Google Tag Manager: tudo o que você precisa saber sobre essa ferramenta

O Google Tag Manager é uma ferramenta que realiza a gestão de tags de um site. Através do GTM, a inclusão, o uso e a remoção dessas tags se tornam processos muito mais fáceis, seguros e acessíveis. As tags são códigos (scripts) que, quando adicionados a websites, ajudam a monitorar o comportamento dos visitantes da página.

Para qualquer empreendedor digital disposto a investir em seu e-commerce, analisar dados é o primeiro passo para direcionar recursos, anúncios e melhorar a navegabilidade do usuário.

Uma das ferramentas gratuitas mais conhecidas do mercado é o Google Analytics, que, quando usado sozinho, tem diversas limitações.

Uma maneira de melhorar o monitoramento das informações é utilizando o Google Tag Manager, ferramenta do Google que auxilia times de marketing a acompanhar métricas e rastrear dados do Analytics ao inserir as tags nos sites.

Por ter uma série de funções embutidas, como o monitoramento de métricas e o rastreamento de resultados do Google Analytics, o GTM se tornou um grande aliado de qualquer time de marketing.

Basicamente o GTM quando instalado em um site funciona como um gerenciador de tags. Ao centralizar toda a gestão de códigos no GTM a performance do site também irá melhorar.

Apesar de estar no ar desde 2012, somente nos últimos anos é que ele realmente se tornou essencial, principalmente para e-commerces, nos quais visitas e conversões são fatores de suma importância para o crescimento do negócio.

Mas, e então, como adotá-lo? 

Quais são seus diferenciais e como ele funciona na prática? 

Se você quer saber a resposta para essas e outras perguntas, continue a leitura e aprenda tudo sobre o assunto!

Entenda o que é o Google Tag Manager e seus benefícios

Antes de começar a explicar o que é a ferramenta GTM em si, é importante entender o que são tags e como elas funcionam.

As tags são códigos (scripts) que, quando adicionados a websites, ajudam a monitorar o comportamento dos visitantes da página.

Existem, também, outras funcionalidades das tags, como remarketing, pesquisas, geração de mapas de calor, formulário de monitoramento etc.

O Google Tag Manager é uma ferramenta que realiza a gestão de tags de um site.

Através do GTM, a inclusão, o uso e a remoção dessas tags se tornam processos muito mais fáceis, seguros e acessíveis.

Muito antes da criação desse recurso, qualquer código que precisasse ser inserido em um site, fosse simples ou mais complicado, era incluído diretamente no código-fonte do site. 

Dessa maneira, um profissional de TI era normalmente designado para mexer no código.

Sendo assim, um dos diferenciais do GTM é que esse auxílio não é mais necessário. 

Além de não precisar colocar vários códigos de tagueamento, qualquer pessoa responsável pela página pode fazer a inserção.

A ferramenta é considerada revolucionária porque não exige novas alterações frequentes no código do site. 

Basta incluir um único script e, mais tarde, alterá-lo conforme surgir a necessidade

Nada de acessar servidor ou ficar muito tempo por conta dessa atividade. Muito melhor, não é mesmo?

Confira quais são as vantagens de trabalhar com o Google Tag Manager

Manipular códigos de maneira simples

Ao conseguir manipular códigos de uma maneira mais simples, é possível fazê-lo de forma ágil e sem a necessidade de depender de alguém que saiba mexer em código-fonte.

Aumento de produtividade

O trabalho do marketing envolve uma série de atividades estratégicas, mas também exige atividades consideradas operacionais

É preciso estar atento a tudo, porque em um piscar de olhos os resultados podem mudar e é preciso entrar em cena para fazer correções ou mudar direcionamentos.

Adicionar scripts em páginas pode parecer uma tarefa corriqueira. 

Mas torna-se complexa sem uma ferramenta de bom desempenho, como no GTM. 

Sendo assim, em meio à correria do dia a dia, pode-se dizer que ele ajuda no aumento da produtividade.

Acompanhamento de métricas

As métricas fornecem informações fundamentais para a tomada de decisões das empresas. 

Por isso é tão relevante acompanhá-las tão de perto: em um site, todo número é significativo para determinar os próximos passos.

É a partir da análise desses dados que ações de marketing mais assertivas são elaboradas. 

Afinal, eles também ajudam a conhecer melhor seu público e a entender quais são os seus hábitos de consumo e mudanças de comportamento.

O GTM é um facilitador de todo esse processo. 

É essa ferramenta que entende como as tags rastreiam métricas e suas aplicações, para dar mais visibilidade ao trabalho do marketing.

Atuação e alteração das estratégias com base nos dados

A partir do planejamento e dos resultados das estratégias aplicadas, a empresa terá em mãos abordagens variadas dentro de certos períodos. 

Geralmente, elas são definidas conforme o desempenho de vendas, o engajamento dos clientes e com a necessidade de alcançar novas metas.

No entanto, essas ações dependem de diferentes tipos de acompanhamento. 

Enquanto essas possibilidades se desenvolvem, as tags podem ser personalizadas para atender aos objetivos propostos.

Diante de qualquer alteração de dados, elas também podem ser ajustadas

Dessa maneira, o GTM se torna indispensável para administrar scripts dentro de estratégias sólidas de marketing.

Mais possibilidades de ações

Uma das principais propostas do marketing é prever melhorias para otimizar os canais internos de uma empresa. 

É nesses canais que os usuários são captados por meio de estratégias de inbound.

As alterações no site previstas pelos resultados de uso das tags permitem adequá-lo ao que o público espera. 

Todo o rastreamento estrutura uma base de dados, e assim fica mais fácil gerar ações externas, como o remarketing e o retargeting.

Implementação de tags de terceiros

Você não precisa se prender somente às suas tags. O GTM é compatível com qualquer tag e você pode encontrar as famosas tags de terceiros na internet e em aplicativos.

Todos eles se adaptam ao mesmo gerenciamento das tags criadas por você ou por seu time. 

A análise vem completa da mesma forma, então essa é uma forma de complementar seu monitoramento e ter uma visão ainda mais ampla de como seus consumidores se comportam diante de seu negócio.

Melhor organização do trabalho

Se você tem um conhecimento genérico sobre códigos, pode pensar que talvez todo esse conceito seja um pouco complicado. 

Mas a verdade é que o Google se dedica a deixar tudo muito simples. Os espaços de trabalho são organizados e os controles, de acesso granular. 

Dessa maneira, o acesso pode ser delegado a um único responsável, ou as tarefas podem ser delegadas para uma equipe.

Os níveis de permissão serão autorizados por você e restritos a determinadas páginas. Além disso, você pode fazer testes antes de publicar oficialmente a tag. 

Por fim, vale lembrar que todo o processo de inserção e gerenciamento das tags é muito ágil. 

Então, em apenas alguns minutos, você consegue inserir ou ajustar as que foram publicadas em suas páginas.

Como criar e adicionar o Google Tag Manager?

Começar a usar o Google Tag Manager é mais simples do que você imagina. 

Essa facilidade, inclusive, é uma premissa de toda solução do Google.

Para começar, você precisa criar uma conta

Se você já tem um e-mail do Gmail, pode usá-lo como ponto de partida para esse primeiro passo.

Em seguida, basta acessar a página do GTM e fazer o acesso com essa conta. 

Depois, precisará preencher um formulário com os dados da sua empresa e personalizar seu contêiner, que reúne todas as suas regras, variáveis e tags.

Caso você tenha mais de um site para gerenciar, será preciso criar outros contêineres separados. 

Essa ação facilita seu trabalho de monitoramento e não atrapalha a análise das métricas.

Quando esse processo for concluído, você terá acesso a uma janela com o código-base do GTM. 

Ele deve ser copiado e colado após a tag <body> na abertura de seu site. 

E pronto! O código estará em pleno funcionamento.

Como instalar e gerenciar as tags?

Para instalar e gerenciar as tags, você deve usar o Google Analytics

É ele que permite a análise completa do tráfego no site e do comportamento dos usuários em cada página.

Para começar, acesse o GTM, vá até o menu esquerdo e clique em “tags”. 

Em seguida, clique em um botão vermelho escrito “new” ou “nova”, a depender da configuração do idioma da sua ferramenta.

O Google entende que o Analytics é um dos recursos básicos para qualquer profissional de marketing. 

Por isso, pode ser que boa parte deles esteja pré-configurada.

Nesse sentido, selecione o Analytics dentro das opções que forem mostradas e escolha qual versão da ferramenta você está usando. 

Depois, informe o ID do seu domínio. 

Esse identificador costuma ser encontrado no próprio Analytics, no menu “administrador” e no submenu “propriedade”.

Feito isso, você poderá escolher em quais páginas a tag estará presente para que o Analytics possa monitorar. 

É só selecionar as páginas ou, se quiser que seja em todo o site, clicar nessa opção.

Com isso, a tag já está instalada. O último passo é clicar no botão “publicar” para ativar todas as tags do seu contêiner. 

Você também pode utilizar outra ferramenta chamada Google Tag Assistant para fazer o gerenciamento correto das tags

Ele identifica se todas elas estão preenchidas do jeito certo e, diante de algum erro, você recebe a informação para que possa corrigir o quanto antes.

Quais as principais tags de que um e-commerce necessita?

Existem algumas tags essenciais a um e-commerce.

É preciso, porém, entender o que o seu projeto precisa, para ter certeza de que todas elas se encaixam na proposta e gerem os resultados que você espera.

As tags do Google Analytics realmente são as que vêm em primeiro lugar, já que todo o monitoramento depende delas

Ou seja, é uma demanda básica que permite visualizar toda a jornada do cliente: do momento em que ele busca um produto, até quando ele o adiciona no carrinho e finaliza a compra.

As tags do Google Ads também são recomendadas, em especial de remarketing e de conversão, para conseguir mensurar melhor os seus resultados. 

E as tags do Facebook são outra opção, e vale a pena instalar todas as que são oferecidas pela rede social para refinar suas campanhas.

Se quiser, você pode usar as tags para mensurar coisas bastante específicas

Por exemplo, há tags para a pesquisa do site, para entender o que o cliente mais busca. 

A tag de produtos similares é outra que ajuda a compreender se o que você sugere para o cliente está realmente conforme as movimentações que ele realiza dentro do site.

Enfim, existem muitas tags que podem ser implementadas e essas são apenas algumas sugestões que, de início, podem gerar boas informações e resultados para o seu e-commerce.

De acordo com os objetivos que você alcançar, é possível alterá-las, acrescentar outras e adaptá-las para atenderem às suas necessidades.

Quais outras funções do GTM merecem destaque?

E por falar em tags, elas estão relacionadas a outras funções do GTM que também merecem destaque. 

Aqui estão duas delas que fazem toda a diferença para a sua loja virtual.

Remarketing

As tags de remarketing são ótimas para monitorar o efeito dos anúncios mostrados a quem já visitou sua página

Elas são muito comuns dentro do Facebook e usadas para refinar campanhas.

Dentro do Google Adwords você encontra a guia “campanhas”, na qual pode configurar seu código de conversão. 

Lembre-se de ativá-lo para todas as páginas, porque ele sempre coletará informações de quando um usuário clica em uma página em especial ou preenche um formulário.

Retargeting

Dentro do Facebook também é possível ativar as tags de retargeting. 

Essa é a estratégia que redireciona consumidores para outros produtos que estejam mais alinhados com seus interesses, para que ele efetive a compra em uma segunda visita, já que na primeira isso não aconteceu.

O processo de ativação é semelhante ao anterior, com a diferença de que a tag inserida deve ser personalizada, porque o seu público é também personalizado. 

Você pode criar as listas de público no menu “tráfego do site” e definir as ações específicas nas quais a tag deve atuar.

Testes A/B

O GTM também tem outras funções que vão além de monitorar.

Por exemplo, ele pode ser usado como uma ferramenta de testes A/B

Basta conectá-lo a soluções desse tipo e testar diferentes informações, como a disposição de banners e páginas.

Assim, você consegue entender o que apresenta um desempenho melhor e pode adaptar seu e-commerce para garantir mais navegabilidade ao consumidor. 

O monitoramento, porém, não fica de lado mesmo nessa funcionalidade.

Ele ajuda a comparar a performance de cada versão

Assim, você tem acesso aos melhores resultados e decide qual é a mais adequada para seu público-alvo.

Como o uso das tags impacta positivamente uma loja online?

Bem, para começar, ele garante muito mais segurança para o seu projeto

Um único responsável tem total autonomia para fazer a inserção de tags, o que evita erros e falhas e permite um acompanhamento muito mais preciso.

As métricas também mostram resultados muito melhores, e, a partir deles, é possível desenvolver estratégias que atraiam mais tráfego qualificado

Os acionadores e variáveis são os verdadeiros responsáveis por isso, porque trazem definições mais reais de seu público.

O GTM ainda ajuda seu negócio a identificar pontos de melhoria. 

Ou seja, se a navegação não estiver intuitiva ou se as páginas demorarem muito tempo para carregar, você receberá uma notificação e poderá fazer as correções com urgência.

Sem dizer que a identificação de padrões de consumo dos usuários permite vários insights para novas melhorias e implementações

Então, a sua loja virtual pode crescer e expandir suas atividades muito mais rápido.

E, então, conseguiu entender melhor a importância do Google Tag Manager para o seu e-commerce e todas as funcionalidades que ele tem? 

Agora, basta colocar em prática o que aprendeu aqui e se sentar para um bom planejamento com a sua equipe

Em breve, os resultados virão e serão surpreendentes!

Quer continuar a se informar sobre temas e ferramentas que ajudarão a impulsionar sua empresa?

Se inscreva no nosso canal do Youtube e aprenda com os nossos conteúdos:

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário