Marketing de influência: como criar conexões reais e vender através de influenciadores

O marketing de influência consiste em uma série de estratégias e ações que recorrem a um interlocutor, com poder de persuasão ou liderança, com a finalidade de influenciar na decisão de compra a favor da marca.

O marketing é uma ferramenta fundamental para a empresa se destacar no mercado, tornando-se mais competitiva e aumentando, assim, seu potencial de conquistar clientes.

Há diferentes tipos de marketing. Um deles é o marketing de influência. 

Por meio dele, é possível entrar em contato com o público através de terceiros, ou seja, de intermediadores.

Leia nosso post e veja como criar conexões reais e duradouras com o público por meio de influenciadores.

O que é marketing de influência?

O marketing de influência consiste em uma série de estratégias e ações que recorrem a um interlocutor, com poder de persuasão ou liderança, com a finalidade de influenciar na decisão de compra a favor da marca.

É uma estratégia de marketing digital, que envolve produtores de conteúdo independente com influência sobre grande público engajado.

A finalidade é construir uma ponte entre a marca e o público influenciado pelos produtores de conteúdo, o que impacta de forma positiva nas estratégias de marketing digital.

Fica mais fácil atrair novos clientes, gerar confiança e valor para a marca, reter clientes que já compram na loja, bem como influenciar no poder de decisão de determinado público quando esses consumidores já sentem confiança em algum influenciador, sentindo-se mais próximos dele.

Por meio dessa identificação, as empresas encontram possibilidades de definir parcerias que usem, apresentem e divulguem os serviços e os produtos que oferecem.

Aproveite para entender o que é valor de marca e como calcular essa métrica.

Quem são os influenciadores digitais?

Os influenciadores digitais, também chamados de “influencers”, são pessoas que atuam nas redes sociais e em outros canais de comunicação no ambiente digital.

Eles contam com um número alto de engajamentos: os números podem alcançar milhões de seguidores, sobre os quais eles exercem muita influência. 

Vejamos alguns dos principais tipos de influenciadores digitais:

Nanoinfluenciadores

De acordo com a quantidade de seguidores, existem diferentes categorias de influencers, sendo que os nanoinfluenciadores é uma delas.

Os nanoinfluenciadores, geralmente, têm um público que os segue na internet, no Instagram, no Facebook ou no YouTube.

Uma de suas principais características é a audiência reduzida que eles têm.

Esses influenciadores contam com, pelo menos, mais de mil seguidores e desenvolvem um engajamento de boa qualidade com seu público.

Os nanoinfluenciadores contam com um público-alvo mais ativo e mais segmentado, já que suas publicações dão sua contribuição, de alguma maneira, para o consumidor.

Como conhecem a fundo seu público, os nanoinfluenciadores conseguem exercer um impacto mais preciso sobre os seguidores, ainda que seja um impacto mais sutil. 

Os seguidores depositam muita confiança no influenciador e, consequentemente, valorizam o que foi recomendado.

Microinfluenciadores

Os microinfluenciadores são os influenciadores digitais que contam com 10 mil a 100 mil seguidores

Eles também costumam prestar atendimento a um nicho mais específico.

Eles influenciam, de forma positiva, as taxas de engajamento, que tendem a ser maiores que as dos megainfluenciadores, que têm milhões de seguidores.

O microinfluenciador é um produtor de conteúdo em começo de carreira. Mas seu trabalho oferece bons resultados, como:

  • primeiros contatos de publicidade;
  • visibilidade nas redes sociais;
  • trocas entre serviços e produtos;
  • aumento gradual da quantidade de seguidores;
  • confiança e relacionamento mais próximo com o público.

Intermediários

Os intermediários são os influenciadores que estão situados entre os menores e os maiores em relação à quantidade de seguidores, ou seja, entre 100 mil a 500 mil seguidores.

Quando a finalidade é alcançar um público com muitas pessoas, eles costumam funcionar.

São influenciadores que combinam confiabilidade, profissionalismo e muitas visualizações.

Macroinfluenciadores

O macroinfluenciador é o influencer digital cujo número de seguidores varia entre 500 mil a um milhão, seja em redes sociais, blog, podcast ou outro canal de contato presente da internet.

Esses influenciadores conseguem uma audiência muito heterogênea e abrangente. São pessoas que já estão consolidadas em uma ou mais redes sociais, alcançando milhões de seguidores.

As marcas que procuram alcançar um tipo específico de público podem obter bons resultados ao exibir serviços e produtos em parceria com um macroinfluenciador.

Dessa forma, se consegue também melhorar o engajamento com a marca e os conhecimentos sobre o negócio.

Uma das formas mais aplicadas por blogueiros macro é fazendo uso dos stories no Instagram, onde usam o que se costuma chamar de “recebidos da semana”.

As empresas enviam lançamentos e presentes para os influencers, os quais, em troca, divulgam produtos ou serviços da marca para os seguidores da rede.

Megainfluenciadores

Os megainfluenciadores conseguem reunir mais de um milhão de seguidores em seus canais de contato com o público.

Na maioria das vezes, o megainfluencaidor vai além da contagem de seguidores: ele obteve popularidade em mais de um segmento específico, mas ele ultrapassa o próprio mercado e a rede social em que atua.

Por que investir em marketing de influência?

O público tende a confiar nas opiniões dos influencers.

Esse é o principal motivo que está levando o mercado de influenciadores a crescer no Brasil e no mundo.

As grandes marcas e as agências de publicidade aproveitam a tendência e investem em influenciadores digitais para obter o engajamento de nichos diferentes.

Na atualidade, 44% dos consumidores procuram opiniões de influencers a fim de compreender mais sobre determinado produto. 

E 40% já compraram, pelo menos uma vez, depois que ouviram a opinião de um influencer.

Há, portanto, uma aproximação e identificação entre o consumidor e o influenciador digital, fazendo com que ele se torne parte da rotina do consumidor.

Além disso, vale a pena investir em marketing de influência devido ao Retorno do Investimento (ROI). 

Mas vale lembrar que os resultados com influenciadores digitais levam tempo. 

Você não vai ver resultados rapidamente, mas ainda assim o ROI compensa.

O Marketing de Influência é acessível aos pequenos negócios?

Tão famosos quanto, ou nem tão famosos, mas ainda assim efetivos, os chamados influenciadores digitais se apresentam como excelentes oportunidades principalmente para os pequenos e médios negócios.

Estudos recentes de marketing já demonstraram que mesmo as grandes empresas já reduziram investimentos em modelos tradicionais de propaganda para dar maior atenção às estratégias de marketing digital, incluindo ações focadas em influenciadores digitais.

Nos Estados Unidos, por exemplo, 59% dos gestores de marketing confirmaram a adoção de tal estratégia.

Um artigo publicado pela Revista Entrepeneur aponta este dado como um dos cinco motivos para acreditar no crescimento do marketing de influência.

Em campanhas de marketing de influência bem planejadas, o influenciador digital funciona como um instrumento de extensão da marca.

E estabelece uma ligação mais humanizada entre o seu produto/serviço com um público específico, que também deverá ser um público onde se encontram seus potenciais clientes.

Como trabalhar com influenciadores?

Atualmente, ter acesso a esses produtores de conteúdo para promover uma marca é um processo bem mais democrático do que antes. 

No começo, essa modalidade de marketing era restrita às marcas mais famosas, às grandes empresas.

Atualmente, há diferentes tipos de influenciadores, inclusive aqueles que se caracterizam pela quantidade de seguidores.

Alguns deles trabalham de forma bastante segmentada, o que pode facilitar o acesso ao público consumidor. 

Entre as melhores formas de trabalhar com influencers, podemos citar:

  • tenha objetivos e metas bem definidos;
  • escolha conforme a afinidade com seu negócio;
  • analise a qualidade do engajamento do influenciador nas redes sociais;
  • converse antes de contratar;
  • elabore um documento de alinhamento, ou seja, crie um briefing, que é uma lista de informações valiosas que vão orientar o trabalho (veja mais detalhes sobre esse documento mais abaixo);
  • crie laços com os influenciadores;
  • acompanhe as tendências do marketing digital.

O documento de alinhamento é uma lista de informações que servem para nortear seu trabalho. 

O briefing reúne detalhes a respeito do assunto:

  • características do produto ou serviço que devem ser descritas (caso exista alguma promoção, preço, como funciona, onde é, como o cliente pode ter mais informações sobre o assunto);
  • detalhamento de todos os objetivos e de todas as expectativas;
  • registro do que foi combinado;
  • ação esperada (ou call-to-action), como o usuário entrar no site, conhecer pessoalmente o negócio, acessar a rede social);
  • especificação do tipo de conteúdo (quantidade e tipo de postagens);
  • definição do tipo de comunicação (mais séria, bem-humorada, descontraída).

Dicas extras para quem deseja surfar na onda dos influenciadores

Para conquistar parceiros de marketing de influência e trabalhar com sucesso ao lado deles, é importante considerar o potencial que eles têm para persuadir o público. 

Eles podem, assim, se tornar bons parceiros na indicação de produtos. Vejamos algumas dicas de como trabalhar com influencers:

Foque nos objetivos

Escolha os objetivos que a empresa deseja conquistar. 

Mas isso requer algum preparo, organização, o que pode ser feito por meio de planilhas ou usando ferramentas de edição de imagens (Canva, por exemplo).

Vale a pena selecionar o método de organização mais adequado ao seu perfil.

Considerando isso, será mais fácil visualizar seus objetivos, decidindo pelo influencer que mais se ajusta ao seu negócio, aquele que ajudará no alcance de novos clientes.

A empresa define objetivos que devem ser traçados considerando o curto, o médio e o longo prazo. 

Podem acontecer ações isoladas ou parcerias fixas com os influenciadores. 

Observe para verificar suas planilhas e fazer algumas abordagens:

  • o objetivo que se pretende alcançar;
  • quem será o influencer contratado;
  • quando vai ser feito;
  • em que canais sua campanha será veiculada;
  • motivo para realizar sua divulgação assim;
  • de que forma ela será feita;
  • quais os custos envolvidos na divulgação.

Estude o público

Conhecer o público é a porta de entrada para que a empresa seja bem-sucedida. Dessa forma, aplique técnicas como:

  • crie formulários que identifiquem o público;
  • mapeie as demandas e as urgências do consumidor;
  • entregue o que seu público precisa a partir de seus objetivos conforme as necessidades do cliente;
  • ofereça a melhor experiência.

Assim, é possível escolher um perfil no Instagram, YouTube, Facebook ou Twitter para fazer o acompanhamento dos influencers que mais estão próximos do público que consome seus produtos/serviços.

Assim, quando você pesquisa assuntos específicos nos mecanismos de busca dessas plataformas, receberá conteúdo próximo com aquele postado pelo influenciador, tornando mais fácil a busca por outros.

Ocorre desse modo devido ao algoritmo, que permite entregar conteúdos mais procurados pela empresa, o que vai assegurar melhor mapeamento de outros influenciadores de forma orgânica.

Defina o investimento

Saiba o quanto é possível investir para efetivar as estratégias de divulgação, para que isso deixe o processo mais tranquilo. 

Mesmo considerando os variados tipos de influenciadores, é possível trabalhar permutas, ou seja, permutando produtos/serviços pela divulgação, entre outras coisas:

  • envio de itens específicos;
  • convite para lançamentos;
  • oferta de serviços;
  • compartilhamento do trabalho do influencer nas redes sociais, no blog, na loja virtual da empresa.

Trabalhando assim, a empresa gasta um valor moderado, que cabe no orçamento da empresa. 

As permutas evitam o gasto de dinheiro que está acima das condições financeiras do negócio.

Pesquise o influencer que tenha sentido para seu negócio

É recomendável escolher o influenciador digital mais compatível com o perfil de sua empresa. 

Para isso, pesquise nas redes sociais em que ele atua e confira os interesses das pessoas que os seguem.

Talvez, o perfil de algum influencer não seja o mais adequado para fazer marketing de sua marca.

É necessário identificar pessoas que tenham sentido para o seu nicho.

Uma dica eficaz é fazer uma lista com os principais influenciadores do segmento, se existem alguns que atuam em sua cidade, a quem os consumidores de seus produtos/serviços costumam seguir e qual o tipo de conteúdo que mais consomem.

Na hora da divulgação de seus produtos e/ou serviços no Instagram, é importante que o influencer sinalize a publicação (#PUBLI).

Analise o Instagram

Analise o Instagram antes de contratar. 

Essa rede social tem se destacado mais que as outras na área de marketing de influência.

Observe os stories, as imagens e os comentários. 

Confira se outros empreendedores que atuam no mesmo ramo que o seu também estão seguindo ou se tornaram parceiros do influenciador digital.

Veja algumas informações sobre o marketing de influência no Instagram que mostram sua relevância como canal de divulgação do influencer!

Muitas fotos, vídeos e curtidas diariamente no Instagram

O Instagram tem crescido bastante nos últimos anos. 

A postagem de fotos representa, atualmente, 64,4% de todas as postagens do principal feed da rede social. 

Em seguida, vêm as postagens em carrossel (18,8%) e em vídeo (16,8%).

Crescimento no suporte do Instagram nos últimos quatro anos

O Instagram não sofreu com a aquisição do Facebook.

Durante a era do Facebook, aconteceu um crescimento massivo dos usuários: mais de 1,074 bilhão de usuários ativos na atualidade. 

Mais de 500 milhões de usuários estão utilizando, diariamente, o Instagram Stories.

Os #seguidores de influencers mudam bastante conforme o nicho

Há uma variação muito grande na quantidade de seguidores que os influenciadores têm. 

Certos segmentos, como estética, têm influenciadores bastante populares. 

Em outros segmentos, como músicas e estilo de vida, há um número menor de seguidores de influenciadores.

Gastos com marketing de influência no Instagram crescem com rapidez

O aumento na atividade de influenciadores e o aumento na relevância do Instagram como um canal de comunicação digital bastante visível contribuíram para um significativo aumento nas empresas que gastam dinheiro com influencers que são ativos na rede social. 

Veja só:

  • 55% dos profissionais de marketing desejavam utilizar o Instagram, em 2022, para marketing de influência, perdendo espaço para o YouTube;
  • 43% exibiram anúncios online;
  • 35% TikTok;
  • 29% anúncios de TV;
  • 20% anúncios OOH (Out OF Home, Fora do Lar);
  • 20% Twitch.
Quantidade de postagens de influencers patrocinados pela empresa aumenta exponencialmente

Houve um crescimento muito elevado nas postagens de influencers patrocinados devido às regras mais rigorosas sobre a transparência na publicidade e da conscientização das empresas a respeito da importância do marketing de influência.

Entre 2015 e 2017, as postagens aumentaram o triplo, alcançando 2,6 milhões de postagens. 

A expectativa é que as postagens patrocinadas cheguem a 6,12 milhões no ano de 2023.

Taxas de engajamento do Instagram mais elevadas que as do Twitter, mas inferiores às do TikTok

As postagens do Instagram costumam oferecer taxas de engajamento mais elevadas do que as taxas de engajamento do Tweet. 

Talvez porque as postagens do Instagram ficam por um período maior, mas um Tweet tende a desaparecer com rapidez no feed de um usuário.

Em ambos os canais de mídia social, os influencers com uma quantidade menor de seguidores consideram mais fácil desenvolver uma elevada taxa de engajamento do que as pessoas com mais seguidores.

Atente para a imagem do influenciador

Fique atento se o influencer tem realmente uma boa imagem, se não está envolvido em polêmicas.

Influenciadores envolvidos em escândalos ou com imagem duvidosa podem prejudicar bastante sua marca. 

As polêmicas podem envolver questões religiosas ou políticas, referentes a preconceitos, racismo e assim por diante.

Como saber se essa estratégia de influenciadores é para mim?

Mas será que o marketing de influência realmente funciona para seu negócio? 

É apropriado fazer uma análise, mas geralmente funciona na maioria dos negócios.

Verifique se outras empresas do mesmo ramo recorrem a marketing de influenciadores para divulgarem sua marca e os resultados que obtêm com a estratégia. 

Afinal, se elas conseguem sucesso, é bem possível que sua empresa também consiga.

Lembre-se de que os brasileiros passam, em média, nove horas conectados à internet. 

E, considerando esse período, a maioria do tempo é dedicado às redes sociais.

Nesse contexto, os influencers são os grandes produtores de conteúdo: 71% das pessoas afirmam que seguem algum tipo de influenciador digital e 62% têm um influencer preferido.

O influenciador desenvolve um relacionamento bem próximo com os seguidores, baseado em afinidades. 

Consequentemente, surge a confiança, que ajuda a gerar vendas.

De todos os consumidores, 45% admitiram ter comprado alguma mercadoria por orientação de algum influenciador. 

Todos esses dados confirmam que o marketing de influência está se destacando cada vez mais no cenário atual.

Como medir se a parceria deu resultado? 

Mensurar os resultados é uma forma de analisar o desempenho conquistado com a aplicação do marketing de influência. 

Assim, a empresa pode revisar metas e até desenvolver planos para atingir seus objetivos. 

Por isso, medir os resultados é uma prática que deve acontecer periodicamente. Entre as métricas que podem ser incluídas nos relatórios, citamos:

Métricas de reconhecimento

Essas métricas mostram o quanto a campanha foi visualizada. 

São importantes para revelar o quanto o público reagiu positivamente à divulgação. Essas métricas envolvem:

  • pessoas alcançadas;
  • impressões;
  • impacto de influência da campanha;
  • novos visitantes no site;
  • retorno monetário.

Métricas de consideração

As métricas de consideração mostram o quanto as pessoas se apresentam dispostas a consumir seus serviços ou produtos. 

Elas envolvem:

  • engajamento;
  • aumento dos seguidores;
  • novas visitas do site;
  • cliques para o site;
  • conteúdo salvo no Instagram;
  • aumento de buscas no Google;
  • retargeting (estratégia para lembrar o consumidor do interesse inicial dele, conduzindo-o de volta à loja virtual para realizar a compra).

Métricas de conversão

As métricas de conversão, por sua vez, mostram a efetividade da campanha, ou seja, a reação do público em relação a um maior envolvimento com a marca, gerando mais vendas. 

Entre essas métricas, podemos citar:

  • leads gerados;
  • conversões no site;
  • quantidade de cupons usados;
  • downloads do aplicativo;
  • conversões na loja física.

A importância de relatórios

Um relatório eficiente combina esses dados em conjunto com a análise subjetiva dos resultados.

Nesse sentido, é indicado mensurar também o envolvimento do influencer com a campanha, como ele se engajou com a campanha.

O relatório deve incluir, portanto:

  • prints de comentários importantes feitos nas redes sociais;
  • prints de post criados;
  • sentimentos dos comentários;
  • análise do envolvimento do influencer.

A importância de parametrizar os links

Parametrizar significa colocar códigos na estrutura dos links para identificar (taguear) as URLs. 

A finalidade é conseguir informações do tráfego dos usuários que visitaram determinada URL, fazendo o rastreamento de dados sobre o link que se deseja monitorar.

Quando a campanha é de descontos, a criação de cupons personalizados com o nome do influencer é algo considerável. 

Mesmo que o consumidor não efetue a compra usando o link, a empresa permanece sabendo a origem da venda.

A relevância de calcular o ROI

O Retorno Sobre o Investimento (ROI) é um indicador usado para saber qual é o resultado financeiro de determinado investimento.

Considere que uma empresa investiu R$ 15 mil em marketing de influência. 

Caso, ao fim da campanha, o investidor tenha gerado uma receita de R$ 40 mil, o Retorno Sobre o Investimento foi, nesse caso, de. Para chegar a esse resultado, usa-se a fórmula:

  • ROI = (receita gerada – custos e investimentos) / custos e investimentos;
  • ROI = (40.000 – 15.000) / 15.000;
  • ROI = 1,67

Para um resultado mais preciso, multiplica-se o resultado por 100: 1,67 x 100. Logo, o Retorno Sobre o Investimento foi de 167%.

Viu só, o marketing de influência realmente é um recurso valioso para a empresa que deseja alcançar um público maior, que pretender impulsionar suas vendas e consolidar, com chave de ouro, sua presença nas redes sociais.

O que achou do post? Já investe em estratégias de marketing de influência? 

Que tal conhecer um pouco mais sobre uma das mais importantes redes sociais do momento? 

Veja como ganhar seguidores no Instagram por meio de 27 dicas valiosas!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário