Mídia paga: o que é, por que investir e como criar um plano de mídia paga completo!

Mídia paga é um recurso de publicidade que requer uma espécie de compra de um espaço publicitário, para promover a marca para um novo público. Investir em Mídia Paga é importantíssimo do marketing digital, e essa abordagem costuma ser a grande responsável por levar as propagandas para novos públicos e gerar mais vendas!

Com o mundo se voltando cada vez mais para a funcionalidade dos meios digitais, para a economia, lojas e comércios virtuais têm ganhado cada vez mais adeptos e entusiastas.

Não são poucas as pessoas que investem em lojas virtuais, começado a se preparar para entrar de vez no mundo dos e-commerces.

Entretanto, muitas pessoas têm se desiludido com o baixo alcance orgânico das suas publicações, o que tem levado muita gente para as mídias pagas.

Quando utilizadas da forma correta, essas ferramentas podem ter grande impacto sobre as suas vendas, aumentando o tráfego da sua loja e, com ele, o seu número de vendas.

Mas você sabe bem o que são mídias pagas?

Está familiarizado com o conceito? Sabe como usar? Ou se questiona se elas realmente podem ser úteis?

Bem, independentemente de quais sejam essas dúvidas, nós preparamos esse texto para explicar tudo o que você precisa saber sobre elas!

Está curioso?

Então continue com a gente que explicaremos tudo sobre mídia paga!

O que é mídia paga?

A primeira questão que precisamos responder antes de darmos sequência é: o que exatamente é a tal da mídia paga?

Para quem não está familiarizado, mídia paga é um recurso de publicidade que requer uma espécie de compra de um espaço publicitário, para que ocorra a promoção da marca para um novo público.

Sendo considerado por muitos como um componente importantíssimo do marketing digital, essa abordagem costuma ser a grande responsável por levar as propagandas para novos públicos.

Esse meio também permite o melhor alcance de usuários que estejam procurando por produtos semelhantes ao seu, melhorando o direcionamento.

A mídia paga pode ser utilizada na forma de anúncios pagos por clique, pop-ups, anúncios em vídeo, anúncios gráficos, dentre tantas outras opções.

Tudo isso só mostra como as mídias pagas podem ser versáteis e eficientes.

Aposto que agora você já deve ter entendido melhor o que é mídia paga, não é mesmo?

Então bora para o próximo tópico que nós ainda temos muito assunto pela frente!

Por que investir em mídias pagas?

Agora que você já conseguiu entender um pouco melhor o que são as mídias pagas, talvez você esteja se perguntando se realmente vale a pena investir nelas.

Antes de começarmos a falar das suas inúmeras vantagens, há um aspecto importante do qual devemos tratar.

Cada vez mais, as redes sociais têm diminuído o alcance orgânico das publicações, o que inevitavelmente tem levado as pessoas a procurar outros meios.

Com isso, temos duas opções: aguardar o alcance ser reduzido, ou já começar a nos precaver!

Mas, independentemente disso, que tal darmos uma olhada em algumas das vantagens de se investir em mídias pagas?

Está curioso? Continue com a gente!

Melhore a sua segmentação

Uma das principais vantagens de se utilizar mídias pagas é justamente a possibilidade de controlar para quem será direcionado aquele conteúdo.

Ao passo que, com as postagens orgânicas, não temos nenhum poder sobre isso, utilizando a mídia paga, podemos segmentar o público da forma que acharmos melhor, fazendo com que ele chegue para aqueles que entendemos como mais importantes.

Além disso, é possível utilizar de estratégias, como o remarketing, para adequar ainda mais o conteúdo àquilo que as pessoas estão procurando.

Convenhamos que as vantagens são muito grandes, não é mesmo?

Em tempo: confira aqui as 4 principais estratégias de remarketing para usar na sua loja online!

Direcione os seus anúncios

Outra coisa que também pode ser feita e que está diretamente relacionada com o tópico anterior, é passar a conversar diretamente com o seu público-alvo.

Já começamos a segmentar o público, utilizando de diversas informações para criar grupos com características em comum entre eles.

Agora, o que também podemos passar a fazer é escolher qual será o anúncio ou propaganda que será enviado para cada segmento.

Quanto maior for a especificação, melhor; pois assim conseguimos fazer com que a propaganda se relacione mais com aquela pessoa de forma mais precisa, seja pelo linguajar utilizado, seja pela forma como as informações são apresentadas.

Assim, além de conseguirmos separar o nosso público conforme as suas características e interesses, também podemos mandar a propaganda certa para a pessoa certa.

Aumente o seu volume de dados

Quando você começa a investir em mídia paga, a verificação dos resultados obtidos podem ser ótimos dados para contribuir para a sua tomada de decisões futuras.

Além da vantagem de curto prazo, que seria aumentar o seu alcance e o seu tráfego, você ainda consegue criar uma base de dados mais robusta para tomar melhores decisões no futuro.

Estamos falando de avaliar os resultados gerais de uma propaganda, ou então o impacto dela em cada um dos grupos segmentados.

Todas essas práticas vão permitindo com que você retire ou aperfeiçoe o que está dando errado e dê continuidade no que está funcionando.

Melhore o tráfego do seu site

Obviamente, o que todos almejamos quando abrimos uma loja ou comércio digital, é conseguir aumentar o alcance da nossa marca de forma a aumentar o tráfego e as nossas vendas. Entretanto, nada garante que esse processo será imediato, e existem inúmeras variáveis que podem interferir nesse processo, tornando-o mais rápido, ou mais lento.

Usando mídia paga você pode conseguir expandir o alcance da loja, levando-a para novos públicos e atraindo essas pessoas para a sua página. Se esses acessos se converterão em vendas de imediato, isso é outra questão, mas, aumentando a circulação de pessoas na sua página, já começamos a caminhar em alguma direção.

Garanta mais flexibilidade nos investimentos

Quanto gastar no investimento em mídia paga é um questionamento que sempre vai aparecer em algum momento. Muita gente pensa que investir mais é sempre melhor e que trará resultados mais robustos em menos tempo, mas não é bem assim.

Uma das grandes vantagens da mídia paga é justamente que você não precisa começar gastando muito para obter bons resultados; é muito mais importante saber como gastar. Com pouco investimento, mas uma boa análise de dados para avaliar os resultados das estratégias mais eficientes e focar nelas, você ampliará o seu negócio, mesmo com um orçamento mais econômico.

Ou seja, o orçamento é muito mais flexível, dando espaço para diversos níveis de investimento acontecerem.

Quais tipos de mídia pagas que existem?

É bem possível que, depois de ver algumas das vantagens de se investir em mídias pagas, o seu interesse nelas tenha se ampliado um pouco, não é mesmo? Entretanto, é muito importante dizer que essa modalidade não engloba apenas uma prática, possuindo várias formas diferentes de ser usada.

Por isso decidimos explicar para você cada um dos tipos de mídia paga que existem! Está preparado? Então continue com a gente!

Redes sociais

O primeiro meio de utilização de mídia paga que falaremos são as redes sociais. É extremamente comum que qualquer rede social hoje em dia possua alguns recursos pagos que podem ser utilizados para publicar e impulsionar anúncios em sua plataforma.

Normalmente, elas possuem a opção de obter uma conta empresarial, por meio da qual você pode utilizar essas ferramentas pagas. Com elas, você não só poderá criar anúncios personalizados e promover postagens já existentes, como também poderá segmentar o público e direcionar suas propagandas de acordo com os critérios que desejar.

Mecanismos de busca

Outro tipo de mídia paga é aquela relacionada aos mecanismos de busca, possuindo duas modalidades, os Pay-Per-Click (PPC) e os Pay-Per-Impression (PPI).

A modalidade PPC consiste em anúncios que aparecem nos resultados da pesquisa realizada dentro no mecanismo de busca, mas que só são cobrados em caso de click. Desse modo, se ninguém clicar no anúncio, o anunciante não pagará nada.

Por sua vez, os PPIs são aquelas propagandas que aparecem em sites e são cobradas toda vez que aparecem em algum. Se serão clicados ou não pelo público, isso não faz diferença.

Banners

Já os anúncios de Banners são aqueles incorporados a alguns sites na forma de imagens ou GIFs e que podem levar o usuário até o site do anunciante ou alguma outra página especifica. A propaganda será exibida no site por um determinado período e terá sua efetividade avaliada com base no número de cliques que recebeu dividido pelo seu número de impressões do anúncio.

 

Como criar um plano de mídia paga?

Como já mencionamos aqui antes, não basta apenas jogar dinheiro para investir em mídia paga e esperar resultados, é importante ter um plano que seja bem executado. Mas como formular um bom plano de mídia paga? É isso que veremos a seguir!

1. Defina seus objetivos

Qual o objetivo dessa sua companha de mídia paga? Sem saber a onde você quer chegar, não temos como escolher um caminho! Por tanto, o primeiro passo é justamente esse, saber se você deseja aumentar suas vendas, melhorar o tráfego do seu site, lançar um produto novo, ou tornar sua marca mais reconhecida.

Dependendo da sua escolha, diferentes abordagens poderão ser tomadas.

2. Descubra o que vem sendo feito na área

Antes de você começar a montar todo o seu planejamento, pense que talvez você não precise reinventar a roda! Preste atenção no que outras empresas na sua área ou segmento têm feito, e busque entender o que está dando certo para elas para absorver; até mesmo olhar os concorrentes pode ser útil.

E não foque demais nos anúncios, entender a escolha de canais, as ofertas e outras práticas, também pode ser bem útil para você!

3. Escolha as métricas

É a partir das métricas que teremos como avaliar os resultados e saber se estamos indo na direção correta para alcançar os nossos objetivos. Elas precisam ser facilmente compreensíveis e mensuráveis, devem nos levar a fazer alguma ação concreta para o aperfeiçoamento da estratégia.

Sem boas métricas, torna-se muito difícil construir um bom plano de mídia paga!

4. Selecione e distribua o orçamento aos canais mais importantes

Os canais de venda são importantíssimos para realizar uma boa ligação entre você e o seu público-alvo.

Não faz sentido investir em canais de venda digitais e mais modernos, se o seu segmento for voltado para idosos que não têm muita familiaridade com tecnologia.

Por isso, essa escolha deve ser feita com muito cuidado, de preferência focando em poucos canais, principalmente nos casos onde o orçamento disponível é menor.

A melhor estratégia é não ter medo de precisar realocar os recursos no caso de alguns canais se provarem mais eficientes que outros!

Lembre-se que não adianta brigar contra os dados, você deve usá-los para ajudá-lo a alcançar os seus objetivos!

5. Determine o público certo para cada campanha

Cada pessoa possui diferentes facilidades, familiaridades e dificuldades, lembre-se de sempre buscar montar a propaganda ideal para cada público e direcioná-la.

O mesmo vai para o uso dos canais!

A prioridade deve ser sempre aproximar o público da propaganda, deixando-o mais confortável e familiarizado com ela!

6. Utilize palavras-chave mais relevantes

Busque pesquisar as palavras-chave mais relevantes do momento, assim você consegue ter um norte melhor do que o público vem buscando.

Vá selecionando termos mais específicos como forma de complementar a sua informação e então utilize ferramentas como SEM Rush, Google Keyword Planner e Ubersuggest para tornar sua pesquisa mais completa.

7. Direcione a campanha de acordo com os estágios do funil

Não foque na propaganda voltada apenas para a venda direta, as pessoas podem estar em diferentes estágios de interesse em relação a sua marca, e ao fazer isso você pulará etapas.

Entenda em qual estágio do funil cada segmento do seu público está, e tenha uma estratégia para cada cenário, de forma a aumentar gradativamente o interesse das pessoas pela sua marca.

8. Pesquise ideia e referências em outros setores

Nós já falamos sobre olhar para o seu setor e a sua concorrência como forma de buscar inspiração, mas existem outros locais para onde você pode olhar.

Mesmo que setores distintos possuam públicos diferentes, algumas boas práticas podem ser levadas de uma área para a outra e acabar trazendo resultados bem interessantes.

Pesquise o que outras marcas de outros setores tem feito e busque absorver o que há de melhor lá, algumas coisas podem ser bem úteis!

9. Faça o acompanhamento dos resultados

Lembra o objetivo e as métricas que você desenvolveu lá atrás? Agora é a hora de colocar tudo isso em prática!

Observe os resultados da sua estratégia até aqui e fique constantemente de olho no que os dados estão indicando!

Dessa forma, você poderá atualizar constantemente os seus planos visando aperfeiçoá-los e torná-los mais efetivos.

A mídia paga tem um grande potencial para aumentar o alcance, a efetividade, e as vendas da sua empresa, entretanto é necessário um bom planejamento para tal.

Com o alcance orgânico perdendo cada vez mais espaço, se torna fundamental dominar o básico para formular boas estratégias para investir nessa modalidade.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Aproveite agora para entender tudo sobre Facebooks Ads com o nosso artigo!

 

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário