

Sensação de exclusividade

Quem participa das lives ainda tem a sensação de exclusividade.

Ao acessar novidades e ofertas diferenciadas, ele saberá que foi um dos primeiros a poder aproveitar o produto que você vende.

A partir disso, além da experiência pessoal, terá uma experiência personalizada.

O que é ótimo para converter potenciais clientes em clientes efetivos, e ainda fidelizar quem já compra com você.

Proximidade com a tecnologia

A tecnologia é o principal meio de posicionamento de marcas no mercado.

Aquela empresa que não se familiariza com a internet e o que ela oferece, rapidamente fica para trás na concorrência.

Sem dizer que o consumidor moderno está cada vez mais imerso no mundo digital.

Então, se aproximar das possibilidades online é sempre a melhor maneira de se fazer presente na vida do público e conseguir se destacar no mercado.

Visibilidade para a marca

A live commerce ainda é uma das melhores formas de garantir visibilidade para sua marca.

Os posts feitos em redes sociais muitas vezes passam despercebidos.

Tanto pela quantidade de informações postadas a todo momento, quanto pela forma com a qual os algoritmos das plataformas trabalham.

Mas em uma transmissão há muito mais chances de que o cliente pare e assista, principalmente se já estiver esperando por ela há algum tempo.

Metas atingidas

Ainda é possível atingir as metas mensais de vendas por meio da live commerce.

Como elas acontecem mais rapidamente, são ideais para garantir o caixa esperado para determinado período e permitir que a empresa prepare outras novidades.

É também uma oportunidade de testar a saída de novos produtos e o interesse do público por eles.

Depois, fica mais fácil programar um lançamento mais amplo no e-commerce e assegurar as metas mais uma vez.

15 dicas para fazer lives vendedoras

Agora sim, vamos ao mais importante! Até porque, não adianta entender o que é live se você ainda não sabe como colocá-la em prática.

Mas com as dicas a seguir, esse processo ficará muito mais fácil.

Acompanhe!

1. Prepare sua estratégia

Depois de escolher a plataforma de transmissão, é hora de detalhar sua estratégia.

Seu objetivo primordial de fato é vender, mas para quem e por quê?

Sendo assim, defina a necessidade dessa ação para aquele momento.

Ela pode ser, por exemplo, reconhecimento de marca, lançamento de novidades ou vendas para o público geral.

Nesse passo, é preciso incluir também a organização em relação a roteiro, cenário, equipe, equipamentos, apresentação e demais itens relacionados à infraestrutura.

Lembre-se de que a transmissão é ao vivo, e que tentar evitar possíveis problemas deve ser uma prioridade.

2. Foque em criar necessidade de urgência e desejo

O consumidor pode simplesmente entrar na sua live commerce e sair em poucos minutos se não reconhecer ali a necessidade de urgência e o desejo pelo seu produto.

Com isso, é fundamental pensar em atrativos para desenvolver essas duas percepções.

Você pode mostrar o produto em uso, falar sobre suas vantagens ou contar com a fala de quem já usou e aprovou.

É fundamental pensar em como seu público deve receber sua mensagem, conforme os objetivos desenvolvidos anteriormente.

Não se esqueça de que conhecer bem seu nicho poderá trazer grandes insights sobre essas estratégias.

E não se esqueça de documentá-las e acompanhá-las para fazer modificações em próximas lives que potencializem os resultados.

3. Segmente sua live commerce

Estude também a possibilidade de segmentação da sua live commerce.

Quando isso acontecem, é mais fácil vender com maior lucro, especialmente em comparação a varejistas que oferecem de tudo um pouco.

Se o foco está em quem realmente se interessa pelo que você tem, as chances de conversão aumentam bastante.

Como é online, você pode se organizar para realizar várias lives para diferentes públicos.

E aproveitar a mesma infraestrutura, mas com um planejamento diferente.

É muito melhor do que um evento presencial também, porque permite que as pessoas assistam você de qualquer lugar, algo que impulsiona bastante as vendas se você puder fazer os envios.

4. Siga o roteiro da sua live

No planejamento, você precisará criar um roteiro para sua live.

É indispensável que você o siga, porque nem sempre o improviso rende bons resultados.

Esse roteiro determinará uma série de detalhes para conversar, de fato, com seu público.

Como, por exemplo, a linguagem utilizada e as informações que são realmente interessantes para ele.

Também é o que ajuda a evitar repetições, o que deixa o momento cansativo.

Desenvolva dois ou três pontos de enfoque e priorize o estímulo às vendas pelos canais disponíveis.

5. Conte com um bom apresentador

O apresentador de sua live deve ter a identidade da empresa. Tanto na postura quanto na forma de se comunicar.

Afinal, ele será o grande responsável por envolver o consumidor para levá-lo a efetivar uma compra.

Uma pessoa conhecida pelo público pode ser interessante.

No entanto, mais do que isso, segurar a audiência por uma hora pelo menos depende de muita habilidade e desenvoltura.

Portanto, pesquise para escolher quem realmente passa a imagem correta de seus produtos com facilidade e precisão.

6. Invista em um bom cenário

É muito importante que você consiga criar um cenário personalizado, com vários itens e elementos associados à sua marca.

Assim, quando o cliente começar a assistir, mesmo que não do início, saberá imediatamente quem está falando com ele.

Também é importante contar com uma boa estrutura de iluminação, sonorização e imagem.

O consumidor precisa receber uma transmissão de qualidade em casa, que esteja nítida, para entender o que é oferecido a ele.

Inclusive porque muitas vezes ele comprará apenas o que viu por vídeo.

Então, aposte em disponibilizar uma boa experiência online para ele, que reflita a vivência pessoal que ele terá com o produto mais tarde.

7. Organize seu e-commerce

As vendas pela live podem e devem ser completadas pelo e-commerce da sua marca.

Ou seja, na medida em que os produtos, ofertas ou lançamentos são mostrados, o consumidor precisa ter um espaço para se direcionar e comprar.

Sendo assim, a sua loja virtual deve estar pronta, abastecida e em pleno funcionamento.

Vale a pena testar todos os links divulgados para se certificar de que o cliente conseguirá acessá-los.

Pense continuamente em proporcionar um e-commerce bem intuitivo e fácil de mexer.

Se o cliente se interessar pelo seu produto, mas não conseguir navegar com facilidade nesse ambiente, você não conseguirá vender tanto quanto espera.

8. Faça testes e ensaios

E por falar em testar links, é preciso ainda realizar outros testes e ensaios antes que a live commerce vá para o ar.

É muito importante fazer transmissões ocultas, aquelas que só você e sua equipe podem acessar, para ver se o cenário e os detalhes de infraestrutura estão corretos.

Também é bom ensaiar com os apresentadores e entrevistados, para que o vídeo seja sempre natural.

Vale observar que essa é a oportunidade certa para que você veja se o seu roteiro de fato se encaixa o tempo esperado da live.

Lembre-se de que tudo isso deve ser feito com antecedência.

Assim, diante de qualquer impasse, você terá tempo de fazer as correções e finalmente transmitir sem riscos de problemas.

9. Ofereça apenas o que consegue vender

Muitas vezes, a live tem um alcance tão grande que as vendas são muito rápidas.

Dessa forma, muitos consumidores interessados ficam sem os produtos, o que gera uma sensação de insatisfação com a empresa.

E não dá para ter consumidores indispostos com um mercado tão concorrido como o atual, certo?

Diante disso, é muito importante que você ofereça apenas o que consegue vender, em termos de quantidade e de variedade de produtos.

Seja claro com o consumidor sobre o que há disponível em estoque, e incentive a compra rápida.

Para quem ficar sem, dê estimativas de retorno do produto para o e-commerce ou disponibilize opções similares.

10. Invista em divulgação

Se você quer participantes ativos em sua live, é fundamental investir bastante em divulgação.

Qualquer evento que não se apoie em ações consistentes que promovam sua proposta tem chances de dar errado.

Por isso, procure anunciar com antecedência nas redes sociais e até mesmo em seu estabelecimento presencial, caso você tenha um.

Poste com antecedência e crie curiosidade a respeito da transmissão por meio das publicações.

Divulgue também a plataforma e o link para que as pessoas se preparem para assistir.

Muitas plataformas contam com o aviso de notificação, então você pode pedir para que os clientes ativem esse aviso e sejam comunicados na hora do início da live.

11. Ofereça recompensas

Que tal oferecer recompensas para quem está presente na live, comprando com você em tempo real?

Pode ser uma oferta exclusiva, frete grátis, ou um desconto único.

Esse tipo de ação faz com que o seu expectador se sinta importante e reconhecido pela marca.

É, também, uma forma de fazer com que a audiência se mantenha atenta ao conteúdo, pois espera por algo a seu favor, além das vantagens dos produtos.

Na medida em que são recompensados, a tendência é que os consumidores compartilhem sua live commerce com mais pessoas.

O que ajuda a aumentar seu alcance e faz com que os participantes se sintam ansiosos pela próxima transmissão, com novidades e mais recompensas.

12. Mostre que você conhece o mercado

Uma live vendedora nem sempre é aquela que só oferece e apresenta produtos, sabia?

Você pode fazer isso de outras formas, até mesmo para mostrar que conhece o mercado.

Por exemplo, se a sua empresa estiver presente em um evento presencial da área, você pode fazer uma transmissão de lá.

Mostre seu stand, trechos de algum momento do evento, e fale sobre quais produtos estão sendo mostrados por lá.

Os consumidores ficarão interessados da mesma maneira e poderão procurar diretamente no e-commerce o que você levou para a feira em questão.

Terão, ainda, a certeza de que estarão comprando algo inovador para o mercado, e que atende às últimas tendências da área.

13. Busque por influenciadores

Não dá para negar que as lives, hoje, também são uma forma de entretenimento.

Vale a pena apostar em elementos que prendam o consumidor à sua transmissão, e uma delas é contar com a presença de influenciadores que façam uma parceria sólida com sua marca.

É importante lembrar que influenciadores não são, necessariamente, apenas pessoas com milhões de seguidores.

Mas sim, pessoas com quem o seu público se identifica e que confia nas indicações feitas por elas.

O influenciador deve ter conexão com a sua marca.

Assim como contar com alguém famoso para participar é interessante, o influenciador de certa forma traz mais impacto justamente porque o trabalho especializado dele é esse: influenciar no poder de decisão de compra.

14. Humanize sua comunicação

A live verdadeiramente vendedora é aquela que tem uma comunicação humanizada.

Afinal, a intenção é aproximar seu consumidor do seu e-commerce.

Apresentar o produto e mostrar suas vantagens é importantíssimo, como você viu.

Mas mais do que isso, você deve encantar o consumidor.

Ele precisa ter toda a certeza de que está fazendo uma compra válida e que agrega à sua vida.

Fale bastante sobre a aplicabilidade do produto em diferentes realidades para que ele se reconheça nessas situações e consiga se visualizar usando e comprando o que você vende.

15. Tenha um plano B

Mesmo com toda a preparação, pode ser que algum impasse derrube sua live.

Seja um problema de conexão ou algum imprevisto.

Não adianta perder a paciência e abandonar o barco nesse momento.

O ideal é sempre ter um plano B, como uma segunda plataforma para migrar, uma equipe de suporte para solucionar a questão e continuar a live ou uma nova data para que ela aconteça.

Recompense, mais uma vez, seus clientes pelo possível transtorno.

Assim, eles comparecerão na nova oportunidade sem pensar duas vezes e oferecerão o apoio e as compras que você precisa.

E então, gostou de saber mais sobre o que é live?

Agora, você em todas as dicas necessárias em mãos para desenvolver uma live commerce de qualidade e que cumpra com seu principal objetivo: otimizar suas vendas e fazer com que o seu negócio, além de ser reconhecido pelo público e no mercado, lucre muito mais.

E não se esqueça: se tiver dificuldade em estruturar todo esse processo, conte com profissionais da área, que integrem a transmissão com as vendas via e-commerce, para que sejam realmente efetivas.

O seu espaço virtual, inclusive, deve estar bem abastecido com os produtos que você mostra na live.

Portanto, aproveite que você está aqui e descubra dicas práticas para cadastrar produtos no e-commerce!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário