Por que você deve investir em marketing de conteúdo agora mesmo?

O grande fluxo de informações que a web proporciona atualmente contribui para a criação de estratégias ágeis, que, além de estreitar a […]

O grande fluxo de informações que a web proporciona atualmente contribui para a criação de estratégias ágeis, que, além de estreitar a relação entre o público e as empresas, ajuda a estabelecer um bom posicionamento online, aumentando as suas oportunidades de venda em vários canais.

Dentre as principais estratégias citadas, está o marketing digital, um conjunto de ações que uma empresa executa online, por meio das ferramentas digitais, com o intuito de promover empresas e produtos, atrair novos negócios e desenvolver a identidade de uma marca. As possibilidades de aplicações são múltiplas, mas, neste artigo, daremos ênfase ao marketing de conteúdo — uma estratégia parta atrair consumidores através da criação de conteúdo relevante.

Por meio dela, uma empresa pode garantir uma posição como autoridade no assunto de interesse, aumentando, assim, a visibilidade e construindo relacionamentos mais fortes com seus leads e potenciais clientes.

Quer saber por que você deve investir em marketing de conteúdo agora mesmo? Acompanhe nosso artigo e conheça o motivo de o marketing de conteúdo ter se tornado essencial para as estratégias digitais. Boa leitura!

O que é marketing de conteúdo?

Atualmente, marcar presença nas mídias digitais se tornou uma verdadeira questão de sobrevivência para as marcas. Afinal, não são apenas os seus potenciais clientes que estão nela, mas também os seus concorrentes.

Para o público, a internet virou um suporte de pesquisa na hora de adquirir os diversos produtos e serviços, pois, a todo o momento, os consumidores estão à procura de soluções, e, na maioria das vezes, começam nos motores de busca. Além dessa interação de compra e de venda, as mídias caracterizam-se como uma das melhores maneiras de determinar uma comunicação de forma direta, personalizada e na hora certa com o público.

A partir do exposto, o marketing de conteúdo é o processo de publicar materiais e informações importantes e valiosas, a fim de atrair, converter e motivar uma audiência. Em outras palavras, podemos dizer que é uma estratégia de marketing com foco no engajamento do público-alvo e no crescimento da rede de clientes por meio da criação de conteúdo relevante e valioso.

Seu principal objetivo é posicionar a marca da empresa no lugar e no momento certo da trajetória de compra para oferecer as melhores soluções aos consumidores. A vantagem do marketing de conteúdo é permitir uma comunicação direta com seu público-alvo, mas, para isso, é necessário escolher as plataformas que trabalharão. As mais comuns são os blogs e as redes sociais, como Instagram e Facebook, com formatos de divulgação conteúdo que abrangem blogposts, infográficos, e-books, webinars, entre outros.

Qual a importância dessa estratégia?

Milhares de empresas brasileiras já entenderam a importância do marketing de conteúdo, a maior prova disso é que 73% delas já adotam essa metodologia na sua estratégia de aquisição de clientes e, das que ainda não aderiram, 61,8% pretendem adotá-la em breve, de acordo com um relatório da Rock Content, empresa especializada no segmento.

De modo geral, podemos dizer que, hoje em dia, ter uma presença digital é essencial, pois se o cliente estiver buscando por sua empresa na internet e não encontrá-la, a chance de ele não realizar contato com você é enorme. Porém, cabe ressaltar que a presença digital vai além dos mecanismos de busca e das redes sociais, a empresa precisa também de um website com domínio próprio para garantir a visibilidade no meio digital.

Dessa forma, o marketing de conteúdo possibilita que sua marca manifeste sua experiência e seu conhecimento na área, fornecendo informações valiosas que podem ajudar os leitores a tomar uma decisão de compra. Nesse caso, todas as vezes que um novo artigo é publicado, a empresa apresenta aos clientes e leads o quanto conhece o seu mercado e os desafios enfrentados.

Um bom conteúdo pode ajudar a conhecer melhor e a ganhar a confiança dos seus clientes, facilitando a elaboração de estratégias personalizadas e mais eficientes para impactá-los. Quando os usuários consomem conteúdo, eles passam a desenvolver um ponto de vista sobre a marca. Por isso, quanto mais valor você agregar ao seu conteúdo, mais fácil será criar confiança junto ao seu público-alvo.

Quando realizado de forma eficiente, esse recurso pode trazer muitos benefícios, como reconhecimento de marca, criação de autoridade, educação do mercado, entre outros. Além disso, a pesquisa citada anteriormente aponta que essa estratégia atrai até 3,7 vezes mais clientes em potencial e 2,6 mais tráfego nos sites. Dessa forma, torna-se evidente a importância desse mecanismo para o crescimento das empresas.

Por que investir em marketing de conteúdo?

Depois de salientar a importância do marketing de conteúdo e algumas das suas principais vantagens, fica fácil saber por que você deve investir o quanto antes nessa metodologia.

Primeiramente, investir no meio digital tornou-se uma possibilidade imprescindível para as empresas que desejam prosperar no mercado. Com o atual contexto de pandemia de Covid-19 e o isolamento social, essa opção foi intensificada, já que muitos negócios se viram obrigados a fecharem as portas e migrarem para onde os consumidores continuassem comprando. É aí que as estratégias de comunicação em mídias digitais se tornaram ainda mais importantes, apesar de muitas marcas terem se perdido com esse processo “forçado” de automatização.

A seguir, listaremos alguns motivos pelos quais o marketing de conteúdo se tornou essencial para estratégias digitais. Confira!

Destaque diante dos concorrentes

A criação de bons conteúdos que ajudem o cliente a identificar e solucionar seus problemas é um fator importante que faz com que sua empresa se destaque diante da concorrência. Nesse sentido, o marketing de conteúdo é uma forma eficaz das empresas se diferenciarem de seus concorrentes, reforçando o que faz com que ela seja diferente de todas as outras. A empresa que apresenta um site de qualidade, uma boa fanpage e um blog com conteúdos relevantes certamente sairá na frente da concorrência.

Baixo investimento

Com os anos, o preço do marketing offline acabou ficando bem alto. Assim, divulgar o trabalho na televisão, no rádio, nos jornais ou em outdoors tornou-se um investimento caro, do qual a maioria das empresas, sobretudo as que apresentam um baixo faturamento, não tem a oportunidade.

Já o marketing digital para e-commerce, por exemplo, apresenta um investimento mínimo, muitas vezes mais em conta do que o marketing offline. Por isso, não é à toa que as estratégias de marketing online têm ocupado grande parte dos mecanismos de publicidade das grandes empresas.

Afinal, com as ferramentas existentes atualmente, a possibilidade de segmentação e as estratégias variadas de otimização do site de pesquisas tornou-se muito mais barato investir em estratégias digitais, como o marketing de conteúdo, do que na mídia tradicional.

Precisão na análise de resultados

A análise dos resultados é uma das etapas mais vulneráveis de toda a estratégia de marketing de conteúdo. É através dela que você vai descobrir se as ações estão funcionando e quais não estão, e, assim, realizar o aperfeiçoamento delas.

Em geral, o marketing permite estabelecer com mais certeza quem é seu público e quais são suas preferências e necessidades, e, consequentemente, acompanhar com eficiência os resultados das ações de marketing utilizadas pela empresa. Ao utilizar as métricas de marketing, você consegue identificar as falhas do processo, removê-las e, então, aperfeiçoar os resultados.

Além disso, com o marketing de conteúdo, é possível criar diversos públicos e segmentar a comunicação para cada um deles. Isso possibilita, portanto, o monitoramento preciso do comportamento dos consumidores em sua página, o desempenho de anúncios nos sites de busca, os resultados de um post nas mídias sociais, a direção de orientação do usuário até ele se tornar cliente, entre outros fatores.

Construção de audiência qualificada

Outro ponto que merece destaque é o caso de as empresas poderem construir uma audiência qualificada com quem deseja realmente consumir seu produto ou serviço, mantendo uma relação com ela até se fidelizar. Ou seja, o marketing permite atrair as pessoas que realmente têm interesse e possuem o perfil ideal para consumir da sua empresa.

De certa forma, isso é uma grande vantagem, porque você economiza dinheiro — deixando de gastar com aqueles que não apresentam interesse em seus produtos e serviços por meio da segmentação — e passa a conhecer melhor o seu público-alvo, tornando-se cada vez mais especialista em conquistá-lo.

Com o tempo, essa audiência será um ativo fundamental para a sua empresa, pois a partir da interação dos seus clientes com seus conteúdos, é possível obter dados e informações importantes, que garantem a análise do desempenho de suas campanhas. Ou seja, quais deram mais certo e quais não tiveram resultados positivos. Assim, as campanhas segmentadas e assertivas possibilitam a construção de uma audiência qualificada, que permitem construir um bom relacionamento com o público-alvo, a fim de garantir mais oportunidades de venda e fidelização de clientes.

Construção da imagem e da identidade

Um fator que contribui significativamente para o sucesso de um negócio é a sua imagem perante o mercado e o vínculo que os consumidores consolidam com a sua identidade. As chances de o público se identificar com a marca e iniciar um relacionamento se tornam maiores quando ela ganha uma voz e uma “cara”, seja pelos valores ou pelo estilo de vida.

Dessa forma, por meio de mecanismos digitais, como o marketing de conteúdo, é possível construir a imagem e a identidade da marca, que, de modo geral, são reconhecidas pela linguagem e pelo design que contribuem para que ela tenha uma reputação positiva e ofereça mais confiança aos clientes.

Como investir em marketing de conteúdo?

Ao contrário do que muitos pensam, o marketing de conteúdo vai muito além de escrever, essa é a menor parte na verdade. Em geral, trata-se de um trabalho que se resume em três etapas: planejamento, execução e mensuração.

O planejamento é aquilo que vem antes da criação do conteúdo de fato. Consiste no momento em que você deixa evidente o objetivo e os resultados que deseja alcançar com a estratégia. A execução é a produção do conteúdo de fato, com a escolha das palavras-chave, do tamanho, do formato, da escaneabilidade e da divulgação do conteúdo. Por último, a mensuração da estratégia, para que você saiba a efetividade das ações e as melhorias necessárias.

Mais do que conhecer as principais estratégias do marketing de conteúdo, é essencial entender as etapas do processo de forma mais ampla e saber como elas se aplicam dentro do negócio. Então, que tal começar a definir os seus métodos e colocar tudo isso em prática?

Para que você consiga desenvolver um plano focado em resultados, mostraremos aqui os passos mais importantes dessa jornada. Veja!

Defina o objetivo e os KPIs

O primeiro passo de um planejamento de marketing de conteúdo é definir os objetivos do investimento. Um objetivo preciso ajuda a sua equipe a compreender quais métricas precisam de acompanhamento e quais ações devem ser tomadas para aperfeiçoar os resultados. Toda estratégia precisa seguir um objetivo que ofereça benefícios reais para o negócio, caso contrário, pode acabar comprometendo a metodologia como um todo.

Para isso, é importante que o objetivo seja específico — isto é, que todos os envolvidos tenham claro entendimento do que consiste —, mensurável, atingível, relevante e temporal. Além disso, certifique-se de que ele irá gerar valor para o seu negócio.

Cabe ressaltar que, juntamente com os objetivos, é necessário definir também os indicadores, pois eles são responsáveis por mostrar se a sua empresa está cumprindo os requisitos corretos para alcançar os objetivos. O KPI (da sigla Key Performance Indicator, traduzida como Indicador-chave de Desempenho) ajuda nesse processo, pois é o indicador usado para mensurar a performance dos procedimentos de uma empresa e, com as informações, auxiliar no alcance da meta.

Defina as personas

Entenda, primeiramente, que a persona é um personagem fictício de um cliente ideal para certa empresa, com o propósito de conhecer melhor quem é o cliente e do que ele precisa, para, desse modo, criar as estratégias certas.

Diante disso, é importante destacar que o consumidor se tornou mais ativo no processo de compras. Afinal, ele não só recebe a informação sobre uma determinada marca, como também filtra, avalia e cria uma interação com os seus valores. Portanto, determinar sua persona e conhecer a fundo suas preferências resultará em melhores oportunidades.

Como o marketing de conteúdo é focado no cliente, você precisa conhecer o comportamento, as necessidades e o que a persona realmente procura de informação e conteúdo para ajudá-la no seu dia a dia. Assim, é possível determinar o tipo de conteúdo a ser produzido para alcançar seus objetivos, os assuntos que serão abordados e onde eles devem ser disponibilizados.

Produza conteúdo de acordo com a etapa do funil de vendas

Se você não sabe exatamente como funciona o funil de vendas, explicaremos brevemente o seu conceito. Trata-se de uma representação dos estágios que um potencial cliente passa até que ele chegue à decisão de compra. Ele se divide em três partes: topo (aprendizado e descoberta), meio (reconhecimento do problema e consideração) e fundo (decisão de compra).

Além disso, o funil de vendas é uma representação determinante para estabelecer as estratégias de marketing de uma empresa, além de permitir classificar em qual ponto da transformação o cliente se encontra e quais esforços são necessários para levá-lo para o próximo estágio, até que ele realize a compra.

No marketing de conteúdo, cada etapa do funil requer conteúdos diferentes com o objetivo de que o cliente passe de uma para a outra, até chegar ao fundo — por isso a importância de produzi-los de acordo com o público-alvo.

Utilize diferentes canais de conteúdo

Depois de estabelecer o seu objetivo, definir sua persona e conhecer bem o seu público-alvo, é hora de identificar em quais canais eles estão. Aqui, é fundamental ressaltar que o melhor canal é aquele em que a sua persona está. Não adianta nada postar conteúdo no LinkedIn se a sua persona nem conhece essa rede social.

Portanto, se a sua intenção é garantir melhores resultados para seu negócio, você não precisa estar em todos os canais, apenas naqueles onde o seu público está. O ideal é não centralizar todas as demandas em apenas um lugar, porque em algum momento aquele canal pode deixar de existir.

Dito isso, vamos listar os principais canais que existem atualmente. Acompanhe!

Blog

A pesquisa da Rock Content, apontada anteriormente, mostra que o blog é a segunda estratégia mais usada pelas empresas, com adesão de 70,5%. Ele perde apenas para as redes sociais, que atinge 89,2% da preferência.

De modo geral, o que faz do blog uma base para a estratégia de marketing de conteúdo é o fato de ser um canal exclusivo de comunicação com o público, sem as interferências que outros meios podem ter, como as redes sociais. Isto é, é possível publicar o que deseja e a quando quiser.

Além disso, o blog é um ótimo mecanismo para aperfeiçoar os conteúdos e melhorar o seu ranking em mecanismos de busca, como o Google. Isso, além de melhorar a visibilidade do negócio, aumenta o seu poder de atrair mais clientes.

Redes sociais

Assim como os blogs, as redes sociais são essenciais para o sucesso de uma estratégia de marketing online, pois as vantagens dessas plataformas são muitas, como divulgação da marca, engajamento dos clientes, geração de tráfego para o blog e maior oportunidade de vendas.

A maioria das redes sociais é multimídia, o que permite que a empresa compartilhe textos, fotografias, vídeos, infográficos, transmissões ao vivo, concursos, gifs e outros. Não é à toa que quase 95% das empresas brasileiras estão presentes nas redes sociais. As mais utilizadas são Instagram, YouTube, Facebook, WhatsApp, Twitter.

E-mail marketing

Outra ferramenta importante é o e-mail marketing, que consiste no uso de e-mail em campanhas como forma de distribuir conteúdo e melhorar o relacionamento com seus contatos, sobretudo para estimular vendas. A vantagem é que ele é um canal de baixo custo e ágil, assim como oferece maior previsibilidade de alcance, podendo ser usado em diversos tipos de negócios, independentemente do tamanho da organização.

Conteúdos ricos

Os conteúdos ricos são aqueles que agregam valor aos usuários. O objetivo é oferecer um material de qualidade, que eduque seus potenciais clientes e os prepare ao longo do tempo, para que, futuramente, ele realize a venda. Portanto, esses materiais são capazes de gerar leads e aumentar sua base de contatos.

Os principais formatos de materiais ricos são e-books, templates, webinars e whitepapers. Produzi-los é uma ótima forma de mostrar que a sua empresa é autoridade em algum assunto, pois você apresenta bastante conhecimento para falar sobre aquilo com profundidade e educar o mercado.

Outros

Além dos canais listados, existem os vídeos, os podcasts, as revistas online e até mesmo os formatos offline. O ideal é manter-se informado e atualizado sobre as novidades do mercado, identificando quais os canais podem realmente ajudar a sua empresa a garantir bons resultados.

Por último, e não menos importante, lembre-se de mensurar a estratégia para saber se as ações estão sendo efetivas. A boa notícia é que você pode testar diferentes métodos e mudar a estratégia relativamente rápido e sem custos muito altos. O importante é não deixar de medir os resultados, e quando estiverem interessantes, talvez seja a hora de testar algo novo.

Por fim, cabe ressaltar que essa estratégia impacta diretamente nos resultados positivos das empresas. No caso do e-commerce e do marketplace, o marketing de conteúdo é algo que pode ser decisivo para o sucesso do negócio, porque ele ajuda a aumentar a taxa de conversão e a conquistar e fidelizar os clientes.

As vendas online podem ser um grande desafio para alguns lojistas, que, além de ter que se destacar entre a concorrência online e offline, precisam conquistar a confiança do cliente. Por isso, o ideal é se planejar e manter a constância das postagens, porque muitos empreendedores acabam desistindo no meio do caminho. Não se esqueça de que uma empresa não cresce da noite para o dia — é necessário investir em estratégias eficazes sempre da melhor forma possível.

Gostou do nosso post sobre marketing de conteúdo? Então, deixe aqui o seu comentário e compartilhe com a gente o seu ponto de vista e suas dúvidas sobre o assunto!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário