Entenda o que é Branding e como aplicar os principais conceitos no seu negócio? 

O branding é todo o trabalho realizado para que uma marca tenha um nome e uma imagem únicos e reconhecíveis. O foco principal do branding é criar um conjunto de sensações e percepções determinadas para seus potenciais clientes. É uma estratégia de longo prazo, que demandará sempre retoques e alterações.

O que sabemos sobre cada produto que usamos é resultado de uma estratégia de branding bem-sucedida.

Branding é o elo entre a empresa e o cliente, e vice-versa.

Por isso, é algo fundamental para cada micro e pequeno negócio, startup ou grande corporação.

Mas, então, o que é exatamente branding?

A resposta mais curta é: tudo.

Branding é a soma da percepção das pessoas sobre o atendimento ao cliente, a reputação, o marketing e o logotipo de uma empresa.

E, quando todas essas partes do negócio funcionam bem juntas, a marca de uma empresa tende a gerar resultados positivos por um bom tempo.

Neste guia completo sobre branding, você vai aprender a importância desse conceito e como aplicar as estratégias centrais de branding no seu e-commerce.

Confira e tire suas dúvidas!

O que é branding?

Branding, até poucas décadas, podia ser definido como um nome, slogan, símbolo ou design de uma empresa — ou uma combinação de todos esses elementos.

Hoje, o branding se tornou um conceito mais complexo e ainda mais importante.

O branding é todo o trabalho realizado para que uma marca tenha um nome e uma imagem únicos e reconhecíveis.

O foco principal do branding é criar um conjunto de sensações e percepções determinadas para seus potenciais clientes.

É uma estratégia de longo prazo, que demandará sempre retoques e alterações.

Esse esforço contínuo permitirá construir a imagem que o consumidor terá da sua marca.

O que é uma marca?

Marca não é apenas os elementos de uma identidade corporativa — como logotipo, nome e tipografia —.

Uma marca também engloba os sentimentos e as experiências que os clientes têm quando entram em contato com seus produtos ou serviços.

Você pode pensar em uma marca como uma pessoa.

Cada uma tem sua personalidade, forma de se vestir, se comunicar, seus valores, amigos, características e história para contar.

É isso que compõe quem somos, e também são essas características que fazem uma marca ser aquilo que a torna única.

O ambiente, as experiências, a cultura particular: tudo influencia na hora de entender e posicionar uma marca na mente do consumidor.

Justamente por isso, o branding é necessário.

O branding é a estratégia para criar uma marca forte.

Se você cuidar da experiência e da imagem que seus consumidores têm de você, conseguirá se diferenciar da concorrência.

Por esse motivo, você deve criar experiências únicas e marcantes para seus consumidores desde o primeiro minuto em que eles estiverem em contato com você.

Quais são os objetivos do Branding?

Branding não é apenas fazer com que o público selecione seu produto em detrimento da concorrência.

Trata-se também de fazer com que seus clientes em potencial vejam sua marca como a única fornecedora de uma solução para as necessidades deles.

Em sua essência, o branding ajuda uma marca a:

  • construir relacionamentos com seu público em um nível emocional e, com o passar do tempo, transformá-los em clientes fiéis;
  • criar uma marca com a qual as pessoas realmente se importem e se colocar à frente das empresas que não estão usando isso a seu favor;
  • aumentar a credibilidade da empresa em seu setor, bem como perante aos clientes;
  • se diferenciar como uma empresa bem estabelecida com valores sólidos com os quais os clientes podem se identificar;
  • nortear estratégias de marketing e vendas, pois, quando há uma base de branding “definida”, isso torna as outras escolhas muito mais fáceis, e todas as estratégias da empresa podem se ramificar a partir dela.

Como você pode ver até aqui, o branding faz muito mais do que apenas dar uma boa aparência ao seu negócio.

Qual a importância do Branding?

Branding é mais do que um termo sofisticado de marketing.

O branding para as empresas cresceu em importância ao longo dos anos e, para algumas, já está incluído na sua rotina.

Mas por que exatamente sua empresa deveria se preocupar em investir no branding?

É o que veremos logo abaixo.

Promove o reconhecimento da marca

Se sua marca for consistente e fácil de ser reconhecida, ela pode ajudar as pessoas a se sentirem mais à vontade para comprar seus produtos ou serviços.

A conexão em um nível pessoal profundo é um reflexo de uma marca bem construída.

Quando você une os clientes em torno de suas necessidades e valores, a conexão garante a fidelidade à marca, o que acaba levando à sua longevidade.

É mais provável que seus clientes escolham seu produto ou serviço novamente quando lembrarem de você como uma empresa de qualidade.

Os clientes leais continuarão a apoiar sua marca nos bons e nos maus momentos.

Eles vão espalhar opiniões positivas sobre seus produtos para as pessoas que conhecem.

Conecta seus valores a um público que pensa do mesmo jeito

As empresas mais lucrativas têm missões, visões e valores bem estabelecidos.

Mas isso não é apenas para as grandes empresas.

Marcas menores também podem, enquanto adotam uma abordagem mais casual, desenvolver um conjunto de princípios.

Suas crenças desempenham um grande papel na criação e manutenção da identidade da sua marca e na identificação com outras pessoas.

Mas como você faz isso depende de você.

Algumas marcas adotam uma abordagem sutil, enquanto outras optam por inserir valores em um logotipo.

Compartilha com as pessoas o DNA do seu negócio

Quem é você como uma marca, exatamente?

Se você não sabe dar essa resposta em poucas palavras, seu público também não saberá.

Todos os elementos de branding são meios eficazes de definir o DNA do seu negócio.

Desde os elementos visuais, como o logotipo, até a maneira como suas reclamações são atendidas, tudo que envolve o branding informa ao cliente o tipo de empresa que você é.

É o rosto, a personalidade e os valores defendidos pelo seu negócio, e tudo mais.

Por isso, é importante que seu logotipo, seu marketing e sua reputação funcionem de forma coesa.

Isso vai transmitir uma impressão positiva na mente dos consumidores.

Você não pode contar aos seus amigos sobre os incríveis sapatos que acabou de comprar se não se lembra da marca.

Com seus clientes, acontece a mesma coisa.

Facilita as vendas

Os consumidores estão interessados não apenas nas características do produto, mas também na história e na sensação do produto.

Por que as pessoas escolhem um produto em detrimento de outro se são quase idênticos?

A resposta é a marca do produto.

Olhe para a Coca Cola, Apple e McDonald’s para entender o valor do branding.

Além de permitir que você mantenha uma base de clientes fiéis, sua estratégia de branding deve permitir que você atraia novos clientes.

E, consequentemente, aumentar as vendas!

Inspira os funcionários e atrai talentos

Muitos profissionais querem mais do que apenas trabalhar.

Eles precisam de algo pelo qual trabalhar: um propósito.

Quando os funcionários entendem a missão de uma empresa e sua razão de ser, é mais provável que sintam o mesmo orgulho e trabalhem na mesma direção para atingir as metas que os gestores da empresa estabeleceram.

Construir uma marca forte é como transformar o logotipo da empresa em uma bandeira em torno da qual toda a empresa pode se unir.

Quando uma empresa está fazendo um excelente trabalho com o branding, o reconhecimento também vem de talentos do mercado de trabalho, que enxergaram a sua empresa como uma boa marca empregadora.

Como aplicar os principais conceitos de branding no negócio?

Uma estratégia de branding consiste em alguns elementos principais.

É hora de revisá-los para orientar o desenvolvimento da sua marca.

Vamos conferir a seguir.

Missão, visão e valores

Se você fosse fazer uma trilha em uma floresta, provavelmente olharia para um mapa antes de começar a caminhada, certo?

O mesmo vale para sua estratégia de branding.

Quando se trata de construir uma marca, você precisa ter sua visão, missão e valores claros antes de fazer qualquer outra coisa.

Sua visão, missão e valores são as três partes mais importantes do branding porque orientam todas as outras decisões que você tomará sobre sua marca daqui por diante.

Eles são as estrelas do norte que guiarão à medida que você expande seus negócios e o ajudará a atrair um público que apoia seus objetivos e compartilha seus valores.

Abaixo, entenda mais sobre o que significam esses princípios e como criá-los.

  • visão — onde a empresa pretende estar? A visão envolve imaginar o futuro de sua empresa, seu público ou o mundo quando você faz o que se propõe a fazer;
  • missão — missão é uma explicação do que você pretende fazer, como você faz e para quem você faz. Enquanto sua visão explica para onde seu negócio está indo, a missão explica exatamente o que você pretende fazer para alcançar essa visão;
  • valores — os valores descrevem o que sua marca acredita. Enquanto sua visão explica para onde seu negócio está indo e sua missão fala sobre o que você está fazendo para chegar lá, seus valores dizem como você age ao longo do caminho.

Saber para onde você está indo, como chegar lá e os valores pelos quais está trabalhando ajudará a decidir coisas como o tom de voz e o slogan perfeito.

Você tomará essas decisões com base no que é mais importante para você como empresa e como elas ajudarão em sua missão.

Identidade visual

É hora de criar todo um ecossistema relacionado à sua marca.

Para isso, usaremos o que chamamos de manual de identidade corporativa.

Referimo-nos a um documento que inclui todas as regras e critérios a seguir na utilização de cada elemento da identidade corporativa.

Esses elementos, que você terá que definir, são:

  • cores — você já ouviu falar da psicologia das cores? Cada tonalidade provoca certos sentimentos nas pessoas. Por exemplo, o azul transmite tranquilidade. Por esta razão, é amplamente utilizado na área médica: hospitais, clínicas, etc. As cores que você escolher irão ajudá-lo não apenas a tornar sua identidade muito mais atraente, mas também a transmitir sua mensagem.
  • logo — é o elemento mais reconhecido de uma marca. Um logotipo pode ser um ícone, um símbolo ou uma ilustração, independente ou acompanhado de letras. Sirva-se do design do seu logotipo para adotar uma estética que se encaixe na sua filosofia de negócios. Afinal, é provavelmente a primeira coisa que seu público vai lembrar sobre sua marca.
  • tipografia — normalmente as marcas possuem duas fontes: primária e secundária. A fonte principal é usada no logotipo. A secundária é utilizada em outras comunicações, como em posts de redes sociais, campanhas de marketing, etc.

Aproveite e entenda mais sobre identidade visual e como usar esse conjunto de símbolos e elementos a favor do seu negócio!

Brand persona

Cada conversa que você inicia com um consumidor, seja online ou diretamente, conta a ele um pouco sobre você e sua empresa, e essa personalidade é chamada de brand persona.

A brand persona tem o potencial de impactar se um cliente toma decisão de compra e, na melhor das hipóteses, se torna um comprador fiel.

Uma ótima maneira de construir uma brand persona é olhar para a sua marca como se fosse uma pessoa.

Ao personificar sua marca, você pode definir as qualidades que deseja nela com mais facilidade.

Reconheça seu papel na vida de seus clientes, como a marca se comunica com eles e como os clientes se comunicam com ela.

Tom de voz

Projetar uma voz atraente é essencial para transmitir a mensagem da sua marca.

Se o objetivo da sua marca for educacional, sua voz precisa ser didática e acessível.

Se preferir transmitir objetividade, deve usar uma voz calma e clara.

Um banco falará de maneira mais formal e profissional, enquanto uma nova marca que atende a geração do milênio pode ser mais amigável e divertida.

Que tipos de vozes existem?

Vamos mostrar as principais abaixo.

  • apaixonado — quando um atributo da sua marca for a paixão pelo que faz, você usará verbos fortes e contundentes, com tom alegre e motivacional. Nunca use o passivo;
  • inconformista — se você quer expressar que sua marca não tem medo de sair da zona de conforto, você deveria usar o tom de voz inconformista. Assim, você pode usar exemplos inesperados, expressar pontos de vista particulares e, acima de tudo, expressar-se livremente;
  • rebelde — com esta voz, ria de si mesmo, mas leve seu produto a sério. Aqui, certifique-se de usar uma linguagem informal e divertida e, se possível, faça uso de mídia visual, como fotografias ou ilustrações;
  • autêntico — esta é uma voz honesta e direta, que dá ao seu público as ferramentas necessárias para atender a uma necessidade. Nesse caso, é importante que você sempre cumpra o que promete. Isso criará uma base valiosa de confiança;

Seja qual for a voz apropriada para sua marca, você deve se certificar de usá-la de forma consistente em todos os canais de comunicação.

Os clientes esperam que seu tom de voz seja o mesmo por e-mail, seu site, atendimento ao cliente e todos os outros pontos de contato.

No entanto, o tom pode mudar dependendo do público ao qual sua empresa se dirige.

Você pode se adaptar aos diferentes públicos, mantendo sempre a personalidade da sua marca.

Slogan

As palavras têm poder.

Embora os seres humanos sejam mais atraídos por tudo que é visual, um slogan cativante fará com que seu público se lembre de você com facilidade.

Certamente você pode associar perfeitamente slogans como “Estou adorando”, “Just do it” ou “Você gosta de dirigir?”.

Pelo menos ressoou uma vez na sua cabeça.

Esse é o objetivo.

Plante a ideia na mente dos consumidores para que, ao ouvirem ou lerem seu slogan, eles o identifiquem imediatamente.

Claro, leva tempo. Isso não se consegue da noite para o dia, mas é preciso ter uma estratégia de branding que suporte esse objetivo.

Como você quer ser percebido na mente do consumidor?

Como você quer ser visto?

Como uma marca inovadora?

Depois de se estabelecer na mente do seu público, será muito difícil mudar de posição.

Por isso, é muito importante decidir isso para pensar em um slogan cativante.

Quais fatores influenciam o branding da empresa

Normalmente, o que torna uma estratégia de branding excelente não é apenas uma coisa incrível: é uma combinação de várias.

Para que a estratégia de branding do seu negócio tenha sucesso, ela deve envolver todos os seus canais de vendas e comunicação com o público mais amplo.

Os temas e materiais publicados precisam estar alinhados em seu site, assim como materiais impressos e perfis nas redes sociais.

As cores, logotipos, fontes e outras características importantes também precisam ser consistentes e padronizadas.

Abaixo, entenda mais sobre como o branding deve agir em diversos aspectos da rotina de uma empresa.

Site

O site costuma ser a principal fonte de informações que os clientes em potencial têm de uma empresa.

Também é frequentemente o primeiro lugar que as pessoas vão para aprender sobre uma empresa ou para fazer compras (no caso de uma loja virtual).

Portanto, é crucial que os elementos de branding por trás do site estejam bem trabalhados.

Caso contrário, as pessoas esquecerão facilmente o site que visitaram há poucos minutos.

Para trabalhar o branding da maneira correta no site da sua empresa, foque nos seguintes elementos:

  • cores — as cores de sua marca aparecem em seu logotipo e no tema do seu site. Uma paleta de cores primárias deve orientar suas cores principais e os tons complementares podem ser usados ao lado delas em seu site;
  • template — muitos sites começam com templates tradicionais, mas você pode escolher um personalizado com as cores da sua marca;
  • logotipo — um bom site mantém o logotipo da empresa na frente e no centro. Com uma rápida olhada, qualquer visitante deve saber em qual site está, sem precisar verificar novamente o URL. Ele também serve como um norte que os visitantes podem clicar para voltar para a home do site;
  • layout — todo o design da experiência do usuário (UX) deve garantir que seu site seja fácil de navegar, e o layout desempenha um papel fundamental nisso. Colocar o menu onde a maioria das pessoas presumiria que ele fica e adicionar links rápidos ao rodapé, como uma página de atendimento ao cliente, são algumas práticas interessantes;
  • fotos — as fotografias ilustram adequadamente a mensagem da sua marca e têm um papel importante a desempenhar no seu site. Imagens que mostram seu produto no trabalho, clientes satisfeitos ou funcionários engajados são ótimas para engajar visitantes;
  • texto — substitua grandes blocos de texto por frases curtas que mostrem o resumem os assuntos de forma mais sucinta. Suas mensagens mais importantes devem ser transmitidas rapidamente.

Ao desenvolver os elementos centrais do seu branding, você já pode moldar seu site para refletir os valores fundamentais da sua empresa.

Interações em redes sociais

O gerenciamento de suas redes sociais desempenha um papel importante na forma como sua empresa é percebida online.

Por isso, trabalhar o branding nesses sites é algo valioso.

Suas publicações nas redes sociais não precisam ser apenas voltadas aos seus produtos.

Você tem a possibilidade de explorar os motivos pelos quais seus produtos existem e os valores que ajudaram a moldar como eles foram feitos.

Isso ajudará seu público a entender o que está por trás do que você faz.

Ainda permite que eles se envolvam emocionalmente com sua marca em um nível mais profundo.

Portanto, não deixe de compartilhar publicações que explorem a visão, a missão e os valores da sua marca nas redes sociais.

Seu público vai adorar.

Blog e em materiais complementares

As empresas estão cada vez mais se voltando para estratégias orgânicas de marketing de conteúdo para construir suas marcas e estabelecer relacionamentos diretos com clientes em potencial.

Mas, à medida que a competição por atenção online se intensifica, destacar-se perante os rivais fica cada vez mais difícil.

Nesse contexto, o “segredo” para construir uma audiência fiel é trabalhar bem seus elementos de branding.

Se o trabalho de branding da sua empresa for realmente autêntico, o conteúdo será a sua arma secreta.

Qualquer empresa que pretenda gerar valor tangível e sustentável por meio da geração de conteúdo deve adotar uma abordagem muito mais deliberada e estratégica do que nunca.

Anúncios

No mundo da mídia paga, existem vários componentes que determinam se seus esforços serão bem-sucedidos ou não.

Mas, dentro das complexidades técnicas, há um detalhe importante que muitos anunciantes geralmente negligenciam.

Esse detalhe é o branding.

Muitos gestores de anúncios direcionam a maior parte de seu foco para as próprias promoções e os resultados que desejam obter delas.

Muito menos dessa energia é gasta no impacto e na representação de sua marca dentro de tudo isso.

No entanto, essa estratégia leva os profissionais a sacrificar a consistência de sua própria marca em favor de algo que produza um resultado rápido.

Se as pessoas que você está buscando não têm familiaridade com sua marca, seus anúncios e landing pages precisam falar a proposta de valor da marca principal, além do valor do produto ou serviço oferecido.

À medida que o reconhecimento da marca cresce, a necessidade de direcionar essa proposição de valor central para cada campanha torna-se menos importante.

Isso é algo positivo, porque a proposta estará implícita ao longo do tempo.

Atendimento ao cliente

O atendimento ao cliente é uma parte crítica de como uma marca cumpre sua promessa, propósito e maneiras de fazer as coisas sustentadas por seus valores.

Todos podemos pensar e falar negativamente sobre marcas pelas quais experimentamos um atendimento ao cliente péssimo ou muito ruim.

Uma estratégia para o atendimento requer o mapeamento das etapas na jornada do cliente, que começam no ponto de consideração de um cliente em potencial e vão até o fim para garantir que, ao comprar o produto, ele seja atendido se houver um problema.

Pode não parecer, mas é aqui que entra o atendimento ao cliente como uma oportunidade de construção da marca.

As empresas precisam começar a pensar nos detalhes mais sutis.

Na experiência única do cliente, deve estar a essência da sua marca.

Isso é o que vai te diferenciar dos seus rivais.

Materiais de eventos

Quanto mais criativas forem suas estratégias de branding, mais memorável ela será após um evento.

Independentemente do seu orçamento, você pode criar materiais impressos que aumentam o alcance do seu evento muito tempo depois de terminar.

Os materiais de branding certos também podem ajudar sua marca a estabelecer uma conexão mais profunda com seu público.

Embora as estratégias de branding possam variar antes e durante o evento, a identidade da sua empresa não muda.

Trabalhar essa identidade torna mais fácil para seus participantes conectar o evento com sua marca e vê-lo como uma extensão do que sua empresa tem a oferecer.

Exemplos de branding: em quais cases de sucesso se inspirar?

Quando você pensa em empresas como a Apple, Nike e a Amazon, você sabe que algumas pessoas as seguem como se fossem religiões, mas o que torna essas empresas bem-sucedidas?

Quais são os seus produtos e serviços melhores do que os da concorrência?

É um slogan cativante ou logotipo poderoso?

Bem, é tudo isso e muito mais.

Em resumo, é por conta de todo o esforço de branding que está por trás desses grandes exemplos de sucesso.

Na lista abaixo, inspire-se com o branding de marcas globais para desenvolver sua própria estratégia.

A conexão emocional da Nike

Um produto por si só nem sempre é atraente.

O que você precisa fazer é estabelecer uma conexão emocional com as pessoas para que elas tomem a decisão que você deseja.

A maneira como fazemos isso é usando nossa marca para criar um sentimento.

Lembre-se, é esse sentimento que vai fazer uma pessoa agir.

Reserve um momento para pensar em como sua marca pode desencadear um sentimento-chave entre seus clientes.

O slogan “Just Do It” da Nike que acompanha seus anúncios nos faz sentir de uma certa maneira.

Não à toa, é ainda é um dos principais slogans da marca Nike hoje.

Em apenas algumas palavras, espera-se que você entenda a vibração da sua marca.

Você precisa destilar sua mensagem para uma seleção de algumas palavras muito concisas e memoráveis que contam a história de sua marca.

Tesla e o propósito da marca

O propósito de uma marca é expresso por sua declaração de propósito.

É uma frase curta que descreve o “porquê” que está por trás do trabalho como marca.

Por que sua empresa existe?

Por que você saiu da cama esta manhã?

E por que alguém deveria se importar?

A Tesla é um excelente exemplo de marca com propósito.

Agora, a Tesla foi fundada em 2003 por um grupo de engenheiros.

Eles queriam provar que as pessoas não precisavam se comprometer para dirigir carros elétricos.

A Tesla acredita em energia limpa e sustentável e em salvar nosso planeta.

A declaração de propósito da marca Tesla é a seguinte: “Acelerar a transição mundial para a energia sustentável”.

O que é uma ótima maneira de abordar o propósito da sua marca – vincular a marca a uma causa maior.

Starbucks e a visão da marca

O objetivo da visão de uma marca é garantir que ela seja navegada na direção certa.

A visão da sua marca é expressa por sua declaração de visão.

É uma declaração de uma frase que descreve o estado final desejado de longo prazo, claro e inspirador.

Você precisa descrever o futuro para o qual sua marca está trabalhando.

Tenha uma visão clara do futuro da sua marca.

Isso não apenas inspirará e energizará, mas também ajudará você a sonhar alto e influenciar decisões de negócios de longo prazo.

Por exemplo, é assim que a Starbucks pensa na posição futura como um negócio em que deseja estar: “Ser o principal fornecedor do melhor café do mundo”.

A declaração de visão da Starbucks é provavelmente o motivo pelo qual a rede multimilionária de cafeterias alcançou o sucesso.

Branding é mais do que um design, um logotipo ou um slogan.

Trata-se de todos esses elementos e muito mais: experiência do cliente, promessa da marca e valores da empresa.

Como dissemos no início, branding é tudo.

Portanto, reserve um tempo para planejar cuidadosamente a identidade da sua marca.

Precisa de insights para turbinar suas vendas online?

Aproveite para baixar nosso e-book com 17 estratégias para tornar seus canais digitais verdadeiras máquinas de vendas!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário