5 motivos para você integrar sua loja virtual a Amazon
Automação no e-commerce: 6 tarefas que podem ser automatizadas

A importância de um software de inteligência para e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Segundo o e-bit, o número de pedidos aumentou de 48,5 milhões para 50,3 milhões no primeiro semestre de 2017, em relação ao mesmo período de 2016. Parece bom? Sim, mas a competitividade também aumentou, fazendo com que os negócios virtuais procurassem um diferencial. Entre eles, o software de inteligência.1727

Trata-se de um sistema que permite conhecer o mercado no qual o e-commerce está inserido, analisando as práticas mais eficientes para os diferentes cenários que vai enfrentar. Com ele, os gestores têm a possibilidade de:

  • entender o comportamento do consumidor;
  • conhecer o mercado;
  • precificar seus produtos de forma mais acertada;
  • criar ações promocionais interessantes e novas oportunidades de venda;
  • aperfeiçoar a experiência do usuário;
  • otimizar os dispositivos de segurança da loja virtual;
  • automatizar tarefas do cotidiano do negócio;
  • mensurar resultados.

Dados da Gartner sugerem que em 20% das empresas existirão colaboradores dedicados somente às suas operações de softwares de inteligência artificial. Segundo o artigo publicado, as companhias buscarão cada vez mais esse tipo de tecnologia, e isso vai exigir mão de obra para implementações ou solucionar problemas.

Neste post, vamos tratar sobre a inteligência e como ela é determinante para o negócio virtual conseguir seu espaço em meio a tantas propostas.

O que é um software de inteligência?

É um sistema desenvolvido para mimetizar as capacidades humanas de pensar, gerir e administrar. Suas aplicações no comércio virtual estão presentes no gerenciamento de tarefas, seu ordenamento e proteção.

Atividades mais simples e complexas podem ser facilitadas com a implementação de um software de inteligência. Ele cria um ambiente em que os erros humanos são minimizados, auxiliando na redução de custos e no ganho de produtividade.

Quais características e funções básicas um software de inteligência deve oferecer?

Em linhas gerais, um software deve potencializar alguns dos setores do e-commerce, como veremos a seguir.

Fluxo de vendas

Necessário para acompanhar o fluxo de vendas da loja, verificar tendências e quais pontos precisam ser melhorados para alcançar as metas.

Automação

A automação permite que processos manuais possam ser feitos pelo software sem o risco do erro humano. Campanhas de e-mail marketing e anúncios, entre outras ações, podem ser automatizados, impulsionando os resultados.

Logística

O acompanhamento do desempenho logístico/estoque é fundamental para as operações. O software permitirá verificar todos os passos da solicitação, desde a finalização do pedido até o momento da entrega.

Gestão comercial

A centralização da gestão é um dos pontos fundamentais do software de inteligência. Ele oferece uma ampla visão do negócio, auxiliando a identificar quais pontos podem ser focados.

Um exemplo prático é o uso dos chatbots. Os robôs que interagem e aprendem com o cliente são cada vez mais comuns no comércio virtual. Segundo a Gartner, em 2020 estima-se que uma pessoa conversará mais com bots do que com seu parceiro.

Chatbots são capazes de simular conversas, gerenciando perguntas e respostas. É uma solução que se tornou tendência, permitindo que os negócios vendam por chat até mesmo incluindo informações de diferentes áreas do sistema de inteligência.

A tecnologia já está sendo empregada em cases como o do Bradesco, cujo robô pode responder a mais de 50 mil perguntas de seus colaboradores a respeito de processos internos.

Como ele pode ajudar nas operações do e-commerce diretamente?

1. Previsões do comportamento do consumidor

Os softwares de inteligência têm a capacidade de analisar o histórico das atividades dos usuários que acessaram a página, quais produtos visitaram, entre outras informações. Com esses dados, é possível analisar seu comportamento e prever quais suas tendências de compras e necessidades.

Prevendo o comportamento, os sistemas podem selecionar os itens mais interessantes para aquele cliente. Também é possível sugerir produtos conforme as necessidades de venda da loja virtual, como aqueles que precisam ser escoados ou atualizados.

2. Controle de preços

O valor adquirido de um produto não pode ser o único fator para a precificação. Um ponto a ser levado em conta é o valor praticado por seus concorrentes como forma de se posicionar no mercado. Dessa maneira, você saberá exatamente quanto cobrar.

A Amazon, por exemplo, utiliza a precificação dinâmica. Funciona assim: o sistema procura pelo menor preço do produto na web e diminui o valor da sua mercadoria; assim, disponibiliza a melhor oferta.

Sua loja não precisa fazer o mesmo, mas pode utilizar o software de inteligência para avaliar o preço praticado pelos concorrentes. Se não puder cobrir os preços praticados por eles, poderá criar promoções com kits de produtos que se completam e apresentar uma proposta mais atraente.

Além disso, avaliando a forma como outras lojas virtuais cobram, você pode ser mais competitivo, aumentar a taxa de conversão e entender quando alterar preços.

3. Monitoramento do estoque concorrente

Imagine que um cliente entre em seu site e não encontre o produto que deseja; mas no concorrente ele encontra. Possivelmente, ele não voltará, e o seu negócio terá passado uma imagem ruim.

Agora, imagine a situação contrária. Você tem a mercadoria em estoque, e seu concorrente não.

Melhor ainda, você o monitora e já sabe disso.

Essa característica permitirá que você ofereça esses produtos em condições especiais. Isso aumentará as chances de venda e a possibilidade de estreitar o relacionamento com mais clientes.

4. Acompanhamento do frete do concorrente

O software de inteligência permite entender o prazo de entrega e os preços dos fretes cobrados pela concorrência. Com essa informação em mãos, sua loja pode apresentar uma proposta mais interessante e ganhar os clientes que levam a logística em conta.

5. Controle dos resultados do negócio

Em linhas gerais, os sistemas de inteligência quando aplicados no e-commerce geram informações importantes para aperfeiçoar a estratégia e tomar decisões mais acertadas. Isso fará com que o negócio se fortaleça e viabilize novas oportunidades de venda.

No mercado, existem soluções de software de inteligência que atendem ao e-commerce, independentemente do seu tamanho e ramo de atuação, permitindo fazer análises e o monitoramento constante. Além de auxiliar na gestão, os dados gerados permitem identificar tendências e explorar oportunidades e as fragilidades da concorrência.

E então, gostou do artigo? Deixe seu comentário, interaja conosco e ajude-nos a trazer conteúdos ainda mais relevantes para o seu negócio!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

A importância de um software de inteligência para e-commerce
4.5 (90%) 2 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *