Identidade visual: O que é e qual sua importância para uma marca!

A identidade visual é o conjunto de símbolos, elementos gráficos e visuais que representam uma marca. O objetivo desses elementos visuais, é fazer com que a marca permaneça na mente dos consumidores e possa ser identificada sempre que ela realizar alguma ação. Entenda mais sobre a importância de ter uma identidade visual no seu e-commerce.

Uma identidade bem definida é fundamental para ser reconhecido no mercado e criar um sentimento de proximidade com os consumidores.

Quando uma empresa consegue entender o que é a identidade visual e como ela impacta nos negócios, ela passa a criar um conjunto de características que fazem com que os consumidores a reconheçam rapidamente.

Isso porque ela deve expressar, com símbolos e elementos, os valores e ideias do negócio, se tornando uma poderosa ferramenta de diferencial competitivo.

No entanto, como é uma qualidade intangível, é preciso que seja muito bem planejada e organizada para que gere os resultados esperados.

Não é uma tarefa fácil, mas está longe de ser impossível.

Neste artigo, vamos explicar o que é identidade visual, por que ela é tão importante e o que você precisa considerar para criar uma identidade realmente relevante e que traga diversos benefícios para seu e-commerce.

Se é sobre isso que você quer saber, você está no lugar certo.

Não deixe de conferir!

O que é identidade visual?

A identidade visual é o conjunto de símbolos, elementos gráficos e visuais que representam uma marca.

O objetivo desses elementos visuais, é fazer com que a marca permaneça na mente dos consumidores e possa ser identificada sempre que ela realizar alguma ação.

Isso ocorre por meio das cores usadas, formas, fontes e tudo o que envolve a marca, dentro da sua estratégia de marketing e divulgação.

O importante é que os elementos que compõem a identidade visual, consigam passar a essência do negócio e sejam facilmente identificados pelos consumidores, de forma rápida.

É preciso criar uma atmosfera em torno da marca que a identifique, considerando os seus valores e o seu posicionamento no mundo.

Assim, a melhor maneira de fazer com que uma empresa se destaque e seja reconhecida positivamente, é criando uma identidade forte e consolidada no mercado.

Quando bem-feita, a identidade ajuda os consumidores a se lembrarem da empresa quando tiverem que tomar uma decisão de compras.

Onde a identidade visual da sua empresa pode ser aplicada?

A identidade visual é um processo que deve ser criado contemplando diferentes aspectos do negócio.

Isso porque em tudo o que for divulgado pela empresa, os elementos devem se complementar e mostrar um mesmo lado do negócio.

Veja abaixo, onde os elementos visuais da empresa devem ser aplicados.

Vamos lá!

Produtos

Os produtos da marca são uma importante representação da empresa e devem carregar os valores que a marca quer oferecer aos consumidores.

Logo, as cores, os formatos e tudo o mais deve ser condizente com a estrutura visual que foi definida no planejamento.

Tags

As hashtags também complementam uma boa criação de identidade visual, porque contam com palavras-chave que permeiam o universo do negócio e ajudam a empresa a ser encontrada.

Com o bom uso das tags, os consumidores passam a associar uma determinada empresa com assuntos do nicho.

É um bom momento para se posicionar e conquistar uma comunidade em torno de uma causa, uma missão e com valores similares.

E-mail

Uma estratégia de marketing digital completa deve contemplar a estratégia de e-mail marketing.

Como essa estratégia é composta por diversas interações com uma comunicação mais pessoal e direta, é um momento muito importante para consolidar a marca e fortalecer a identidade visual do negócio

Site

Os sites, são literalmente o endereço da empresa, na internet e funcionam como poderosas plataformas de conversões.

Portanto, quando um consumidor acessar o site da empresa, ele deve reconhecer a marca já nos primeiros segundos.

A competição online é muito acirrada com milhares de empresas se posicionando nessa rede.

Assim, o site do seu negócio deve contemplar todos os aspectos de identidade visual que compõem e expressam a marca.

As cores que compõem a estrutura do site, como layout, fontes, imagens, cenários para o catálogo de produtos, entre outros, devem informar de cara qual é a empresa que o consumidor está se relacionando.

As buscas online acontecem de forma muito agilizada e o seu cliente deve saber que está em contato com a sua empresa assim que acessar o seu site.

Redes sociais

Para as redes sociais, a lógica deve ser a mesma dos sites, ainda mais que as redes podem funcionar como uma vitrine online da sua empresa.

Logo, a paleta de cores, os tipos de imagens e as fontes das publicações devem acompanhar a identidade visual.

Nas redes, a identidade visual é muito importante, porque um feed organizado e visualmente bonito é um grande fator para que os usuários assimilem bem as informações e se identifiquem com a conta comercial.

Logo, ao criar uma página nas redes sociais, invista na logo, nas cores, nas fontes e nas publicações para que ajudem a compor a identidade visual da sua empresa.

Qual é a importância da identidade visual para uma marca?

As empresas precisam se diferenciar em um ambiente tão competitivo.

Encontrar formas de ser reconhecida, assim que um cliente se depara com um elemento visual da empresa, é uma poderosa ferramenta de diferenciação e de valor de marca.

A identidade visual confere mais valor à marca e quanto maior forem os elementos visuais da empresa, na vida dos consumidores, maior tende a ser a sensação de proximidade entre cliente e empresa.

Confira, a seguir, alguns bons motivos para investir em uma identidade visual consolidada.

Essa, é uma das maneiras de materializar a personalidade da empresa para que, de forma gradativa, os elementos que compõem a identidade, passem a ser facilmente identificados pelos clientes.

Além de serem facilmente reconhecidos, e para que ocorra, a criação da identidade visual é um processo gradativo e que precisa de constância.

A repetição, junto com planejamento e estratégia, é que fazem com que os consumidores se identifiquem e reconheçam uma empresa, mesmo que se deparem apenas com as cores dela.

Principalmente com o advento das mídias digitais, onde os consumidores são impactados com dezenas de marcas em um pouco tempo, fazer a distinção com o uso da identidade visual é uma maneira de destaque muito poderosa para as empresas.

As grandes empresas investem muito nessa estratégia.

Quando vemos uma roupa ou tênis com três listras brancas, as chances de associarmos a marca

Adidas é muito grande.

Outro bom exemplo, é a letra M em amarelo em uma rede de fast-food.

O McDonald’s, muito provavelmente, é a empresa que vem à mente.

Quais as diferenças entre identidade visual, marca e branding?

Existe um fator que pode gerar confusão na diferenciação de conceitos muito importantes para uma estratégia de marketing, que é: identidade visual, marca e branding.

Isso ocorre porque esses três conceitos estão dentro de um mesmo espectro e podem funcionar de maneira complementar.

Mas, cada um tem especificações próprias. Acompanhe!

Identidade visual

Como já sabemos, a identidade visual é o conjunto de elementos visuais que refletem diretamente uma ideia, um produto, um serviço a uma marca.

Tudo o que é realizado na estratégia de divulgação, como as cores, tipografia, formatos, entre outros, têm como objetivo fixar a marca na mente dos consumidores.

Para que a identifiquem assim que se depararem com alguns desses elementos.

Marca

A marca, dentro desse contexto, diz respeito ao logotipo da empresa.

Que pode ser a representação visual do que a empresa é, como ela quer ser percebida e qual a forma com que ela se posiciona no mercado.

O logotipo, ou marca, está diretamente associado ao comportamento da empresa e representa seus valores.

Existem logotipos que são mais ousados, modernos ou tradicionais.

A escolha do logotipo deve representar muito bem que a marca é e qual é o seu posicionamento em relação aos consumidores, mercado e valores empresariais.

Branding

O branding da empresa une todos os fatores acima para criar um conceito unificado que mostre exatamente quem a empresa é.

Com a união desses elementos, o branding pode criar uma comunicação muito eficiente com os consumidores, mostrando como a empresa se posiciona, como ela enxerga o mundo e como ela quer dialogar com seus clientes.

É fundamental entender que sem um branding bem planejado, é impossível criar uma identidade de marca, porque é justamente ele quem ditará as premissas que vão compor a marca.

Ao definir o branding, é estabelecida uma essência para a empresa e ela guiará todos os componentes visuais do empreendimento.

Para que a empresa consiga realmente se posicionar e ter uma identidade reconhecida no mercado, pelos consumidores, é preciso fazer um bom trabalho de identidade visual, branding e marca.

Quais os benefícios de uma identidade visual?

Uma identidade visual consolidada, confere muitas vantagens para o negócio que, muitas vezes, são intangíveis, mas se revertem em benefícios que potencializam as vendas e conquistam um público muito engajado.

Veja alguns dos principais benefícios da identidade visual.

Confira!

Gerar credibilidade

A credibilidade de marca é um fator indispensável para o sucesso no mundo dos negócios.

É uma poderosa ferramenta de diferencial competitivo.

Para conquistar clientes, de forma duradoura, é preciso passar credibilidade.

Com a identidade visual, é possível transmitir uma mensagem, por meio de elementos e conteúdos, que realmente impactem os consumidores e mantenham a empresa bem posicionada.

Uma empresa que tem regularidade com sua identidade passa a mensagem de que está consolidada e é profissional, aspectos fundamentais para o sucesso.

Manter a marca na mente dos clientes

Aspectos mínimos, mas consistentes, ajudam os consumidores a lembrarem de uma empresa na hora de tomar uma decisão de compras.

Com uma identidade própria, as chances de um cliente se lembrar de uma marca na hora que estiver precisando de uma solução é muito grande.

Ser lembrado no momento de uma decisão de compra é um diferencial que todos os negócios deveriam buscar.

Ao se deparar com um símbolo ou com as cores de uma empresa, o consumidor deve associar essas imagens diretamente com a marca e ter uma lembrança positiva dela.

Criar vínculos com consumidores

Independente do nicho de atuação, os consumidores são pessoas, ou empresas geridas por pessoas.

Logo, é preciso criar uma identificação entre as partes.

Os clientes estão constantemente, mesmo que inconscientes, buscando fazer negócios com empresas que compartilham dos mesmos valores e ideias que eles.

A identidade visual ajuda a criar esse vínculo tão importante com os consumidores.

Quando bem-feita, os clientes vão procurar pela marca como uma forma de se sentirem pertencentes e se afirmarem como pessoas.

Atrair as pessoas certas

Uma empresa precisa ter personalidade para que os clientes se sintam seguros e confiantes para comprar dela.

Sem personalidade e consistência na identidade visual, o empreendimento pode acabar atraindo um público muito diversificado e sem identificação com a marca.

Isso porque as pessoas acabam não sabendo o que devem esperar da marca e utilizam outros fatores para a decisão de compra.

O sentimento de arrependimento ou de decepção pode ser muito maior quando a empresa tem uma personalidade ou não investe em criar um vínculo com seus clientes.

Para que boas vendas aconteçam e sejam perenes, é preciso investir na atração dos leads certos, criar um relacionamento e nutrir essa relação para que vá além das compras.

A criação da identidade visual auxilia muito nessa tarefa.

Melhorar a experiência dos consumidores

A experiência do consumidor é outro fator decisivo para a saúde financeira de uma empresa, a longo prazo.

Quando a identidade visual é bem planejada, ela tende a provocar experiências muito positivas nos consumidores.

Isso faz com que o cliente tenha uma associação positiva quando se depara com os elementos visuais de uma empresa.

Existem muitos exemplos, como o da Starbucks, que conta com uma estrutura moderna, espaços grandes, confortáveis e um logotipo difícil de não ser reconhecido.

Com uma boa identidade visual, essa empresa conseguiu ser facilmente reconhecida pelos clientes e criou um grupo de fãs, o que a tornou uma líder de mercado.

Fidelizar clientes

A capacidade de uma pessoa reconhecer a marca de forma rápida e com poucos elementos, é um poderoso fator de fidelização.

Isso porque se esse reconhecimento for positivo, essa pessoa logo terá a sensação de pertencimento e de identificação com a empresa, indispensável para contar com uma base de clientes fidelizados.

Além de fortalecer a marca, ainda potencializa poderosas ações, como recomendações, geração de conteúdo para redes sociais pelos próprios usuários e muito mais.

Como criar uma identidade visual para a marca

O processo necessário para a criação de uma identidade visual deve ser feito por etapas, que se complementam, e criar um padrão que faça uma representação fiel da marca, seus valores e ideias.

Existem algumas práticas que ajudam nessa importante tarefa.

Veja agora!

Faça um briefing

Sem fazer um briefing, ficará muito difícil de reunir as ideias para identificar qual é a mensagem que se deseja passar ao consumidor.

Os principais pontos para a criação de uma identidade visual começarão a surgir no momento do briefing.

É o momento de levantar as perguntas e encontrar as respostas que guiarão e vão definir o conceito que estará por trás da marca.

Algumas perguntas que devem ser respondidas nessa etapa são:

  • como você descreve o seu produto?
  • como o público deve identificar a sua marca?
  • quem é o seu consumidor?
  • qual é o seu diferencial no mercado?
  • quem são os seus principais concorrentes?

Após identificar essas e outras perguntas relevantes sobre o negócio, é o momento de fazer um brainstorming, ou “chuva de ideias”, com a sua equipe para encontrar as respostas e catalogar o que irá compor a identidade visual da marca.

Conheça a persona

O cliente é o foco de toda a boa estratégia.

Não seria diferente ao criar uma identidade visual, ainda mais que os consumidores é que devem se identificar com ela.

Portanto, é fundamental conhecer a branding persona do negócio.

A branding persona é a representação de como a marca quer ser percebida e reconhecida, considerando a comunicação com seus clientes.

Ou seja, a empresa quer ser reconhecida como um modelo tradicional, descontraído, divertido?

Essa resposta poderá conduzir a empresa a construir uma personalidade própria e que será identificada pelos clientes rapidamente.

Portanto, para construir a branding persona, é preciso ter muito nítido quem é o público alvo específico da empresa.

Defina o estilo e as cores

Os tópicos acima, são componentes mais teóricos da criação da identidade visual.

Agora, é o momento de alinhar a criatividade e dar formato aos componentes visuais da estratégia.

As informações coletadas possibilitaram o desenvolvimento do esqueleto da estratégia.

Nesse momento, contar com uma equipe especializada pode ser fundamental.

Mas, se não for o caso, é preciso entender quais cores estão de acordo com os valores e ideias da empresa, bem como o seu nicho de atuação.

As fontes e o estilo também devem combinar com a imagem que o negócio quer passar aos consumidores.

Escolha uma tipografia

As diferentes fontes e tipografias, causam sensações diferentes nos consumidores quando impactados pela primeira vez.

Ela precisa ser harmônica aos elementos e cores, para que façam uma composição única e complementar.

É preciso estudar os tipos de fontes, já que cada uma pode causar uma sensação diferenciada.

Por exemplo, fontes com escritas “à mão”, criam uma atmosfera de sofisticação e de classe.

Já as conhecidas “letras de forma”, podem gerar o sentimento de clareza e objetividade.

A escolha da fonte é muito importante, porque ela não estará presente apenas no slogan ou logotipo.

Ela estará presente em todas as produções que englobarem comunicação visual do negócio.

Como é preciso manter uma consistência para que fique na mentalidade dos consumidores, é preciso que ela esteja presente em todos os aspectos de comunicação do negócio.

Tenha uma paleta de cores

A paleta de cores não é responsável apenas por fazer a rápida identificação da marca, mas também, por gerar sensações e interpretações cerebrais que influenciam muito no comportamento dos consumidores.

As cores são responsáveis por despertar determinados sentimentos, ativar memórias afetivas e representar conceitos fundamentais para uma identificação própria.

Esse é um fator fundamental e que precisa ser muito bem planejado para que seja condizente com a empresa, seus valores e área de atuação.

Para auxiliar um pouco nessa etapa, separamos algumas sensações que as cores podem causar na identidade visual da empresa, são elas:

  • vermelho: passa a sensação de dinamismo, energia e paixão;
  • azul: transparece segurança, serenidade e produtividade;
  • amarelo: é uma cor que demonstra esperança, brilho e otimismo;
  • verde: sensação de calmaria, saúde e natureza.

Estabeleça um formato

Os formatos geográficos que vão compor a identidade da marca também exercem um papel fundamental na identidade.

Isso porque eles tendem a expressar conceitos muito particulares na mentalidade dos consumidores.

As curvas que vão compor o logotipo, por exemplo, podem ser feitas por meio de combinações que passam certas impressões aos clientes, sendo necessário que sejam harmônicas e estejam interligadas com os ideais, valores e objetivos estipulados no momento do planejamento.

Não cometa erros comuns

Agora, confira o que não deve ser feito na criação da identidade visual.

O excesso de cores pode ter um efeito contrário ao esperado.

Como vimos, as cores exercem influência na mentalidade dos consumidores e criar uma identidade com muitas, pode confundir o cliente e tirar a personalidade da empresa.

A improvisação na criação do design também pode gerar um sentimento de descuido e de amadorismo.

Até este momento, já está nítido que a identidade visual é uma poderosa ferramenta de identificação e contar com um design fraco pode comprometer a percepção que o mercado tem sobre a empresa.

A desorganização e falta de comunicação pode comprometer totalmente a criação desse importante processo nos negócios.

Como é preciso estabelecer uma missão, valores e ideias para que sejam alinhados com o processo criativo, negligenciar essa etapa pode fazer com que a marca não tenha uma personalidade, fazendo com que ela não seja lembrada pelos consumidores.

As empresas precisam saber o que é identidade visual para começarem a investir nessa estratégia muito importante para os negócios.

Afinal, o conjunto de elementos gráficos e visuais serão fundamentais para indicar aos consumidores o que é a marca e como ela quer ser percebida.

Os valores e ideias da empresa se manifestarão, em um primeiro momento, com uma boa identidade visual.

São muitos os elementos que compõem essa identidade e eles precisam ser escolhidos com muito planejamento e dedicação.

Alguns fatores e boas dicas, que foram apresentadas neste artigo, auxiliam os gestores na hora de criar uma identidade de marca forte e consolidada, o que gera resultados muito positivos para o empreendimento.

Afinal, estar presente na mente dos consumidores é um diferencial competitivo de grande valor.

E agora que você já sabe como ter uma identidade visual é importante, aprenda como vender pelo Instagram com essas 13 estratégias!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário