Meta Description: entenda o que é e como usá-la no e-commerce

Provavelmente, você já deve ter notado que, ao realizar uma pesquisa no Google, aparece um pequeno texto logo abaixo do título e […]

Provavelmente, você já deve ter notado que, ao realizar uma pesquisa no Google, aparece um pequeno texto logo abaixo do título e do link de cada resultado. Podemos chamar essa funcionalidade de meta description.

Tecnicamente, ela é um fragmento do código HTML, utilizada para apresentar uma pequena descrição sobre o conteúdo de uma página específica. De modo análogo, a meta description é como um filme que pode perder espectadores por não ter uma sinopse interessante. Assim, se a descrição não for atrativa, diversos sites podem perder visitantes.

Neste artigo, apresentaremos as principais informações sobre a meta description, destacando o contexto de e-commerce. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que é a Meta Description?

A meta description é uma tag de marcação, ou seja, um trecho de código que pode ser colocado nas suas páginas na internet com uma descrição sobre sua página.

Em outras palavras, refere-se a um resumo com um máximo de 150 caracteres inseridos em uma tag utilizada pelos principais buscadores para exibir uma síntese nos resultados de pesquisas. Em geral, esse resumo é uma explicação que existe no HTML do site, feita por meio de uma marcação específica.

Em geral, utiliza-se o seguinte código de meta description:

<meta name= “description” contente=” Conteúdo da descrição – resumo que a sua empresa quer passar aos usuários”/>.

Lembrando que a maioria das plataformas possuem a possibilidade de cadastro da meta description direito no painel, sem ser necessário alterar o código da página.

Qual a importância da meta descrição em SEO?

Embora muitos acreditem que a meta description possibilita que as lojas virtuais alcancem melhores posições nos resultados de busca, ela não é considerada um fator de ranqueamento. Na verdade, a meta description influencia a decisão do usuário sobre qual link acessar ao consultar a listagem do Google, por meio da breve descrição do conteúdo da página.

Nesse sentido, seu principal objetivo consiste em descrever o conteúdo da página com precisão e de forma sucinta para aumentar o tráfego orgânico e, consequentemente, atrair mais cliques.

Em um projeto com técnicas de SEO, por exemplo, que tem o objetivo de otimizar os mecanismos de busca, escrever uma boa meta description para um site pode colaborar com um número superior de acessos de usuários, desde que ela seja interessante e atraente.

Apesar de não influenciar no ranqueamento, quando a taxa de cliques da sua página aumenta, o Google entende que aquele conteúdo é mais interessante para o visitante e, a partir daí, você pode ter seu posicionamento melhorado. Ou seja, você combina Google Ads com SEO e maximiza os resultados do seu e-commerce, por exemplo.

Onde ela é utilizada?

Em geral, existem dois locais em que a meta description pode ser apresentada para fornecer informações sobre o conteúdo aos usuários da internet: nos resultados de uma ferramenta de busca e nas mídias sociais.

Ao realizar uma busca no Google, por exemplo, você recebe alguns resultados que apresentam as seguintes informações básicas: o título, a URL e um pequeno resumo — a meta description. O Google sempre utiliza esse resumo para que o usuário consiga compreender o tipo de conteúdo que encontrará antes de acessar.

Outro lugar que ela pode aparecer é nas redes sociais, quando um link é compartilhado. Algumas mídias, como o Facebook e o Twitter, oferecem um fragmento que destaca um pouco melhor o conteúdo. Nelas, dependendo do tamanho do título da página, é exibido apenas o início da descrição.

É importante ressaltar que os próprios sites ordenados podem sugerir o resumo, cabe ao mecanismo de busca aceitar a meta descrição cadastrada no site ou ignorá-la, optando por pegar um trecho de um texto publicado na página em questão.

Como fazer uma meta descrição atrativa?

Existem maneiras diferentes de fazer uma descrição. Para quem tem domínio em programação, utiliza-se o HTML — um tipo de linguagem de marcação de hipertexto utilizada para criar websites.

No entanto, se sua empresa não tem conhecimento técnico sobre essa ferramenta, pode usar outras formas mais simples e intuitivas — como a plataforma WordPress, em que plugins, como o Yoast, facilitam a edição.

Como dito, o ideal é que o seu texto tenha 150 caracteres. Se você incluir uma quantidade superior de caracteres, a ferramenta de busca corta a descrição e acrescenta reticências no final. Levando isso em consideração, é essencial concentrar as informações mais importantes logo no início do texto.

O mais importante é que você não deixe de preencher a meta description da sua página, porque, se a ferramenta buscar por essa informação, o recomendado é que ela esteja disponível para o usuário.

Portanto, seja objetivo e específico, apresente as vantagens do seu conteúdo, desperte curiosidade, aplique gatilhos mentais e não deixe de utilizar a palavra-chave. Se a palavra-chave for relevante, persuasiva e ao mesmo tempo informativa, a meta description poderá convencer o usuário a acessar a página do seu site, melhorando, assim, o número de cliques.

Quais são os principais erros na hora de fazê-la?

Algumas falhas podem prejudicar o desempenho do seu e-commerce para a atração de clientes.

O primeiro deles é que, se você não definir uma meta description, o próprio Google ou outra ferramenta de busca fará isso por você automaticamente. Dessa forma, o site acaba perdendo a oportunidade de realizar algo mais atrativo e que chame a atenção dos visitantes.

Outro fator é o tamanho da descrição, pois ela pode influenciar no sucesso da sua página. Isso porque existe uma quantidade de caracteres definida e a ferramenta de busca aceita qualquer tamanho de descrição. No entanto, os resumos longos acabam perdendo em relação aos concorrentes, por passarem a impressão de que estão incompletos.

A repetição também é um ponto a ser destacado. Muitas páginas têm meta descriptions iguais, o que acontece por automação do sistema, mas isso prejudica o posicionamento dos sites. O ideal é sempre criar textos exclusivos para cada página.

Para solucionar os possíveis erros nas descrições, existem algumas ferramentas, como o Yoast, que ajuda a otimizar o trabalho da produção da abordagem, e o Ahrefs, que realiza praticamente uma auditoria na sua página.

Por fim, se o seu objetivo é atrair potenciais clientes para o seu e-commerce e qualificar a sua abordagem, não deixe de criar uma boa descrição para sua página. Mostre ao seu visitante o que tem a oferecer e aumente, consequentemente, o seu tráfego orgânico. Com o tempo, é possível ter bons resultados.

Gostou do nosso conteúdo? Então aproveite e deixe aqui o seu comentário, assim você compartilha suas ideias e suas dúvidas com a gente sobre o assunto. Vamos lá!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário