Integração com marketplace: o que é, como funciona e por que é importante para o seu negócio?

Integrar seu e-commerce com marketplaces possibilita vender seus produtos nos sites de grandes varejistas como: Mercado Livre, Magalu, Casas Bahia e muitos outros. Os marketplaces funcionam como grandes shoppings online que permitem a venda de produtos de lojistas parceiros. Entenda como é feita a integração e quais os principais marketplaces!

Nos últimos anos, os sites de vendas online ampliaram significativamente o seu alcance para o grande público.

Principalmente após a pandemia, mesmo aqueles que raramente consumiam dentro do mundo virtual já adquiriram para si esse hábito nos dias atuais.

Os tais dos e-commerces começaram a ganhar muito mais espaço, e atualmente é bem difícil encontrar alguém que não compre em lojas online.

Porém, a febre do momento tem se mostrado ser os marketplaces.

Que trazem muitas vantagens para a loja, por meio do aumento do seu alcance, e também para os consumidores, que ganham mais opções para comparar preços e produtos.

Você está familiarizado com o conceito de marketplace? Sabe como funcionam? Quais suas características?

Entenda aqui o conceito de marketplace e as vantagens para seu negócio!

E como realizar a integração com o marketplace? Quais as vantagens de fazer isso?

Caso a sua resposta para qualquer uma dessas perguntas, ou até mesmo todas, for não, então este texto é para você!

Por isso, se quer descobrir tudo sobre marketplace, prepare-se e continue a sua leitura com a gente!

O que é marketplace?

Antes de darmos sequência a todas as dúvidas que você deve ter sobre os marketplaces, precisamos responder uma pergunta: o que é marketplace?

Para aqueles já familiarizados com a ideia, pode parecer óbvio, mas a verdade é que esse termo ainda não é tão difundido entre a maior parte das pessoas, como a ideia de e-commerce.

Afinal, o que é marketplace?

O marketplace é um espaço online que conecta diversas empresas a diferentes clientes.

Talvez tenha ficado confuso, então simplificando, se e-commerces são lojas virtuais, que você pode acessar e consumir nelas, os marketplaces seriam algo como shoppings digitais!

Para o consumidor, ele acessa um único portal, com itens sendo vendidos por diferentes lojas, facilitando para achar o que procura e comparar preços.

Por outro lado, para os lojistas, você está colocando seus produtos em uma vitrine muito maior, o que pode ajudar tanto nas vendas quanto na visibilidade da sua loja.

Como funciona uma integração com marketplace?

Para começo de conversa, em que consiste uma integração com um site marketplace? A integração com o marketplace é justamente a ação, que pode ser tomada por uma loja virtual ou física, para que ocorra a comercialização dos seus produtos por meio da plataforma.

O primeiro passo consiste em basicamente selecionar um marketplace e, então, realizar o seu cadastro nele.

Depois disso, é muito importante que você atente às condições comerciais para poder ocorrer o firmamento de um contrato entre a sua loja e o marketplace.

É nesse contrato que ocorrerá a disponibilização dos produtos da sua loja que serão anunciados no site.

No fim, o marketplace agirá como um agente intermediário entre a sua loja e o cliente.

Importante ressaltar que cada marketplace possuirá suas próprias condições, e que por isso é tão importante estar atento ao contrato, para garantir que você esteja ciente de todos os pontos acordados.

Quais são as vantagens de fazer uma integração com marketplace?

Agora você entendeu o que é e como fazer a integração com um marketplace.

Mas será que vale mesmo a pena fazer isso? O que a sua loja ganha conectando-se a uma espécie de shopping virtual?

Será que isso é realmente vantajoso para você?

Já imaginamos que você poderia ter alguns desses questionamentos, que é natural que apareçam mesmo.

Por isso, separamos alguns pontos que gostaríamos de ressaltar, de vantagens da sua empresa ao realizar uma integração com um marketplace.

Está curioso? Então siga com a gente para descobrir as vantagens de fazer essa integração!

Retorno financeiro no curto prazo

Um dos pontos mais atrativos para quem está começando a se interessar sobre integração com marketplaces é o fato de que o retorno financeiro não costuma ser demorado.

Na verdade, os resultados positivos costumam aparecer com certa agilidade, e um dos primeiros lugares onde você consegue perceber isso é no caixa da sua empresa.

A explicação pode ser bem mais simples do que você imagina.

Pense assim: para fazer a integração, você não precisou deixar de vender os seus produtos em seus canais convencionais, porém agora eles também estão sendo anunciados em um grande shopping virtual, que vai ser visitado por um novo público.

Além disso, é muito mais fácil que um consumidor dentro da plataforma que pesquise um produto da sua loja consiga encontrá-lo, do que alguém que está pesquisando no Google, por exemplo.

Ter o seu produto exposto nessa vitrine acaba ajudando, e muito, nas vendas, trazendo rapidamente o seu retorno financeiro.

Baixo investimento

Essa é outra vantagem bem importante de se considerar, porque, além de ser um investimento de rápido retorno, os marketplaces costumam ter custos bem baixos.

Claro que colocar o seu produto nessa vitrine não será de graça, e algumas taxas são cobradas pelos portais para que eles também obtenham a sua remuneração.

Contudo, pondo na ponta do lápis, você percebe o quão vantajoso é.

Isso é válido, principalmente, quando você começa a pensar que toda a estrutura daquela plataforma beneficiará as suas vendas.

Basta pensar que, quando o portal investir em propaganda e conseguir atrair novos clientes, eles vão consumir o quê?

Os seus produtos! E esse é só um exemplo de situação!

Diversos gastos como marketing, publicidade, e até mesmo os serviços de entrega dos produtos, podem ser reduzidos graças à integração com o portal.

Dessa forma sobra mais dinheiro para investir em outras áreas do seu negócio, ajudando a desenvolvê-lo muito mais.

Aumento do alcance com o público

Uma das grandes dificuldades, tanto das lojas físicas quanto das lojas virtuais, é conseguir expandir seu alcance com o público sem ser de forma maçante e cansativa.

Normalmente, as estratégias tradicionais de propaganda e divulgação costumam ser pouco agradáveis para a maior parte do público alvo, o que faz com que, constantemente, a loja precise ser criativa ao buscar alternativas.

Mas, no caso de ter a sua marca vinculada a um marketplace, as coisas já mudam consideravelmente!

Além da vantagem, óbvia, de ser colocado em uma grande vitrine, de uma empresa de grande respeito no mercado digital, você ainda pode usar de estratégias, como colocar um QR code que leva para o seu site na embalagem do seu produto.

Dessa forma, o seu produto é vendido pelo marketplace, para um público que não é o seu usual, porém você consegue atraí-lo para a sua página, obtendo novos acessos.

Esse é só um exemplo de ideias que você pode aproveitar para o envio dos produtos, que podem ser úteis para contactar um novo público.

Além disso, o próprio fato de vincular a imagem da sua empresa a uma grande empresa do mercado já ajuda muito na construção da sua marca no longo prazo.

Isso pode trazer maior visibilidade para a sua loja e aumentar seu contato com novos públicos.

Melhora das vendas

Se considerarmos tudo que foi dito nos tópicos anteriores, já é possível imaginar essa vantagem, mas nós decidimos trazer um tópico exclusivo sobre isso.

No fim das contas, a integração com marketplace gera, ainda por cima, um efeito de melhora nas suas vendas!

Os motivos são bem simples, para dizer a verdade.

Ao ter os seus produtos colocados em um portal a mais, que possui acessos de pessoas diferentes das que visitam a sua página, o seu produto entra em contato com mais gente e, consequentemente, tem mais chance de ser vendido.

Além do mais, os marketplaces são, em sua maioria, marcas bem conhecidas e respeitadas, de forma que muitos clientes vão diretamente a seus portais para pesquisar aquilo que procuram.

Com isso, as chances da sua marca aparecer nas buscas dos consumidores aumenta, o que obviamente alavanca as suas vendas.

Otimização do SEO

Antes de tudo, precisamos esclarecer bem o que é SEO (Search Engine Optimization), para conseguirmos entender bem esse tópico.

Otimização para Mecanismos de Busca (SEO) se trata de uma abordagem estratégica que visa a melhorar o posicionamento da sua página dentro das ferramentas de busca online, como o Google.

Ou seja, é uma série de ações que você faz com o objetivo de facilitar que o seu site seja encontrado quando alguém procurar algo nesses mecanismos de busca.

Nem precisamos dizer como essas estratégias são fundamentais para o desenvolvimento de um e-commerce!

Mas como a integração com um marketplace pode melhorar o SEO da sua empresa?

Basicamente, quanto maior o nível de exposição da sua marca, mais conhecida ela fica; e quanto mais conhecida ela se torna, mais as pessoas pesquisarão e acessarão o seu site.

Acontece que esse efeito faz com que o Google entenda que a sua página está ficando mais relevante e, portanto, dê maior destaque a ela nas buscas orgânicas.

É surpreendente a quantidade de vantagens da integração!

Mas ainda tem mais!

Aumento de confiança e credibilidade

Outra questão que é muito importante nas vendas online, mas que acaba sendo bem difícil de se lidar, está relacionada à confiança do consumidor.

Por mais que os mercados virtuais tenham se consolidado muito, principalmente após a pandemia, eles ainda não são unanimidade, com algumas pessoas possuindo diversos receios e preocupações sobre a realização de compras online.

Nem sempre essas pessoas se negam a fazer qualquer operação online, entretanto precisam ser em portais de confiança, com valores com os quais se sintam mais à vontade.

Essa é uma barreira muito forte e difícil de ser quebrada, principalmente para as pequenas empresas dentro do mercado digital.

Acontece que uma integração com um bom marketplace também pode ajudar, e muito, no confronto contra esse desafio.

Como mencionado antes, os marketplaces normalmente já são grandes marcas consolidadas no mercado, tendo, muitas vezes, os seus nomes já bem conhecidos mesmo fora da bolha do mundo digital.

Marcas como Casas Bahia, Netshoes e Americanas, por exemplo, são bem conhecidas pela maior parte dos brasileiros, mesmo fora do mercado digital.

Isso significa que, acessando o portal de algumas delas, eles sentirão muito mais confiança de que não sofrerão nenhum golpe ou algo do gênero, justamente por já conviverem com essas marcas há muitos anos.

A principal vantagem para o seu negócio é que, se ele estiver nesse marketplace, com o tempo, a sua marca também será conhecida entre os consumidores, que confiarão mais nela, permitindo, assim, que você rompa essa grande barreira da desconfiança.

Garantia de melhor experiência

Acreditamos que seja consensual que uma boa experiência do cliente é algo extremamente importante para o crescimento do seu e-commerce e, principalmente, para a fidelização do seu público. Afinal, o público fidelizado não apenas volta a consumir na sua loja, como também, muitas vezes, vai recomendá-la para outras pessoas, melhorando o seu fluxo de clientes.

Mas agora você deve estar se perguntando como exatamente a integração com marketplace poderia gerar um aumento da taxa de fidelização dos seus clientes.

Acontece que, para a integração acontecer, existe uma série de critérios de funcionalidade que devem ser atendidos pelas páginas.

Afinal, as grandes marcas não querem ser vinculadas a portais mal-estruturados e com pouca organização, que são pouco atrativos aos clientes.

Dessa forma, buscando atender a esses critérios, o seu site acaba tendo mecanismos mais eficientes para melhorar a experiência do cliente.

Claro que existem várias formas diferentes de se fidelizar um cliente, como com um bom pós-venda, mas o mais importante é aquilo que ressaltamos no começo: um cliente bem satisfeito tem muito mais chances de ser fidelizado.

Melhor segurança

Bem relacionada ao item da credibilidade, a segurança é algo que não pode faltar para que o cliente se sinta à vontade para a realização da compra.

É óbvio que, desde o começo do e-commerce, você se preocupou que seu portal tivesse alguns mecanismos de segurança, para garantir a confiabilidade das transações ou a segurança dos seus dados e dos seus clientes, por exemplo.

Entretanto, ao se integrar a um marketplace, a loja passa a garantir diversos procedimentos que existem com a função de deixar a venda mais segura, tanto para o seu cliente quanto para você. Esses procedimentos vão desde o pagamento até as entregas das mercadorias, o que ajuda a melhorar a imagem da sua loja, principalmente nas primeiras vendas.

Ganho de agilidade

A agilidade dos processos nas compras online é parte fundamental para garantir que a transação seja concluída pelo cliente.

E quando falo de agilidade, estou me referindo desde os processos dentro do próprio portal, como, a implementação de uma árvore de categorias bem segmentada, até o tempo para a realização das entregas.

Por estarmos falando de compras online, muitas vezes, alguns detalhes podem ter efeitos gigantescos nas nossas vendas.

Como com poucos cliques é possível estar vendo o mesmo produto em outra página com um prazo mais curto para a entrega, oferecer o serviço mais ágil acaba sendo um grande diferencial para a sua loja.

Voltamos para a pergunta central: como a integração com o marketplace pode ajudar nesse quesito?

Além dos já mencionados critérios que precisam ser atendidos para poder realizar a integração, o marketplace possui toda uma estrutura, por se tratar de uma grande empresa, voltada à realização de entregas com enorme eficiência e agilidade, garantindo a satisfação do cliente.

Quais são os 15 melhores marketplaces para integrar à sua loja?

Falamos tanto sobre integração com marketplaces e como essa prática é benéfica, que talvez seja até difícil visualizar quem são os marketplaces.

Por isso, preparamos este tópico no qual falaremos sobre os 15 melhores marketplaces que também entregam com a Tray.

Está curioso?

Então siga com a gente para conhecer todos!

Mercado Livre

O Mercado Livre é um dos marketplaces mais conhecidos de todo o Brasil, além de ser um dos mais antigos.

Sendo um dos pioneiros da prática no Brasil, é muito difícil encontrar alguém que não o conheça, ou até mesmo que nunca tenha feito uma compra pelo portal.

O marketplace possui até 224 milhões de visitas por mês e nove vendas por segundo.

Não é um dos maiores do Brasil à toa.

Amazon

Sendo considerado por muitos como o maior marketplace do mundo, a Amazon foi fundada em 1994 e começou suas atividades como marketplace nos anos 2000, nos Estados Unidos.

Ela foi pioneira no mundo inteiro na criação desse modelo, que foi tão bem-aceito, que se espalhou pelo mundo inteiro, e hoje nós estamos aqui falando justamente dele.

Magalu

O Magazine Luíza é outro dos grandes marketplaces integrados com a Tray e está em constante crescimento com suas frequentes reinvenções digitais.

Sendo adorada pelo público, a marca possui integração multicanais com lojas físicas, coroando ainda mais sua grande administração.

Submarino

Conhecido pelos seus anúncios que se destacam da maioria e por possuir um público bem fiel, o Submarino também foi um dos primeiros marketplaces do país.

A empresa possui um destaque especial na venda de games, eletrônicos e livros.

Casas Bahia

Sendo uma das melhores opções para iniciar as vendas, a Casas Bahia construiu sua fama com base nas lojas físicas, mas também se consolidou no mundo digital.

Seu marketplace conta com, aproximadamente, 60 milhões de acessos mensais, mostrando sua força e seu tamanho no mercado.

Madeira Madeira

O marketplace Madeira Madeira possui grande destaque dentro do mercado de móveis para casa e para escritório, sendo considerado uma grande referência.

Causando um encanto único com seus clientes, a marca é uma das que tem maior força de fidelização.

Dafiti

Conhecida também por seus ótimos preços e frequentes promoções, a Dafiti é uma grande referência no mercado de moda.

Com grande variedade de produtos, o marketplace possui cerca de 18 milhões de acessos por mês.

Netshoes

Uma das principais marcas do segmento esportivo no Brasil, a Netshoes possui um grande marketplace de respeito.

Fazendo sucesso com venda de camisas de times de futebol, e outras roupas de treino, a marca possui mais de 50 milhões de visitas por mês.

Zattini

Sendo um marketplace especializado em vestuário feminino, a Zattini conta com 5 milhões de visitantes bem segmentados por mês.

Americanas

Mais uma marca conhecida para além do mercado digital, a Americanas foi uma das primeiras lojas a abrir para vendedores terceiros.

Com mais de 15 milhões de clientes ativos, é, definitivamente, uma das maiores lojas do país.

Mobly

A Mobly é um marketplace que vem em constante expansão no mercado, conseguindo cada vez mais se posicionar no cenário nacional.

Com mais 45.000 produtos e dona de mais de 650 marcas de móveis e outros objetos de decoração, a Mobly se mostra um marketplace extremamente forte, em uma poderosa curva ascendente.

Kabum

A empresa foi fundada em 2003 e se consolidou como uma das pioneiras no ramo de comércio de aparelhos eletrônicos no Brasil.

Para muitos, é hoje o principal e-commerce da América Latina no ramo de tecnologia.

Com mais de 20.000 produtos, o KaBum realiza entregas em todo o país, sendo respeitado por sua grande agilidade nas entregas.

Extra

Extra não só é extremamente consolidado no mundo real como dentro do mundo virtual, com um dos marketplaces mais respeitados do país.

Marcado por sua grande versatilidade, que lhe permite ir desde itens de higiene pessoal até aparelhos eletrônicos, a marca possui uma enorme visibilidade, com cerca de 26 milhões de visitantes mensais.

Kanui

Kanui é uma marca conhecida no Brasil, principalmente pelo seu já consolidado público na venda de roupas masculinas.

Entretanto, a empresa não se limitou a isso e vem buscando expandir seu alcance, passando a trabalhar também com vestiário feminino, de forma a cativar um novo público.

É uma ótima opção de marketplace para quem trabalha com roupas e calçados para jovens, com mais de 3 milhões de acessos por mês, altamente segmentados.

Ponto frio

O Ponto Frio é um grande marketplace que possui como seu ponto forte os aparelhos eletrônicos.

A exemplo de outros grandes marketplaces, como Casas Bahia e Extra, o Ponto Frio pertence ao grupo Via Varejo, que conta com mais de 200 milhões de visitas ao mês.

Como escolher a melhor plataforma para integração?

Como já comentamos em outro momento ao longo do texto, existem alguns procedimentos que devem ser seguidos para que a integração a um marketplace ocorra com sucesso.

Dentre as várias opções de como se fazer a integração, existem algumas plataformas que existem com a função de realizar justamente essa ação.

Essas plataformas são chamadas de Hubs de integração e basicamente fazem o serviço de conectar o seu e-commerce ao marketplace em questão.

Realizando todos os procedimentos, desde o cadastro dos produtos até a gestão dos pedidos, ou até mesmo o pós-venda, um Hub de integração pode facilitar muito a sua vida.

Mas acontece que existem muitas plataformas que cumprem a função, e a grande questão é justamente saber como escolher a melhor opção.

Por isso, preparamos para você cinco dicas de como selecionar a melhor plataforma para a integração do seu e-commerce a um marketplace.

Analise as facilidades para as operações

Pensando primeiramente apenas no essencial que um integrador de marketplace deve comprometer-se a integrar, é importantíssimo estar atento às funcionalidades básicas da plataforma.

Talvez essa colocação tenha ficado um pouco confusa, mas vamos esclarecer isso tudo.

A principal função de um hub de integração é garantir a coordenação entre o seu e-commerce e o marketplace ao qual ele foi integrado.

Isso quer dizer que configuração de preços, condições dos estoques, controle de pedidos, dentre outras informações relacionadas a ambas as partes, precisam ser organizadas e repassadas de forma funcional pela plataforma.

Para que o hub seja uma boa opção, ele deve ter a capacidade de tornar toda essa gestão de informações, do que está acontecendo no seu e-commerce e no marketplace minimamente mais fácil.

Avalie o atendimento e o serviço

O atendimento que a plataforma vai oferecer em relação ao serviço é algo de extrema importância na hora de escolher qual hub utilizar.

Isso vale não apenas para depois que a integração já foi realizada, mas também durante o processo.

Afinal, ninguém quer ficar desamparado em caso de eventuais problemas.

A empresa possui profissionais capacitados que estarão apostos em caso de algum problema na integração?

E no seu dia a dia, como será a relação quando ocorrerem eventuais dúvidas ou imprevistos?

Quanto tempo até a resolução de algum problema que possa dar na ferramenta?

Tudo isso deve ser levado em consideração na sua avaliação.

Considere o número de plataformas integradas

A capacidade de integração com o maior número de plataformas possíveis é outra coisa a ser considerada ao se avaliar um hub.

Entre as funcionalidades dele, verifique quantos marketplaces ele é capaz de te oferecer integrações, para evitar que se limite demais.

Além disso, é interessante ver como será a organização das informações com mais de uma integração, para garantir que não ficará muito confuso ou pouco funcional.

Preste atenção à infraestrutura dos melhores integradores

Já pensou como seria se, em plena Black Friday, com suas vendas bombando, algo de errado acontece com a plataforma e prejudicasse as compras dos seus clientes?

E o pior: e se esse problema perdura e demora até haver uma resolução?

Para se evitar essas situações, é importante estar bem atento à infraestrutura do seu integrador.

Um bom hub precisa conseguir segurar a barra em transações muito pesadas, ou quando acontecerem em escalas muito elevadas, como em datas promocionais.

Principalmente quando pensamos em negócios que esperam crescer e se desenvolver, não dá para arriscar perder uma grande venda por instabilidades no sistema.

Atenção à relação preço x custo-benefício

Um dos maiores erros que muitos empresários cometem na escolha de um hub para a integração do seu e-commerce é a forma como avaliam o preço.

Esse erro ocorre em ambas as direções, tanto com aqueles que buscam a plataforma mais barata, para economizar o máximo possível, quanto aqueles que imaginam que, apenas por ser mais cara, aquela opção é mais eficiente.

O problema dessa avaliação é que ela desconsidera totalmente o funcionamento e as facilidades que um bom hub pode oferecer.

Para escolher a melhor opção, é fundamental não pensar apenas em preço, mas, sim, em custo-benefício, ou seja, o quanto ela entrega pelo tanto que você está pagando.

Como fazer a integração com marketplace na Tray?

Certo, mas você, que chegou até aqui no nosso texto, talvez tenha se perguntado como seria no caso de realizar a integração a um marketplace pela própria Tray.

Então, calma que explicaremos o que é necessário ser feito para que a integração tenha sucesso, independentemente do marketplace desejado.

Cadastro

O primeiro passo, antes de tudo, é realizar o cadastro da sua loja no marketplace desejado, para só então acessar a nossa plataforma.

Já no nosso hub de integração, você deverá ir até a aba “marketplaces” e, ao clicar nela, será disponibilizado para você todas as possibilidades de integração disponíveis.

Ao clicar na opção desejada, serão solicitados os dados da conta criada anteriormente, bastando preencher para dar procedimento.

É importante prestar atenção aqui, pois, dependendo do marketplace selecionado, o nome da informação solicitada pode mudar, mas a informação segue sendo a mesma.

Configurações

Passada essa etapa, será disponibilizada uma nova página para você, que, independentemente de qual seja a integração escolhida, deverá clicar em “configurações” para ajustar alguns detalhes. Coisas como estoque de segurança – ou seja, a partir de qual nível de estoque suas mercadorias deixam de ser oferecidas – serão ajustadas justamente nessa área.

Existem ainda outros pontos que podem ser ajustados nessa área, como diferenças de preços entre o produto no e-commerce e no marketplace em questão.

A quantidade de questões que podem ser ajustadas depende um pouco de integração para integração, mas sempre há algumas opções para se mexer, que podem ser interessantes de ser observadas.

Correlação de categorias

Nesse ponto, dependendo de qual marketplace você estiver fazendo a integração, as partes obrigatórias dos processos já estarão concluídas.

Entretanto, algumas empresas exigem ainda que mais alguns procedimentos sejam realizados, sendo um deles a correlação de categorias.

Como você já deve saber, todo e-commerce possui uma árvore de categorias, feita para ajudar na organização dos produtos da loja e facilitar a vida do cliente.

Acontece que cada loja cria suas próprias divisões e subdivisões, que podem ser até equivalente em critérios, mas distintas quando se trata do seu nome.

Um exemplo que podemos dar é que, enquanto uma loja pode ter uma categoria “sapatos”, a outra pode ter uma chamada “tênis”.

Ambas as categorias se referem aos mesmos itens, mas com nomes diferentes.

A função dessa etapa é, portanto, alinhar e relacionar as categorias equivalentes do e-commerce com a do marketplace.

Ao acessar essa parte, aparecerão duas colunas para você: a da esquerda, com as suas categorias, e a da direita, com as categorias do marketplace que você deverá relacionar.

Vale lembrar que, às vezes, uma categoria sua pode ser referente a mais de uma categoria do marketplace. Nesse caso, basta selecionar mais de uma opção.

Características

Outro procedimento que também pode ser exigido por alguns marketplaces é a correlação de características.

Como sabemos, muitas vezes, os produtos podem possuir características específicas que devem ser apresentadas aos clientes.

Um exemplo dessa situação é um mesmo celular, que pode ser vendido com memórias de tamanhos diferentes.

Para que o marketplace consiga organizar os produtos pelas suas diferenças, é importante relacionar a divisão de características da sua loja com a deles, até mesmo para o caso de serem usadas nomenclaturas diferentes, ou em outros idiomas.

Nesse ponto, você precisaria relacionar a sua característica de “memória” à característica deles.

Outro exemplo em que isso pode ser necessário seria com a característica cor.

Lembre-se de que nem todas as características são obrigatórias, mas é fundamental selecionar aquelas exigidas na integração para evitar problemas futuros.

Passadas essas etapas, estão encerrados todos os procedimentos obrigatórios, faltando apenas fazer o cadastro dos seus produtos para finalmente começar a vender!

Enfim, realizar a integração com marketplace é um grande passo para o seu e-commerce, que não só demonstra que ele está crescendo, como ainda ajudará nesse processo.

É necessário seguir alguns procedimentos e ter atenção com algumas exigências, mas as vantagens são consideráveis e, com certeza, não vale a pena ficar de fora.

Esperamos que o assunto tenha sido útil.

Agora que você já sabe como fazer a integração com Marketplace, que tal aprender sobre como vender pelo Instagram?

Confira nosso vídeo!

 

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário