Dicas para potencializar suas vendas no marketplace Magazine Luiza
Trabalhar por conta própria: guia completo para você largar o emprego e viver do seu e-commerce

Melhores produtos para vender online: veja agora o top 10!

Publicado em: • Última Atualização:

Tomar a decisão de abrir um e-commerce e conseguir, finalmente, ter mais independência, é somente um dos passos que um futuro lojista precisa dar. Além disso, ele precisa sanar uma dúvida que permeia mesmo as pessoas mais convictas: o que comercializar e quais os melhores produtos para vender online?

Fazer uma escolha dessas é muito importante, pois ela influenciará bastante nas próximas etapas necessárias, como: investimentos iniciais, tipo de perfil do público, estratégia adotada, técnicas de marketing etc.

Para facilitar o lado do comerciante, elencamos neste artigo o top 10 de melhores produtos que as pessoas mais compram e que tendem a dar bons rendimentos. Acompanhe!

1. Cosméticos e perfumes

O nicho ficou em 1º lugar em relação à quantidade de pedidos, segundo levantamento feito pela Ebit, no primeiro semestre de 2018, chegando a um volume de 15%. Além disso, a pesquisa verificou um crescimento do faturamento 45% mais alto em relação a 2017.

Assim, vemos que vender produtos desse meio costuma ser um bom investimento, já que conta com facilidade maior de retorno. Existem várias opções dentro da área: cremes, perfumes, maquiagens, entre outros. Também é possível ter um foco para público masculino ou feminino.

2. Moda e acessórios

O nicho de moda ficou em 2º lugar no volume de pedidos, de acordo também com a Ebit, em 2018, atingindo a porcentagem de 14,5%. Interessante notar que mesmo tendo perdido posição em relação ao ano anterior, quando havia sido o 1º lugar, o nicho ainda conseguiu um bom resultado e um crescimento na quantidade de itens vendidos, já que em 2017 o volume tinha ficado em 14,2%.

Assim, o investimento nesse mercado, além de ser promissor, possibilita abarcar inúmeras opções, como calçados, óculos, bolsas, roupas, camisetas personalizadas e bijuterias. Tais mercadorias podem ser, ainda, de uma variedade de estilos e público, como crianças, jovens ou pessoas mais maduras.

3. Casa e decoração

Mais uma categoria em crescimento. Ainda conforme o Ebit, teve um aumento de 29% do faturamento. Já em relação ao volume de pedidos, o valor ficou em 10,9%.

As escolhas de produtos dessa área podem ser: quadros e pôsteres decorativos, materiais de escritório e papelaria, móveis prontos e sob medida, tapetes e enfeites. Ter fotos criativas, para divulgação, com sugestões de decoração, ajuda na conversão.

4. Telefonia e celulares

A categoria ficou em 1º lugar, em 2018, em relação ao volume financeiro, atingindo o percentual de 18,9%. O investimento mostra-se rentável, já que além da venda de smartphones novos e usados, é possível trabalhar com os acessórios, como capinhas de celulares diferenciadas e personalizadas. Essa última opção sempre dá boas saídas, pois as pessoas costumam gostar de comprar mais de uma, para poder trocar de vez em quando.

5. Esporte e lazer

Também com boa saída, atingindo 7,7% em volume de pedidos, produtos esportivos e para o lazer atraem um público mais preocupado com a saúde e o bem-estar.

De qualquer forma, assim como em outros nichos, é importante que o varejista tenha foco, como vender itens e roupas para academia e corrida, ou algo mais relacionado com trilhas e camping. Produtos relacionados a danças ou ioga também são algumas das opções.

6. Produtos digitais

Uma ótima ideia para aquele comerciante que não dispõe de muito espaço físico para armazenar estoque. A venda de produtos digitais está cada vez mais em alta e ganhando credibilidade. Hoje, grande parte das pessoas prefere uma aula online, no conforto da casa, a ter de enfrentar engarrafamentos e perder tempo.

Assim, é possível comercializar aulas virtuais, dos mais diferentes assuntos, passando por como fazer uma maquiagem e chegando à física quântica. E-books também são boas escolhas, principalmente para quem gosta de escrever.

7. Itens personalizados

Dentro da personalização é possível pensar em variadas opções, como camisetas, chinelos, canecas, chaveiros, agendas, planners e brindes. Ainda, o lojista pode abrir a possibilidade de o cliente mandar as próprias imagens ou o e-commerce dispor de uma lista de temas à escolha. O segredo aqui é tentar entregar algo único e exclusivo, que faça o cliente ter identificação com a compra realizada.

8. Pet shop

Talvez você conheça alguém que seja tão louco de amor pelo pet, a ponto de publicar inúmeras fotos nas redes sociais e tratar o bichinho como um filho.

Essa afeição toda por animais de estimação está cada vez mais presente. Assim, investir nessa área tende a dar ótimos resultados. Ter um foco, como itens apenas para gatos ou apenas para cachorros, costuma chamar mais atenção e dar mais personalidade à loja.

Além de produtos típicos, como roupas, brinquedos, shampoos, cobertores, camas e acessórios, é possível, também, criar artigos para os donos. Por exemplo, pais e mães de gatos vão gostar de camisetas e calçados com imagens de felinos.

9. Produtos geek

Artigos geek também estão entre os melhores produtos para vender online. O comércio, que conta com itens relacionados a super-heróis, personagens, filmes, livros e seriados, está em alta. Não é à toa que já existem feiras e encontros anuais para o público que se identifica com esse estilo de vida.

Assim, o lojista pode pensar em artigos que abranjam esse universo como, por exemplo, roupas, agendas, copos, pôsteres, bonecos e acessórios. Se houver a possibilidade de criar produtos diferenciados e que ainda não existam na concorrência, mais chances o comerciante tem de se destacar.

10. Acessórios automotivos

O vendedor que escolher esse mercado de peças automotivas, provavelmente, vai atingir um público bem específico, que goste de carros e, em sua maioria, homens. Ainda assim, pode ter uma boa saída, já que não é difícil encontrar um que aprecie cuidar do automóvel.

Para conseguir se diferenciar é necessário saber que tipos de itens os consumidores mais necessitam e quais seus maiores desejos com relação aos seus veículos.

Agora, depois dessa lista grande de sugestões dos melhores produtos para vender online, você já conseguiu fazer sua escolha? Saiba, antes de tudo, que apesar de tais mercadorias tenderem a conseguir boas saídas e rendimentos, fazer um planejamento e um estudo do perfil da clientela e dos concorrentes é sempre bem-vindo.

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a informações relevantes no mundo de e-commerces!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Melhores produtos para vender online: veja agora o top 10!
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *