Facebook Ads: o que é, como funciona e como anunciar na rede.

O Facebook Ads é uma ferramenta de anúncios disponibilizada pelo próprio Facebook que pode ser usada pelas empresas para potencializar ainda mais as promoções e a publicidade do negócio. Ela é muito poderosa porque auxilia as lojas online a divulgarem as suas soluções com eficiência, criatividade e diversidade de formatos e canais.

O Facebook Ads é uma ferramenta de anúncios disponibilizada pelo próprio Facebook que pode ser usada pelas empresas para potencializar ainda mais as promoções e a publicidade do negócio.

Ela é muito poderosa porque auxilia as lojas online a divulgarem as suas soluções com eficiência, criatividade e diversidade de formatos e canais.

Ainda assim, é preciso entender de forma mais aprofundada sobre como ela funciona para que os resultados sejam realmente relevantes e não haja desperdício de recursos, no seu e-commerce.

São muitos os fatores que podem influenciar em uma boa campanha de anúncios.

A boa notícia é: existem técnicas que ajudam a obter os melhores resultados com o Facebook Ads.

Se você quer saber tudo sobre o assunto e aprender a fazer anúncios que realmente convertem, este artigo é para você.

Boa leitura!

O que é o Facebook Ads?

O Facebook Ads, também conhecido como Facebook Advertising, é a plataforma oferecida pelo Facebook para a produção e veiculação de mídias pagas.

Essa plataforma da rede social é fundamental para os negócios porque oferece uma grande diversidade de formatos de anúncios e os usuários podem criar mais de um anúncio de forma simultânea.

Tudo é feito dentro do próprio Facebook.

É uma ferramenta muito utilizada pelos gestores e proprietários de páginas profissionais do Facebook por ser extremamente eficaz para encontrar usuários que estejam realmente interessados nas soluções que as empresas oferecem.

Isso ocorre porque a plataforma disponibiliza diversas opções de segmentação de público, com base no perfil dos usuários, da base de amigos desses usuários e no comportamento que eles apresentam dentro da própria rede.

Essa segmentação, que pode ser mais superficial, abrangendo filtros mais simples, como gênero e idade, pode também ser bem mais aprofundada, incluindo o comportamento dos usuários e páginas que eles seguem na rede.

Com essa solução, é possível criar campanhas e anúncios que levam os produtos da marca diretamente para o maior número de potenciais clientes com base na segmentação traçada na estratégia da empresa.

Assim, torna-se possível encontrar um público específico, com reais chances de realizarem compras, o que aumenta muito as chances de melhorar as conversões de vendas e o faturamento do negócio.

Toda essa atividade ocorre por meio do algoritmo do Facebook, que rastreia as atividades de seus usuários para identificar padrões e comportamentos de navegação.

Outro importante motivo que faz dessa ferramenta uma excelente solução para aumentar as vendas, é que os anúncios podem identificar potenciais compradores com dados do Instagram e do WhatsApp.

Como ele funciona?

Os anúncios do Facebook Ads funcionam como um modelo de leilão, onde os anunciantes são cobrados por meio de ações que serão tomadas durante a veiculação da campanha.

A cobrança pode ocorrer com base nas interações dos usuários, bem como na taxa de cliques ou impressões.

São muitos os formatos possíveis para os anúncios, como fotos, imagens e vídeos; tudo é feito no Gerenciador de Anúncios do Facebook.

Quem já trabalha utilizando o Google Ads, pode ter mais facilidade com a plataforma do Facebook, já que a exibição das peças publicitárias são bastante semelhantes.

Como funciona com base no modelo de leilão, o valor gasto com as campanhas dependerá das interações que os usuários e o público segmentado tiver com elas.

O objetivo da rede é que você não gaste verba com anúncios que não estão condizentes com as necessidades dos usuários.

Além disso, o Facebook quer sempre oferecer a melhor experiência para os usuários.

Logo, anúncios que não agradam e não engajam são limitados e aparecem para poucas pessoas.

Por exemplo, se uma campanha está sendo veiculada e recebe muitas interações, como grande quantidade de curtidas, muitos comentários ou cliques no CTA, o algoritmo da plataforma entende que é uma publicação relevante para o público segmentado, tornando o custo menor e o número de pessoas impactadas maior.

Do contrário, quando o público mostra ao algoritmo que o anúncio não tem relevância, o Facebook limita o alcance desse anúncio para que o orçamento da campanha não seja desperdiçado.

Afinal, se os gestores fizerem anúncios que não geram resultados, eles deixarão de anunciar na plataforma.

Os anúncios são uma das principais formas de receita dessa grande rede social.

Tanto é que a rede investe muito nessa tecnologia, utilizando inteligência artificial avançada para que os investimentos dos usuários alcancem resultados realmente expressivos e voltem a anunciar na plataforma.

Esse sistema de inteligência artificial avançado consegue aprender com o comportamento dos usuários durante a veiculação do anúncio para fazer, automaticamente, mudanças que otimizem a campanha.

A plataforma faz uma análise completa do desempenho do anúncio em tempo real com base nos objetivos traçados para a campanha; objetivos, como compras no site, conquistar novos seguidores, curtidas, entre outros.

As campanhas podem seguir um modelo de formato muito diversificado que deve ser relacionado e pensando com base no objetivo escolhido para o anúncio.

Alguns formatos permitidos são:

  • imagem estática: imagens do produto ou da marca;
  • vídeos: vídeos e movimentos que aumentam o engajamento;
  • carrossel: anúncios em carrossel que permitem o uso de até 10 imagens ou vídeos na mesma postagem, em que cada um pode conter um link próprio;
  • experiência instantânea: é a experiência de tela cheia quando um usuário clica no anúncio (voltado para dispositivos móveis). É uma maneira instantânea para otimizar imagens e vídeos da marca;
  • coleção: modelo que apresenta os produtos no formato de catálogo como “Experiência Instantânea”. Nesse modelo, os usuários podem navegar e comprar os seus produtos por meio do smartphone.

Por que usar o Facebook Ads na minha estratégia de marketing?

O uso do Facebook Ads ajuda a otimizar muito as campanhas criadas e os anúncios veiculados.

Isso porque, como já mencionamos, o gestor de campanhas trabalhará em conjunto com o próprio algoritmo da rede social.

Afinal, o Facebook quer que os seus anúncios sejam bem-sucedidos para que você volte a usar o Facebook Advertising.

Para que fique ainda mais fácil de entender as vantagens de contar com essa ferramenta, separamos alguns dos principais benefícios de usar o Facebook Ads.

Confira abaixo!

Segmentação do público

Como já é possível entender, a segmentação do público é uma das principais vantagens do Facebook Ads.

Isso porque você pode utilizar características muito específicas do público que você deseja alcançar com o anúncio.

Essa segmentação pode ser mais abrangente, como para estratégias que ainda estão começando e não entendem a fundo a persona do negócio.

Quer entender um pouco mais sobre o assunto? Leia nosso conteúdo sobre persona para e-commerce!

Contudo, também é viável fazer uma segmentação muito mais completa e com base em dados mais aprofundados sobre os usuários que se deseja impactar.

Nessa segmentação mais específica, fatores como comportamento na rede, páginas que curte, assuntos de interesse, bem como dados geográficos e demográficos fazem com que os anúncios sejam direcionados para pessoas com maior probabilidade de interagirem com as campanhas.

Afinal, uma campanha sobre roupas infantis não aparecerá para um público masculino, ou para mulheres que não têm filhos.

Isso só é possível com essa ferramenta de anúncios do Facebook.

Algumas características da segmentação mais específica, são:

  • idade;
  • gênero;
  • idioma;
  • localização: cidade, região, país;
  • dados demográficos: estado civil, profissão, grau de escolaridade, afinidade ética;
  • interesses: hobbies, costumes, predileções, páginas que seguem, assuntos que interessam, pesquisas mais frequentes na rede;
  • comportamento do usuário: sistema operacional do smartphone, dispositivo que faz mais acesso na rede;
  • conexões dentro do Facebook: conexões com as páginas, público da marca e marcas relacionadas.

Alcance das publicações

Atualmente, o alcance das publicações orgânicas, nas quais não é preciso investir recursos, tem diminuído e a tendência é que alcance cada vez menos usuários.

Logo, para as empresas que desejam serem encontradas por mais usuários, é fundamental investir em publicações pagas e Ads.

Além disso, para as estratégias que buscam um alcance internacional, os gestores podem se assegurar de que impactarão os usuários de outros países, já que a rede conta com mais de 2 bilhões de usuários ativos em todo o mundo.

Diversidade de formatos e mídias

Diferentemente de outras mídias, como o Google Search e o rádio, por exemplo, o Facebook Ads oferece uma gama de diversidade nos formatos e nas mídias que podem ser patrocinados.

É o momento de usar da criatividade e dos dados dos usuários para criar anúncios que sejam realmente relevantes e convertam em ações úteis para a marca.

Para tanto, é possível utilizar os formatos de carrossel, vídeos, imagens, links, formulários e muito mais.

É importante lembrar que os formatos e as mídias devem ser direcionados para impactar um público específico e auxiliar a estratégia a alcançar o objetivo definido.

Isso porque para cada perfil de usuário, bem como para cada objetivo, existe um formato e uma mídia que geram melhores resultados.

Diversidade nas opções de anúncios

Além da possibilidade de usar diferentes formatos e mídias, existem diversos tipos de anúncios que ajudam a estratégia de marketing da empresa.

Afinal, existem diferentes objetivos que precisam ser segmentados.

Algumas das possibilidades são:

  • Facebook Ads para instalação de aplicativos;
  • Facebook Ads para afiliados;
  • Facebook Ads para aumentar a brand awareness (reconhecimento de marca);
  • Facebook Ads para conversão;
  • Facebook Ads para engajamento;

Essas são algumas das opções de anúncios que a plataforma oferece para potencializar os resultados das campanhas.

Falaremos de maneira mais detalhada sobre cada uma dessas opções em um tópico mais à frente.

Mensuração de resultados

Como já era de se esperar, a possiblidade de mensurar todos os resultados em diferentes aspectos é uma das grandes vantagens do Facebook Ads.

Para qualquer estratégia de marketing, entender o desempenho das ações em tempo real é indispensável para alcançar o sucesso.

Logo, com essa ferramenta, os gestores conseguem entender exatamente quais são os resultados alcançados, quem é o público impactado e quais formatos e mídias oferecem o melhor desempenho para o negócio.

Como os relatórios do Facebook Ads são bem completos, eles apresentam uma visão muito aprofundada do desempenho de cada campanha, tanto no Facebook como no Instagram.

Logo, de acordo com os resultados analisados, é mais viável fazer as alterações sem a necessidade de reinvestir recursos para as devidas mudanças.

Retorno sobre o investimento

Um dos principais objetivos, mesmo que secundário, de uma campanha é que o investimento feito gere retorno, que pode ou não ser financeiro.

Portanto, mesmo para os pequenos negócios que não dispõem de verba robusta para investir em estratégias de marketing, o retorno sobre o investimento é quase que garantido.

Hoje, investir em publicidade e propaganda já não é um luxo restrito aos grandes negócios, já que mesmo com uma verba muito enxuta, um microempreendedor pode alcançar um grande número de potenciais clientes.

Outro fator muito importante que justifica o retorno sobre o investimento, é que a rede prioriza conteúdos e anúncios que tenham grande interação dos usuários.

Já que, para o algoritmo do Facebook, esse é um fator determinante para mostrar que a base de usuários têm interesse em encontrar esse anúncio.

Portanto, a competição se torna muito mais igualitária, já que o valor gasto com o anúncio não é o fator mais determinante para o sucesso da estratégia.

Interação com o público

Não é possível esquecer que estamos falando de uma rede social, onde o principal objetivo é que os usuários e as marcas incentivem as interações sociais.

Essa é uma grande vantagem porque permite que os potenciais clientes façam interações com os anúncios e os ajude a alcançar ainda mais pessoas.

O público não só recebe o anúncio, mas pode fazer alguma interação com ele, como curtir, comentar, salvar, marcar amigos ou compartilhar.

Quando isso acontece, é um bom sinal de que os seus clientes gostam de se relacionar com a marca e ainda mostra ao algoritmo da rede que a publicação é extremamente relevante.

Quais os tipos de anúncios disponíveis no Facebook Ads?

Como já introduzimos em um tópico anterior, existem muitos tipos de anúncios que estão disponíveis para o Facebook Ads.

Não tem como definir qual deles é o melhor ou o mais indicado.

O ideal é conhecer os tipos de anúncios para compreender qual atenderá melhor o objetivo da sua estratégia e qual é o que mais apropriado para a persona do negócio.

Veja a seguir os principais tipos de anúncios no Facebook Ads!

Anúncios com link

Os anúncios com link são muito eficientes para divulgar uma página de blog, um blog post, uma landing page ou mesmo o site do negócio.

Isso porque o objetivo desse modelo é de levar um potencial cliente até uma das páginas apresentadas acima.

O anúncio com link é muito bom para as campanhas que estão visando o aumento do tráfego, já que o objetivo é enviar potenciais clientes para alguma das suas páginas empresariais, fora da rede social.

Contudo, é preciso alinhar o CTA da publicação com a página de destino.

Isso porque não é interessante informar na publicação que o usuário encontrará mais informações sobre um assunto e, ao clicar no anúncio, seja encaminhado para a página de compras do seu site.

Anúncio em vídeo

A utilização de vídeos está cada vez mais presente no universo do marketing digital, por causa da sua eficiência e potencial para prender a atenção dos usuários.

Para os anúncios do Facebook não seria diferente.

Os anúncios em vídeos são muito bons para quem quer divulgar novos produtos ou vender alguma solução específica, já que a visualização em vídeo facilita o entendimento da mensagem.

Impulsionamento

Sempre que você faz alguma publicação no feed empresarial da sua marca, é possível fazer o impulsionamento dessa publicação para que ela apareça para um número ainda maior de pessoas.

São modelos muito comuns de encontrar ao utilizar o Facebook; são aquelas publicações que aparecem com o nome “Patrocinado” no topo.

É uma forma bem simples de aumentar o alcance de uma publicação que já está apresentando bons resultados ou que remete a alguma assunto de relevância para a marca.

Nesse modelo, é possível segmentar o público que verá a publicação, o orçamento que se deseja disponibilizar e o tempo que ela será veiculada.

Anúncio em carrossel

O anúncio em carrossel é ideal para os empreendedores que contam com uma diversidade de produtos para serem vendidos online.

Isso porque o carrossel permite que você divulgue até dez produtos, com imagens próprias, em um único anúncio.

Cada uma das imagens terá uma conta com um nome de anúncio e valor próprio.

É uma forma de tornar a experiência do usuário mais agradável para mostrar todos os produtos que a marca tem a oferecer.

É muito comum ver esse tipo de anúncio em nichos de vestuário e moda, por exemplo.

Anúncios de geração de lead

São muito indicados para gerar leads, uma vez que estão buscando fazer com que os potenciais clientes se interessem por uma oferta ao fazerem o download de um material, ou que recebam alguma vantagem competitiva ao fazer um determinado cadastro.

O anúncio de geração de lead vem acompanhado de algumas opções de CTA que são totalmente personalizáveis para que fiquem em harmonia com a oferta.

Eles também são muito indicados para os empreendedores que contam com espaços físicos e querem atrair mais visitantes para as suas lojas.

Obviamente, os negócios online também podem aproveitar esse tipo de anúncio oferecendo descontos para os usuários que clicarem nele ou com ofertas que podem ser resgatadas por meio do e-mail.

Anúncios de envolvimento

Para as empresas que já tem uma boa quantidade de postagens na página, com conteúdos relevantes e interessantes, o anúncio de envolvimento ajuda a aumentar o engajamento nesses posts, de forma individual.

Além de aumentar o engajamento, esse tipo de anúncio aumenta o alcance dessas postagens.

Logo, não só auxilia na conquista de novos seguidores, que serão incentivados a acompanhar a sua página, esse anúncio também garante que você ainda tenha mais curtidas, comentários e compartilhamentos em suas postagens.

Anúncio de instalação de aplicativo

Para as startups e marcas que já estão bem estabelecidas no mercado, o anúncio de instalação de aplicativos é o modelo ideal de anúncio.

Isso porque como o próprio nome já diz, o objetivo é levar mais leads para a página de instalação de um app.

Ele funciona de maneira simples e eficiente, já que ao se deparar com o anúncio desse tipo, basta que o usuário clique na ação de comando para ser direcionado para o Apple Store imediatamente. A taxa de conversão de instalação do app costuma subir muito quando o anúncio é feito da maneira certa.

Como fazer anúncios no Facebook Ads?

Agora que já sabemos a importância e o quão vantajoso é fazer anúncios no Facebook Ads, é preciso saber como criar uma campanha que se tornará o anúncio efetivamente.

Separamos, a seguir, um passo a passo para você.

Não deixe de conferir!

1º passo: abrir o gerenciador de anúncio

Para criar campanhas e anúncio, é preciso utilizar o Gerenciador de Negócios do Facebook e fazer um login.

Essa é uma ferramenta completa de criação de anúncios da própria rede e é onde você faz a criação, alteração e monitoramento das campanhas.

Existe um botão de comando “verde” para começar a “Criar”.

2º passo: definir o objetivo

Nessa página é onde a criação começa e é, também, onde será necessário definir o objetivo da campanha e do anúncio.

Já existem diversos objetivos prontos, basta que você percorra o mouse por cima dos ícones de cada objetivo para ver mais detalhes e descrições de cada um.

Após definir o objetivo desejado, basta ir até o final da página, onde surgirá uma nova etapa para que você confirme o objetivo e comece a configurar a campanha.

Ainda nessa página, será possível escolher entre as opções: Teste A/B ou Otimização de orçamento da campanha.

No “Teste A/B”, é possível experimentar diferentes posicionamentos de campanhas para o mesmo anúncio.

Já em “Otimização de Campanha”, é preciso definir pelo investimento diário ou pelo investimento vitalício.

Na opção de investimento diário, você define o teto de gastos; já na opção vitalícia, o valor total investido será dividido pelo período em que a campanha estiver ativa.

3º passo: segmentar o público

Esse é o momento de fazer a segmentação do público, que pode ser salva para uso futuro.

Da mesma forma que o passo anterior, existem opções de segmentação que contam com um ícone com uma breve explicação.

Nesse momento, conhecer a persona do negócio é fundamental para ajudar a traça e definir o público segmentado.

Existe uma ferramenta que funciona como um “termômetro” e mostra o quão abrangente ou específico é o público, por meio do número de potenciais contas que serão alcançadas.

Essa etapa é muito importante porque a segmentação funciona como pilar para uma campanha de sucesso.

Ela tem grande responsabilidade na hora de entregar o conteúdo certo, para a pessoa certa, com o máximo de otimização do recurso investido.

4º passo: escolher o posicionamento do anúncio

Na mesma página em que é definida a segmentação, será preciso estabelecer o posicionamento do anúncio.

Ou seja, a localização dele para os usuários.

O posicionamento oferece duas opções: automática ou manual.

No posicionamento automático, o próprio Facebook irá definir quais são as melhores posições de acordo com o orçamento investido, esse é um modelo ideal para que ainda não tem muita experiência com Facebook Ads.

Já a opção manual, você é quem escolherá os melhores locais para que o anúncio seja veiculado.

Soma-se a isso o fato de você poder definir em quais redes sociais o anúncio aparecerá.

Mesmo que a marca não tenha um perfil no Instagram, o anúncio poderá percorrer o feed dos usuários da rede.

5º passo: defina os gastos e as otimizações

Para definir os gastos, é preciso estabelecer quanto é o gasto total pelo tempo de anúncio ou quanto será o gasto por clique no link disponibilizado.

No caso de landing pages, por exemplo, o CPC (custo por clique) pode ser uma boa escolha, já que a página pode contar com muitas conversões.

A veiculação mais padronizada dos seus anúncios acontece ao longo do dia, já que o ideal é que um número maior de pessoas tenham acesso a ele.

Você pode, também, selecionar o dia e o horário que o anúncio começará e terminará.

6º passo: crie o conteúdo do anúncio

Nesse momento, a criatividade e planejamento realizado devem ser colocados em prática.

A página que acompanha esse passo demanda que seja definida uma conta comercial para vincular os anúncios.

Tudo pode ser feito dentro do próprio Facebook ou na fanpage do Instagram.

Existe a opção de criar anúncios com múltiplas imagens, o famoso Carrossel, com a possibilidade de imagens que passam ao lado ou como vídeo único.

Nesse momento é possível criar um anúncio do início ou utilizar uma publicação já existente.

Existem outros formatos que já foram apresentados neste artigo.

Após escolher o formato ideal e a mídia principal, será preciso definir o texto e os links que acompanham o anúncio.

O Facebook Ads ajuda os criadores oferecendo a possibilidade de visualizar exatamente como o anúncio será veiculado para os demais usuários.

Tão importante como o formato e a mídia utilizados, o texto deve ser pensado de maneira estratégica.

O ideal é que ele seja objetivo, criativo, coerente na mensagem e que tenha outras estratégias para torná-lo o mais irresistível o possível.

Não se esqueça de acrescentar a chamada para a ação (CTA).

Quanto custa anunciar no Facebook Ads?

Os anúncios no Facebook Ads não têm um valor fixo, já que com R$5,00 por dia você já pode começar a anunciar e alcançar mais potenciais clientes.

Portanto, o ideal é que o valor investido esteja de acordo com o objetivo da campanha, o grau de conhecimento de uso da ferramenta e o recurso disponível para anúncios.

Quais as melhores dicas para fazer campanhas que vendem?

A quantidade de anúncios que estão sendo constantemente veiculados no Facebook é muito grande; existem milhares de empresas disputando para conquistar a atenção dos usuários e aumentarem as vendas.

Portanto, não basta fazer anúncios e esperar que os resultados venham.

É preciso saber como fazer campanhas que realmente vendem. Separamos 5 dicas para ajudá-lo nessa tarefa.

Acompanhe!

Escolha os canais certos

O Facebook conta com uma gama de aplicativos e serviços, como a própria rede social, que envolve o Instagram, o Messenger e a Rede de Audiência. Existem, como já mencionamos, dois canais possíveis, o canal automático e o canal manual. Confira:

  • canal automático: esse canal é administrado pelo gerenciador de anúncios, que definirá quais são os canais em que o anúncio terá melhor desempenho com base no orçamento e conteúdo da campanha;
  • canal personalizado: o gestor é quem define em quais canais o anúncio será veiculado.

A escolha do canal vai depender do objetivo da campanha e o do grau de experiência que você tem com o Facebook Ads.

Isso porque quem já conhece o público e já fez testes com os anúncios saberá mais sobre o desempenho da campanha e em qual canal ela desempenha com mais eficiência.

Saiba otimizar as campanhas

Uma campanha de sucesso é aquela em que o retorno sobre o investimento foi satisfatório de acordo com o objetivo traçado. Afinal, uma determinada campanha pode ter gerado muitas curtidas e comentários, mas não melhorou a taxa de conversão de vendas ou de geração de leads, por exemplo.

Logo, o ideal é começar fazendo testes com valores menores para entender mais sobre o comportamento dos consumidores e sobre o desempenho das campanhas. Conforme o conhecimento sobre essa estratégia for aumentando, os valores gastos também podem aumentar.

Diversifique os formatos

A diversidade de formatos é um dos grandes benefícios do Facebook Ads. Seria um erro não se aproveitar dela.

Portanto, explore os formatos de vídeos, textos, imagens, entre outros, para entender qual gera os melhores resultados.

Os testes dirão qual formato é melhor para converter ações e clientes.

Veja aqui no Guia do Facebooks Ads todos os anúncios disponíveis na plataforma!

Publique no momento certo

Por incrível que possa parecer, encontrar o momento certo para disparar os anúncios pode ser um fator decisivo para o sucesso.

Isso porque a sua audiência pode utilizar o canal investido em um determinado horário e os seus anúncios podem estar aparecendo em outro.

Uma vez mais, não existe uma fórmula para saber o melhor momento; é preciso fazer testes para entender o comportamento dos usuários e saber quais os melhores momentos para anunciar.

Conheça o seu público

Para bons anúncios, é preciso levar em consideração o conhecimento sobre o público e a persona no momento de planejar as campanhas.

Saber sobre o comportamento dos usuários em cada canal utilizado pela empresa é fundamental.

Para quem ainda está começando, os testes que serão realizados antes de grandes investimentos já dão uma gama de informações relevantes que auxiliam no conhecimento sobre a persona.

Como metrificar os resultados do Facebook Ads?

Como toda boa estratégia, a constante análise de resultado e monitoramento do desempenho das campanhas é indispensável.

Portanto, confira algumas boas maneiras de metrificar os resultados do Facebook Ads.

A plataforma da rede oferece o Facebook Insights, que é uma ferramenta feita justamente para informar sobre o desempenho das campanhas e comportamento dos usuários ao encontrarem os anúncios.

Nela, você entenderá o comportamento dos clientes, seus hábitos, costumes, desejos e necessidades.

Algumas análises que devem ser feitas são:

  • visão geral: são as informações mais gerais sobre a conta, como curtidas, alcance das publicações, visualizações, envolvimento e muito mais;
  • promoções: onde é possível ver dados dos anúncios, seu desempenho e gastos;
  • seguidores: informações sobre os seguidores da página, como as informações demográficas e horários de maior envolvimento;
  • alcance: diz respeito ao número de pessoas que foram impactadas com o anúncio; é ideal para entender quais anúncios e formatos tiveram melhor performance;
  • ações da página: essa métrica serve para entender o comportamento das pessoas e as ações que realizaram com os anúncios;
  • pessoas: nessa parte, você identifica dados sobre o público que foi impactado, como gênero, idade, dados demográficos e muito mais;
  • vídeos: mostra os dados sobre as interações e visualizações dos vídeos.

Já não resta dúvida de que você precisa começar a utilizar essa plataforma para criar e gerenciar os seus anúncios, já que o Facebook Ads ajuda a impactar bilhões de potenciais clientes, correto?

Portanto, entenda o que é e como funciona essa plataforma, busque o melhor formato e tipo de anúncio para as necessidades do seu negócio.

Como o passo a passo que apresentamos neste artigo, você conseguirá criar campanhas que convertem.

Para isso, basta seguir as dicas para fazer boas campanhas e usar as principais métricas que mostram os resultados do uso do Facebook Ads.

E agora que você já sabe como fazer campanhas no Facebook Ads, saiba como vender ainda mais com a nova campanha do Google Ads: PMAX!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário