Logística do futuro: conheça agora as principais tendências!

Inovações tecnológicas estão provocando uma nova onda na indústria, e o setor de logística é um dos principais beneficiados. Nos últimos anos, […]

Inovações tecnológicas estão provocando uma nova onda na indústria, e o setor de logística é um dos principais beneficiados. Nos últimos anos, tivemos um massivo avanço em áreas como o Machine Learning e a automação, novas possibilidades que otimizam as operações das empresas e fazem parte da logística do futuro.

A adesão às principais tendências dessa onda está criando, mesmo que aos poucos, novas expectativas e padrões, forçando a logística das empresas a se adaptarem ou ficarem para trás. Parte da pressão vem dos próprios clientes, que demandam produtos e serviços cada vez mais rápidos e com maior qualidade.

 

Por tudo isso, é importante que gestores e proprietários de negócios fiquem em alerta e preparados para as tendências da logística do futuro. No decorrer deste post, vamos explicar quais são elas para os próximos anos. Confira e tire suas dúvidas!

Digitalização

Acontece, hoje em dia, uma transformação digital no setor de logística, que está diretamente relacionada à 4° revolução industrial ou Indústria 4.0. As tecnologias alcançam a gestão cada vez mais automatizada e inteligente das informações de uma empresa e da organização dos seus fluxos de trabalho.

Um conjunto de tecnologias está na linha de frente dessa transformação. Para os desafios de logística, destacamos o Digital twins (Gêmeos digitais). Esse é um software usado para gerenciar a cadeia de produção por meio de uma representação virtual dos objetivos, processos e sistemas da vida real.

Com essa inovação, você consegue responder a circunstâncias imprevistas no setor logístico em segundos e testar as operações no ambiente digital antes de propor alterações na maneira de operar na realidade.

No geral, ao trabalhar com um software de Digital Twins, sua empresa reduz margens de erro e passa a ter uma melhora contínua nos processos.

Big Data

A imensa quantidade de dados que circula na internet pode ser usada a favor dos negócios. A possibilidade de investir na análise de informações é uma tendência já explorada por diversas empresas. Por isso, o Big Data é dos caminhos para a logística do futuro.

O termo “Big Data” está relacionado aos processos de armazenamento e processamento de uma grande quantidade de dados, que são coletados dos processos internos e externos de uma organização. Na logística, as informações podem ser advindas da emissão de pedidos, carga e descarga de mercadorias, entrega de produtos, entre outras operações.

As soluções de Big Data podem mapear padrões de entrega, dimensionar frotas e garantir mais transparência ao fluxo de informações do setor.

Sustentabilidade

As consequências do aquecimento global e o esgotamento de recursos naturais estão levando clientes e empresas a ficarem em alerta sobre a necessidade de métodos mais sustentáveis. Essa consciência ambiental pode ser um critério usado para escolher fornecedores, empresas para comprar e parceiros comerciais.

Nesse sentido, uma logística verde se baseia no uso de métodos para reduzir a poluição do solo, do ar e da água causada na cadeia do setor. Um exemplo de prática sustentável na logística do futuro são os sistemas automáticos.

Armazéns com alto volume de mercadorias se beneficiam dos sistemas automáticos de cargas e descargas de caminhões, por exemplo. Ao mesmo tempo que aumentar a segurança e agilidade das operações, otimizam o consumo de energia.

Outra prática que contribui para uma logística verde é o máximo aproveitamento de recursos. É importante garantir, por exemplo, que somente o essencial seja obtido e que a fabricação aconteça de acordo com a previsão de vendas ou sob demanda.

Machine learning

Machine Learning ou Aprendizado de Máquina é um conceito baseado na Inteligência Artificial. Trata-se da capacidade que alguns softwares têm de aprender automaticamente e realizar processos de forma autônoma, com o mínimo ou nenhuma intervenção humana.

Como você já pode imaginar, a transformação digital promovida pela aprendizagem de máquina influencia as atividades mais complexas do setor logístico e garante maior precisão e clareza aos dados da empresa.

Por exemplo, sabe-se que hoje o Machine Learning nas atividades logísticas permite que a cadeia de suprimentos de uma empresa seja acompanhada em tempo real. Isso ajuda no planejamento estratégico e garante que toda a operação trabalhe com baixos níveis de estoque para evitar excessos.

Entrega por drones

O uso de drones na logística do futuro já é uma realidade e está garantindo entregas mais rápidas. Posteriormente, a tendência é que a tecnologia se espalhe para cada vez mais nichos.

Os drones são veículos aéreos não tripuláveis que funcionam por pilotagem remota. Esse equipamento foi muito popular entre os militares em operações de guerra no passado. Hoje, a indústria abraçou os drones para melhorar a qualidade das suas operações de logística.

Eles podem ser usados na entrega de mercadorias, no monitoramento das operações de carregamento e descarregamento de materiais nos armazéns e até na gestão de estoque.

Internet das coisas

A internet das coisas é a capacidade de softwares se conectarem a outros e, assim, criarem uma rede de troca de dados para agilizar a automatizar processos. É uma tendência presente em várias áreas da vida, desde aparelhos domésticos a máquinas da indústria.

No setor logístico, que funciona com base numa sequência de etapas pré-determinadas, a hiperconectividade entre as máquinas pode representar um grande aumento da produtividade, redução de erros e retrabalhos. São avanços que contribuem para uma logística integrada. Quer saber como isso já ocorre na prática? Vamos a um exemplo.

A internet das coisas permite que gestores incorporem às atividades logísticas ferramentas para revelar informações da gestão de frotas, como a posição exatas de veículos e a rota planejada para cada um deles. Essas informações são transmitidas via rede de celular ou Wi-Fi, e podem ser consultadas em uma plataforma online.

As tendências da logística do futuro estão refazendo o jeito de gestores e proprietários de lojas virtuais pensarem sobre tecnologia, gestão e metas para o longo prazo. Isso, é claro, não deixa de ser uma boa notícia. Na medida em que novas estratégias são necessárias, inovações surgem para facilitar a rotina das empresas e a vida dos clientes.

Curtiu? Aproveite para seguir a Escola de E-commerce nas redes sociais e acompanhar as nossas novidades em primeira mão! Estamos no Facebook, Instagram, YouTube e Spotify.

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário