Hub de integração: entenda o que é e como funciona

Os marketplaces surgiram como ótimas alternativas para vendedores de diferentes portes: para os pequenos lojistas, por exemplo, permitem a parceria com grandes […]

Os marketplaces surgiram como ótimas alternativas para vendedores de diferentes portes: para os pequenos lojistas, por exemplo, permitem a parceria com grandes e-commerces de credibilidade e trazem oportunidades de marcar presença no mercado, entre outras vantagens.

Em diversos artigos aqui do portal, mostramos como começar a vender em uma série de marketplaces, e a opção de muitos lojistas é atuar em vários deles ao mesmo tempo. A lógica é: “em quanto mais lugares eu atuar, maiores as minhas possibilidades de vender”.

Em alguns desses textos, mencionamos que é possível fazer determinadas ações, como cadastramento de produtos, de forma manual ou por meio de plataformas integradoras — o que, convenhamos, é bem mais simples. Neste conteúdo, vamos abordar o hub de integração e como ele pode ajudar os vendedores em diversas partes do negócio. Confira!

O que é um hub de integração?

Antes de começarmos a falar propriamente sobre os hubs, é importante comentarmos sobre um equívoco que costuma ocorrer na definição de hub, pois algumas pessoas consideram hub e ERP sinônimos. Essas duas soluções podem estar interligadas, mas não são a mesma coisa.

Um ERP trabalha na gestão de uma empresa, auxiliando, por exemplo, na emissão de notas fiscais, no controle de contas a pagar e a receber, ou seja, na administração do negócio como um todo, e faz a integração de diferentes ferramentas usadas para essas finalidades.

O hub, por sua vez, está centrado nos marketplaces. Ele possibilita atividades como cadastramento de produtos nos marketplaces, controle de estoque e gestão de pedidos, entre outras.

Assim, um hub de integração permite, a partir de uma plataforma de e-commerce ou de um ERP, a integração com um ou vários marketplaces. Ele une canais de venda e sistemas de gestão de venda.

O hub captará, a partir da sua loja virtual, por exemplo, todo o seu catálogo de produtos e informações relacionadas, como preço e estoque.

E qual a importância em utilizá-lo?

Cada marketplace tem seus pré-requisitos para adesão e padrões que devem ser seguidos para permanecer nele. Portanto, ações como cadastramento correto dos produtos são essenciais para se manter ativo em uma plataforma desse modelo.

A parceria com múltiplos marketplaces, ao mesmo tempo em que pode resultar em mais vendas, significa necessidade de mais estoque e controle sobre tudo o que acontece em sua loja. Isso, num cenário ruim, pode levar a erros na sua gestão, sobretudo se conta com uma equipe pequena.

Isso é ainda mais preocupante se for um negócio de uma pessoa só. Realizar esse trabalho com excelência ficará praticamente impossível se você precisar fazer todos os processos de forma manual.

Se você já atua em marketplaces, sabe que, no momento do cadastro, eles solicitam que se informe o uso de alguma plataforma integradora. Posteriormente, em caso de aprovação, você precisará cadastrar seus produtos. Ao usar o hub, será possível espelhar todos os seus anúncios — ou apenas os que desejar — na conta recém-criada.

A sincronização do estoque também é essencial. Ela impede, por exemplo, que você venda uma última unidade de um produto em um marketplace e faça isso em outro, o que gerará um grande problema e poderá fazer até com que você seja penalizado. Afinal, vender um item já indisponível gera uma série de transtornos e abaixa sua reputação.

Além disso, um bom hub de integração permite sincronização em caso de mudanças de preços e criação de regras de preços diferenciados, pois há situações em que você pode querer fazer uma promoção em um site apenas, por exemplo.

Tudo isso que estamos falando acaba por tornar as rotinas mais automatizadas, o que gera economia de tempo e esforço nos trabalhos mais operacionais abre mais espaço para a criação de estratégias de crescimento, melhora o relacionamento com os clientes e a gestão no nível mais pessoal.

Mesmo no pós-venda, dependendo da ferramenta, o hub facilita sua vida: ele pode realizar análises das vendas em cada marketplace, relatórios de performance — como quais produtos são mais vendidos em qual lugar —, além de permitir que você filtre as buscas de acordo com as informações que deseja em dado momento.

Se tivéssemos que resumir em duas palavras o hub de integração, seriam centralização e sincronização.

Como escolher o melhor hub de integração para você?

Principalmente se seu negócio estiver em crescimento, é muito importante usar uma ferramenta com hub de integração.

Se você trabalha com poucos itens ou faz poucas vendas hoje, por exemplo, pode se perguntar o porquê de usar um hub desse tipo, já que, em teoria, cadastrar os produtos e realizar a manutenção das vendas de forma manual seria algo descomplicado.

Então, é preciso avaliar qual é o seu momento e se prefere aguardar um pouco mais antes de investir na ferramenta. Se isso não for gerar transtornos financeiros para você e puder entrar no seu orçamento, a indicação é de que invista nela, sim, pois automatização é sinônimo de mais acerto, seja para fazer cálculos, seja para fazer controles, ainda que em uma escala não tão grande.

Ao longo deste texto, citamos algumas das maiores vantagens ao usar um hub de integração. Cada negócio tem suas especificidades, e é importante que você liste todas elas ao procurar por esse tipo de serviço. Mas existem algumas características universais e que podem ajudar qualquer negócio:

  • equipe de suporte: um hub de integração com suporte especializado e eficiente soma pontos para a escolha. A equipe poderá ajudar a se adequar a cada marketplace e a conseguir visibilidade;
  • facilidades no frete: alguns hubs têm integração com os Correios. Assim, é possível cadastrar uma tabela de frete no sistema e aplicá-la em todos os marketplaces dos quais você é parceiro;
  • múltiplos filtros: veja que tipo de filtros o hub de integração oferece; por exemplo, por canal de venda, por produto, por região. Quanto mais filtros ele tiver, mais você poderá segmentar as análises para entender o comportamento do seu público;
  • variedade de relatórios: se o hub oferece relatórios, melhor ainda. Dessa forma, suas análises serão facilitadas e poderão ser mais certeiras;
  • criação de promoções independentes: você é parceiro de 4 marketplaces, mas quer fazer uma promoção em 2 deles? Em alguns hubs de integração, você poderá criar descontos selecionados.

Existem plataformas de e-commerce que têm como recurso nativo a possibilidade de integrar os marketplaces com a loja e gerenciar tudo de apenas um lugar. Isso acaba por dispensar custos adicionais, o que é um excelente incentivo para quem está buscando crescer.

Após esta leitura sobre hub de integração, sugerimos conferir um e-book que mostra, em detalhes, como escolher uma plataforma de e-commerce. Não importa se você já trabalha com alguma ou se ainda está no processo de escolha, baixe agora o e-book e veja se está no caminho certo. Até a próxima!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário