Fornecedores de Maquiagem: 7 dicas para fazer a escolha certa
Passo a passo: saiba como montar uma loja de maquiagem online

Loja de material hospitalar online: veja como montar a sua

Publicado em:

Praias, montanhas e até cidades históricas: quando a gente pensa em turismo no Brasil, é mais ou menos isso que a maioria imagina que as pessoas procuram, certo? Pois nem tanto.

Graças a nossa medicina de excelência e produção de aparelhos com custos mais baixos do que os de outros países, o que não tem faltado é gente interessada em viajar para o Brasil por causa do nosso setor de saúde. Algo que pode ser bem aproveitado pelos donos de lojas de material hospitalar online.

Pense que, além de lucrar com o público interno do país, toda essa busca por saúde pode trazer bons clientes do exterior para quem investe nessa área pela internet. No entanto, antes de montar sua loja na web é preciso tomar alguns cuidados e ficar de olho nas dicas que daremos por aqui. Confira!

Conheça as regras da ANVISA

Visando garantir a eficácia, segurança e qualidade dos produtos de saúde que são vendidos no país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) cria diversas regras para assegurar as vendas nesse segmento de mercado.

Porém, não é preciso quebrar muito a cabeça para descobrir o que pode ou não ser vendido e feito em sua loja. No próprio site da agência é possível encontrar as regras de comercialização divididas por categorias de produtos e procedimentos e serviços.

Vale a pena dar uma olhada por lá.

Escolha o mercado ideal para trabalhar

Outro ponto importante que deve ser pensado antes de montar sua loja de material hospitalar online é se ela trabalhará com transações B2B ou B2C.

B2B

As transações B2B, ou Business to Business, são aquelas que, como o nome indica, funcionam entre empresas. Ou seja: atendem mais fornecedores, revendedores e distribuidores ligados ao seu negócio.

B2C

Um e-commerce B2C, ou Business to Consumer, envolve transações realizadas entre empresas e consumidores. Aqui entram segmentos como o de varejo online, prestadores de serviços e até indústrias que realizam vendas diretamente para o cliente final.

É bom ter em mente que cada um desses modelos de transação pede um tipo específico de administração, entrega, faturamento e até mesmo marketing.

Faça uma boa seleção de produtos e fornecedores

De acordo com uma publicação do site da Dom Helder Escola de Direito, hoje, cerca de 1,5 milhão de importações de equipamentos médico-hospitalares são analisadas pela ANVISA anualmente. No entanto, nem todos esses aparelhos conseguem chegar ao destino final (seja para uso próprio ou revenda).

Existem várias dificuldades na obtenção de registro pela agência e, por isso, é sempre importante procurar por produtos e fornecedores — principalmente no caso dos importados — que atendam às regras do mercado brasileiro.

Contrate uma boa plataforma para a sua loja

Saber como escolher a melhor plataforma para loja virtual pode ajudar o empreendedor a obter o sucesso do negócio mais facilmente. Porém, é preciso analisar alguns critérios na hora de fazer a contratação desse sistema.

Custo

Um ponto que deve ser observado aqui é o custo de manutenção da plataforma de e-commerce. Tenha em mente que essas plataformas funcionam como um serviço, por isso, é preciso pagar uma mensalidade para poder usá-las.

Essa mensalidade pode ter um valor fixo mensal, com base no número de vendas, ou pode exigir uma quantia em cima do resultado financeiro da loja.

Customização

Verifique se a sua plataforma permite a mudança de cores, imagens e textos, para sustentar a identidade visual da sua empresa.

Além disso, ter um sistema que possa ser personalizado facilita a execução de testes em busca de otimizar os resultados da loja.

Recursos

Quais são as funcionalidades disponibilizadas pela plataforma? Ela traz recursos de precificação automática ou busca inteligente? Existe algo que não pode ser implementado posteriormente?

É preciso saber as respostas para tudo isso antes de contratar uma boa plataforma para a sua loja.

Integração

Meios de pagamento, sistemas de rastreamento de mercadorias, ferramentas de marketing, softwares de automação de e-mail marketing… Essas ferramentas também precisam estar integradas com a sua plataforma.

Escalabilidade

Uma boa plataforma deve ser escalável, possibilitando o desenvolvimento do negócio sem limitações ou restrições. Em resumo: é importante que a ferramenta possibilite a realização de ajustes, pois isso será fundamental para atender às necessidades da loja à medida que o e-commerce for crescendo.

Os principais pontos que podem precisar de ajustes têm a ver com:

  • hospedagem, para evitar que o site fique fora do ar, principalmente, em datas importantes para o comércio, como a Black Friday;
  • clientes atendidos, que podem demandar um novo sistema de pagamento ou entrega (como na troca de um segmento B2C para um B2B, por exemplo).

Suporte

Veja se o suporte técnico oferecido é de fato relevante, para evitar problemas. Quais são os canais de atendimento? Qual é o horário de funcionamento? Há suporte nos fins de semana? Tudo isso deve ser levado em consideração antes da contratação.

Saiba como divulgar corretamente o seu e-commerce

Onde está o público da sua loja? No caso de empresas que apostam no B2B, ele talvez seja mais facilmente encontrado no LinkedIn e em sites especializados. No caso daquelas que investem no B2C, o público pode ser visto até no Instagram.

Escolher as melhores redes sociais para divulgar a sua loja online pode fazer uma grande diferença para os resultados do seu negócio.

Além disso, apostar no contato com comunidades (como as de médicos) também pode ser interessante para a sua empresa, assim como criar uma estratégia de comunicação que coloque a sua marca como uma autoridade no assunto.

Por fim, lembre-se que muitos usuários procuram por alguma informação a respeito de um sintoma no Google. Sendo assim, direcionar os resultados dessa busca para o seu site pode não apenas dar respostas mais precisas para eles, como também ajudar no sucesso da sua loja.

Como você viu por aqui, existem vários detalhes que precisam ser observados antes de montar uma loja de material hospitalar online. Porém, com atenção e cuidado é possível faturar bastante com esse tipo de segmento aqui no país.

Gostou do conteúdo? Então assine nossa newsletter e receba muitas outras informações em seu e-mail!

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Loja de material hospitalar online: veja como montar a sua
5 (100%) 1 voto

One thought on “Loja de material hospitalar online: veja como montar a sua



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *