Mapa de calor: o que é, para que serve e como utilizar no e-commerce!

Mapa de calor ou heat maps para site como também é conhecido, tem como objetivo principal coletar os dados de uma página da web e entender quais são os pontos mais "quentes" e "frios" em uma escala de cores diferentes. Esses insights são importantes para entender o comportamento do consumidor.

O mapa de calor é uma forma muito eficiente de ter mais informações sobre o comportamento dos usuários em um e-commerce ou blog.

Com as análises completas que a ferramenta de mapa de calor pode fornecer aos gestores, é possível implementar melhorias significativas nas páginas e sites.

Muitos empreendedores sabem da dificuldade que é entender mais sobre o comportamento dos usuários em um site, bem como entender o que funciona e o que precisa ser mudado no SEO dessas páginas.

Logo, o mapa de conteúdo fornece uma base muito valiosa para que melhorias no site sejam implementadas, de forma estratégica e analítica.

Neste artigo, falaremos tudo o que você precisa saber sobre o mapa de calor para entender como essa é uma estratégia analítica muito importante para os sites. Não deixe de acompanhar!

O que é mapa de calor?

O mapa de calor, ou heatmap, nome em inglês, é uma ferramenta que age por representação gráfica que mostra ao gestor quais os pontos de um blog, ou um site, em que houve maior movimentação por parte dos usuários ou visitantes dessas páginas.

O mapa de calor mostra os pontos e elementos mais populares, ou impopulares, de um site e blog, usando cores para que a visualização seja mais simplificada.

É uma das maneiras mais eficientes para rastrear o caminho que o usuário corre dentro de um website.

Ele mostra as principais interações e o comportamento de um visitante em uma página de conversão, por exemplo. Essa tecnologia é vista em muitas áreas de atuação, não se restringindo à vendas e marketing.

No universo esportivo, por exemplo, é bastante comum usarem o mapa de calor para ver em quais locais do campo o atleta esteve mais presente e como ele se deslocou ao longo de uma partida de futebol.

Já para a área de marketing, o motivo do uso e o conceito é bastante similar, já que o objetivo de usar o mapa de calor é justamente mapear quais partes de uma página o usuário dedicou mais tempo e atenção.

Com uma correta interpretação, é possível identificar em quais seções, links e banners os usuários mais clicaram.

Já para blogs, é possível retirar insights com o mapa de calor que revelam as partes de um artigo em que um visitante passou mais tempo, entre outras informações valiosas para guiar a estratégia do negócio.

Para que serve o mapa de calor?

O mapa de calor serve para ajudar os gestores e especialistas de marketing a entenderem mais sobre o comportamento dos usuários em um, ou mais, páginas e ainda mostra dados sobre a otimização da página.

Eles podem ser usados para facilitar a leitura de uma grande quantidade de dados e também na interpretação desse volume de dados.

Isso porque, com o mapa de calor, é possível ver uma grande quantidade de informações de uma única vez de forma muito mais simplificada.

Como exemplo, podemos imaginar uma página que tenha um design agradável, uma boa velocidade de carregamento e seja responsivo. Por mais que o site seja bem otimizado, os resultados não são satisfatórios.

Para entender de forma mais aprofundada o que pode estar acontecendo você decide instalar um software de mapa de calor para que consiga observar como os usuários estão se comportando ao navegar no site, por exemplo.

Após um período determinado da instalação desse software, é possível acessar relatórios e entender o comportamento dos visitantes do site.

Nessa análise, será possível ver onde os usuários passam o mouse dentro da página analisada.

Claro que, com uma representação gráfica, o heatmap mostra uma média baseada em toda a coleta de dados que fez ao longo do período estipulado.

Para a visualização de onde o usuário passou o mouse, as cores mais quentes representam as áreas onde o usuário permaneceu por mais tempo, as cores mais quentes são representadas pelo vermelho, laranja e amarelo.

Já as áreas em que foram menos percorridas pelos usuários, são representadas por cores mais frias, como o azul e o verde.

Logo, cores que representam o quente e o frio, são a base de interpretação do mapa de calor.

Para uma página de vendas, como outro exemplo, as cores quentes e frias mostram os locais onde os potenciais compradores mais percorreram.

Alguns usos do mapa de calor para uma loja online você verá abaixo. Vamos lá!

Indicações de calor

Como mostrado no exemplo nos parágrafos acima, o uso de indicação de calor é representado por cores quentes e cores frias.

As cores mais quentes, como o vermelho, indicam as áreas onde houve maior intensidade de navegação dos usuários, bem como maiores taxas de cliques e de tempo de permanência em um determinado ponto da página.

As áreas que recebem menos intensidade de navegação são representadas por cores frias.

Com essa diferenciação de representação de temperatura, o mapa de calor consegue elaborar relatórios de uso dos visitantes e de desempenho da página.

Click Maps

Os Click Maps mostram em quais áreas de um site, blog, página o usuário realizou mais cliques.

É, também, representada por pontos de medição de calor, por meio de cores quentes ou frias.

Essa é uma medida muito importante para entender desempenhos específicos, como conversão dos CTAS, banners, indicadores de seção e muito mais.

É uma maneira muito eficiente de criar uma percepção mais objetiva em que é possível fazer uma análise mais aprofundada sobre o interesse e comportamento dos usuários nas suas páginas de vendas.

Scroll Maps

O Scroll Maps já tem como objetivo mostrar até que ponto um usuário está descendo ou subindo a página.

Para o blog, é muito eficiente para mostrar até que ponto do artigo os usuários estão lendo, já que devem “rolar” o mouse para que chegue no final da página.

O Scroll Maps pode mostrar aos analistas se o tamanho do conteúdo é condizente com as expectativas dos leitores, mas também pode indicar em qual parte do artigo o conteúdo deixou de agradar aos visitantes do blog.

Hover Maps

Essa é uma forma de análise mais ampla de uma página, já que essa medida indica apenas o movimento do cursor do usuário enquanto ele percorre um site.

Para que essa forma de medir o comportamento do usuário em uma página seja válida, é preciso entender se o usuário realmente consumiu o conteúdo ou se o mouse ficou parado durante a atividade realizada.

Qual a função dele na estratégia de marketing?

Como é possível entender, o mapa de calor pode ser usado como grande aliado para diferentes estratégias, como para as estratégias de marketing.

Ainda assim, de modo geral, o heatmap tem o objetivo principal de indicar melhorias necessárias para otimização de um site, página ou blog.

Para que seja eficiente, esse deve ser um trabalho contínuo e de constante análise de resultados, mas que não pode ser negligenciado, já que estamos falando de ambientes necessários para a captação e nutrição de leads, bem como conversão de vendas.

Para o time de marketing, podemos dizer que o mapa de calor tem dois objetivos principais, são eles: analisar o comportamento dos visitantes e entender quais partes do site devem ser otimizadas. Confira cada uma delas a seguir!

Analisar o comportamento dos usuários

Ao projetar e estruturar um site, o objetivo principal é criar um ambiente favorável para o usuário.

Tudo que é pensado em uma determinada página, tem como ponto de partida o usuário e o comportamento que ele terá naquela página.

A página é projetada para que os usuários realizem alguma ação, como o clique em links, consumindo algum conteúdo ou preenchendo alguma informação, por exemplo.

Portanto, mesmo que uma página já esteja bem desenvolvida e apresentando uma boa performance, é preciso de monitoramento constante para acompanhar potenciais mudanças no comportamento dos usuários.

O mapa de conteúdo, então, se torna uma poderosa ferramenta para analisar e mapear o comportamento dos usuários em um site.

Como os relatórios apresentam um bom nível de detalhamento, ao conectar o relatório do mapa de calor a outras métricas, a análise comportamental se torna muito mais completa.

Identificar áreas de melhorias no site

Com uma análise comportamental dos usuários, onde o relatório mostra em quais locais as pessoas apresentam maior intensidade de navegação, os analistas podem entender quais são os pontos fracos e fortes de uma página.

Afinal, os pontos onde existem menos intensidade de navegação podem contar com melhorias para que se tornem mais atraentes para os usuários.

Assim como no comportamento do usuário, para identificar melhorias nas páginas, o mapa de calor deve ser complementado por outras métricas de desempenho.

Qual é a importância de mapear a navegação de um site ou blog?

Assim como para uma estratégia de marketing, o mapa de calor é muito importante para analisar alguns pontos fundamentais de desempenho de sites e blogs.

Com essa análise, as chances de criar melhorias e otimizações em um site são muito maiores, já que os dados são baseados em informações completas sobre o comportamento dos usuários nesses ambientes.

Veja algumas melhorias que o heatmap pode indicar em um site ou blog. Vamos lá!

Gerar mais pontos de conversão

Independente do grau de maturidade, os pontos de conversão são imprescindíveis para uma estratégia de marketing. Como exemplo, a assinatura de uma newsletter precisa de um ponto de conversão eficiente, já que ajudará na captação e nutrição de leads para que sejam convertidos em compradores da marca.

Contudo, o CTA deve funcionar muito bem, para que cada vez mais usuários se tornem assinantes da newsletter.

Com o mapa de calor, será possível entender alguns motivos que indicam o porquê de uma newsletter estar tendo poucas conversões, por exemplo.

Isso porque ele indicará como é a navegação dos usuários e quais são os pontos que mais chamaram a sua atenção.

Caso o mapa de calor mostre pouca presença nos pontos onde o CTA está localizado, medidas devem ser tomadas, como a mudança de local do CTA, as cores do Call-to-Action e muito mais.

Otimizar conteúdos

A otimização de conteúdo também pode se beneficiar com o uso do mapa de calor. Com a análise do Scroll Maps, o gestor entende até que ponto o usuário leu um artigo e onde a atenção foi mais intensa.

Ao alinhar a análise do mapa de calor com uma boa escaneabilidade do texto, é possível criar artigos com maiores chances de sucesso, já que a estrutura do texto é guiada com base, também, no comportamento do usuário.

Reduzir taxa de rejeição

Uma das métricas que mais influenciam em estratégias de site e blogs é a taxa de rejeição.

Afinal, podem existir muitos motivos que fazem com que um usuário deixe uma página e, sendo preciso entender quais desses motivos estão atrapalhando o desempenho do seu site.

O heat map ajuda, em um primeiro momento, a entender o momento exato em que um usuário deixa o site.

Com esse dado, unido a outras métricas, é possível chegar à causa real da taxa de rejeição estar acontecendo.

Como o mapa de calor é feito?

Como é possível imaginar, o mapa de calor é feito por meio de processos automatizados, já que são muitos dados para serem analisados.

Logo, é preciso contar com uma ferramenta especializada nessa solução.

O mapa de calor é feito por meio de um software que analisa o comportamento de cada usuário e cria relatórios, que podem analisar diferentes períodos, de acordo com a necessidade de cada negócio.

As atividades de todos os usuários são devidamente analisadas para que sejam criados mapas de calor de acordo com a média de navegação, contando com todas as visitas ocorridas dentro do período estabelecido pelos gestores.

Logo, o mapa de calor é uma operação automatizada que analisa todo volume de visitantes.

5 principais ferramentas de heatmap?

Todo esse importante trabalho de entender mais sobre um site ou blog, por meio do mapa de calor, não seria possível se feito de maneira manual.

Isso porque milhares de informações são coletadas e muitas interpretações podem ser feitas com o uso do mapa de calor.

Logo, contar com uma ferramenta é imprescindível. Com isso, separamos 5 das principais ferramentas utilizadas para medir o mapa de calor de um site ou blog. Não deixe de conferir!

1. Mouseflow

O Mouseflow é uma ferramenta de mapa de calor muito popular usada por grandes empresas.

Ela gera relatórios muito eficientes e de forma descomplicada.

Com ela, você pode analisar o mapa de calor por clique, movimento do mouse, rolagem da página e muito mais.

Além disso, com essa ferramenta você consegue rastrear o preenchimento de formulários e contar com gravação de sessões de usuários, bem como coletar feedbacks dos visitantes do seu site.

2. Smartlook

Essa é outra boa ferramenta, mas que é menos popular do que as demais apresentadas neste tópico.

Ainda assim, aqui você encontrará todas as demais funcionalidades para entender o comportamento do usuário e informações para fazer as otimizações necessárias que deixem o site com maior poder de conversão.

Contudo, o Smartlook é mais voltada para o uso em dispositivos móveis, o que pode ser ideal para determinados negócios.

3. Hotjar

Essa é outra popular ferramenta de análise de dados que disponibiliza uma infinidade de informações sobre como os usuários se comportam em um site ou blog.

Ela é bastante usada de forma complementar ao Google Analytics, tornando a análise ainda mais completa.

O Hotjar é bastante conhecida pela funcionalidade do mapa de calor, com três tipos de análises: Click Maps, Move Maps e Scroll Maps.

Para cada uma das funcionalidades você pode segmentar diferentes relatórios por tipo de dispositivo, como smartphone, tablets e desktop.

4. Session Cam

O Session Cam permite que o gestor tire importantes informações por meio do comportamento real dos usuários em um site.

Ao longo da interação que eles têm com o site, são gerados relatórios muito valiosos para guiar uma estratégia, otimizar conteúdos, ajustar o funil de vendas e realizar modificações de SEO.

5. Crazy Egg

O Crazy Egg é uma ferramenta bastante popular porque é bem simples de usar e ainda mostra todos os dados relevantes que um heatmap pode apresentar.

Basta que a landing page que se deseja analisar seja selecionada para que os resultados apareçam.

Com ela é possível entender praticamente tudo o que as pessoas estão fazendo no seu site.

Por exemplo, é possível identificar onde os usuários estão ou não clicando, ou até onde as pessoas estão lendo um determinado artigo. Algumas de suas funcionalidades são:

  • gerar insights para modificações de SEO;
  • otimizar o orçamento da web;
  • acelerar o processo de teste A/B;
  • otimizar as conversões e o envolvimento com o site.

O mapa de calor é uma forma muito eficiente de entender mais sobre o comportamento dos usuários em um determinado site, bem como o desempenho de páginas desse site.

Por meio de cores que representam a temperatura, é possível saber onde os usuários passam mais tempo, onde realizam mais cliques, quais conteúdos são mais interessantes, onde os CTAs podem performar melhor e muito mais.

Todas essas informações ajudam a criar mudanças e estratégias que melhoram o desempenho do site e ajudam a converter ainda mais ações.

É uma forma de obter insights valiosos para os times de marketing e no funcionamento do site.

Para que seja efetivo, o mapa de calor deve ser analisado por uma ferramenta específica que automatiza esse processo e gera relatórios importantes de desempenho.

Para continuar entendendo como otimizar a sua loja virtual, baixe agora mesmo nosso guia completo sobre análise de concorrentes no e-commerce.

análise de concorrentes

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário