O que é growth hacking e como usar em sua loja virtual?

Se você perguntar para 10 pessoas “o que é growth hacking”, provavelmente obterá 10 respostas diferentes. A verdade é que ainda há […]

Se você perguntar para 10 pessoas “o que é growth hacking”, provavelmente obterá 10 respostas diferentes. A verdade é que ainda há muitos equívocos e confusão em torno desse termo.

Neste artigo, vamos explicar o que muitos consultores, profissionais de marketing e empreendedores consideram ser a melhor estratégia para desenvolver um negócio. Continue a leitura e descubra, de uma vez por todas, o que é growth hacking e como essa metodologia pode impulsionar seus resultados!

O que é growth hacking e como ele surgiu?

Growth hacking é uma metodologia baseada em dados e técnicas de marketing inteligentes. O objetivo principal é alcançar um crescimento escalável de negócios. A técnica surgiu do cenário de startups do Vale do Silício. Com orçamentos de marketing limitados, os proprietários de empresas tiveram que criar maneiras inovadoras de fazer seus negócios crescerem rapidamente e a um custo mínimo.

O termo “growth hacking” foi cunhado em 2011, por Sean Ellis, que diz: “um growth hacker é uma pessoa cujo verdadeiro norte é o crescimento”. A fórmula para o sucesso do growth hacking é baseada em testes e otimização contínuos — documentando todo o aprendizado para aplicar nos próximos projetos. Graças a essa abordagem, é possível desbloquear seu potencial de crescimento.

Embora o método possa parecer muito com marketing, à primeira vista, existem algumas diferenças significativas. Um growth hacker usa todo o funil de vendas, quando muitos profissionais de marketing apenas olham para a conscientização e a aquisição. O funil de growth hacking consiste em uma série de etapas. Veja em detalhes, cada uma delas, a seguir.

Conscientização e aquisição

Este estágio trata de colocar seu produto ou serviço na frente do público-alvo. O truque aqui é encontrar a solução com melhor custo-benefício, que aumentará a escala do seu negócio no menor tempo possível.

Ativação

Depois que os usuários viram seu produto, o que os leva a se inscreverem e comprarem? Ativação significa fazer com que as pessoas (que conhecem a sua empresa) experimentem o seu produto. Otimizar a taxa de conversão é uma das etapas mais importantes.

Retenção

Com alguns usuários a bordo, devemos permanecer em contato com eles e formar um relacionamento íntimo e duradouro.

Referência

Usar os clientes atuais como um canal de marketing é uma estratégia inteligente que empresas de sucesso usam. Os programas de referência permitem que os clientes convidem outras pessoas para experimentar o produto/serviço.

Receita

Finalmente, construir um fluxo de receita constante para fazer o negócio se sustentar (e prosperar) é a etapa final e mais importante.

Como usar o growth hacking para melhorar seus resultados?

Veja agora o passo a passo para controlar o crescimento do seu negócio.

Entenda exatamente quem é seu público-alvo e onde ele se encontra

Muitas empresas não conseguem entender seu público-alvo. O pior caso é imaginar que qualquer pessoa é o seu público. Isso nunca é verdade, pois até as maiores empresas do mundo fazem segmentação de clientes. Veja algumas dicas para direcionar sua mensagem:

  • conduza pesquisas online e registre as respostas de pessoas de diferentes grupos demográficos;
  • saia do prédio e comece a falar com as pessoas na rua, com os alunos da universidade e onde você achar que seu público possa estar.

Depois de compreender o público, procure entender o seu comportamento por meio de perguntas como:

  • Eles são ativos em qual rede social?
  • Quais são os principais influencers do segmento?
  • Qual é o conteúdo preferido? (humor, informativo etc.)
  • Qual é o melhor formato? (imagens, vídeos ou textos)

Divida seu objetivo principal em micro-objetivos realistas

Todo negócio tem um grande objetivo, porém, para chegar lá, você precisa executar vários micro-objetivos. Por exemplo, digamos que sua meta é aumentar as vendas anuais em seu e-commerce. Sabemos que o principal fator para atingir essa meta é conseguir mais tráfego.

Temos ciência, também, de que o tráfego é conquistado por conteúdos gratuitos (artigos, posts, vídeos etc.) ou anúncios pagos. Agora, basta montar sua estratégia de atração considerando o orçamento e os recursos da sua empresa.

Além de atrair novas pessoas, faça testes para aumentar a conversão dos visitantes e atuais compradores (melhorar a experiência no site, realizar campanhas sazonais, interagir com sua base de clientes, criar novas ofertas etc.). Dessa forma, com pequenas ações contínuas, você consegue atingir grandes objetivos.

Analise cada conjunto de dados

A maioria de seus objetivos envolverá números. Conhecer a fundo todos eles, permite tomar decisões calculadas, que levam a um crescimento explosivo. Alguns exemplos de dados para rastrear e analisar são:

  • origens do tráfego, tempo que seus visitantes gastam nas páginas e conteúdo mais visitado;
  • metas, por meio do Google Analytics, para determinar o caminho que suas conversões geradoras de receita seguiram;
  • conversões — e-mails coletados, novos leads, seguidores, vendas etc.

Desenvolva um funil de conversão que gere receita

Não existe uma solução de funil de conversão fácil e que funcione para todos. Cada empresa possui produtos, serviços e clientes-alvo diferentes. Algumas empresas dependerão muito do marketing por e-mail, enquanto outras direcionarão a maior parte do tráfego usando mídias sociais.

Conhecer o seu mercado-alvo é de suma importância para montar um funil criativo — e que, de fato, converta leads em clientes. Após encontrar o modelo ideal de atração e conversão, é hora de automatizar os processos para escalar seus resultados.

Faça testes constantemente

É aqui que os ganhos mais visíveis podem ser obtidos. Embora possa parecer que pequenas mudanças no site e nos anúncios sejam insignificantes, algumas delas podem aumentar drasticamente suas conversões.

Quais são os cases de sucesso de growth hacking?

Veja os seguintes exemplos de como diferentes empresas usaram growth hacking em diferentes níveis.

Beleza na web

O site de cosméticos conseguiu atingir receitas anuais milionárias graças ao seu marketing com influenciadores, além dos mais variados conteúdos educativos — fornecendo um exemplo incrível de growth hacking.

Netshoes

A empresa lançou uma poderosa seção de blog, fornecendo diversas informações relevantes para seu público-alvo. O guest blogging e o marketing de conteúdo são recursos típicos de growth hacking. Eles têm o potencial de atrair visitantes de vários perfis, melhorando a classificação, o tráfego orgânico e o link building.

Então, você conseguiu entender o que é growth hacking? Esperamos que sim. Siga todas as dicas de atração, retenção e conversão de clientes para transformar sua empresa em uma máquina de vendas!

Atenção! Nem todo visitante é um comprador em potencial. Sua empresa pode estar gastando dinheiro com tráfego desqualificado. Descubra, agora, nosso guia completo (e gratuito) para conquistar o melhor tráfego para sua loja.

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário