Como cadastrar e começar a vender nas Casas Bahia?
O que o Marcelo Tas tem para falar sobre o seu cliente?

Drive-to-store: por que este conceito merece atenção?

Publicado em: • Última Atualização:

Utilizar uma tecnologia online para atrair clientes e oferecer uma experiência física. 

Basicamente, é dentro desse conceito que o drive-to-store se baseia. Ainda que possa parecer algo contraditório hoje em dia, trata-se de uma estratégia bastante inteligente para fidelização.

É fato que a comodidade de uma compra online é algo considerado pelos usuários em um momento de decisão. Porém, a verdade é que as pessoas todos os dias saem de casa para cumprir suas obrigações, mantendo contato direto com as lojas físicas.

Por isso, melhorar o cenário de uma pesquisa online e compra física é algo extremamente importante para o sucesso de qualquer marca. Se você também deseja se diferenciar e tornar a sua empresa mais forte, continue lendo e conheça como funciona o drive-to-store. 

O que é o drive-to-store?

Em tradução livre, pode-se entender o drive-to-store como “dirija-se até a loja” ou “desloque-se até a loja”. Ainda que a estratégia não tenha uma tradução oficial, ela é importante para explicar categoricamente o objetivo do drive-to-store.

De forma resumida, trata-se de ações online para incentivar potenciais clientes a visitarem as lojas físicas ou showrooms das marcas. É a ideia prática “do online para o offline”.

Quais as formas para colocar o drive-to-store em ação?

Embora o conceito do drive-to-store pareça simples, a prática requer muito conhecimento e preparo para as empresas.

Tendo em vista que hoje, a ideia de migrar por completo para o mundo digital é algo bem quisto por muitas marcas, uma metodologia que incentive o caminho contrário pode ser considerada algo pouco efetivo.

No entanto, a verdade é que as pessoas não vivem no mundo virtual e sim no mundo real. Ainda que seja cômodo fazer pesquisas por aplicativos e sites de buscas, é essencial oferecer a possibilidade da experiência completa, a facilidade de ver pessoalmente o produto desejado.

Mas é necessário um trabalho inteligente para tornar prático esse caminho. Confira, abaixo, algumas ótimas maneiras para colocar o drive-to-store em ação.

Incentivo

Logicamente, o primeiro passo para o drive-to-store é o incentivo que deve partir da empresa para que o cliente se locomova até o espaço físico. Essa parte pode ser feita por diversos canais, por exemplo:

A ideia é enviar mensagens, como ofertas e promoções, para que o usuário se sinta motivado o suficiente a dar o próximo passo.

Conveniência

O objetivo aqui é utilizar as ferramentas disponíveis para guiar o cliente até a loja, propiciando conveniência total. Em outras palavras, você precisa facilitar a vida do consumidor para que ele não veja empecilhos em fazer o deslocamento esperado.

Uma ótima dica é apresentar mapas ou dicas digitais sobre os melhores caminhos para chegar até a sua loja. Utilizando aplicativos comuns a todos, como o Google Maps, as chances de obter bons resultados são muito maiores.

Relevância

O drive-to-store precisa ser relevante para o cliente, mostrando-se uma opção que valha a pena ser seguida. A tecnologia nesse ponto consegue ser útil graças ao armazenamento de dados sobre a jornada do cliente nas lojas online.

Você deve analisar o comportamento de compra do seu consumidor no e-commerce a fim de descobrir dificuldades e descontentamentos. Em seguida, precisa mostrar que uma visita à loja física é capaz de solucionar muitas dessas questões.

Quanto maior a relevância da mensagem de incentivo, mais eficaz a estratégia tende a ser. Ou seja, as três dicas já citadas devem trabalhar em sintonia.

Experiência completa

Por mais cômodo que seja comprar um produto do sofá de casa ou do escritório, não há como substituir o prazer de uma experiência física, da relação humana.

Em uma estratégia drive-to-store você precisa lembrar e entregar ao cliente a satisfação desse momento. Em outras palavras, precisa mostrar que mais importante do que adquirir uma mercadoria é ter uma experiência personalizada.

Como medir as visitas das lojas físicas geradas por campanha online?

Agora você já sabe que o drive-to-store é real e já conhece os principais passos para colocá-lo em prática. Mas, como saber que a minha estratégia está surtindo resultado?

O aumento do fluxo de clientes na loja ou o crescimento dos números de venda, por si só, são ótimos dados para analisar o sucesso da metodologia. Porém, o drive-to-store tem as suas próprias ferramentas para realizar essa medição.

No conceito chamado de Tracking (rastreamento, em português) é colocado que a mensuração do drive-to-store considere a implementação de ferramentas digitais, tendo em vista que a ideia original parte da utilização da tecnologia para atrair os clientes.

Com isso, o Tracking aponta as maneiras mais eficientes, considerando as variações certas dentro da estratégia. Confira algumas formas.

Códigos personalizados 

Os códigos personalizados, ou vouchers, são algumas das formas mais simples de se medir o sucesso de uma estratégia drive-to-store.

Como se trata de códigos de ativação, é possível analisar com eficácia quantos foram acionados após o início da campanha de incentivo. A melhor parte é que isso pode ser segmentado, com o estudo de vouchers de campanhas específicas.

Tecnologia de geolocalização

Os aplicativos de geolocalização são interessantes, pois com eles você consegue saber quantos clientes estão no entorno da sua loja. Por se tratar de algo direto a sua marca, os números extraídos são interessantes para reforço de campanha.

Por exemplo, ainda que nem todos os clientes entrem na loja no mesmo dia, é possível realizar um retargeting para enviar novas mensagens de incentivo, mostrando que eles estão bem próximos de encontrar um ótimo espaço físico.

Aplicativo de monitoramento

Com os aplicativos de monitoramento você consegue saber exatamente quando a pessoa entrou na sua loja. Claro, assim como acontece na geolocalização, é importante que o cliente faça a sincronização com a tecnologia do estabelecimento, permitindo uma integração com o seu sistema.

Embora não seja algo tão simples e abrangente como os vouchers, é uma iniciativa muito mais eficaz e detalhista.

Esses foram os pontos mais importantes sobre o drive-to-store. E, como você pôde conferir, as razões para colocar em prática esse tipo de estratégia são muitas, principalmente a oportunidade de oferecer uma experiência completa para o seu cliente. Por isso, analise as informações apresentadas e adquira vantagem competitiva por meio de ações inteligentes e diferenciadas.

Gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida sobre o drive-to-store? Deixe a sua opinião nos comentários e vamos conversar mais sobre o assunto.

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Drive-to-store: por que este conceito merece atenção?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *