Mobile commerce: O que é, importância e vantagens

O Mobile Commerce ou M- Commerce é uma modalidade de comércio realizada através de aparelhos eletrônicos. Portanto, as transações, são feitas de forma online usando smartphones ou tablets, por exemplo.

O mobile commerce é uma excelente maneira das empresas oferecerem as condições de compras que o mercado consumidor demanda.

Também conhecido como m-commerce, ele é o responsável por permitir que as compras de produtos e serviços sejam realizadas por meio de smartphones e tablets.

A compra com dispositivos móveis está cada vez mais comum nos e-commerces e as empresas precisam adaptar seus canais de venda para esses dispositivos.

São muitas as vantagens que o m-commerce oferece, mas os negócios precisam saber como adaptar essa solução e quais são as práticas que ajudam a conquistar bons resultados.

Quer saber tudo sobre o m-commerce? Se sim, continue a leitura e saiba o que é, como funciona, quais são as vantagens e quais são as boas práticas para implementar essa estratégia no seu negócio. Vamos lá!

O que é m-commerce e como funciona?

O m-commerce é uma modalidade de vendas online voltada para os dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

É uma modalidade que já tem bastante adesão dos consumidores que estão cada vez mais utilizando o smartphone para fazer compras.

Ela costuma ser oferecida aos clientes por meio dos marketplaces, sites otimizados para as telas menores, aplicativos da própria empresa, entre outras ferramentas.

Essa é uma importante forma de fazer negócios, porque boa parte do mercado nacional já utiliza o smartphone para fazer negócios, como mostram pesquisas.

Um dado interessante sobre o assunto é da CNDL, Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em parceria com o SPC Brasil, Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

A pesquisa revelou que 87% dos brasileiros usam seus smartphones para comprar via internet.

Dessa forma, oferecer boas condições para que os clientes façam todo o processo de compra com o celular, sem a necessidade de um desktop, é uma excelente maneira de aumentar o diferencial competitivo das empresas.

O mobile commerce, ou m-commerce, envolve o comércio eletrônico com o uso de dispositivos móveis, do momento em que o cliente pesquisa e encontra um produto, até o momento da conclusão do pagamento.

De forma geral, existem 3 principais maneiras dos varejistas trabalharem com o m-commerce, que são: pelo navegador, por meio de aplicativos e pelas redes sociais.

Navegador

O uso do m-commerce pelo navegador funciona de maneira muito similar ao uso nos computadores e desktop.

Basta que o consumidor utilize um navegador web do smartphone e acesse o site da marca ou o marketplace.

Contudo, é fundamental que o site e o marketplace estejam adaptados para que ofereçam uma boa experiência de compras aos clientes.

Ou seja, essas plataformas de vendas devem ser responsivas e otimizadas para que tenham um bom tempo de abertura e possam oferecer todas as funcionalidades dos smartphones, bem como no desktop.

Isso porque se não for responsivo ou demorar para abrir, a taxa de rejeição da página será muito grande, bem como a diminuição nas vendas, já que a experiência do usuário é influenciada muito no comportamento de compras dos clientes online.

Site responsivo: O que é, importância e como criar o seu de um jeito simples!

Aplicativos

O uso de aplicativos para vendas também está se tornando uma prática que faz parte do comportamento dos consumidores e, por isso, as marcas estão cada vez mais investindo nessas ferramentas online.

Ainda, existe a possibilidade de fechar parcerias com os marketplaces com os quais a empresa já tem algum tipo de parceria.

Ao oferecer apps voltados para os smartphones, as empresas conseguem aumentar as vendas e gerar mais visibilidade para o negócio, otimizar as vendas, expandir os canais de vendas e muito mais.

Redes Sociais

Muitas empresas já têm um canal de vendas dentro das próprias redes sociais. Isso porque essas plataformas sociais oferecem essa modalidade, já que muitos usuários fazem compras sem sair desses espaços.

Como o uso das redes acontece, quase que majoritariamente, com os smartphones e tablets, esse é um tipo de m-commerce que já conta com boa aceitação do mercado consumidor.

Quais são as vantagens do m-commerce?

Como as vendas por meio de dispositivos móveis estão cada vez mais constantes na vida dos consumidores, oferecer a possibilidade deles comprarem da sua marca utilizando esses dispositivos oferece uma série de vantagens. Confira a seguir!

Experiência do cliente

A experiência de compras oferecida aos consumidores é um fator determinante para a fidelização e conversão desses clientes.

Como já mencionamos, o uso dos dispositivos móveis para fazer compras é uma realidade do mercado consumidor.

Portanto, oferecer o m-commerce é investir na experiência do consumidor.

Soma-se a isso, o fato de poder entender muito mais sobre o comportamento dos clientes da marca, já que essa modalidade de vendas oferece uma gama de insights e dados que devem ser guiados para direcionar toda a estratégia de marketing e vendas da empresa.

Alcance do público

Como canais de vendas otimizados para o mobile commerce, as chances de alcançar um público maior são muito grandes.

Para se ter uma ideia, buscadores como o Google priorizam sites responsivos na sua página de respostas.

Afinal, um site responsivo oferece uma experiência de compras muito mais completa para os usuários.

Outro aspecto fundamental é que os smartphones já fazem parte da vida dos consumidores e cada um deles é um potencial cliente.

Logo, é fundamental oferecer a esses usuários a possibilidade de fazer negócios com a sua empresa.

Descoberta de produtos

Boa parte das descobertas de produtos acontece enquanto os usuários estão navegando com os dispositivos móveis.

Muitas plataformas que funcionam como canais de vendas, como as redes sociais, oferecem uma experiência completa, já que não precisam encaminhar o usuário para outra página no momento da compra, nem que seja utilizado um desktop para as vendas.

Portanto, se a marca já tem uma rede social eficiente, uma loja online ou um app, porque não oferecer a experiência completa com o m-commerce.

Com isso, os clientes podem descobrir produtos e fazer compras utilizando os dispositivos móveis de maneira descomplicada e mais eficiente.

Facilidade de acesso

A facilidade que o m-commerce oferece aos usuários é muito grande.

Em qualquer lugar em que estiverem, os clientes podem descobrir e comprar produtos com poucos cliques.

Com canais de vendas responsivos, os clientes podem encontrar, pesquisar, comparar preços e fazer compras de maneira rápida, precisando apenas de um smartphone.

Aprimoramento da comunicação com o cliente

Ao utilizar o m-commerce, a empresa pode oferecer uma comunicação muito mais eficiente e condizente com as necessidades de compra dos usuários.

Afinal, a marca oferece a experiência de compras nos canais que os clientes já estão habituados a utilizar.

Com as vendas em apps, marketplaces e redes sociais, por exemplo, é eliminada a necessidade de comunicação via e-mail ou ligações.

Isso porque nessas ferramentas, o cliente pode fazer avaliações e feedbacks mais rapidamente. Ainda, as marcas podem enviar notificações de novas promoções, lançamento de produtos e muito mais.

Maior retenção de clientes

Com dados reais e atualizados sobre os clientes, bem como uma comunicação mais eficiente, a experiência do usuário é otimizada. Uma boa relação entre cliente e marca é sinônimo de maior retenção de clientes.

Manter a fidelização de clientes é mais barato do que conquistar novos consumidores. Logo, além de melhorar todo o processo de compras, a empresa ainda economiza recursos.

Experiência omnichannel

A possibilidade de contar com diferentes canais de vendas é outra grande vantagem do mobile-commerce.

O m-commerce permite que as empresas utilizem diversos canais online para encontrar e converter consumidores, bem como os canais físicos e online.

Um consumidor pode utilizar o smartphone para pesquisar produtos e obter avaliações da empresa, ir até uma loja física para testar o produto e voltar para o marketplace do negócio e finalizar a compra.

Como o m-commerce tem se configurado?

Existem muitos dados e informações que mostram que o m-commerce é uma tendência que já está funcionando e gerando resultados muito positivos para as marcas.

Para começar, é fundamental entender que o uso de smartphones é uma realidade e quase todos os consumidores têm um em mãos.

Como mostramos anteriormente, as compras realizadas de forma mobile estão conquistando cada vez mais adeptos, independente do genero.

90% das mulheres por exemplo, consomem dessa forma e os homens, chegam a 84%. Portanto é algo geral.

E esse grande aumento ocorreu pela quantidade lojas responsivas presentes no Brasil. Portanto não fazer parte dessa tendência mundial é um grande e pode significar ter menos vendas perante a concorrência.

Dicas para usar o m-commerce

Existem algumas boas práticas que devem ser implementadas para que a estratégia de vendas do m-commerce tenha os resultados esperados. Veja abaixo algumas dessas práticas. Acompanhe!

Site responsivo

Contar com sites e plataformas responsivas é uma das premissas para que o m-commerce funcione.

Isso porque a experiência que o usuário terá com o site no smartphone é decisiva para que as vendas aconteçam.

Ao acessar a plataforma de vendas do negócio, no smartphone, o cliente tem que contar com um tempo de carregamento curto, uma página de visualização responsiva e otimizada para os tablets e smartphones.

Caso a página demore para carregar, as chances do consumidor buscar outra marca é muito maior. O mesmo ocorre para as plataformas que não oferecem um canal mobile friendly.

Foco na experiência do usuário

O foco do m-commerce, assim como em outras estratégias de vendas, deve ser na experiência do usuário.

É preciso oferecer uma experiência responsiva em toda a jornada desse cliente, já que é possível que ele percorra todas as etapas de compra usando o smartphone.

Portanto, garanta que ele terá uma experiência completa, do momento em que encontra um produto até o momento que ele forneça seus dados e efetue o pagamento.

Não se esqueça de oferecer canais de comunicação e pós-venda com foco no mobile commerce.

Integração de mídias sociais

As mídias sociais são importantes canais de comunicação, engajamento, relacionamento e vendas.

Logo, é fundamental que exista uma integração entre os canais próprios de vendas e as principais redes sociais do negócio.

Essa integração tende a melhorar o desempenho do negócio ao oferecer um aumento no tráfego do site, clientes mais fidelizados e aumento nas vendas do negócio.

Tempo de carregamento do site

O tempo de carregamento é um fator determinante para bons resultados. Afinal, caso a página demore para carregar nos smartphones, as chances do consumidor deixar a pesquisa é muito grande.

Logo, é preciso de monitoramento constante da usabilidade da plataforma em diferentes dispositivos, como o smartphone e o tablet.

Esse monitoramento é o que pode mostrar potenciais dificuldades na usabilidade que estão fazendo com que a empresa perca vendas.

Pagamentos online

É fundamental que a empresa e os seus canais online ofereçam as melhores condições para que os pagamento sejam realizados.

É o momento final e de grande importância para qualquer negócio. Portanto, é muito importante que os pagamentos possam ser feitos por meio dos dispositivos móveis, com opção satisfatórias de pagamento e com um checkout transparente.

Invista em segurança

A segurança nas compras online deve ser uma prioridade para as empresas, já que ainda existe um número considerável de consumidores que não se sentem seguros na hora de efetuar um pagamento online.

Isso porque o número de fraudes online tem sido considerável. Portanto, é preciso que as informações e dados gerados estejam livre de vazamentos e que as empresas contem com ferramentas online antifraude.

Diferença entre e-commerce e m-commerce

Por mais que as vendas via mobile estejam cada vez maiores, ainda existe uma dúvida comum entre os termos e-commerce e m-commerce.

Com isso, é fundamental entender quais são as diferenças e como elas se relacionam. Vamos lá!

E-commerce

O e-commerce se refere ao varejo digital e as compras realizadas em canais online, como o m-commerce.

Logo, o e-commerce é todo tipo de comercialização de produtos utilizando os canais online da marca.

Podemos considerar canais de vendas online a loja virtual, o marketplace, redes sociais e muito mais.

M-commerce

O m-commerce é uma das maneiras de oferecer formas de comercialização para o varejo digital.

No entanto, ele é totalmente focado nas compras em dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

O m-commerce é uma tendência atual e que vai ganhar cada vez mais relevância no mundo do varejo online.

As empresas devem buscar as condições para oferecer uma boa experiência para os clientes que utilizam dispositivos móveis para fazerem compras.

São muitas as vantagens desse modelo de negócios e existem algumas técnicas que ajudam as marcas a conquistarem melhores resultados, como canais responsivos, segurança, foco na experiência do usuário e muito mais.

Gostou do nosso conteúdo? Espero que tenha conseguido esclarecer suas dúvidas! Continuei aprendendo com nosso blog, confira também:

Vendas pelo celular: Como alcançar os clientes mobile e vender mais!

Monte sua loja virtual

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário