Descubra como abrir a própria empresa investindo pouco
7 vantagens de trabalhar em casa vendendo pela internet

Mini estúdio fotográfico – A maneira fácil de tirar boas fotos para sua loja virtual

Publicado em: • Última Atualização:

A foto é, sem dúvidas, um dos itens que mais chamam a atenção nas páginas de vendas de quaisquer produtos. Em um mercado competitivo como o de e-commerce, focar nos detalhes é essencial para aumentar suas vendas e fazer o seu negócio deslanchar. A criação de um mini estúdio fotográfico é uma excelente maneira de conseguir isso.

Neste artigo, vamos falar sobre esse acessório que pode melhorar significativamente a qualidade das fotos da sua loja virtual. Continue acompanhando para conferir!

Por que investir em um mini estúdio fotográfico?

perfil do consumidor online e o processo de compra em e-commerce são bem particulares. Nas lojas virtuais, os elementos táteis não estão disponíveis e a visão dos produtos não acontece in loco. Sendo assim, essas “faltas” têm que ser compensadas com outros elementos, como excelentes fotos no site.

Muitos comerciantes desse segmento pecam por não investirem adequadamente na produção das fotos. Você pode usar uma excelente plataforma de e-commerce e vender produtos de qualidade. No entanto, é preciso ir além!

Se a essência do que está sendo vendido não for passada ao consumidor por meio das imagens — que, junto à descrição e à ficha técnica do produto, é o que ele tem disponível para a conversão —, a possibilidade de que o lojista perca a venda é considerável.

Você provavelmente já ouviu o seguinte ditado: “a primeira impressão é a que fica”. No caso de lojas virtuais, a primeira impressão ocorre por meio das imagens. Muitos consumidores só chegarão a ler a descrição e a ficha técnica dos produtos caso se sintam atraídos pelas fotos.

Pensando nisso, é interessante que as fotos sejam próprias, não aquelas fornecidas pelo fabricante ou retiradas de outros locais na internet. Isso ajuda a aumentar a confiabilidade da sua loja e a autenticidade do que é vendido.

Como conseguir esse acessório para o seu e-commerce?

Existem duas soluções: a primeira — e mais fácil — é comprando um na internet. Já a segunda é fazendo um você mesmo. Como essa é uma ferramenta relativamente simples, é possível criar um mini estúdio fotográfico em casa sem grandes dificuldades. A seguir, falaremos mais sobre essas opções.

Fazer um mini estúdio fotográfico

A ideia do estúdio é simples: criar uma caixa com fundo neutro e bem iluminado. Você pode conseguir isso de diversas maneiras. Vale a pena acessar o YouTube e conferir os tutoriais que ensinam como executar essa tarefa.

Para criar um estúdio próprio, você vai precisar dos seguintes itens:

  • 2 placas de isopor de 1m² e 10 mm de espessura;
  • cola para EVA;
  • alfinetes grandes;
  • estilete ou tesoura.

O processo de montagem é bastante simples: corte as placas na metade, para obter quatro peças de 50 cm cada. Em seguida, junte todas elas de modo que fiquem no formato de uma caixa. A base do seu estúdio está pronta!

Agora entra a parte mais importante do processo: a iluminação. Nós recomendamos que você use duas luminárias articuladas, com lâmpadas fluorescentes de 45w daylight, que são feitas para auxiliar na produção de fotos.

Caso você não tenha acesso a esse tipo de lâmpada, use as fluorescentes comuns de cores frias: o efeito obtido será similar. Se quiser um pouco mais de qualidade, pode apostar em um estúdio feito de MDF e com luzes embutidas.

Comprar um mini estúdio fotográfico

Se o “faça você mesmo” não é a sua praia, você pode comprar um mini estúdio já pronto. Existem algumas opções no mercado. As mais conhecidas são:

  • Pop Up Studio da Mutu, que custa R$ 198,00 na versão pequena (35x35x35 cm) e R$ 399,00 na versão grande (60x60x60 cm);
  • Photo Studio Box, que custa R$ 199,00 e é vendido em versão única com tamanho de 38x38x38 cm.

Os mini estúdios “profissionais” têm algumas vantagens como iluminação embutida, design mais atrativo e mais opções de cores de fundo. Por fim, o grande diferencial: a portabilidade, ou seja, você pode desmontar e montar seu estúdio em qualquer lugar.

Como fazer fotos de alta qualidade no mini estúdio fotográfico?

Agora que já falamos sobre a importância de boas fotos para e-commerce e de ter um mini estúdio fotográfico, vem algo essencial: a produção de fotos de qualidade. De nada adiantará ter os aparatos técnicos necessários se você não fizer bom uso deles. Acompanhe as nossas dicas de como tirar fotos incríveis!

Utilize fundo branco ou cinza

O uso de um fundo nessas cores possibilitará que a pós-produção das imagens seja realizada de forma mais fácil. Além disso, faz com que os produtos sejam o destaque das fotos.

Foque nos detalhes pertinentes

Imagine que você vende roupas. Um dos produtos da sua loja é uma blusa com um detalhe no bolso, como a aplicação de strass. Elementos como esse, que podem até ser determinantes para a decisão de compra de uma pessoa, devem ser destacados na produção das fotos.

Tenha em mente que a produção de fotos para e-commerce é diferente da feita para outros fins. Mesmo que você aprecie o uso de efeitos e planos de fundo, por exemplo, não é interessante criar “distrações”. Afinal, a intenção de fotos em lojas virtuais deve ser a de chamar a atenção do cliente e aproximá-lo o máximo possível do produto.

Tome cuidado com o uso do flash

Principalmente na fotografia amadora, o flash por vezes é visto como um vilão, já que pode “estourar as fotos”. Isto é, a imagem fica superexposta e vários pontos dela ficam brancos e sem informação.

Mas o flash também pode ser um grande aliado para fazer boas fotos. Entre outras coisas, ele ajuda a melhorar a iluminação e a destacar partes ou todo o produto. Sendo assim, é interessante estudar sobre esse recurso e como utilizá-lo de maneira eficiente.

Crie uma identidade e mantenha um padrão

A galeria de fotos de um e-commerce é uma espécie de vitrine virtual. Logo, é fundamental investir em elementos que criem a identidade da sua marca. Algo que contribui muito para isso é definir um padrão. Mesmo com a mudança de estações e coleções, por exemplo, devem existir elementos que estejam sempre presentes na produção das fotos.

Importante: inclua marcas d’água nas fotos, de maneira que outras pessoas não utilizem as imagens sem darem os devidos créditos.

Escolha ângulos que favoreçam a observação dos produtos

Muitas vezes, uma imagem em apenas um ângulo não consegue dar conta de todas as características do produto. É essencial verificar quais são as angulações ideais, e pode ser que elas variem de acordo com o item.

Antes de fazer as fotos, analise de que maneiras as mercadorias precisam aparecer expostas na galeria. Pense em como elas ficariam dispostas em destaque caso a vitrine fosse em uma loja física, e tente transferir isso para as imagens.

Algo interessante é a produção de fotos em 360°. Isso torna a observação dos produtos mais interativa e eficiente.

Preocupe-se com a nitidez das fotos

Esse é um dos elementos mais importantes para atrair o consumidor em potencial. É preciso encontrar o equilíbrio entre produzir fotos com alta resolução, mas que não sejam tão “pesadas” a ponto de demorarem muito a carregar.

Muitas pessoas dão zoom nas imagens para observarem os detalhes com mais nitidez. Por que não se adiantar a isso e fazer fotos que já mostrem esses elementos em destaque?

Aplique os filtros com moderação e bom senso

Se você optar por usar algum filtro nas suas fotos, tenha cuidado para não abusar. O ideal é contar com um que altere a cor dos elementos o menos possível. Muitas vezes, as cores podem sofrer ainda mais alterações a partir das telas de dispositivos diferentes.

Caso um produto esteja disponível em mais de uma cor, é importante que apresente imagens dele nas diferentes cores e que sejam fotos reais do produto. Não é legal colocar imagens manipuladas por programas de edição, pois isso pode gerar grandes distorções entre a realidade e o que é mostrado na foto.

Seja realista

A depender do item comercializado, uma prática muito positiva é tirar fotos que mostrem pessoas usando os produtos. Dessa forma, você estabelece uma conexão maior entre o comprador e a mercadoria.

Nem sempre será possível contratar modelos, pois talvez esse tipo de investimento seja inviável em algumas ocasiões.

Se esse for o cenário, você pode verificar a possibilidade de contratação para que a/o modelo use apenas algumas das peças — como aquelas que, na sua visão, têm maior potencial de venda. Outra sugestão é convidar alguém que você conheça para participar da produção das fotos.

Selecione as melhores fotos

As fotos ficaram todas lindas e está difícil selecionar as que serão publicadas no seu site? Não caia na tentação de publicar dezenas de fotos. A objetividade conta muito nessa etapa final do processo.

Escolha as fotos que abarcarão os ângulos que você considera importantes para apresentar os produtos adequadamente, assim como os detalhes essenciais. Quanto às imagens das quais você gostou muito e que não entraram na galeria da loja virtual, é uma boa ideia publicá-las nas redes sociais, por exemplo.

Com pouco investimento de tempo ou dinheiro, você pode ter seu mini estúdio fotográfico e aumentar significativamente a qualidade das suas fotos. Esse é um fator importantíssimo na decisão final de compra dos usuários. Leia mais sobre o assunto em nosso artigo que traz 10 dicas infalíveis para tirar boas fotos para uma loja virtual!

Assista ao Escola Responde e veja mais dicas sobre foto e design:

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Mini estúdio fotográfico – A maneira fácil de tirar boas fotos para sua loja virtual
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *