Top 6 ideias de renda extra que estão bombando em 2021!

O ano de 2021 começou com muitas dúvidas por parte dos brasileiros — e, de certa forma, ainda permanece assim. Afinal, a […]

O ano de 2021 começou com muitas dúvidas por parte dos brasileiros — e, de certa forma, ainda permanece assim. Afinal, a maioria dos investidores sente-se insegura em continuar apostando nos negócios, sobretudo devido à instabilidade econômica do país e à concorrência entre as empresas.

A renda extra, nesse cenário, tornou-se a solução ideal para obter uma folga no orçamento e não depender somente da sua renda ativa, isto é, do seu salário. Além disso, a flexibilização das leis trabalhistas fez com que as pessoas buscassem cada vez mais trabalhos como freelancer.

A boa notícia é que não é necessário muito investimento para adquirir uma renda extra no final do mês. E, na hora de investir, vale a pena conhecer as novas tendências de mercado para ter uma visão mais realista e tomar decisões mais assertivas.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com 6 ideias de renda extra que podem ser colocadas em prática para obter uma renda maior no final do mês. Continue a leitura e confira!

1. Venda de produtos veganos

Nos últimos anos, o mercado vegano cresceu significativamente, transformando-se em uma ótima oportunidade de negócio. Essa ascensão está relacionada à mudança de estilo de vida dos consumidores, que buscam torná-la mais saudável, defendem os direitos dos animais e não consomem qualquer produto de origem animal.

Ao contrário do que muitos pensam, o mercado vegano não se limita à alimentação. Os adeptos do veganismo nem sequer adquirem ou utilizam roupas e produtos de beleza que foram produzidos com base na exploração dos animais. Por isso, as possibilidades de vendas no ramo são muitas, como cosméticos, alimentos, roupas, entre outros.

Por ser um mercado relativamente novo, para se dar bem nessa área, é fundamental, primeiramente, entender o mercado, conhecer o perfil do público, analisar os concorrentes, avaliar a demanda do produto e definir qual será o seu diferencial.

2. Loja virtual do segmento pet

Em 2020, o Brasil se tornou o segundo maior mercado de produtos para pets do mundo, de acordo com dados publicados na Forbes. Isso prova como o segmento tem potencial para crescer ainda mais e pode oferecer bons resultados.

Além dos tradicionais pet shops físicos, o mercado pet traz diversas possibilidades de negócios lucrativos, como a venda no e-commerce. Afinal, não importa que tipo de produto você fornece, o mundo virtual pode ajudar a bombar suas vendas, já que você pode trabalhar com um estoque bem maior e mais diversificado.

Atualmente, por exemplo, existem serviços diferenciados para o segmento pet, como spa, hotelzinho, tratamentos alternativos, ioga para animais, clubes de assinatura, alimentos saudáveis, entre outros.

3. Abertura de uma microfranquia

Para quem apresenta recursos disponíveis, o modelo de franquias também pode ser uma alternativa eficaz para abertura de uma nova empresa, já que, de certo modo, oferece um risco menor quando comparado a um negócio que começa do zero.

Nesse caso, com menor investimento inicial e infraestrutura necessária, essa tendência de mercado é uma opção viável para conquistar um negócio lucrativo. Além disso, pode-se ter de forma antecipada o desempenho do setor, porque, pela franquia, é possível saber o reconhecimento do produto pelo mercado antes mesmo de optar por investir nele.

Outra possibilidade é que o empreendedor recebe o treinamento e as orientações necessárias da franquia responsável, dispensando a busca de informações sobre o modo de gerir a empresa em questão.

4. Revenda de produtos de beleza

A revenda de produtos de beleza é uma fonte de renda alternativa para muitos. Algumas pessoas, inclusive, utilizam essa opção como principal meio de ganhar dinheiro. Isto é, com esforço na oferta desses produtos, dá para tirar uma boa quantia.

Nessa área, destacam-se grandes empresas, como Natura, Boticário, Avon, Mary Kay, Eudora, Jequiti, entre outras. Para adquiri-las, a maioria tem como regra a compra de um kit inicial de produtos, que pode variar o valor conforme a marca.

O ideal, a princípio, é focar nas pessoas que você já conhece. Conforme suas vendas vão aumentando, as empresas oferecem bonificações que valem a pena. Vale lembrar que você também pode aproveitar as redes sociais para ampliar a visibilidade e aumentar as vendas. Além de produzir conteúdo das marcas, é possível fazer resenhas de produtos, explicar o modo de usar, combinar as peças e muitas outras possibilidades.

5. Criação de infoprodutos

Com a facilidade de acesso à internet e os inúmeros conteúdos disponíveis nas redes, os infoprodutos vêm se tornando cada vez mais populares. Esses itens são exclusivamente digitais, como cursos online, consultoria online, audiobooks, podcasts, e-books, newsletters, entre outros.

Nesse ramo, você pode iniciar um negócio escalável. Ou seja, criar um produto uma única vez com potencial praticamente ilimitado de vendas. Isso faz com que o custo envolvido nessa produção seja incomparavelmente menor do que as opções físicas dos mesmos produtos.

Portanto, se você é um criador de conteúdo e deseja transformar seu conhecimento em uma renda extra, aposte na criação de infoprodutos. Para isso, realize um planejamento, identifique suas habilidades e os conhecimentos que podem ser transformados em produtos. Em seguida, determine e conheça seu público-alvo para projetar os assuntos que serão abordados e de que modo.

Além disso, para disponibilizar e vender seus infoprodutos, você pode utilizar plataformas como Hotmart, Udemy, EADBox, Apollo, entre outras.

6. Ramo alimentício

Por ser um segmento essencial às pessoas, o ramo alimentício é vantajoso e lucrativo para quem decide empreender. Além disso, as opções para venda de alimentos são infinitas e uma possibilidade para ganhar dinheiro sem realizar muito investimento.

Em geral, os empreendedores focam em algum talento que já têm dentro do segmento, agregando criatividade, inovação e diferencial para se destacar. No entanto, você também pode optar por revender produtos que estão em alta no mercado.

Não se esqueça de que, além das habilidades, é fundamental acompanhar o hábito de consumo dos brasileiros, seja de modo geral, como também da região onde trabalha ou pretende atuar e do público que deseja atingir. Afinal, a partir daí, já é possível focar em algum nicho.

Como você pôde ver, o mercado de atuação para investir em um negócio rentável é bem amplo, e conhecer as suas aptidões e as principais tendências do mercado pode ajudar bastante a decidir o melhor caminho a escolher. Por isso, não deixe de seguir nossas ideias para garantir sua renda extra!

Agora que você já conhece o top 6 de ideias de renda extra, que tal saber como vender online? Leia agora mesmo o nosso artigo sobre o assunto e fique por dentro das dicas essenciais para sua loja virtual!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário